30/11/17

Música Portuguesa - Foi um símbolo e um embaixador do rock, uma figura carregada de carisma, um dos Xutos & Pontapés mas muito mais do que isso; Zé Pedro deixou-nos esta quinta-feira, 30 de novembro.



«Morreu Zé Pedro, um símbolo do rock que foi sempre mais do que os Xutos

Foi um símbolo e um embaixador do rock, uma figura carregada de carisma, um dos Xutos & Pontapés mas muito mais do que isso. Zé Pedro deixou-nos esta quinta-feira, 30 de novembro.

Zé Pedro, guitarrista e fundador dos Xutos & Pontapés morreu esta quinta-feira, 30 de novembro, aos 61 anos. O músico faleceu depois de complicações decorrentes da Hepatite C de que sofria há mais de 15 anos na sua casa, em Lisboa.

Zé Pedro estava doente há vários meses, mas a situação foi sempre mantida de forma discreta pelo grupo, tendo só sido assumida publicamente em novembro, a propósito do concerto de fim de digressão da banda.

Há poucas semanas, Zé Pedro revelou que iria começar um um novo tratamento, depois de ter atuado com os Xutos & Pontapés no Coliseu dos Recreios, em Lisboa. “Como sabem tenho andado na luta da vida com alguns problemas de saúde… Tentei e tento dar sempre o melhor de mim. O vosso carinho, o vosso amor, a vossa energia, toda a força que me transmitem é-me tão forte e vital que só posso humildemente agradecer", escreveu na altura nas redes sociais.

Foi talvez o maior símbolo do rock português, embaixador de um estilo teimosamente rockeiro que conseguiu manter atual aos olhos das novas gerações, e uma figura eternamente carismática, cujo enorme amor pela música caminhava de mãos dadas com a intensa boémia e a imensa simpatia que o público em geral sempre lhe reconheceu. Ninguém mais do que ele parecia estar sempre a divertir-se a cada vez que pisava um palco, fazendo de cada concerto dos Xutos & Pontapés um momento de festa, e, cada vez mais, um evento que juntava várias gerações de admiradores.

Um embaixador do rock

Nascido em Lisboa a 14 de setembro de 1956, José Pedro Amaro dos Santos Reis, desde sempre conhecido como Zé Pedro, viveu até aos seis anos em Timor, consequência da profissão do pai, militar de carreira. A paixão do pai pela música passou para o rapaz, que cresceu a ouvir discos num giradiscos da Telefunken que o pai comprara na Guiné.

Foi um símbolo e um embaixador do rock, uma figura carregada de carisma, um dos Xutos & Pontapés mas muito mais do que isso. Zé Pedro deixou-nos hoje. Recorde na galeria algumas fotografias dos últimos anos da carreira do músico.

O ex-presidente da República, Jorge Sampaio, durante a apresentação do livro "Aqui Xutos e Pontapés", em Lisboa, 18 de novembro de 2014. 

Mas o grande momento de viragem com cerca de 20 anos, em 1977, quando Zé Pedro fez um interrail pela Europa, e assistiu em França ao festival de punk de Mont-de-Marsan, convertendo-se a partir daí à ideologia e à estetica do punk, que começava então a emergir em Portugal.

Em 1978, com a ideia de transpôr essa expressão para o nosso país, juntou-se ao seu amigo Zé Leonel e colocou um anúncio no jornal na secção de classificados: “Baterista e baixista precisam-se para grupo punk”.

Entre os vários que responderam contavam-se Tim e Kalu, nascendo aí os Xutos & Pontapés, com uma primeira formação de quatro elementos com Leonel como vocalista, Zé Pedro na guitarra, Tim no baixo e Kalu na bateria, e estreia a 13 de janeiro de 1979 na sala Alunos de Apolo, numa noite de celebração do rock n'roll e de despedida dos Faíscas. Na altura ainda não tinham a legião de fãs de hoje e estavam longe de saber que se tornariam numa das mais resistentes bandas do rock português.

Zé Leonel sairá logo em 1981, abrindo espaço a Tim para a função de vocalista, Francis integra a banda entre 1981 e 1983, e João Cabeleira entre para o grupo nesse último ano, completando a formação existente até aos dias de hoje.

Desde então até agora, os Xutos & Pontapés gravaram 14 albuns de originais, deram milhares de concertos e criaram centenas de músicas, muitas delas clássicos da canção portuguesa, como "À Minha Maneira", "Para Ti Maria" "Contentores", "Não sou o Único”, "N'América", “Para Sempre e “Mundo ao Contrário”, além de uma muita popular versão do tema “A Minha Casinha” para o mítico álbum “Circo de Feras”, que fez a visibilidade da banda explodir em 1987.

O sucesso foi tão consensual que em 2004, todos os membros do grupo foram agraciados pelo então Presidente da República Jorge Sampaio com o grau de Comendador da Ordem de Mérito.

Em 2007,  é editado o livro "Não Sou o Único", uma biografia de Zé Pedro escrita pela sua irmã, Helena Reis. "Dizem que somos feitos da mesma matéria que as estrelas, que ainda somos seus primos afastados, mas alguns de nós têm um parentesco mais próximo com elas, uma cintilação especial – são eles próprios estrelas. É o caso de Zé Pedro, fundador dos Xutos e Pontapés e uma das mais brilhantes estrelas do rock português. Nestas páginas da autoria da irmã Helena Reis, somos convidados a entrar no mundo de Zé Pedro, dos seus sonhos, das suas paixões", pode ler-se no resumo de apresentação do livro.

Zé Pedro tem um incontornável lugar na história do rock como membro dos Xutos & Pontapés, mas foi sempre muito mais do que isso, servindo de embaixador do rock onde quer que a ocasião se proporcionasse, divulgando bandas como radialista na Rádio Radar, participando em concertos de colegas de todas as proveniências, e mesmo formando bandas exteriores à de origem, como os Ladrões do Tempo, em 2011, Tó Trips e Pedro Gonçalves (dos Dead Combo), Samuel Palitos e Paulo Franco.

A solo, o músico editou o álbum "Convidado: Zé Pedro" (2011), uma soma de parcerias com conhecidos músicos portugueses. O registo reúne canções de artistas com os quais o guitarrista trabalhou, à margem da carreira dos Xutos & Pontapés.

A luta contra a doença

Foi diagnosticado com Hepatite C quando teve "graves problemas de saúde". "Fui ao médico e um dos principais problemas detetados foi a hepatite C. Aos 12 anos lembro-me que tive hepatite, mas não sei bem qual. Não sei como contraí a doença. Pode ter sido por causa dos abusos com droga injetável e álcool ou se calhar foi uma reativação do vírus que tive aos 12 anos", explicou o guitarrista numa entrevista ao Jornal de Notícias.

Em maio de 2011, o músico fez um transplante de fígado. Na altura, a própria banda avançou em comunicado, que “há muito tempo que o guitarrista se debatia com problemas de fígado, pelo que se encontrava em lista de espera para um transplante".

Durante o período de recuperação, o músico dos Xutos & Pontapés foi substituído por Tó Zé, ex-guitarrista dos RAMP e roadie pessoal de Zé Pedro.

O transplante a Zé Pedro correu bem e o músico voltou aos palco, no concerto da banda no festival Optimus Alive (hoje NOS Alive), no Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras.

Noutra entrevista ao Expresso, Tim recordou também o dia em que Zé Pedro entrou no hospital em estado crítico. "Anos e anos de abusos e uma perspetiva de vida no futuro estavam a cobrar a conta. Felizmente, safou-se. A partir daí surgiu um Zé Pedro diferente", conta, sublinhando que o músico tem "sido muito forte e corajoso, tem sofrido, mas não se tem sacrificado". "A vida dele é tocar nos Xutos & Pontapés", frisou.

Os Xutos & Pontapés terminaram a digressão deste ano com um concerto a 4 de novembro, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa. Depois do espetáculo, Zé Pedro agradeceu o apoio do público através de um texto partilhado na sua página no Facebook. "Entrar em qualquer sala com lotação esgotada é maravilhoso. Os Coliseus têm uma magia muito própria e o concerto de ontem foi muito especial. Como sabem tenho andado na luta da vida com alguns problemas de saúde... Tentei e tento dar sempre o melhor de mim", escreveu o músico.

"O vosso carinho, o vosso amor, a vossa energia, toda a força que me transmitem é-me tão forte e vital que só posso humildemente agradecer.... Obrigado também a todos os que ontem gritaram o meu nome e fizeram com que tivesse força para continuar naquele palco até ao fim", acrescentou, revelando que vai começar a fazer um novo tratamento. "Começo um novo tratamento e garanto que é para ganhar. Eu sei lutar e acredito", frisou.

Num artigo publicado na Revista do Expresso, vocalista e baixista da banda, Tim, falou também sobre a incerteza em relação ao futuro da banda. "O concerto deste sábado marca o fecho da tour 2017, mas no início não sabíamos se a saúde do Zé Pedro ia aguentar o esforço necessário; esta incerteza marcou a digressão, mas graças aos deuses e ao ânimo do Zé tivemos grandes concertos por todo o país, e ele só não tocou em Toronto por imposição nossa. As viagens eram um risco desnecessário", explicou o músico no início do artigo.

Segundo Tim, o concerto no Coliseu dos Recreios foi "montado para, de alguma forma, proteger a saúde do Zé (e a nossa), com um pequeno espaço acústico no meio para recuperar o fôlego, algumas canções novas, o solo do Kalú e do Zé".» in https://mag.sapo.pt/showbiz/artigos/morreu-ze-pedro-um-simbolo-do-rock-que-foi-sempre-mais-do-que-os-xutos


(Optimus Alive'11 - Xutos & Pontapés com Zé Pedro de regresso aos palcos)


Xutos & Pontapés - "Para Sempre" - [Zé Pedro]


Zé Pedro | Xutos & Pontapés - "Submissão"




Zé Pedro - "Submissão"


Zé Pedro e Kalu



Xutos & Pontapés - "Não sou o único"


Xutos & Pontapés - "O Homem do leme" - (No adeus a Zé Pedro no Coliseu de Lisboa)


Xutos & Pontapés - "O Homem do leme"



"Submissão
Xutos & Pontapés

Quando era pequeno o meu pai dizia
Olha pra isto que tu fizeste
É só asneiras quando tu apareces
Torna-te um homem e vê lá se cresces

Fui para a escola pra saber ler
Mas ensinaram-me coisas para eu ir fazer
Maneiras de estar e maneiras de ser
Até davam castigos pra eu aprender

Eu já vi tudo
Submissão
Já comi de tudo
Submissão
Eu já fiz tudo
Submissão
Já me fizeram tudo

Deixei a escola e fui trabalhar
Mas é pior do que andar a estudar
Oito horas por dia é muito a aturar
É tanto tempo tempo que nem dá pra pensar

Eu já vi tudo
Submissão
Já comi de tudo
Submissão
Eu já fiz tudo
Submissão
Já me fizeram tudo"

Rota do Românico do Tâmega e Sousa - 24 de novembro de 2017 a 21 de janeiro de 2018, no Museu Municipal de Resende.


(24 de novembro de 2017 a 21 de janeiro de 2018, no Museu Municipal de Resende)

F.C. do Porto - O FC Porto envia condolências à família e amigos de Belmiro Mendes de Azevedo, ex-dirigente e atleta do clube, que faleceu esta quarta-feira, no Hospital da CUF, no Porto, aos 79 anos.



«CONDOLÊNCIAS PELA MORTE DE BELMIRO DE AZEVEDO

Ex-dirigente e atleta do FC Porto, era sócio do clube há 55 anos.

O FC Porto envia condolências à família e amigos de Belmiro Mendes de Azevedo, ex-dirigente e atleta do clube, que faleceu esta quarta-feira, no Hospital da CUF, no Porto, aos 79 anos. O antigo chairman do grupo Sonae, empresa da qual assumiu o controlo em 1974, era o sócio 1714, numa ligação que durava há 55 anos – já tinha por isso recebido a roseta de ouro.

Nascido em 1938, em Tuias, Marco de Canaveses, tinha deixado em abril de 2015 o cargo de chairman do grupo, que nasceu no Norte e que manteve na região as suas raízes. Agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique, em 2006, Belmiro de Azevedo foi atleta do andebol azul e branco e dirigente da secção de natação.

A bandeira do FC Porto está colocada a meia haste.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/condolencias-pela-morte-de-Belmiro-de-Azevedo.aspx

F.C. do Porto - Pinto da Costa recordou “com saudade” os tempos em que partilhou com Belmiro de Azevedo um lugar na direção do clube.



«PRESIDENTE LAMENTA A MORTE DE “UMA GRANDE FIGURA NACIONAL”

Pinto da Costa recordou “com saudade” os tempos em que partilhou com Belmiro de Azevedo um lugar na direção do clube.

Jorge Nuno Pinto da Costa reagiu à morte do empresário Belmiro de Azevedo, esta quarta-feira, considerando-o “uma grande figura nacional” e recordando-o como portista e ainda como um “grande homem do Norte”. Entre 1969 e 1971, o presidente do FC Porto partilhou um lugar na direção do clube com o empresário e antigo chairman da Sonae, que foi “grande impulsionador” da natação.

“O engenheiro Belmiro de Azevedo era um cidadão que marcou a sua passagem entre nós como uma grande figura nacional. Era um grande empresário, que subiu a pulso, atingiu o top, fruto da sua perseverança, inteligência e força de vontade. Fica na história como um grande empresário do país mas também como um grande homem do Norte, que sempre defendeu os ideais nortenhos e que nunca teve medo de assumir as suas posições publicamente”, afirmou. 

Belmiro de Azevedo era o sócio 1714, desde 1962, e foi praticante de andebol no FC Porto. Pinto da Costa lembrou com mais ênfase os anos em que se sentavam “lado a lado” nas reuniões da direção então presidida por Afonso Pinto de Magalhães. “Recordo com saudade esses tempos, em que fez uma notável obra na natação – foi o grande impulsionador da modalidade, sem condições. Conseguiu projetá-la para hoje conseguir os grandes níveis que tem. Tenho que lamentar a perda de um homem que fica também ligado ao FC Porto e apresentar as minhas condolências, em nome do FC Porto, à sua família”, declarou Pinto da Costa.

Na memória fica a personalidade de alguém com uma “permanente ambição de fazer melhor” e que ergueu a Sonae ao estatuto de grupo multinacional e de um dos grandes empregadores portugueses: “Já nessa altura, na sua juventude, apresentava essas caraterísticas, que conseguiram levá-lo a ter o sucesso que teve e, depois do desaparecimento, continuar a ser merecedor do respeito de toda a gente”.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/presidente-lamenta-a-morte-de-uma-grande-figura-nacional.aspx


Reação de Jorge Nuno Pinto da Costa à morte de Belmiro de Azevedo (29/11/2017)

F.C. do Porto Andebol: F.C. do Porto 34 vs Fafe 22 - A lei do mais forte imperou no Dragão Caixa, onde o FC Porto derrotou sem dificuldades o Fafe, em jogo da 12.ª jornada da primeira fase do Andebol 1.



«NONA VITÓRIA VALE SUBIDA AO PÓDIO DO ANDEBOL 1

FC Porto bateu o Fafe por 34-22 e aumentou para nove o número de jogos consecutivos a ganhar no campeonato.

A lei do mais forte imperou no Dragão Caixa, onde o FC Porto derrotou sem dificuldades o Fafe por 34-22, em jogo da 12.ª jornada da primeira fase do Andebol 1. A nona vitória consecutiva permite aos portistas alcançar o ABC no terceiro lugar do campeonato, somando agora 31 pontos, menos dois do que Sporting e Benfica, que lideram a classificação.

O jogo diante dos fafenses só foi resolvido no primeiro quarto de hora da segunda parte, depois uma primeira que os Dragões controlaram, mas em que estiveram longe de ser brilhantes, nomeadamente no ataque, em que estiveram pouco eficazes. A vantagem de cinco golos ao intervalo espelhava o que se passava em campo, mas não refletia a verdadeira diferença de poderio entre uma equipa candidata ao título e outra que segue na 13.ª e antepenúltima posição e luta pela sobrevivência no escalão maior do andebol português.

A segunda meia hora de jogo foi bem diferente. Embalado por um parcial de 4-0 logo no reatamento, o FC Porto carregou no acelerador e cavou um fosso no marcador que cedo atingiu a casa das dezenas, o que permitiu a Lars Walther gerir a equipa a pensar no calendário sobrecarregado que tem pela frente até à paragem do Natal e Ano Novo. 

No fim, o treinador dinamarquês não estava satisfeito com a exibição dos Dragões, considerando que ela foi afetada pelo jogo da passada quinta-feira com o Füchse Berlim para a Taça EHF. “Não estivemos muito concentrados, sobretudo na primeira parte, em que falhámos demasiados remates, o que se se refletiu no resultado da primeira parte. Ao intervalo, corrigi algumas coisas e na segunda parte estivemos ligeiramente melhor, mas acho que o jogo com o Füchse acabou por ter alguma influência nesta partida”, disse o técnico do FC Porto, que volta a entrar em campo no próximo sábado, jogando diante do Xico Andebol, no Dragão Caixa (21h00, Porto Canal). 

FICHA DE JOGO

FC PORTO-FAFE, 34-22
Andebol 1, 1.ª fase, 12.ª jornada
28 de novembro de 2017
Dragão Caixa

Árbitros: Rúben Maia e André Nunes (Aveiro)

FC PORTO: Hugo Laurentino (1) e Carlos Oliveira (g.r.); António Areia (5), Ángel Hernández (3), Daymaro Salina (3), Felipe Santaela (1), Victor Iturriza (3), Miguel Martins (2), Jonas Alves, Diogo Branquinho (4), Nikola Spelic (2), Yoel Cuni Morales (1), Rui Silva (2), José Carrillo (3), Aleksander Spende e Miguel Alves (4)
Treinador: Lars Walther

FAFE: Reyniel Nelson e Nuno Silva (1) (g.r.); Tiago Gonçalves (1), Vasco Santos (3), Miguel Fernandes, Paulo Cândido (2), Pedro Dantas, Nuno Fernandes (2), João Ferreira, Eduardo Sampaio (4), Vladimiro Pires, Mário Pereira (1), Tiago Silva (5), João Carvalho, Carlos Madureira e João Fernandes (3)
Treinador: Luís Silva

Ao intervalo: 15-10» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/fcp-fafe-andebol1-1af-12aj.aspx


Andebol: FC Porto-Fafe, 34-22 (Andebol 1, 1.ª fase, 12.ª jornada, 28/11/17)

F.C. do Porto Atletas Internacionais - Monteiro da Costa, notabilizou-se particularmente nos anos 1950 e era conhecido como o Homem Canhão.



«CONHEÇA O MAIOR GOLEADOR DA HISTÓRIA DOS FC PORTO-BENFICA

Notabilizou-se particularmente nos anos 1950 e era conhecido como o Homem Canhão.

Já se realizaram 83 FC Porto-Benfica para a Liga portuguesa (e aqui contabilizamos apenas os jogos com os Dragões como anfitriões) e uma pergunta veio ao de cima: quem é o maior goleador de sempre deste clássico? Talvez Fernando Gomes, Jardel ou até Domingos? Não, a resposta vai mais atrás na história e traz à memória um nome que, injustamente, será pouco conhecido: o de Monteiro da Costa.

Não se trata de José Monteiro da Costa, segundo presidente do clube, mas sim de António Henrique Monteiro da Costa, um médio/avançado nascido a 20 de agosto de 1928, em São Paio de Oleiros, concelho de Santa Maria da Feira, e que, entre as épocas 1949/50 e 1961/62 jogou por 328 vezes com a nossa camisola e marcou 96 golos. Chamavam-lhe Homem Canhão e participou nas conquistas de dois Campeonatos Nacionais (1955/56 e 1958/59) e duas Taças de Portugal (1955/56 e 1957/58).

Em 11 FC Porto-Benfica marcou oito golos, o que lhe dá o título de maior goleador nesse confronto, para a mais importante prova do futebol nacional. Bisou no duelo de 1950/51 e depois, já nas Antas, apontou mais seis golos aos lisboetas, entre as temporadas 1952/53 e 1957/58. 

“Atleta pundonoroso, enérgico e esforçado. António Henrique Monteiro da Costa é, incontestavelmente, um dos elementos mais representativos do futebol – no nosso Clube e no Desporto Nacional”, lê-se, numa publicação datada de 1960. O Homem Canhão jogava em qualquer posição (só lhe terá faltado a baliza) e é uma espécie de protótipo do chamado jogador à Porto. Foi capitão durante vários anos e ainda treinador interino e treinador adjunto nos anos 1970. Faleceu em agosto de 1984.

Monteiro da Costa, que foi por quatro vezes internacional português – num tempo em que os jogos de seleções eram muito mais raros –, foi contemporâneo do guarda-redes Barrigana, de Miguel Arcanjo, Hernâni, Jaburu, José Maria Pedroto e Virgílio, o leão de Génova.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/conheca-o-maior-goleador-da-historia-dos-FC-Porto-Benfica.aspx

29/11/17

Óbitos - O líder da Sonae morreu esta quarta-feira, sendo um dos homens mais ricos do país e, desde a década de 1970, alargou o império da Sonae do retalho às telecomunicações.



«Morreu Belmiro de Azevedo, aos 79 anos

O líder da Sonae morreu esta quarta-feira. Era um dos homens mais ricos do país e, desde a década de 1970, alargou o império da Sonae do retalho às telecomunicações.
Belmiro Mendes de Azevedo, empresário que liderou o grupo Sonae e um dos homens mais ricos do país, morreu esta quarta-feira, aos 79 anos, avança a RTP 3. Faleceu no Hospital da CUF, no Porto, onde estava internado desde segunda-feira.

Licenciado em Engenharia Química, a primeira experiência profissional do empresário natural de Tuías, Marco de Canaveses, foi na Efanor (Empresa Fabril do Norte. Entrou para a Sonae no final da década de 1960, assumindo o controlo da empresa em 1974. Como descreveu o próprio, no discurso da cerimónia de 50 anos desde que entrou para a Sonae, a sua primeira tarefa na empresa foi “destruir para voltar a construir”.

Sob a sua liderança, o grupo Sonae transformou-se num império: dos hipermercados à comunicação social através do jornal Público, passando pelas telecomunicações, com o investimento na Optimus (agora Nos). Em 1983, levou a Sonae para o mercado de capitais e, nessa altura, tornou-se também no principal acionista.

Durante anos, Belmiro de Azevedo liderou a lista dos mais ricos de Portugal, mas viu a sua fortuna cair com a redução da capitalização bolsista da Sonae. Em 2017, o ranking da Forbes colocou Belmiro de Azevedo no terceiro lugar dos mais ricos de Portugal, com um fortuna avaliada em 1,4 mil milhões de euros, figurando também na lista dos mais ricos do mundo.

Aos 77 anos, em abril de 2015, abandonou a direção da Sonae, precisamente no aniversário de 50 anos após a sua entrada na empresa. Deixou o grupo a cargo dos seus filhos, Paulo Azevedo e Cláudia Azevedo. Na altura, o empresário garantiu que não iria ficar quieto.» in http://www.sapo.pt/noticias/economia/morreu-belmiro-de-azevedo-aos-79-anos_5a1ed847958c243238d39810


(Belmiro de Azevedo distinguido com Prémio Carreira)


(Um dia com Belmiro :: Prémios Precariedade 2008)


(Belmiro de Azevedo vai transformar casa onde nasceu em museu)

História - Foi encontrada uma mensagem, datada de 1777, entre as nádegas de uma escultura em madeira de Jesus Cristo, na igreja de Santa Águeda, em Sotillo de la Ribera, Espanha.



«Encontrada mensagem do século XVIII escondida nas nádegas de uma escultura de Cristo

Foi encontrada uma mensagem, datada de 1777, entre as nádegas de uma escultura em madeira de Jesus Cristo, na igreja de Santa Águeda, em Sotillo de la Ribera, Espanha. A mensagem continha informações económicas, religiosas, políticas e culturais da época.

O documento consiste em duas folhas manuscritas em ambos os lados - com uma caligrafia cuidada - e assinado pelo padre catedral de Burgo de Osma, Joaquín Mínguez. Neste documento, para além de ser dito que a autoria da escultura é de Manuel Bal, o padre catedral aproveita para comunicar com as gerações vindouras, ao fornecer detalhes sobre a vida do século XVIII.

A equipa responsável pelo restauro da obra (equipa Da Vinci Restauro) encontrou esta mensagem ao remover um pedaço de pano que estava a cobrir as nádegas de uma escultura de Jesus Cristo.

De acordo com a Agência EFE, o historiador e promotor da restauração da escultura do século XVII, Efrén Arroyo, diz que esta descoberta é surpreendente e singular porque “não é comum encontrar no interior das esculturas documentos escritos à mão”. O historiador examinou o documento e afirma que esta mensagem é como “uma ocorrência ou jogo entre o autor, o padre da Catedral, e o escultor, com a intenção de ser encontrada centenas de anos depois, resultando numa cápsula do tempo”.

O Coordenador da Semana Santa de Sotillo enviou o documento original para os arquivos do Arcebispo de Burgos, onde estão os documentos do Arquivo Paroquial de Sotillo de Ribera. No entanto, foi feita uma cópia do documento para continuar dentro da escultura de Cristo, a fim de cumprir a intenção do padre.» in http://24.sapo.pt/vida/artigos/mensagem-do-seculo-xviii-escondida-nas-nadegas-de-uma-escultura-de-cristo

Política Económica - A Goldman Sachs e o Barclays anunciaram as suas perspetivas para a economia mundial em 2018, e dificilmente poderiam estar mais optimistas.



«Como está a economia mundial? “Melhor é impossível”, sublinham Goldman Sachs e Barclays
Bruno Alves

Por outro lado, a OCDE e alguns analistas já vêem alguns sinais de perigo.

A Goldman Sachs e o Barclays anunciaram as suas perspetivas para a economia mundial em 2018, e dificilmente poderiam estar mais optimistas.

Para os economistas do Barclays, citados pela Bloomberg, consideram “que a presente expansão económica tem uma dinâmica substancial”, dado que não está “excessivamente dependente” de uma “região, indústria ou fonte de procura únicas”, nem “parece ter gerado excessos económicos ou financeiros que constituam uma ameaça significativa”.

Já para os analistas da Goldman Sachs, “melhor é impossível”, com as principais economias mundiais a suplantarem as previsões de crescimento para este ano, e uma expetativa de que a reserva federal americana irá subir a taxa de juro “quatro vezes” no próximo ano, evitando assim receios de uma potencial subida da inflação.

OCDE menos otimista

O sentimento não é, no entanto, partilhado por todos. A OCDE, ao mesmo tempo que previu um crescimento de 3,7% para a economia mundial, avisou hoje que os preços dos ativos financeiros estarão demasiado elevados e que uma inversão do mercado poderá colocar a expansão em perigo.

Alguns analistas, como o historiador económico e comentador Niall Ferguson, vêem na atual conjuntura as raízes de uma nova crise financeira internacional. Na sua coluna de opinião no Boston Globe e no Times de Londres, Ferguson adverte que as previsíveis subidas da taxa de juro por parte da Reserva Federal americana e do Banco de Inglaterra terá consequências negativas para os mercados, ao mesmo tempo que uma “infleção demográfica” implicará que o rácio entre trabalhadores e consumidores iniciará uma reversão que afetará as perspetivas de crescimento mundial, para além de causar o “rebentar da bolha” dos títulos de dívida soberana de longo prazo, causando problemas de financiamento a economias como a canadiana ou, potencialmente mais grave, a chinesa. Ferguson acrescentou ainda que uma economia tão profundamente “enredada” como a economia mundial moderna é “estruturalmente deflacionária”, e a expansão da produção de petróleo poderá implicar a ausência de uma pressão inflacionária que pudesse aliviar os encargos das empresas ou economias mais endividadas ao desvalorizar o montante das suas dívidas.

“A próxima crise”, diz Ferguson, “não será como a última”. Mas, avisa, “vai haver uma”, e “está cada vez mais próxima”.» in http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/como-esta-a-economia-mundial-melhor-e-impossivel-sublinham-a-goldman-sachs-e-barclays-238318

Política Económica - O preço da moeda virtual bitcoin atingiu esta terça-feira os 10 mil dólares, seguindo as recentes expectativas dos analistas de que iria passar esta meta em breve.



«É oficial: bitcoin chega aos 10 mil dólares
Mariana Bandeira

Segundo o CoinDesk, neste momento a moeda virtual está a valer 9906,77 dólares e a subir 1,72%.

O preço da moeda virtual bitcoin atingiu esta terça-feira os 10 mil dólares, seguindo as recentes expectativas dos analistas de que iria passar esta meta em breve. O valor da criptomoeda subiu de cerca de 3 mil dólares para os 10 mil dólares em menos de três meses, um acréscimo de aproximadamente 1.000% só em 2017.

A bitcoin passou a barreira dos 9 mil dólares em menos de uma semana, ao atingir ontem o anterior recorde de 9.735,51 dólares e ao ter subido cerca de 17% em comparação com o valor a que estava a negociar no final da semana.

Ainda na terça-feira, a bitcoin atingiu os 8 mil dólares, depois de um tombo causado pelas notícias de um ataque informático que destabilizou o mercado das criptomoedas. No entanto, apenas seis dias depois, a moeda valorizou mais de mil dólares e ultrapassou os 9 mil dólares, há pouco menos de uma semana.

A rápida apreciação está a fazer com que seja difícil para os analistas e os investidores manterem as suas previsões atualizadas. De acordo com o responsável de Marketing da Gatecoin, é mais provável que a “estratosfera psicológica dos 10 mil dólares” envolva mais investidores institucionais.

Segundo o CoinDesk, neste momento a moeda virtual está a valer 9906,77 dólares e a subir 1,72%.» in http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/e-oficial-bitcoin-chega-aos-10-mil-dolares-238217


( Fantástico Explica o Que é o Bitcoin)

F.C. do Porto Ciclismo - Daniel Freitas, Ángel Rebollido e Tiago Ferreira renovam contrato por mais um ano.



«TRIO FECHA PLANTEL DA W52-FC PORTO-MESTRE DA COR

Daniel Freitas, Ángel Rebollido e Tiago Ferreira renovam contrato por mais um ano.

O plantel da W52-FC Porto-Mestre da Cor para a temporada de 2018 está completo. Daniel Freitas, Ángel Sánchez Rebollido (na foto, na vitória na segunda etapa do Grande Prémio Abimota, em junho) e Tiago Ferreira renovaram os seus contratos por mais um ano e fecham o grupo às ordens de Nuno Ribeiro.

“Representar pela terceira época a W52-FC Porto-Mestre da Cor é um orgulho. Fazer parte da melhor equipa portuguesa fez-me crescer e todos os dias querer mais. Espero que todos juntos consigamos alcançar os objetivos da equipa e eu consiga retribuir com algumas vitórias”, disse ao www.fcporto.pt o sprinter de 26 anos.

Aos 24 anos, o espanhol Ángel Sánchez Rebollido também se declarou “orgulhoso” por continuar a vestir de azul e branco: “Darei o meu melhor para a ajudar a equipa a conquistar todos os objetivos. E que seja um ano de vitórias”.

Tiago Ferreira, trepador de 23 anos que integrou este ano o projeto, também está pronto para mais uma temporada em que o principal objetivo será de novo a Volta a Portugal: “Estou aqui para ajudar a minha equipa a crescer e a cumprir tudo o que nos for proposto. Quando tiver a minha oportunidade a nível individual irei dar o meu máximo”.

Pode consultar aqui o plantel completo da W52-FC Porto-Mestre da Cor para 2018.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/ciclismo-plantel-fechado.aspx

28/11/17

F.C. do Porto Basquetebol - Dale Dover, para muitos o melhor basquetebolista estrangeiro que já passou por Portugal, regressou ao Museu FC Porto e voltou atrás no tempo para recordar grandes momentos que viveu de Dragão ao peito, descrevendo-os num português surpreendentemente fluído.




«DALE DOVER VISITOU A EXPOSIÇÃO “BASQUETEBOL”

Antiga estrela do FC Porto esteve no Museu e recordou momentos do passado em bom português.

A exposição Basquetebol, já aberta ao público e com entrada livre, teve esta segunda-feira uma visita muito especial. Dale Dover, para muitos o melhor basquetebolista estrangeiro que já passou por Portugal, regressou ao Museu FC Porto e voltou atrás no tempo para recordar grandes momentos que viveu de Dragão ao peito, descrevendo-os num português surpreendentemente fluído.

O norte-americano Dale Flash Dover, hoje ligado à advocacia, representou os azuis e brancos durante três épocas, tendo sido campeão logo na primeira, pouco depois de os Dragões o terem contratado à Universidade de Harvard. Chegou a jogar um mês na NBA, ao serviço dos Boston Celtics, mas foi no FC Porto que Dale Dover mais brilhou. Na estreia, a 19 de novembro de 1971, “só” marcou 41 pontos num amigável frente à Académica de Coimbra, disputado no Pavilhão do Lima.

Era o início de uma era assinada por Dale Dover, ele que chegou à Invicta com 22 anos para mudar por completo o basquetebol português, tornando-se uma lenda no FC Porto e na modalidade. Pouco depois de visitar a exposição, Dale Dover seguiu diretamente para o Dragão Caixa e, a convite do treinador Moncho López, foi um espetador atento no treino da equipa de basquetebol. No mínimo, é uma grande fonte de inspiração.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/Dale-Dover-visita-Museu-FC-Porto.aspx


(Dale Dover visitou a exposição “Basquetebol”)

F.C. do Porto Sérgio Conceição - O Prémio Lazialità, um galardão de reconhecimento de carreira e de máximo prestígio entre os adeptos da Lazio, foi atribuído na noite desta segunda-feira a Sérgio Conceição.



«SÉRGIO CONCEIÇÃO DISTINGUIDO COM O PRÉMIO LAZIALITÀ

Treinador gravou uma mensagem vídeo divulgada na cerimónia, em que foram homenageadas outras figuras da Lazio.

O Prémio Lazialità, um galardão de reconhecimento de carreira e de máximo prestígio entre os adeptos da Lazio, foi atribuído na noite desta segunda-feira a Sérgio Conceição. Jogador do clube romano entre 1998 e 2000 e depois em metade da época 2003/04, o treinador do FC Porto ganhou nesse período uma Taça das Taças, uma Supertaça Europeia, uma Liga italiana, duas Taças de Itália e uma Supertaça italiana. 

“Lamento não estar convosco, mas estou próximo de vós, com o povo da Lazio. O Simone Inzaghi [treinador da equipa] está a fazer um ótimo trabalho a lançar tantos jovens, espero poder estar perto de vós em breve. Os anos que passei na Lazio foram muito bonitos, venci tantas coisas e espero que a Lazio possa voltar a vencer”, afirmou, numa mensagem vídeo gravada para a cerimónia, em que não esteve presente.

A sétima edição do Prémio Lazialità – idealizado por Guido De Angelis, diretor da revista homónima fundada em 1985 – decorreu no Teatro Ghione, em Roma. Simeone, Verón, Mihajlovic, Peruzzi, Simone Inzaghi, Giuseppe Signori, Bruno Giordano e Dino Zoff estão entre as antigas figuras ligadas à Lazio que já foram distinguidas. Este ano, Roberto Cravero, Paolo Negro e Giuseppe Pancaro foram alguns dos ex-jogadores que subiram ao palco.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/futebol-sergio-conceicao-distinguido-com-o-premio-Lazialita.aspx

F.C. do Porto Atletas Internacionais - Yacine Brahimi e Vincent Aboubakar continuam na corrida ao prémio de melhor jogador africano do ano.



«BRAHIMI E ABOUBAKAR CONTINUAM NA CORRIDA PELO PRÉMIO DE JOGADOR AFRICANO DO ANO

Lista ficou reduzida a 11 futebolistas. Apenas Liverpool e FC Porto estão duplamente representados.

Yacine Brahimi e Vincent Aboubakar continuam na corrida ao prémio de melhor jogador africano do ano. A Confederação Africana de Futebol (CAF) divulgou esta segunda-feira uma lista que reduz a 11 os candidatos, depois de, a 1 de novembro, terem sido nomeados 30 futebolistas, entre os quais se encontrava outro portista, Moussa Marega.

Liverpool e FC Porto estão representados por dois jogadores, nesta seleção que foi efetuada com votos de membros da comissão técnica e de desenvolvimento da CAF, do painel de peritos média e de consultores independentes de média e televisão.

A decisão final irá envolver treinadores e diretores técnicos das várias federações e dez membros do painel de consultores independentes de média e televisão. Pela primeira vez, os capitães das seleções integradas na CAF vão também votar. O prémio será entregue numa gala a 4 de janeiro, em Acra, capital do Gana.

Candidatos a jogador africano do ano:

Bertrand Traoré (Burquina Faso e Lyon) 
Denis Onyango (Uganda e Mamelodi Sundowns)
Karim El Ahmadi (Marrocos e Feyenoord)
Keita Baldé (Senegal e Mónaco)
Mohamed Salah (Egito e Liverpool)
Naby Keita (Guiné e Leipzig)
Pierre-Emerick Aubameyang (Gabão e Borussia Dortmund)
Sadio Mané (Senegal e Liverpool)
Victor Moses (Nigéria e Chelsea)
Vincent Aboubakar (Camerões e FC Porto)
Yacine Brahimi (Argélia e FC Porto)» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/brahimi-e-aboubakar-prosseguem-na-corrida-pelo-premio-de-melhor-jogador-africano.aspx

História Arqueologia - É a mais recente descoberta no território do Vale do Côa, vestígios com mais de 70 mil anos considerados, pelos arqueólogos, "únicos" no interior peninsular.



«Homem de Neandertal terá passado pelo Côa há mais de 70 mil anos

Os arqueólogos acreditam que ainda “há muito para descobrir” porque, até ao momento, “nem uma dezena de metros quadrados foi escavada”.

É a mais recente descoberta no território do Vale do Côa. Vestígios com mais de 70 mil anos considerados, pelos arqueológos, "únicos" no interior peninsular.

"Foi possível identificar vestígios do homem de Neandertal, que aparece antes da arte do Côa”, avança o arqueólogo Thierry Aubry, recordando que a arte do Côa remonta aos 35 mil anos.

Foram encontradas “ferramentas, estruturas como pequenas fogueiras entre outros vestígios, que os homens pré-históricos deixaram neste sítio, o que o torna único no interior peninsular", detalha o arqueólogo.

A equipa de investigadores escavou até aos três metros de profundidade no sítio da Cardina, numa das margens do rio Côa, a jusante dos sítios arqueológicos da Quinta da Barca e da Penascosa, e foi aí que encontrou os vestígios com mais de 70 mil anos.

Segundo Thierry Aubry, “os elementos recolhidos mostram que o homem de Neandertal habitou durante anos o Vale do Côa, o que permite reconstituir a evolução climática e ambiental do território ao longo de um período de tempo que ultrapassa os 70 mil anos, até aos dias de hoje".

Os vestígios encontrados mostram “vários níveis de ocupação, quer dizer que não foram deixados durante uma fase de ocupação, mas que o homem Neandertal passou várias vezes neste sítio e deixou as ferramentas, as armas de caça mas também vestígios da vida quotidiana, defende o arqueólogo”.

“No mesmo sítio temos as páginas todas e podemos comparar do mais antigo até ao mais recente”, revela o arqueólogo, salientando que é possível “comparar quais são os vestígios da vida quotidiana do homem Neandertal. E, extremamente interessante, encontramos vestígios dos primeiros homens modernos que ocuparam a península ibérica e que, até a este momento, eram completamente desconhecidos nesta região”.

As escavações prosseguem e os arqueólogos acreditam que ainda “há muito para descobrir” numa área de centenas de metros quadrados. Até ao momento, “nem uma dezena de metros quadrados dos níveis do homem Neandertal foi escavada”.

"Ainda não chegámos ao potencial do sítio, porque ainda não chegamos à rocha e ainda temos níveis de sedimentos para escavar. Temos aqui um livro com cada vez mais páginas e que vai permitir descobrir o porquê da escolha do território do Côa pelos homens pré-históricos para viverem", refere o arqueólogo Thierry Aubry.

A variedade ecológica do território do Vale do Côa poderá ser, no entender os arqueólogos, uma das razões para concentração destes homens pré-históricos que eram, essencialmente, caçadores/recolectores.

“Na minha opinião há uma diversidade ecológica nesta região que está directamente ligada com o encaixe dos rios, da rede hidrográfica e o acesso rápido para a meseta, para os planaltos graníticos, que tinha outros recursos animais, e a área protegia o vale”, realça o arqueólogo.» in http://rr.sapo.pt/noticia/99379/homem-de-neandertal-tera-passado-pelo-coa-ha-mais-de-70-mil-anos?utm_source=rss

27/11/17

Música Brasileira - Maria Luiza de Arruda Botelho Pereira de Magalhães (São Paulo, 29 de agosto de 1992), mais conhecida pelo seu nome artístico Mallu Magalhães, é uma cantora, compositora e instrumentista brasileira.



Mallu Magalhães - "Vai e Vem" - (Videoclipe)


Mallu Magalhães - "Velha e Louca"


Mallu Magalhães - "Sambinha Bom"


Mallu Magalhães - "Olha só, moreno"


Mallu Magalhães - "Te Acho Tão Bonito" - (Oi Novo Som) 


Mallu Magalhães - "Por Causa de Você, Menina"


Mallu Magalhães - "Nossa Canção"


Mallu Magalhães - "É Você Que Tem" - (letra) 


Mallu Magalhães - "Onde anda você" - (letra) 


Mallu Magalhães - "Por Que Você Faz Assim Comigo?" 


Mallu Magalhães - "Casa Pronta" 


Malu Magalhães - "Vem"


Mallu Magalhães - "Será Que um Dia" 


Mallu Magalhães - "Navegador" - (Áudio) 

"Sambinha Bom
Mallu Magalhães

Sambinha bom
É esse que te traz de volta.
Que é só tocar
Que logo você quer voltar.
Meu coração
Já cansou de tanto choro derramar,
E pede "volta" pra gente dançar.

Sambinha bom
É esse que tem pouca nota
Que é só tocar
Que logo você quer cantar.
Meu coração
Já cansou de tanto choro derramar,
Implora "volta" pra gente sambar.

Eu, eu quero ficar com você.
Eu, eu quero grudar em você.
Eu, eu quero me bordar em você.

Quero virar sua pele,
Quero fazer uma capa,
Quero tirar sua roupa.

Sambinha bom
É esse que te traz de volta.
Que é só cantar
Que logo você quer voltar.
Meu coração
Já cansou de tanto charme derramar,
E pede "volta" pra gente sambar.

Eu, eu quero ficar com você.
Eu, eu quero grudar em você.
Eu, eu quero me bordar em você.

Quero virar sua pele,
Quero fazer uma capa,
Quero tirar sua roupa."

F.C. do Porto Natação - Catarina Silva Soares, Beatriz Hermosa e Rodrigo Pinto venceram as respetivas categorias em Paços de Ferreira.



«TRÊS PORTISTAS EM DESTAQUE NO NADADOR COMPLETO REGIONAL

Catarina Silva Soares, Beatriz Hermosa e Rodrigo Pinto venceram as respetivas categorias.

Catarina Silva Soares (na foto), na categoria juvenil, Beatriz Hermosa, nos infantis femininos, e Rodrigo Pinto nos masculinos, venceram a medalha de ouro no Torneio Nadador Completo Regional, que decorreu durante este fim de semana na Piscina Municipal de Paços de Ferreira.

O Nadador Completo é uma prova que consiste no somatório dos pontos obtidos por cada nadador em cinco estilos diferentes. Do lado do FC Porto há ainda a destacar o bronze da juvenil B Filipa Manso, assim como 242 recordes pessoais conseguidos nas 255 provas em que os atletas azuis e brancos participaram.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/nadador-completo-regional-2017.aspx

Amarante Mancelos - Também a minha Família Paterna tem origens em Mancelos, Pidre, Casa dos Timóteo's...


(Amarante, Mancelos, Pidre, Casa da família Timóteo, recordo com saudade o Tio António e as visitas que ele fazia à Cidreira)

F.C. do Porto Sub 15 Futebol: Moreirense 0 vs F.C. do Porto 1 - A equipa de Sub-15 do FC Porto venceu este domingo no terreno do Moreirense, numa vantagem tangencial, na jornada inaugural da série Norte da segunda fase do Campeonato Nacional de Juniores C.



«SUB-15 VITORIOSOS EM MOREIRA DE CÓNEGOS

Portistas bateram o Moreirense (1-0) e entraram a ganhar na segunda fase do campeonato.

A equipa de Sub-15 do FC Porto venceu este domingo no terreno do Moreirense, por 1-0, na jornada inaugural da série Norte da segunda fase do Campeonato Nacional de Juniores C. Na próxima ronda, a segunda, os Dragões recebem o Dragon Force, no Oival (3 de dezembro, 11h00, Porto Canal).

João Magalhães, logo aos seis minutos, apontou aquele que viria a ser o golo da vitória portista em Moreira de Cónegos, num jogo disputado com muita intensidade e no qual ambas as equipas se bateram bem. Apesar de ter desperdiçado algumas oportunidades para construir um resultado mais amplo, o FC Porto segurou o triunfo até ao fim.

Os Sub-15 portistas, comandados por Tulipa, alinharam com Tiago Gonçalves, Diogo Ribeiro, David Vinhas, Tiago Antunes, Leandro Dias, David Vieira, João Sérgio (Diogo Abreu, ao intervalo), Francisco Ribeiro, Martim Tavares, Ruben Ferreira (Veríssimo Amaro, 60m) e João Magalhães (Gonçalo Guimarães, 62m).» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/Sub15-Moreirense-FC-Porto-1a-jor-2a-fase-CNJC-1718.aspx

26/11/17

F.C. do Porto Sub 17 Futebol: F.C. do Porto 6 vs Anadia 0 - A equipa de Sub-17 do FC Porto entrou em grande estilo na segunda fase do Campeonato Nacional de Juniores B, goleando o Anadia por meia dúzia de bolas sem resposta, no Olival, na jornada inaugural da zona Norte.



«SUB-17 ENTRAM A GOLEAR NA SEGUNDA FASE DO CAMPEONATO

Dragões com triunfo expressivo frente ao Anadia (6-0), no Olival.

A equipa de Sub-17 do FC Porto entrou em grande estilo na segunda fase do Campeonato Nacional de Juniores B, goleando o Anadia (6-0), no Olival, na jornada inaugural da zona Norte. Na segunda ronda, os portistas deslocam-se ao terreno do Paços de Ferreira (3 de dezembro, 11h00).

A entrada forte protagonizada pelos Dragões teve reflexo no marcador: Fábio Silva (9m), Rodrigo Valente (14m), Cláudio Major (29m) e Tiago Matos (34m) apontaram os golos do FC Porto no primeiro tempo e assinaram o 4-0 com que o encontro chegou ao intervalo. Na etapa complementar, Rodrigo Valente (56m) e Fábio Silva (74m) voltaram a fazer o gosto ao pé e estabeleceram o 6-0 final.

Os Sub-17 portistas, comandados por Mário Silva, alinharam com João Abreu, Raí, Tiago Matos, Luís Ferreira, Alexandre Moutinho, Mané, Cláudio Major (Moisés Conceição, 69m), Rodrigo Valente, Rafa (Tiago Ribeiro, 55m), Gonçalo Borges (Duarte Moreira, 65m) e Fábio Silva.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/Sub17-FC-Porto-Anadia-1a-jor-2a-fase-CNJB-1718.aspx


( Formação: Sub-17 - FC Porto-Anadia, 6-0 (CNJB, 2.ª fase, zona Norte, 1.ª j., 26/11/17)
Pin It button on image hover