09/01/16

Amarante infraestruturas - O complexo termal de Amarante só deverá abrir no verão de 2017, mas a autarquia espera iniciar em julho deste ano a fase de testes, com instalações provisórias, avançou hoje à Lusa o presidente José Luís Gaspar.



«Amarante avança com testes termais enquanto decorre construção do complexo

Os testes serão realizados enquanto decorrer a construção das instalações definitivas, empreitada para a qual já foi lançado concurso público .

O complexo termal de Amarante só deverá abrir no verão de 2017, mas a autarquia espera iniciar em julho deste ano a fase de testes, com instalações provisórias, avançou hoje à Lusa o presidente José Luís Gaspar. “Durante cerca de um ano vamos monitorizar os recursos hidrológicos para obter as homologações”, explicou o autarca

No antigo parque de campismo da cidade, para onde está previsto o complexo termal definitivo, acrescentou Gaspar, avançará já um pequeno pavilhão prefabricado com o equipamento necessário para realizar os testes obrigatórios à captação de água ali existente. “Já estamos a tratar dos procedimentos para adquirirmos os equipamentos”, afirmou, frisando que o processo está a ser acompanhado por técnicos e médicos especializados em matérias termais. 

Os testes serão realizados enquanto decorrer a construção das instalações definitivas, empreitada para a qual já foi lançado concurso público, tendo como preço-base cerca de 1,2 milhões de euros. 

As análises que têm sido efetuadas ao longo dos anos às características da água apontam, segundo o presidente, para o potencial terapêutico em situações de saúde ligadas à respiração, ossos e pele. 

Questionado sobre o modelo de exploração do futuro parque termal de Amarante, o presidente da Câmara adiantou que estão a ser equacionadas várias soluções, mas admitiu preferir a concessão a privados. “Ainda é cedo para tomar uma decisão. Vamos ponderar todas as possibilidades e optar pela melhor”, prometeu. 

Em 2013, sobre a mesma matéria, o anterior presidente da Câmara, o socialista Armindo Abreu, tinha defendido, em declarações à Lusa, que preferia o modelo de gestão municipal. 

O equipamento, conhecido em Amarante como Parque Termal das Murtas, será construído de raiz na zona do antigo parque de campismo, na margem direita do Tâmega, a poucas centenas de metros dos Paços do Concelho. 

Segundo José Luís Gaspar, os custos da empreitada serão suportados, “em princípio”, pelo Município, que já alocou recursos financeiros para o efeito. 

No entanto, acrescentou, está a ser equacionada a possibilidade de as termas poderem ser objeto de uma candidatura a fundos do Portugal 2020. - Veja mais em: https://www.dinheirovivo.pt/economia/amarante-avanca-com-testes-termais-enquanto-decorre-construcao-do-complexo/#sthash.YkrZroP3.dpuf

Sem comentários:

Enviar um comentário