29/11/21

Liga Portugal1: F.C. do Porto 2 vs Guimarães 1 - FC Porto venceu o Vitória de Guimarães e manteve o primeiro posto do campeonato.


«LÍDERES COM JUSTIÇA MAS SEM PONTARIA 
28 DE NOVEMBRO DE 2021 23:05

FC Porto venceu o Vitória de Guimarães (2-1) e manteve o primeiro posto do campeonato.

A tarefa não foi fácil, tal como Sérgio Conceição havia dito na antevisão da partida, mas o FC Porto cumpriu com o que o técnico exigiu e bateu o Vitória de Guimarães por 2-1 na ressaca de uma jornada europeia que serviu de aviso: a falta de eficácia paga-se cara. Apesar de terem desperdiçado inúmeras oportunidades para alargar os contornos de uma vitória inteiramente merecida, os Dragões somaram mais três pontos e regressaram à liderança do campeonato, provisoriamente ocupada por um rival que venceu a partida mais absurda de que há memória no pródigo em insólitos futebol português.

Sem Pepe, que regressou de Inglaterra com mazelas, Fábio Cardoso foi a única novidade em relação ao onze de Anfield. O que não foi novidade foi a relação de Otávio com o golo, um namoro de altos e baixos que não foi correspondido logo ao primeiro minuto de jogo porque o internacional português não foi lesto o suficiente para rematar. Também Luis Díaz padeceu do mesmo mal: num momento de grande intensidade de parte a parte, Mehdi Taremi isolou o colombiano e este teve tudo para abrir a contagem, inclusive a baliza aberta, mas errou o alvo. De parada e resposta, a contenda mantinha-se bem disputada e, a uma boa intervenção de Diogo Costa, Sérgio Oliveira respondeu de livre direto - errando por pouco o alvo -, antes de Rochinha alertar os portistas para o que vinha aí. Com espaço para fazer o que melhor sabe, Edwards trabalhou bem sobre o flanco direito e só foi travado em falta por Zaidu. Bem posicionado, Luís Godinho assinalou de imediato o respetivo pontapé de livre direto, porém Artur Soares Dias foi igualmente rápido a reverter a decisão do juiz eborense para grande penalidade e o avançado inglês dos vimaranenses não vacilou da marca dos onze metros. Só que, no ataque seguinte, Luis Díaz voltou a provar por que é considerado pela crítica o melhor jogador do campeonato. Num movimento típico, o camisola 7 fez o empate de forma sublime com um míssil teleguiado que entrou no ângulo superior oposto para gáudio do Estádio do Dragão. Nos descontos, Taremi ainda fez o 2-1 num lance confuso, porém o VAR voltou a intervir para anular o golo do FC Porto por suposto adiantamento de nove centímetros. 

Amarelado no crepúsculo da etapa inaugural, Sérgio Oliveira não regressou das cabines e cedeu a vez a Vítor Ferreira. Endiabrado como de costume, Díaz ofereceu a Evanilson a oportunidade de fazer o segundo, porém o brasileiro tinha a mira desafinada. Logo a seguir os papéis inverteram-se, com o canarinho a assistir o cafetero, contudo o remate saiu fraco e Bruno Varela encaixou. Já depois de Mehdi Taremi ser impedido pelo número 13 adversário de arrancar isolado, Mumin viu a segunda cartolina amarela por entrada faltosa sobre o iraniano. Encarregue de cobrar o respetivo livre, Vitinha optou sem sucesso pelo lado do guarda-redes. Em cima da hora de jogo, Matheus Uribe recuperou o esférico, entregou-o a um compatriota no flanco esquerdo e este soltou para Otávio, que só teve de tocar ao lado para Evanilson fazer o 2-1 e o terceiro golo na Liga. À entrada para o último quarto da partida, Taremi desperdiçou a melhor chance de que dispôs para faturar e, na recarga, o pontapé acrobático de Zaidu - imediatamente rendido por Wendell - saiu por alto. Já com Tecatito Corona e Manafá nos lugares de Otávio e João Mário, o 9 portista ofereceu mais um golo. Encarregue de o fazer, Corona acertou no guardião vimaranense. O mesmo viria a fazer Manafá, um minuto depois, para desespero das bancadas azuis e brancas. Estas ainda aplaudiram a entrada de Fábio Vieira para os derradeiros momentos de um triunfo que podia ter tido outros contornos.» in https://www.fcporto.pt/pt/noticias/20211128-pt-lideres-com-justica-mas-sem-pontaria

(FC Porto 2 - 1 Guimaraes | GOLES | Primeira Liga de Portugal)

28/11/21

Desporto Automóvel - Frank Williams, fundador da Williams Racing, morreu este domingo, aos 79 anos, anunciou a equipa britânica de Fórmula 1.


«Fórmula 1: Morreu Sir Frank Williams, fundador da Williams Racing

Depois de uma breve carreira como piloto, Frank Williams fundou e liderou a Williams desde o seu início em 1977 até 2020.

Frank Williams, fundador da Williams Racing, morreu este domingo, aos 79 anos, anunciou a equipa britânica de Fórmula 1. Francis Owen Garbatt Williams, mais conhecido por Frank Williams, “foi uma lenda e um ícone do nosso desporto”, escreveu a equipa, em comunicado.

“A sua morte marca o final de uma era para a nossa equipa e para a Fórmula 1. Foi um verdadeiro pioneiro. Levou a nossa equipa a conquistar 16 Campeonatos do Mundo transformando-nos numa das equipas de maior sucesso na história deste desporto”, lê-se ainda.

Depois de uma breve carreira como piloto, Frank Williams fundou, a par de Patrick Head, e liderou a Williams desde o seu início em 1975 até 2020, ano em que alienou ao fundo de investimento norte-americano Dorilton Capital, apesar de, desde 2012, ter reduzido bastante o seu envolvimento na marca, confiando os destinos da equipa na sua filha Claire Williams.

A Williams conquistou o primeiro título mundial em 1980, com o piloto Allan Jones. Ao todo conquistou sete títulos de pilotos e nove de construtores, tendo feito parte da equipa pilotos como Alain Prost, Ayrton Senna, Nigel Mansell, Keke Rosberg (Nico e seu filho) Damon Hill, Jacques Villeneuve, Jacques Laffite e Clay Regazzoni.

Frank Williams foi armado cavaleiro pela rainha Isabel II (Sir) em 1986, ano em que sofreu um acidente de viação que o deixou preso a uma cadeira de rodas.

Um acidente que não o impediu de ter comandado os destinos da equipa até 2013, ano em que a filha, Claire, assumiu a vice-presidência da escuderia.

Em 2020, a Williams Racing acabaria vendida ao fundo Dorilton Capital.

O presidente da F1, o italiano Stefano Domenicali, frisou que Frank Williams “foi um verdadeiro gigante” do desporto, que “superou os desafios mais difíceis da sua vida e lutou todos os dias para ganhar dentro e fora de pista”.

“Perdemos um membro muito querido e respeitado da família F1 e sentiremos muito a sua falta”, disse ainda o italiano.

A Williams Racing venceu sete títulos de pilotos (1980, 1982, 1987, 1992, 1993, 1996 e 1997) e nove de construtores (1980, 1981, 1986, 1987, 1992, 1993, 1994, 1996 e 1997).

Soma 761 Grandes Prémios com 114 vitórias conquistadas.» in https://desporto.sapo.pt/motores/artigos/formula-1-morreu-sir-frank-williams-fundador-da-williams-racing

(Lewis Hamilton and Frank Williams: A Very Special Hot Lap)

F.C. do Porto Voleibol: AVC Famalicão 0 vs AJM/FC Porto 3 - Equipa portista triunfou em casa do AVC Famalicão na 12.ª jornada do campeonato.


«AJM/FC PORTO INTRATÁVEL EM FAMALICÃO 
28 DE NOVEMBRO DE 2021 16:47

Equipa portista triunfou em casa do AVC Famalicão (3-0) na 12.ª jornada do campeonato.

A AJM/FC Porto continua imparável no Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Feminina, no qual regista 12 vitórias em 12 jogos. Neste domingo, as campeãs nacionais foram ao Pavilhão Municipal das Lameiras e não deram hipóteses ao AVC Famalicão: mais um 3-0, desta vez com os parciais de 25-17, 25-14 e 25-14.

Na 13.ª e última jornada da primeira fase do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Feminina, a AJM/FC Porto recebe o Lusófona VC no Pavilhão Desportivo do Centro Social Luso-Venezolano (domingo, 5 de dezembro, 17h00).

FICHA DE JOGO

AVC FAMALICÃO-AJM/FC PORTO, 0-3

Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Feminina, 12.ª jornada

28 de novembro de 2021

Pavilhão Municipal das Lameiras, em Famalicão

Árbitros: José Caramez e Susana Rodrigues

AVC FAMALICÃO: Raquel Silva e Beatriz Ferreira (líberos); Mariana Rodrigues, Ana Frare, Marcella Antunes, Sara Sá, Viviane Braun, Sofia Oliveira, Inês Magalhães, Joana Martines, Sthefany Benvinda, Maria João Santos e Eva Monteiro

Treinador: Vítor Oliveira

AJM/FC PORTO: Joana Resende e Mafalda Morais (líberos); Aline Delsin, Adriani Vilvert, Ana Couto, Ana Karina, Fernanda Isis, Janaina Vieira, Bruna Gianlorenço, Graziele Souza, Juliana Souza, Magda Conceição e Renatinha

Treinador: Carlos Carreño

Parciais: 17-25; 14-25; 14-25» in https://www.fcporto.pt/pt/noticias/20211128-pt-ajm-fc-porto-intratavel-em-famalicao

F.C. do Porto Hóquei Patins: F.C. do Porto 7 vs Valongo 2 - FC Porto bateu o Valongo no reatar do nacional de hóquei em patins.


«DRAGÕES MANTÊM O BOM HÁBITO DE VENCER 
28 DE NOVEMBRO DE 2021 16:44

FC Porto bateu o Valongo por 7-2 no reatar do nacional de hóquei em patins.

A interrupção das competições motivada pelos compromissos internacionais não fez qualquer tipo mossa na equipa de hóquei em patins do FC Porto. De volta à ação depois do Campeonato da Europa em Paredes, os líderes do campeonato deram continuidade ao excelente momento de forma que lhes valeu oito vitórias nas oito jornadas disputadas anteriormente, os azuis e brancos receberam e venceram o Valongo por 7-2 e mantiveram os quatro pontos de vantagem sobre o mais direto perseguidor, a Oliveirense.

Com a mesma pujança que se havia visto até à paragem, o FC Porto entrou melhor e colocou-se a vencer logo ao quarto minuto com cortesia do suspeito do costume. Nos longos minutos que se seguiram não faltou ação nas duas balizas - que estremeceram inúmeras vezes com disparos aos ferros -, mas os golos só surgiram nos derradeiros cinco minutos da etapa inaugural: primeiro por Diogo Abreu, a igualar a contenda, e depois por Rafa, a repor de imediato a vantagem portista. Nos últimos suspiros de uma primeira parte de sentido único, Gonçalo Alves bisou de forma sublime na recarga de um livre direto e Carlo Di Benedetto inscreveu o respetivo nome na lista dos marcadores a cinco segundos do descanso. A vencerem por 4-1, os Dragões controlaram sempre o resultado na etapa complementar, que teve início da mesma forma: com um golo a abrir e com a resposta valonguense a surgir logo a seguir. Até ao final, Ezequiel Mena também se estreou a faturar - com uma execução tecnicamente primorosa - e Carlo Di Benedetto a fechar a contagem na cobrança de um livre direto.

Na próxima quarta-feira, dia 1 de dezembro, o FC Porto entra em pista no Pavilhão das Goladas para defrontar o HC Braga na décima ronda do nacional (17h00, FC Porto TV/Porto Canal).

FICHA DE JOGO

FC PORTO-VALONGO, 7-2

Campeonato Nacional, 9.ª jornada

28 de novembro de 2021

Dragão Arena

Árbitros: Carlos Correia e Pedro Silva

FC PORTO: Xavier Malián (g.r.), Reinaldo García (cap.), Ezequiel Mena, Gonçalo Alves e Carlo Di Benedetto

Suplentes: Tiago Rodrigues (g.r.), Telmo Pinto, Rafa, Carlos Ramos e Xavier Barroso

Treinador: Ricardo Ares

VALONGO: Bernardo Mendes (g.r.), Francisco Silva, Rafael Bessa, Nuno Santos e Facundo Bridge

Suplentes: Gonçalo Bento (g.r.), Facundo Navarro, Miguel Vieira, Diogo Abreu e Diogo Barata

Treinador: Edo Bosh

Ao intervalo: 4-1

Marcadores: Gonçalo Alves (4m e 25m), Diogo Abreu (20m), Rafa (21m), Carlo Di Benedetto (25m e 44m), Telmo Pinto (30m) e Facundo Navarro (34m)» in https://www.fcporto.pt/pt/noticias/20211128-pt-dragoes-mantem-o-bom-habito-de-vencer

Desporto Futebol - O treinador do Palmeiras, Abel Ferreira, Português, ganhou dois títulos consecutivos, que alguém de forma arrogante tinha profetizado que seria impossível nos próximos 100 anos, um português vencer sequer um...


«"Não sou o melhor treinador do mundo, mas temos equipa incrível" , diz Abel Ferreira após vencer Taça dos Libertadores

O treinador do Palmeiras, Abel Ferreira, sublinhou no sábado que, apesar do segundo título consecutivo conquistado na Taça dos Libertadores pelo Palmeiras, não se sente "o melhor treinador do mundo", mas que orienta, sim, "uma equipa incrível".

Sobre o marcador do golo que deu a vitória do Palmeiras no prolongamento (2-1), sobre o Flamengo, disse que o transformou “de um pequeno sapo num príncipe”, numa referência às críticas de que Deyverson Brum Silva foi alvo durante a época.

“Ele não é o melhor jogador do mundo e eu não sou o melhor treinador do mundo, mas temos uma equipa incrível”, disse o treinador do Palmeiras.

O português revelou ainda que está no seu “limite mental” e a escrever um livro sobre a sua história de sucesso no clube brasileiro, sua e da equipa técnica, fez questão de precisar.

Abel Ferreira afirmou disse que não “se agarra aos problemas” e que, por esta razão, “sempre esteve habituado a fazer mais com menos”. Neste caso, a trabalhar sem reforços devido às poupanças no clube.

“Faço o que gosto com paixão, com alegria, com orgulho e, por vezes, muito cansado, muito exausto. Estou no meu limite mental”, admitiu.

O treinador português comentou que está a escrever um livro no qual contará a história do seu trabalho com toda a equipa técnica, que marcou presença na conferência de imprensa após o jogo, com o treinador português a agradecer aos assistentes o contributo e trabalho realizado desde que chegou ao clube em 2020.

Ferreira admitiu também que os seus adversários eram “tecnicamente mais fortes”, mas taticamente, física e mentalmente não”, e que essa foi a chave para a vitória.

Abel Ferreira replicou na América do Sul o que Manuel José conseguiu em África e José Mourinho na Europa, com um segundo título continental, ao vencer o Flamengo (2-1), após prolongamento na final da Taça Libertadores, em Montevideu.

O ex-treinador de Sporting B, Sporting de Braga B, Sporting de Braga e PAOK, de 42 anos, venceu a edição de 2020, que teve a final já em 2021, culpa da covid-19, e somou o segundo título na principal prova de clubes da CONMEBOL.

Abel Ferreira alcançou o que, a nível mundial, só outros dois treinadores lusos conseguiram, Manuel José, campeão africano quatro vezes pelos egípcios do Al-Ahly, e José Mourinho, que ganhou a Liga dos Campeões da UEFA pelo FC Porto e, depois, ao comando dos italianos do Inter de Milão.» in https://24.sapo.pt/desporto/artigos/nao-sou-o-melhor-treinador-do-mundo-mas-temos-equipa-incrivel-diz-abel-ferreira-apos-vencer-taca-dos-libertadores

Palmeiras 2 x 1 Flamengo - (Melhores Momentos | Libertadores 27/11/2021)

26/11/21

Mundo - A afegã Sharbat Gula, famosa pela fotografia que Steve McCurry lhe tirou em 1985 para a capa da revista National Geographic, chegou a Roma no âmbito do programa italiano de asilo e retirada do Afeganistão, anunciou hoje o Governo.


«Itália acolhe afegã dos olhos verdes cuja foto se tornou famosa em 1985

A afegã Sharbat Gula, famosa pela fotografia que Steve McCurry lhe tirou em 1985 para a capa da revista National Geographic, chegou a Roma no âmbito do programa italiano de asilo e retirada do Afeganistão, anunciou hoje o Governo.

O executivo de Mario Draghi confirmou que a chegada da mulher afegã, atualmente com 49 anos, aconteceu na sequência de várias petições da sociedade civil, nomeadamente de organizações não-governamentais (ONG) ativas no Afeganistão.

Como muitos dos seus compatriotas, Sharbat Gula pediu a organizações humanitárias para a ajudarem a deixar o país depois de os talibãs terem assumido o controlo do Afeganistão, em agosto passado, aproveitando a saída das forças norte-americanas e internacionais do território afegão.

O Governo italiano “promoveu e organizou” a ida da mulher afegã para Itália no âmbito do seu programa de retirada de afegãos do país, que pretende garantir “acolhimento e integração”, explicou o executivo.

Quando tinha 13 anos, Sharbat Gula surpreendeu e comoveu o mundo com a força do seu rosto e o poder dos seus intensos olhos verdes, graças a uma fotografia tirada pelo fotógrafo norte-americano Steve McCurry num campo do Paquistão, com a qual ilustrou uma reportagem sobre refugiados afegãos em junho de 1985.

A imagem tornou-se rapidamente um símbolo do drama e das vicissitudes dos afegãos, que, naquela altura, se encontravam em plena guerra, depois da invasão da então União Soviética.» in https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/italia-acolhe-menina-afega-dos-olhos-verdes-cuja-foto-se-tornou-famosa-em-1985

(Green-eyed 'Afghan Girl', Sharbat Gula, from iconic 1985 Nat Geo cover given refuge in Italy)

25/11/21

Amarante Cultura - Em Vila Meã, Encontros com Autores, 27 de novembro, 16 horas, "O Meu Chão é de vertigem", obra completa de Maria Eulália Macedo.

(Uma autora amarantina que me diz muito, até porque foi minha Professora e cada aula, era uma autêntica lição... de vida!)

Liga dos Campeões: Liverpool 2 vs F.C. do Porto - O FC Porto perdeu nesta quarta-feira diante do Liverpool, em jogo da quinta jornada do Grupo B da Liga dos Campeões.


«NOITE INGLÓRIA EM ANFIELD 
24 DE NOVEMBRO DE 2021 21:59

O FC Porto perdeu em Liverpool, por 2-0, na quinta jornada do Grupo B da Liga dos Campeões.

O FC Porto perdeu nesta quarta-feira diante do Liverpool, por 2-0, em jogo da quinta jornada do Grupo B da Liga dos Campeões. À entrada para a sexta e última ronda, os Dragões são segundos classificados, com cinco pontos, mais um do que Milan e Atlético de Madrid. FC Porto-Atlético de Madrid e Milan-Liverpool são os jogos da derradeira jornada.

O FC Porto subiu ao relvado de Anfield com uma personalidade digna de registo e aos oito minutos já podia estar em vantagem: Otávio recuperou a bola em zona adiantada do meio-campo do Liverpool e cruzou para a cabeça de Mehdi Taremi num lance que quase originou um autogolo de Joël Matip. A entrada fulgurante dos Dragões conheceria novo capítulo pouco depois com uma cavalgada de Luis Díaz que só não deu golo de Otávio porque o médio luso-brasileiro, em posição privilegiadíssima, atirou ao lado (12m). O Liverpool sentiu muitas dificuldades para contrariar a organização defensiva do FC Porto, mas numa das vezes em que a conseguiu desmontar, chegou ao golo por intermédio de Sadio Mané (37m).

Depois de escrutinar o lance, o VAR não deixou passar em claro a posição adiantada do avançado senegalês e o marcador voltou ao nulo, que poderia ter sido alterado por Mehdi Taremi ainda antes do intervalo. Lançado por Otávio, o internacional iraniano optou pelo passe atrasado e não pelo remate no frente a frente com Alisson, permitindo o corte da defesa inglesa (42m). Tal como na etapa inicial, também na complementar pertenceu ao FC Porto a primeira grande oportunidade para marcar: na sequência de um livre batido por Sérgio Oliveira, a bola ficou caprichosamente nos pés de Matheus Uribe e o médio colombiano rematou em rotação, ficando a centímetros de bater Alisson (49m). Não marcou o FC Porto, marcou o Liverpool.

Em menos de 20 minutos, dois grandes golos de Thiago Alcântara (52m) e Mohamed Salah (72m) tornaram a tarefa portista ainda mais hercúlea, mas os Dragões mereciam bem mais do que uma derrota por 2-0 em Anfield, tantas foram as oportunidades criadas numa exibição cheia de personalidade, que só não resistiu ao desperdício no ataque e à genialidade de Thiago Alcântara e Mohamed Salah.» in https://www.fcporto.pt/pt/noticias/20211124-pt-noite-ingloria-em-anfield

Liverpool vs Porto 2−0 - (Extеndеd Hіghlіghts & All Gоals 2021 HD)

24/11/21

F.C. do Porto Voleibol: Olympiacos 3 vs AJM/FC Porto 2 - AJM/FC Porto qualificou-se para os “oitavos” da Taça CEV depois de vencer dois sets em casa do Olympiacos .


«VOLEIBOL PORTISTA FAZ HISTÓRIA NA EUROPA 
24 DE NOVEMBRO DE 2021 19:19

AJM/FC Porto qualificou-se para os “oitavos” da Taça CEV depois de vencer dois sets em casa do Olympiacos (3-2).

A AJM/FC Porto continua a escrever páginas douradas num livro de honra de vitórias sem igual. Cerca de uma semana depois de contrariarem todas as probabilidades e de baterem o Olympiacos por três parciais sem resposta na primeira mão dos 16 avos de final da Taça CEV, desta feita as voleibolistas azuis e brancas foram ao Pireu vencer dois sets às heptacampeãs gregas (3-2) e selar assim a passagem à fase seguinte da segunda maior competição europeia. Nos oitavos de final, as voleibolistas dos Dragões têm encontro agendado com as alemãs do SSC Palmberg Schwerin, campeãs germânicas em 12 ocasiões desde 1995.

As helénicas entraram com tudo, venceram dez dos onze pontos disputados a partir do 3-2 e, de seguida dilataram rapidamente a vantagem para os 20-8 com um parcial de 5-0, acabando por fazer o 1-0 com uma distância confortável (25-14). A resposta foi imediata e as portistas arrancaram o segundo set a ganhar 4-0. O Olympiacos recuperou, operou a reviravolta (5-4), daí em diante o equilíbrio foi constante. Só que, logo ao primeiro set point, a AJM/FC Porto selou a conquista da segunda partida e empatou a contenda a um. No terceiro set, o conjunto de Atenas voltou a impor-se desde cedo e não mais deixou escapar a vantagem que alcançou aos 11-6, fechando o resultado em 25-19. A quarta partida foi inteiramente dominada pelas da Invicta, que se colocaram imediatamente no comando e, apesar de quatro empates (a 14, 15, 17 e 18), nunca estiveram a perder. O desfecho de 25-22, favorável às campeãs de Portugal, era garantia da passagem azul e branca à fase seguinte, já que um set conquistado na capital grega não era suficiente para decidir uma eliminatória que foi de sentido único no Dragão Arena. A jogarem pelo orgulho, ambas as formações recusaram-se a deixar escapar a “negra”, que acabou por pender para as atletas da casa (21-19).

No próximo domingo (15h00), as líderes do nacional tornam a entrar em campo no reduto do AVC Famalicão para disputarem a 12.ª jornada do campeonato feminino.

FICHA DE JOGO

OLYMPIACOS-AJM/FC PORTO, 3-2

Taça CEV, 16 avos de final, 2.ª mão

24 de novembro de 2021

Dimotiko Gimnastirio Melina Merkouri, em Atenas

Árbitros: Ilhami Senyurt (Turquia) e Christian Peter Wolf (Suíça)

OLYMPIACOS: Xeni Kakouratou e Athanasia Totsidou (líberos); Aikaterina Giota, Angeliki Emmanouilidou, Marie Agost, Feroniki Zioga, Eleni Milentigievits, Angeliki Syristatidi, Mariana Costa, Styliani Christodoulou, Saskia Hippe, Maria Genitsaridi, Ilioni Kelesidi e Panagiota Xanthopoulou

Treinador: Gil Ferrer

AJM/FC PORTO: Joana Resende e Mafalda Morais (líberos); Aline Delsin, Adriani Vilvert, Ana Couto, Ana Gamboa, Fernanda Isis, Janaina Vieira, Bruna Gianlorenço, Sofia Macedo, Graziele Souza, Juliana Souza, Magda Conceição e Renatinha

Treinador: Carlos Carreño

Parciais: 25-14; 22-25; 25-19; 22-25; 21-19» in https://www.fcporto.pt/pt/noticias/20211124-pt-voleibol-portista-faz-historia-na-europa

F.C. do Porto Desporto Adaptado - A equipa de ténis de mesa adaptado do FC Porto é a grande vencedora da Supertaça ANDDI.


«TÉNIS DE MESA CONQUISTA MAIS UMA SUPERTAÇA ANDDI

Atletas do desporto adaptado ergueram o troféu pelo oitavo ano seguido.

A equipa de ténis de mesa adaptado do FC Porto é a grande vencedora da Supertaça ANDDI.

 Durante a tarde desta terça-feira, no Dragão Arena, os mesatenistas azuis e brancos bateram o CAID por 3-1 e juntaram o troféu ao palmarés do clube pelo oitavo ano consecutivo.

António Macedo e Pedro Cardoso formaram o par portista que estendeu o registo vitorioso dos Dragões ao sagrar-se octocampeão na prova.» in https://www.fcporto.pt/pt/noticias/20211124-pt-tenis-de-mesa-conquista-mais-uma-supertaca-anddi

Música Pop/Rock - Passam hoje 30 anos de morte de Fredy mercury e parece que foi ontem, a sua obra é, porém, imortal.



Freddie Mercury & Montserrat Caballé - Barcelona (Original David Mallet Video 1987 Remastered)

Queen - "I Want To Break Free" - (Soundtrack Mix)

"Barcelona
Freddie Mercury, Montserrat Caballé

I had this perfect dream
Un sueno me envolvio
This dream was me and you
Tal vez esta aqui
I want all the world to see
Un instinto me guiaba
A miracle sensation
My guide and inspiration
Now my dream is slowly coming true
The wind is a gentle breeze
EI me hablo de ti
The bells are ringing out
EI canto vuela
They're calling us together
Guiding us forever
Wish my dream would never go away
Barcelona
It was the first time that we met
Barcelona
How can I forget
The moment that you stepped into the room
You took my breath away
Barcelona
La musica vibro
Barcelona
Yella nos unio
And if God is willing
We will meet again
Someday
Let the songs begin
Dejalo nacer
Let the music play
Ah
Make the voices sing
Nace un gran amor
Start the celebration
Ven a mi
And cry
Grita
Come alive
Vive
And shake the foundations from the skies
Shaking all our lives
Barcelona
Such a beautiful horizon
Barcelona
Like a jewel in the sun
Por ti sere gaviota de tu bella mar
Barcelona
Suenan las campanas
Barcelona
Abre tus puertas al mundo
If God is willing
If God is willing
If God is willing
Friends until the end

Viva!
Barcelona!"

Espaço - Uma nave especial da NASA vai colidir deliberadamente contra um asteroide para o desviar da sua trajetória, sendo esta uma iniciativa inserida no Programa de Defesa Planetária.

 

«É assim que a NASA vai desviar asteroides de colidir com a Terra

Uma nave especial da NASA vai colidir deliberadamente contra um asteroide para o desviar da sua trajetória. Iniciativa inserida no Programa de Defesa Planetária.

Em menos de um ano, uma nave espacial da NASA vai colidir deliberadamente contra um asteroide para o desviar da sua trajetória, naquela que é a primeira missão no âmbito do programa "defesa planetária", que tem como objetivo proteger o Planeta Terra em caso de ameaça de colisão.

A ideia do programa, apesar de não se conhecer uma ameaça real ao planeta, é preparar a agência para essa possibilidade, afirmou esta quinta-feira Lindley Johnson, do Departamento de Defesa Planetária da NASA: "Não queremos estar numa posição no qual um asteroide está em risco de colidir com a Terra e nós não estamos devidamente preparados: temos que testar a técnica de desvio!".

A missão DART (Double Asteroid Redirection Test) vai descolar da Califórnia, a bordo do foguete SpaceX Falcon 9, no dia 23 de novembro às 22h20 locais, alcançando o asteroide dez meses depois, a 11 milhões de quilómetros da Terra.

Colidir mas não destruir

O principal objetivo da missão é atingir o grande asteroide Didymos, com 780 metros de diâmetro, medida que corresponde a duas vezes a altura da torre Eiffel. Dimorphos, de 160 metros de diâmetro, é uma lua que orbita em volta do grande asteroide.

É exatamente nessa lua que a nave vai aterrar, sendo cerca de 100 vezes menor do que ela e projetada a uma velocidade de 24.000 km/h o que irá originar o lançamento de toneladas de material.

A ideia "não será destruir o asteroide", mas sim "atingi-lo para que este mude a sua rota normal", disse Nancy Chabot, do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, que lidera a missão em colaboração com a NASA.

A partir das observações realizadas por telescópios na Terra há décadas, sabe-se que Dimorphos orbita atualmente em redor de Didymos com um valor exato: 11 horas e 55 minutos.

Usando os mesmos telescópios, este período será medido novamente depois da colisão. Nesse caso, talvez sejam "11 horas e 45 minutos, com alguma margem de erro", disse o investigador.

Mas quanto exatamente? Os cientistas não sabem e é precisamente isso o que querem investigar.

Há muitos fatores que entram em jogo, como o ângulo do impacto, o aspeto da superfície do asteroide, a sua composição e a sua massa exata, todos eles desconhecidos até o momento.

Deste modo, "se um dia descobrirmos um asteroide em rota de colisão com a Terra (...), teremos uma ideia da força de que vamos precisar para que esse asteroide não colida Terra", explicou Andy Cheng, da Universidade Johns Hopkins.

A órbita ao redor do sol de Didymos, o grande asteroide, também mudará levemente, devido à relação gravitacional com a sua lua, disse Cheng. Mas essa mudança será "pequena demais para ser medida".

Caixa de Ferramentas

Um pequeno satélite também estará na viagem. Vai-se separar da nave principal 10 dias antes do impacto e usará o seu sistema de propulsão para desviar levemente a sua própria trajetória.

Três minutos depois da colisão, sobrevoará Dimorphos, para observar o efeito do impacto e possivelmente a cratera na superfície.

O custo total da missão é de 330 milhões de dólares (cerca de 286 milhões de euros). Se a experiência for bem-sucedido, "acreditamos que esta técnica poderia fazer parte de uma caixa de ferramentas, que estamos a começar a criar, para desviar um asteroide", explicou Lindley Johnson.

"A estratégia é encontrar esses objetos não só anos antes, mas décadas antes de qualquer risco de colisão com a Terra", disse.

Atualmente são conhecidos 27.000 asteroides próximos do planeta azul.» in https://www.dn.pt/ciencia/e-assim-que-a-nasa-vai-desviar-asteroides-de-colidir-com-a-terra-14291534.html

23/11/21

Desporto Futebol - Os treinadores portugueses já conquistaram as Ligas dos Campeões da Europa, África, América do Sul e Ásia e Leonardo Jardim tornou-se no primeiro treinador português a vencer a Liga dos Campeões Asiáticos.


«Marega marca e Leonardo Jardim faz história: primeiro treinador português a vencer a Champions asiática

Os treinadores portugueses já conquistaram as Ligas dos Campeões da Europa, África, América do Sul e Ásia.

Leonardo Jardim tornou-se no primeiro treinador português a vencer a Liga dos Campeões Asiáticos. O técnico madeirense guiou o Al Hilal da Arábia Saudita ao triunfo, após uma vitória por 2-0 diante dos sul-coreanos do Pohang Steelers, na final disputada no King Fahd International Stadium, na Arábia Saudita. Marega, ex-FC Porto, fez um dos golos da equipa de Leonardo Jardim.

Veja as melhores imagens da final

O Al Hilal marcou primeiro pelo lateral esquerdo Nasser Al Dawsari, logo aos 19 segundos de jogo, numa 'bomba' de fora da área.

A equipa da Arábia Saudita confirmou o favoritismo na final e voltou a marcar no segundo tempo por Moussa Marega. O ex-avançado do FC Porto fez-se valer da sua força para aguentar a pressão de um adversário e rematar cruzado para o 2-0, aos 63 minutos. O passe foi do francês Bafetimbi Gomis.

Além de Marega e Gomis, do lado dos sauditas jogou ainda o ex-Sporting Matheus Pereira.

Este é o quarto título de campeão asiático para o Al Hilal da Arábia Saudita, equipa que já foi treinada por Jorge Jesus.  Os sauditas repetem os triunfos de 1991, 1999/2000 e 2019. O Pohang Steelers conta com três Champions:  (1996/97, 1997/98 e 2009).

A 'lança' que faltava a Portugal

O triunfo de Leonardo Jardim mantém o legado dos treinadores portugueses como vencedores das principais provas continentais de clubes. Depois de África, Europa e América do Sul, Portugal coloca o seu nome na maior prova de clubes da Ásia

Tudo começou com Artur Jorge, quando este levou o FC Porto à vitória sobre o Bayern Munique na final da Taça dos Campeões Europeus em 1986/87. José Mourinho repetiu o feito em 2003/04 (também com os 'dragões' e já com a prova a ter a denominação de Liga dos Campeões da UEFA) e em 2009/10 (aí ao leme do Inter Milão).

Pelo meio, Manuel José levou o Al-Ahly à conquista da Liga dos Campeões Africana em 2001, feito que repetiu, à frente do mesmo clube, em 2005, 2006 e 2008. Mais recentemente, foi a vez de Jorge Jesus (Flamengo em 2019) e Abel Ferreira (Palmeiras em 2020) celebrarem a conquista da Taça Libertadores (a 'Liga dos Campeões' da América do Sul). E há ainda André Villas-Boas, que foi despedido a meio da conquista da Liga dos Campeões por parte do Chelsea em 2011/12 (foi Roberto Di Mateo, que substituiu o português no leme dos 'blues' a levantar o troféu).» in https://desporto.sapo.pt/futebol/afc-champions-league/artigos/marega-marca-e-leonardo-jardim-faz-historia-primeiro-treinador-portugues-a-vencer-a-champions-asiatica

Al Hilal vs Pohang Steelers 2-0 - (Highlights and All Goals 2021)

Escola Secundária de Amarante - Hoje muitas e ilustres visitas, de várias nacionalidades, tudo tendo como pano de fundo, a plantação de uma árvore...

(Amarante, Escola Secundária, encontro de gente ilustre, tendo em comum a ideia de plantar árvores e músicos da minha vida, GNR)
Pin It button on image hover