22/05/17

F.C. do Porto Basquetebol: F.C. do Porto 83 B s Vitória de Guimarães 78 - O FC Porto voltou a vencer o Vitória de Guimarães e está à distância de uma vitória de garantir a presença na final dos Playoffs da Liga Portuguesa - na próxima sexta-feira, às 21h00, no pavilhão vimaranense, tem lugar o terceiro jogo destas meias-finais.



«A UMA VITÓRIA DA FINAL DA LIGA DE BASQUETEBOL

FC Porto venceu o Vitória de Guimarães pela segunda vez nas meias-finais dos Playoffs (83-78).

O FC Porto voltou a vencer o Vitória de Guimarães, desta vez por 83-78, e está à distância de uma vitória de garantir a presença na final dos Playoffs da Liga Portuguesa - na próxima sexta-feira, às 21h00, no pavilhão vimaranense, tem lugar o terceiro jogo destas meias-finais. No segundo, disputado na noite deste domingo, os campeões nacionais experimentaram muito mais dificuldades do que no primeiro: chegaram a ter uma vantagem de 22 pontos, mas voltaram a permitir que o adversário recuperasse e discutisse o resultado até ao final.

Equilíbrio é a palavra que melhor descreve o que se passou durante quase toda a primeira parte. Passaram pouco mais de 24 horas do primeiro encontro desta série (80-69​), é verdade, mas o Vitória apareceu bem melhor, mais agressivo na defesa e com outra disponibilidade física, e causou bastantes mais dificuldades aos portistas. O andamento do marcador foi refletindo isso mesmo até aos últimos instantes do segundo período, quando o FC Porto marcou três triplos consecutivos, cavando uma distância de 15 pontos com que as duas equipas chegaram separadas ao intervalo (47-32).

O fosso foi aumentando nos primeiros minutos da segunda parte e dava ideia de que assim ia continuar, até porque o FC Porto conseguiu ter, a determinada altura, uma vantagem de 22 pontos. Mas o Vitória respondeu bem e fechou o terceiro período (68-56) com apenas 12 pontos de diferença para os atuais campeões nacionais, mostrando que continuava vivo no jogo. Estava tudo em aberto e os minhotos continuaram a mostrar que iam, de facto, vender muito cara esta derrota, impondo um parcial de 12-2 no início do segundo quarto que relançou em definitivo a partida que só se conheceu a sentença nos segundos finais do encontro.​

Brad Tinsley foi o MVP do jogo, muito à custa de um duplo-duplo de que já tinha estado perto na véspera - 20 pontos e 13 assistências, aos quais juntou ainda cinco ressaltos. Sasa Borovnjak (23 pontos, cinco ressaltos e uma assistência) e José Silva (12 pontos e oito ressaltos) também estiveram em destaque do lado portista.

FICHA DE JOGO

FC PORTO-V. GUIMARÃES, 83-78
Liga Portuguesa de Basquetebol, Playoffs, Meias-finais, Jogo 2
21 de maio de 2017
Dragão Caixa, no Porto

Árbitros: Luís Lopes, Nuno Monteiro e Hugo Antunes

FC PORTO: Brad Tinsley (20), Jeff Xavier (10), Pedro Bastos, Sasa Borovnjak (23) e Miguel Queiroz (6)
Jogaram ainda: Nick Washburn (5), José Silva (12), Ferrán Ventura (2), Miguel Miranda (4), André Bessa (2) e João Gallina
Treinador: Moncho López

V. GUIMARÃES: Miljan Rakic (5), Andrew Ferry (8), Victor Moses (12), João Balseiro (6) e Nebojsa Dukity (11) 
Jogaram ainda: Rui Quintino (2), Hugo Sotta (2), João Guerreiro (8), Pedro Pinto (22) e Paulo Cunha (2)
Treinador: Fernando Sá

Ao intervalo: 47-32
Parciais: 21-18, 26-14, 21-24, 15-22» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/fcp-vitoria-jogo3-meias-finais-liga-210517.aspx

F.C. do Porto Bilhar - Dragões venceram Taça de Portugal por equipas de snooker, Rui Manuel Costa a Taça de Portugal de bilhar às três tabelas.



«SNOOKER E BILHAR CONTINUAM A SOMAR TÍTULOS PARA O FC PORTO

Dragões venceram Taça de Portugal por equipas de snooker, Rui Manuel Costa a Taça de Portugal de bilhar às três tabelas.

A secção de bilhar do FC Porto voltou neste domingo a estar em destaque ao conseguir mais dois títulos: um no snooker e outro no bilhar às três tabelas. Depois de no sábado ter conquistado o campeonato nacional, a equipa de snooker do FC Porto venceu esta tarde a Taça de Portugal, conseguindo assim o triunfo nas três provas que disputou esta temporada: Taça de Portugal, campeonato e Supertaça. Os obreiros deste triunfo foram os atletas Nuno Santos, Pedro Frances, Henrique Correia e o jovem Tiago Teixeira, que na final bateram por claros 3-0 a formação do Free Ball. CB Coimbra 1 e a Académica de Coimbra foram as outras vítimas dos portistas na prova.

No bilhar às três tabelas, o destaque vai para Rui Manuel Costa, que conseguiu arrecadar a Taça de Portugal (individual), vencendo no jogo decisivo Mário Chaves, do Benfica, por 3-2. Aníbal Silva (2-0), Santos Oliveira (2-1) e Artur Figueiredo (2-0) foram os adversários que deixou pelo caminho até ao triunfo na prova que decorreu no Ginásio do Sul, na Amadora.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/Snooker-e-bilhar-as-tres-tabelas-continuam-a-somar-titulos-para-o-FC-Porto.aspx

Liga NOS: Moreirense 3 vs F.C. do Porto 1 - Num jogo em que já não perseguia qualquer objetivo, o FC Porto perdeu no terreno do Moreirense, na 34.ª e última jornada da Liga NOS e naquele que foi também o último encontro da época 2016/17 para os azuis e brancos.



«DERROTA NO FECHO DA ÉPOCA

Dragões perderam por 3-1 no terreno do Moreirense e sofreram a segunda derrota na Liga NOS.

Num jogo em que já não perseguia qualquer objetivo, o FC Porto perdeu por 3-1 no terreno do Moreirense, na 34.ª e última jornada da Liga NOS e naquele que foi também o último encontro da época 2016/17 para os azuis e brancos. Os Dragões viram-se a perder por 2-0 ao intervalo, ainda reduziram na segunda parte, mas um novo erro defensivo, aos 84 minutos, permitiu à equipa da casa fechar o encontro e garantir a permanência. Tratou-se apenas da segunda derrota dos portistas na competição, depois do desaire na terceira jornada, no terreno do Sporting, em agosto. Terminou assim um ciclo de 30 jornadas sem derrotas, mas já nada havia a ganhar em termos classificativos: o FC Porto termina esta malfadada Liga no segundo lugar. 

Com José Sá na baliza – uma estreia esta época na Liga – e Felipe (após cumprir castigo) e Danilo de regresso ao onze, os Dragões dominaram territorialmente a primeira parte, mas sem nunca conseguir impor um grande ritmo à partida. Disso se aproveitou a equipa da casa, que defendia com muitos homens e depois partir rapidamente em contra-ataque. Tal acentuou-se após o 1-0 – cruzamento de Rebocho e Boateng a corresponder bem de cabeça, aos 15 minutos – e foi assim que o Moreirense chegou ao 2-0 já perto do final da primeira parte, com Boateng a lançar Frédéric Maciel, que, isolado, não perdoou. A formação de Moreia de Cónegos conseguiu marcar dois golos em três remates, tendo apenas 33 por cento de posse de bola.

No recomeço, Nuno Espírito Santo lançou Corona e André Silva para os lugares de Herrera e Otávio e os azuis e brancos tornaram-se mais agressivos e rápidos a trocar a bola. Aliás, nos primeiros dez minutos da segunda parte tiveram duas boas oportunidades para chegar ao golo: aos 50 minutos, o guarda-redes Makaridze defendeu um remate de Soares à queima roupa e, aos 55, foi Danilo a atirar por cima, em ótima posição, após um ressalto que se seguiu a um livre bombeado para a área do Moreirense. A pressão azul e branca foi subindo até que surgiu mesmo o 2-1, numa grande execução de Maxi Pereira, na grande área, de primeira, após um lance de envolvência à entrada da grande área adversária. O Moreirense dedicou-se a partir daí a queimar tempo por todos os meios, mas ainda foi capaz de aproveitar um erro defensivo do FC Porto para fazer o 3-1, com Boateng a servir Alex para o remate certeiro. Brahimi ainda teve oportunidade de fazer o 3-2 aos 86 minutos, isolado por Corona, mas não conseguiu bater Makaridze.

VER FICHA DE JOGO» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/2016%20-%202017/derrota-no-fecho-da-epoca-5-21-2017.aspx


(Primeira Liga (34ª Jornada): Resumo Moreirense 3-1 FC Porto)

Desporto Automóvel - O francês Quentin Gilbert (Skoda Fabia R5) capotou hoje após o salto da Pedra Sentada, no troço de Fafe, interrompendo a 16.ª especial do Rali de Portugal.



«Rali de Portugal. As imagens do capotanço após salto de Fafe

O francês Quentin Gilbert (Skoda Fabia R5) capotou hoje após o salto da Pedra Sentada, no troço de Fafe, interrompendo a 16.ª especial do Rali de Portugal. 

Gilbert, que seguia no 16.º lugar da geral, o quarto entre os WRC2, aterrou com a frente do carro, que acabou por capotar e ficar imobilizado nesta zona, perto do final da prova especial de classificação.» in http://rr.sapo.pt/video/138402/rali_de_portugal_as_imagens_do_capotanco_apos_salto_de_fafe


(Rali de Portugal. As imagens do capotanço após salto de Fafe)

21/05/17

F.C. do Porto Ciclismo - O portista João Rodrigues concluiu este domingo a edição de 2017 da Volta a Castela e Leão em bicicleta como vencedor da classificação da montanha, estatuto que o corredor da W52-FC Porto-Mestre da Cor envergou desde a primeira das três etapas da corrida.



«JOÃO RODRIGUES FOI O “REI DA MONTANHA” DA VOLTA A CASTELA E LEÃO

Daniel Freitas foi sexto na etapa que consagrou Hivert como vencedor.

O portista João Rodrigues concluiu este domingo a edição de 2017 da Volta a Castela e Leão em bicicleta como vencedor da classificação da montanha, estatuto que o corredor da W52-FC Porto-Mestre da Cor envergou desde a primeira das três etapas da corrida. João Rodrigues somou um total de 16 pontos, mais seis do que o segundo melhor nesta categoria, o francês Jonathan Hivert (Direct Energie), vencedor da classificação geral individual.

Na tarde deste domingo, após os 145,5 quilómetros que ligaram Ponferrada a Léon, o primeiro ciclista a cortar a meta foi o espanhol Carlos Barbero (Movistar), numa chegada ao sprint após 3h37m16s a uma média de 40 quilómetros por hora. Daniel Freitas, com o sexto posto, foi o melhor dos Dragões.

Nas contas da classificação geral António Carvalho, no sétimo posto (+1m14s) e Joaquim Silva, no oitavo (+1m19s), foram os melhores do FC Porto. Juan Ignacio Pérez terminou no 51.º posto (+5m34s), João Rodrigues no 66.º (+8m39s), Ángel Rebollido foi 67.º (+8m43s) enquanto Daniel Freitas foi 75.º (+10m35s).» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/ciclismo-3etapa-volta-castela-e-leao-2017.aspx

Premier League International Cup - A Premier League International Cup, conquistada pelo FC Porto B, em Inglaterra, na final frente ao Sunderland, já está exposta no espaço “Na Hora” do Museu, não sem antes ter passado pelas mãos de Jorge Nuno Pinto da Costa.



«PINTO DA COSTA: “UMA BONITA TAÇA CONQUISTADA COM TODO O MÉRITO”

FC Porto B entregou no Museu a Premier League International Cup numa visita acompanhada pelo Presidente.

A Premier League International Cup, conquistada pelo FC Porto B, em Inglaterra, na final frente ao Sunderland, já está exposta no espaço “Na Hora” do Museu, não sem antes ter passado pelas mãos de Jorge Nuno Pinto da Costa. As honras da entrega da taça couberam ao capitão Francisco Ramos, em nome do plantel todo ele presente na cerimónia à qual também assistiram os vice-presidentes Fernando Gomes e Joaquim Pinheiro, e ainda Luís Gonçalves, diretor geral para o futebol. O Presidente portista destacou a importância de uma vitória, apesar de desvalorizada por alguns, obtida “com todo o mérito”, por parte de um grupo de jogadores que dá ao clube sinais positivos para o futuro mais próximo.

“É uma prova à qual a UEFA dá uma grande importância e o facto de os jornais da capital não terem valorizado esta vitória é mais uma prova da importância dela. O FC Porto conquistou-a com todo o mérito, os jogadores fizeram uma exibição fantástica, saíram do Estádio debaixo de uma grande ovação dos adeptos do clube adversário e dão-nos a esperança de muitos deles integrarem o plantel principal e virem a ser os responsáveis de muitas vitórias que esperamos no futuro”, observou Pinto da Costa, realçando também “o trabalho fantástico” de António Folha, que conseguiu “criar um verdadeiro espírito da equipa.

O treinador dos “bês recebeu as palavras do Presidente como “mais um incentivo” para os jogadores continuarem a trabalhar com o objetivo de “entrar na porta ao lado”, a da equipa principal. Folha falou de rigor e paixão, a base do seu trabalho, para explicar como conseguiu reerguer a equipa quando assumiu o comando técnico, em janeiro, numa fase difícil na Segunda Liga: “Transmiti-lhes confiança, o segredo foi a união do grupo, e o culminar deste percurso foi uma excelente exibição na final contra um adversário dificílimo que mostrou muita qualidade ao longo da prova, mas que não teve qualquer hipótese porque os jogadores foram fantásticos e mostraram que quiseram muito ganhar aquela final.”

Naquela noite no Stadium of Light, foi Francisco Ramos a erguer aquela “bonita taça” aos olhos de Pinto da Costa. Orgulhoso pela vitória numa competição internacional a que junta, no palmarés, o título de campeão da edição 2015/16 da Segunda Liga, o capitão falou mais do futuro do que o presente e do objetivo que todos eles perseguem: “Já tive a oportunidade de treinar com a equipa principal. Todos nós ambicionamos lá chegar, sabemos que nem todos conseguirão, mas espero que muitos de nós lá possamos estar.”» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/entrega-trofeu-plic-210517.aspx

Sociedade - O Meu colega e Amigo, Professor Guilherme Koehler interpela-nos com os perigos de um igualitarismo escravo dos poderes dominantes.



«Igualdade na escravidão

"Mas cultura é liberdade, e não há liberdade sem cultura... Sem ela, a democratização do ensino e da cultura deslizam pela pendente de um igualitarismo que leva fatalmente a uma submissão das massas a um poder totalitário, seja qual for a modalidade que se configure. 

O igualitarismo puro, a morte da inteligência, da cultura e da liberdade, é a igualdade na escravidão".» in https://www.facebook.com/groups/monastab/?multi_permalinks=1390096817710782%2C1389123774474753&notif_t=group_activity&notif_id=1495275262640994

Criminalidade - Uma estudante de 18 anos apresentou uma queixa de violação, na madrugada de sábado, na esquadra da PSP de Belém, Lisboa.



«Homem disse ser enfermeiro

Uma estudante de 18 anos apresentou uma queixa de violação, na madrugada de sábado, na esquadra da PSP de Belém, Lisboa.

A jovem disse que foi violada durante os festejos da semana académica de Lisboa, no Passeio Marítimo de Algés, segundo o Correio da Manhã.

De acordo com as suas declarações, o autor da violação foi um homem que dizia ser enfermeiro.

Após formalizada a queixa, a jovem foi ao Hospital de São Francisco Xavier, para ser examinada e sujeita a exames que confirmem o crime.

A investigação do caso está agora entregue à Polícia Judiciária.» in https://ionline.sapo.pt/564236

20/05/17

F.C. do Porto Bilhar - A equipa de Snooker do FC Porto, constituída por Nuno Miguel Santos, Henrique Correia, Pedro France e Tiago Teixeira sagrou-se na tarde desta sábado campeã nacional de Snooker, após vencer no jogo decisivo a formação da Académica de Coimbra, por 3-1, revalidando assim o título que já lhe pertencia.



«SNOOKER: DRAGÕES REVALIDAM TÍTULO DE CAMPEÕES NACIONAIS

Equipa do FC Porto bateu na final a Académica de Coimbra, por 3-1.

A equipa de Snooker do FC Porto, constituída por Nuno Miguel Santos, Henrique Correia, Pedro France e Tiago Teixeira sagrou-se na tarde desta sábado campeã nacional de Snooker, após vencer no jogo decisivo a formação da Académica de Coimbra, por 3-1, revalidando assim o título que já lhe pertencia.

No caminho para a final, disputada no Fórum Viseu, os Dragões deixaram pelo caminho o Cue Action 2 (quartos de final) e o Cue Action 1 (meia-final), vencendo ambos os confrontos por 3-1.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/Snooker-Dragoes-revalidam-titulo-de-campeoes-nacionais.aspx

F.C. do Porto Hóquei Patins: F.C. do Porto Fidelidade 4 vs Sporting C.P. 3 - O FC Porto Fidelidade venceu na tarde deste sábado o Sporting, tangencialmente, no jogo da 22.ª jornada do Campeonato Nacional de hóquei em patins.



«CLÁSSICO DE EMOÇÕES FORTES VOLTOU A SER AZUL E BRANCO

FC Porto Fidelidade venceu o Sporting por 4-3, na 22.ª jornada do campeonato.

O FC Porto Fidelidade venceu na tarde deste sábado o Sporting, por 4-3, no jogo da 22.ª jornada do Campeonato Nacional de hóquei em patins. No clássico do Dragão Caixa, os golos que valeram a oitava vitória consecutiva para os Dragões no campeonato foram apontados por Hélder Nunes (2), Vítor Hugo e Rafa. Nas contas do campeonato os comandados de Guillem Cabestany mantém assim os dois pontos de diferença para a liderança da Oliveirense, que nesta jornada venceu a Sanjoanense por 4-2.

Os Dragões entraram dominadores na partida e por isso dispuseram da primeiras oportunidades para alvejar a baliza de André Girão, que foi conseguindo responder às investidas portistas até ao sexto minuto: o talento de Reinaldo Garcia inventou um remate ao poste a que Hélder Nunes deu o melhor seguimento na recarga. A partir do sétimo minuto o Sporting equilibrou a despesa do jogo, mas encontrou na baliza um inspiradíssimo Nélson Filipe: o 10 dos Dragões acabaria por vir a ser o homem do jogo.

O equilíbrio na partida transpôs-se para o marcador aos 19 minutos, com Ferran Font a fazer o empate, mas ainda antes do intervalo Vítor Hugo (23) voltou a desequilibrar para os portistas, após uma jogada de insistência ofensiva.

O segundo tempo começou ao som da bola ao ferro de Gonçalo Alves (foram quatro no total para os azuis e brancos) e de novo com os portistas a demonstrarem ascendente. Hélder Nunes e Gonçalo Alves iam sendo as maiores ameaças a André Girão, ao mesmo tempo que se ia assistindo aos espetáculo paralelo de Nélson Filipe a anular as bolas paradas leoninas. Foi na sequência de uma dessas defesas que resultou a 10.ª falta do Sporting e o 3-1 para os Dragões (por Hélder Nunes). Mas os leões iam respondendo. Foi assim primeiro com João Pinto a reduzir para 3-2 e depois com Caio a reduzir para 4-3, numa altura em que Rafa já tinha feito o 4-2.

Mas o momento do jogo foi mesmo de Nélson Filipe: com 4-3 no marcador, a 40 segundos do final, o guardião portista travou o terceiro livre direto sportinguista (correspondente à 10.ª falta), conseguindo uma eficácia de 100% nas bolas paradas e garantindo os três pontos para o conjunto da casa, que assim somou o segundo triunfo em três jogos frente aos leões e continua firme, e a depender apenas de si, na luta pelo título nacional

Na próxima jornada, agendada para o dia 27 de maio, os Dragões volta a ter um desafio de exigência máxima. Jogam no pavilhão da Oliveirense a partida da 23.ª jornada, que está agendada para as 17h00 (TVI 24).

FICHA DE JOGO 


FC PORTO FIDELIDADE-SPORTING, 4-3

Campeonato Nacional, 22.ª jornada
20 de maio de 2017
Dragão Caixa, no Porto

Árbitros: Paulo Raínha, Joaquim Pinto e Jorge Machado

FC PORTO: Nélsón Filipe, Hélder Nunes (cap.), Reinaldo Garcia, Rafa e Gonçalo Alves
Jogaram ainda: Jorge Silva, Telmo Pinto, Vítor Hugo e Ton Baliu
Treinador: Guillem Cabestany

SPORTING: André Girão, Poka, João Pinto, Caio Oliveira e Pedro Gil
Jogaram ainda: Tuco, André Centeno, Sérgi Miras e Ferran Font
Treinador: Paulo Freitas

Ao intervalo: 2-1
Marcadores: Hélder Nunes (6m, 33m), Ferran Font (19m), Vítor Hugo (23m), João Pinto (37m), Rafa (46m) e Caio (48m)

Disciplina: cartão azul a Jorge Silva (13m) Ferran Font (45m)» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/hoquei-em-patins-fc-porto-sporting-22jor-cn.aspx

F.C. do Porto Ciclismo - António Carvalho, no sétimo lugar, e Joaquim Silva, no oitavo, foram na tarde deste sábado os melhores ciclistas da W52-FC Porto-Mestre de Cor na segunda de três etapas da edição de 2017 da Volta a Castelo e Leão, terminando no sétimo e oitavo postos, respetivamente.



«DOIS PORTISTAS NO TOP-10 DA ETAPA RAINHA DA VOLTA A CASTELA E LEÃO

António Carvalho e Joaquim Silva terminaram segunda etapa em sétimo e oitavo, respetivamente.

António Carvalho, no sétimo lugar, e Joaquim Silva, no oitavo, foram na tarde deste sábado os melhores ciclistas da W52-FC Porto-Mestre de Cor na segunda de três etapas da edição de 2017 da Volta a Castelo e Leão, terminando no sétimo e oitavo postos, respetivamente. A etapa deste sábado, a mais dura de toda a corrida, teve como vencedor o francês Jonathen Hivert (Direct Energie), ao concluir os 166,4 quilómetros em 4h12m43s. O pódio ficou completo com o espanhol Jaime Roson (Caja Rural), a 16 segundos e Henrique Casimiro (Efapel), a 31 segundos.

Uma contagem de montanha de terceira categoria, duas de segunda e uma de primeira, na meta, foram as principais dificuldades do dia, com António Carvalho a chegar a 46 segundos de Hivert e Joaquim Silva a 51. A boa prestação neste dia permitiu aos dois portistas subirem na classificação geral, cujos 10 primeiros postos ficaram ordenados pela ordem de chegada ao Alto de la Camperona. Assim, com as bonificações, Hivert lidera a corrida com 38 segundos sobre Roson e 55 sobre Henrique Casimiro. António Carvalho surge em sétimo (1m14s) e Joaquim Silva em oitavo (1m19s).

No domingo corre-se a derradeira etapa da Volta a Castela e Leão, com uma tirada de 145,5 quilómetros a ligar Ponferrada a Léon. Pela frente o pelotão terá de ultrapassar uma contagem de primeira categoria, ao quilómetro 51,6 antes de um percurso relativamente plano até à meta final.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/ciclismo-2-etapa-volta-castela-e-le%C3%A3o.aspx

F.C. do Porto Basquetebol: F.C. do Porto 80 vs Vitória de Guimarães 69 - Dragões venceram o primeiro jogo da série ao Vitória de Guimarães com Brad Tinsley e Nick Washburn em destaque.



«CAMPEÃO GANHA VANTAGEM NAS MEIAS-FINAIS DOS PLAYOFFS

FC Porto venceu o primeiro jogo da série ao Vitória de Guimarães (80-69) com Brad Tinsley e Nick Washburn em destaque.

O FC Porto abriu as meias-finais dos Playoffs a vencer o Vitória de Guimarães por 80-69. No primeiro jogo da série, disputado na tarde deste sábado, no Dragão Caixa, o campeão nacional confirmou o favoritismo e construiu uma vitória tranquila (resistente até a um conjunto de disparates nos momentos finais), em que facilmente se distingue a influência dos norte-americanos Nick Washburn (16 pontos e 11 ressaltos) e Brad Tinsley (18 pontos, 9 assistências e 5 ressaltos).

É verdade que o Vitória esteve 13 segundos em vantagem (2-3), mas a abordagem determinada dos Dragões cavou rapidamente uma margem de segurança que atingiu os 17 pontos (31-14) nos primeiros instantes do segundo período, quando o desempenho defensivo portista obrigava o adversário a usar e a abusar do jogo exterior.

Os vimaranenses responderam com um parcial de 10-0, reentrando na discussão já com Pedro Pinto em jogo, mas, entre várias oscilações no marcador, o FC Porto não permitiu uma aproximação excessiva, gerindo inicialmente as diferenças e voltando a disparar na reta final do terceiro período para repor a vantagem de 17 pontos (59-42), antes de fechar o parcial a vencer por 21 (65-44).

O último período foi um mero exercício de gestão para o campeão nacional, que permitiu a Nick Washburn fazer um “duplo-duplo” e deixar Brad Tinsley muito perto de atingir uma marca idêntica. A redução da vantagem para 11 pontos, expressa num parcial de 15-25, justifica-se numa quebra de concentração e intensidade revelada nos minutos finais da partida, que não passaram sem o reparo de Moncho López na flash interview.

FC Porto e Vitória de Guimarães voltam a encontrar-se já neste domingo, às 20h30 e de novo no Dragão Caixa, para o segundo jogo das meias-finais dos Playoffs da Liga.

FICHA DE JOGO

FC PORTO-V. GUIMARÃES, 80-69
Liga Portuguesa de Basquetebol, Playoffs, Meias-finais, Jogo 1
20 de maio de 2017
Dragão Caixa, no Porto

Árbitros: Sérgio Silva, Paulo Marques e Pedro Rodrigues

FC PORTO: Brad Tinsley (18), Jeff Xavier (9), José Silva (13), Nick Washburn (16) e Miguel Queiroz (2)
Jogaram ainda: Ferrán Ventura (2), Miguel Miranda (8), Sasa Borovnjak (7), André Bessa, Pedro Bastos (3), João Grosso e João Gallina (2)
Treinador: Moncho López

V. GUIMARÃES: Miljan Rakic (11), Andrew Ferry (8), Victor Moses (6), João Balseiro (4) e Nebojsa Dukity (12) 
Jogaram ainda: Rui Quintino (4), Hugo Sotta (6), João Guerreiro (6), Pedro Pinto (7) e Paulo Cunha (5)
Treinador: Fernando Sá

Ao intervalo: 39-31
Parciais: 23-14, 16-17, 26-13 e 15-25» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/fcporto_vguimaraes_playoffs_2016_17_meias_finais_jogo1.aspx

19/05/17

Amarante Acidentes - O incêndio deflagrou na vacaria Agro Teixeira & Pinto, que acolhia 400 cabeças de gado, no lugar de Chãos, em Fregim, no concelho de Amarante.



«Funcionário ferido e vários animais mortos em incêndio numa vacaria

Uma explosão, na sequência de um incêndio, causou um número indeterminado de animais feridos e até mortos numa vacaria, em Amarante.

O incêndio deflagrou na vacaria Agro Teixeira & Pinto, que acolhia 400 cabeças de gado, no lugar de Chãos, em Fregim, no concelho de Amarante.

Um funcionário ficou com ferimentos ligeiros ao tentar impedir a fuga dos animais após uma violenta explosão que ocorreu na sequência do fogo.

Segundo comandante da Proteção Civil de Amarante, Hélder Ferreira, há um número indeterminado de animais feridos e até mortos.

"Os enfardamentos de palha, ao pegarem fogo, terão originado fermentação e poderá ter sido essa a origem da explosão", que foi ouvida a vários quilómetros de distância. "Quanto à origem do incêndio isso é matéria da GNR, não sabemos", concluiu o Hélder Ferreira.

O incêndio, seguido de explosão, motivou a fuga de vários animais, entretanto capturados de uma vacaria.

A combater as chamas estiveram bombeiros das corporações de Amarante, Vila Meã e Marco de Canaveses, num total de sete viaturas e 23 homens. As operações de rescaldo ainda decorrem.» in http://www.jn.pt/local/noticias/porto/amarante/interior/explosao-seguida-de-incendio-em-vacaria-8489099.html

Amarante Literatura - O tradutor espanhol de Pascoaes, Fernando Maristany, escreveu: «Pascoaes é a alma do Saudosismo, que é, por sua vez, a alma de Portugal; é, portanto, a alma da alma de Portugal.



«Foi ainda em 1912 que Pascoaes publicou «Elegias», poemas inspirados na morte de meu irmão, como atrás referi. O produto da venda deste volume reverteu a favor da subscrição pública nacional para socorrer a miséria de Gomes Leal.

No plano de acção cultural da Renascença Portuguesa saiu também a edição da conferência «O Espírito Lusitano ou o Saudosismo», onde Pascoaes evoca a Coimbra do seu tempo como um «terrível foco desnacionalizador» que espalhava «vagas teorias jurídico-sociais, importadas do estrangeiro».

O tradutor espanhol de Pascoaes, Fernando Maristany, escreveu: «Pascoaes é a alma do Saudosismo, que é, por sua vez, a alma de Portugal. É, portanto, a alma da alma de Portugal.

«Não é possível ser mais português, mais humano e mais divino ao mesmo tempo. A raça ibérica pode orgulhar-se de tão extraordinário poeta.»

Foi por essa altura que Pascoaes abandonou definitivamente os tribunais.» in Fotobiografia "Na sombra de Pascoaes" de Maria José Teixeira de Vasconcelos.


Amarante Pintura - Foram recentemente concluídos os trabalhos de restauro de dois painéis retabulares seiscentistas “Anunciação” e “Apresentação do Menino Jesus no Templo”.





«Painéis retabulares restaurados regressam ao Museu Municipal

Foram recentemente concluídos os trabalhos de restauro de dois painéis retabulares seiscentistas “Anunciação” e “Apresentação do Menino Jesus no Templo”. A intervenção foi executada por uma empresa especializada e entretanto as peças já estão de regresso ao Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso (MMASC).

De acordo com o relatório que resultou do restauro, as pinturas apresentavam patologias associadas ao envelhecimento dos materiais constituintes, a intervenções passadas e às condições ambientais a que estiveram expostas. Na superfície ostentavam um material extremamente escuro que impedia a sua correta visualização, inclusivamente a composição.

Após a limpeza foi possível perceber que a camada pictórica se encontrava em ótimo estado de conservação, apenas com pequenas lacunas na rede de estalados naturais que acompanham o sentido dos veios da madeira. Em ambas as peças existiam marcas de queimadura pontuais, provavelmente pela proximidade com uma vela, dada a forma de “lágrima” da queimadura resultante. Nessas áreas a camada pictórica estava escurecida e com pequenas bolhas e a madeira tinha partes carbonizadas.

A intervenção realizada tornou visível, em ambas as peças, a qualidade das pinturas, provavelmente realizadas a técnica de óleo. Como referido no inventário do MMASC estas duas pinturas integrariam um conjunto de cinco, pertencentes a um retábulo designado “Vida da Virgem Maria”. Os restantes três painéis relativos à “Visitação”, “Adoração dos Magos” e “Adoração dos Pastores” encontram-se, de momento, desaparecidos, não tendo sido possível apurar a sua proveniência original.» in http://www.cm-amarante.pt/pt/noticias/paineis-retabulares-restaurados-regressam-ao-museu-municipal
Pin It button on image hover