24/09/17

F.C. do Porto Basquetebol - A equipa de basquetebol do FC Porto venceu na noite deste sábado a formação do Iberostar Palma, por 83-73, conquistando assim a edição de 2017 do Trofeu Cidade de Palma.



«VITÓRIA SOBRE O PALMA EM MAIS UM PARTICULAR EM SOLO ESPANHOL

Portistas venceram o Iberostar Palma por 83-73 e arrecadaram o Troféu Cidade de Palma.

A equipa de basquetebol do FC Porto venceu na noite deste sábado a formação do Iberostar Palma, por 83-73, conquistando assim a edição de 2017 do Trofeu Cidade de Palma. No Palácio Municipal d´Esports Son Moix, em Palma de Maiorca, os Dragões voltaram assim a vencer uma formação da LEB Ouro, depois do triunfo sobre o Cáceres e do desaire frente ao Melilla.

Este sábado, na equipa dos Dragões, jogaram e marcaram: Miguel Queiroz, Gilbert Marcus (17), Pedro Pinto (5), André Bessa (6), António Monteiro (8), Miguel Miranda, Ferran Ventura, Pedro Bastos (4), William Sheehey (12), William Hanley (10) e Sasa Borovnjac (21).» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/basquetebol-Palma-FC-Porto-jogo-particular-.aspx

F.C. do Porto Andebol: F.C. do Porto 43 vs São Bernardo 20 - Foi expressiva e incontestável a primeira vitória do FC Porto na edição 2017/18 do Andebol 1, ao fim de quatro jornadas realizadas nesta primeira fase.



«SÃO BERNARDO NÃO RESISTIU A DRAGÃO FAMINTO

FC Porto estreou-se a ganhar no campeonato com uma vitória robusta sobre os aveirenses (43-20).

Foi expressiva e incontestável a primeira vitória do FC Porto na edição 2017/18 do Andebol 1, ao fim de quatro jornadas realizadas nesta primeira fase. Na tarde este sábado, no Dragão Caixa, o São Bernardo saiu derrotado por uns esclarecedores 43-20 num jogo dominado pelos azuis e brancos dominaram do primeiro ao último minuto e em que António Areia (na foto) marcou sete golos que fizeram dele o mais certeiro de todos os que estiveram em campo. O ponta-direita não foi o único entre os portistas a destacar-se na finalização: Leandro Semedo, Nicola Spelic (seis golos), Angel Zulueta, José Carrillo e Diogo Branquinho (cinco) também estiveram com a pontaria afinada.

Ainda sem poder contar com o contributo do reforço esloveno Aleksander Spende​, os azuis e brancos entraram no jogo de uma forma autoritária, tomaram conta das operações desde cedo e foram cavando um fosso no marcador que ao intervalo lhe permitia ter uma confortável vantagem de oito golos (19-11). Numa primeira parte controlada na totalidade pelos anfitriões, a única nota negativa foi a expulsão prematura e aparentemente exagerada de Victor Iturriza (29m), que deixou a equipa orientada por Lars Walther com apenas um pivô de raiz para os segundos 30 minutos, o luso-cubano Daymaro Salina.

Essa contrariedade, porém, acabou por não ter impacto no jogo dos azuis e brancos, que no início da segunda parte encetaram uma nova fuga no marcador que arredou definitivamente os aveirenses da discussão pelo resultado. Com um quarto de hora jogado, a vantagem já era de 15 golos (30-15) e foi com naturalidade que se foi avolumando até a buzina soar pela última vez no Dragão Caixa com as duas equipas separadas por uns longínquos 23 golos. São números que refletem duas realidades distintas, a diferença entre uma equipa que luta pelo título e outra que vai procurar sobreviver no escalão máximo do andebol ao qual regressou nesta temporada.

No fim, ao Porto Canal, o treinador-adjunto do FC Porto considerou que a equipa realizou “um jogo muito bom” e que “esta foi a melhor forma de ultrapassar uma situação difícil”. Luís Graça ficou satisfeito com o que viu em campo - “uma equipa confiante e sobretudo mais solta, libertada do peso do início de campeonato” - e reconheceu que este jogo ajudará a equipa a preparar os próximos jogos “com outro ânimo”. No calendário segue-se a deslocação ao Pavilhão João Rocha, em Lisboa, para defrontar o Sporting. O jogo está agendado para quinta-feira, às 19h30 (TVI24).

FICHA DE JOGO

FC PORTO-SÃO BERNARDO, 43-20 
Andebol1, 1.ª fase, 4.ª jornada
23 de setembro de 2017
Dragão Caixa, Porto

Árbitros: Gonçalo Aveiro e Hugo Fernandes

FC PORTO: Alfredo Quintana e Hugo Laurentino (g.r.); Victor Iturriza (1), Leandro Semedo (6), Nikola Spelic (6), Yoel Morales (3), Miguel Martins (2), Angel Zulueta (5), Rui Silva, Daymaro Salina (3), José Carrillo (5), Diogo Branquinho (5), António Areia (7) e Miguel Alves
Treinador: Lars Walther

SÃO BERNARDO: Emanuel Ribeiro (g.r.), Nuno Ferreira (1), Luís Santos, Tiago Sousa (2), Hélder Carlos, Augusto Pereira (5), João Valente, Ulisses Ribeiro (1), Jorge Justino, Rafael Oliveira, Filipe Silva, Nuno Reis, Ricardo Queirós (3), Leandro Rodrigues (4), João Oliveira (1) e João Vilar (3)
Treinador: João Alves 

Ao intervalo: 19-11

Disciplina: cartão vermelho a Victor Iturriza (29m)» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/andebol-fcporto-sao-bernardo-4jor-andebol-1.aspx

23/09/17

Portugal História - Foz do Dão, uma aldeia submersa de Portugal, mais uma população vítima da necessidade de produção eléctrica nacional.


(Aldeia de Foz do Dão)


«Aldeia Foz do Dão: o recordar de um local que ficou submerso pelas águas do rio 

 Na década de 1980 a aldeia Foz do Dão, no distrito de Viseu, ficou submersa pelas águas do rio após a construção da barragem da Aguieira. O Porto Canal foi conhecer três dos antigos habitantes da aldeia.» in http://www.sapo.pt/#vhs-s2jCCR5NZp5vmba9TnCe (Antiga Aldeia de Foz do dão)

F.C. do Porto Hóquei Patins - O FC Porto Fidelidade venceu na tarde deste sábado a Académica de Espinho, por 3-2, em jogo de discussão do terceiro e quarto lugares da edição de 2017 do XXVII Torneio Internacional Solverde.



«DRAGÕES NO PÓDIO DO TORNEIO INTERNACIONAL SOLVERDE

Triunfo (3-2) sobre a Académica de Espinho vale o terceiro lugar do torneio.

O FC Porto Fidelidade venceu na tarde deste sábado a Académica de Espinho, por 3-2, em jogo de discussão do terceiro e quarto lugares da edição de 2017 do XXVII Torneio Internacional Solverde.

Em mais uma partida de pré-temporada, os Dragões, que esta manhã ficaram a conhecer os adversários na Liga Europeia de clubes, adiantaram-se no marcador por Jorge Silva ainda no primeiro tempo. A equipa da casa haveria de responder por Saraiva, já na segunda parte, mas Álvaro Morais fez o segundo e o terceiro da formação de Guillem Cabestany. Antes disso, a Académica de Espinho tinha voltado a igualar a partida por intermédio de André Pinto.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/hoquei-em-patins-fcporto-academica-de-espinho-3-4-torneio-solverde.aspx

Empresas - A presença da empresa Nestlé em Michigan, nos Estados Unidos, revela informações sobre como dominou a indústria, indo para áreas economicamente atrofiadas, sem regulações com a água.



«Negócio da água: Nestlé criticada por lucrar milhões ao aproveitar-se de cidades mais pobres
Cátia Borrego

A presença da empresa em Michigan, nos Estados Unidos, revela informações sobre como dominou a indústria, indo para áreas economicamente atrofiadas, sem regulações com a água.

No condado de Mecosta County, em Michigan, EUA, existe uma fábrica do tamanho do Buckingham Palace. Essa fábrica pertence à Nestlé, e é apenas uma das 100 que a empresa tem espalhadas por 34 países.

A história é contada pela Bloomberg, que visitou a cidade e falou com vários responsáveis da empresa, assim como habitantes locais, para denunciar o monopólio e a pressão da Nestlé no mercado da água.

Nas fábricas, a maioria das linhas de produção funcionam 24 horas por dia, todos os dias, cada uma enchendo 500 a 1.200 garrafas por minuto. Cerca de 60% da água vem das nascentes de Mecosta e chega à fábrica através de um gasoduto de quase 20 quilómetros. “Olhamos diariamente para cerca de 3,5 milhões de garrafas”, diz Dave Sommer, o gerente da 41 anos.

Silos com 125 toneladas de grânulos de plástico fornecem a matéria-prima para as garrafas. São moldados a temperaturas que chegam aos 2oo graus celsius, antes de serem inspecionados, rotulados e impressos a laser com a localização, o dia e o minuto em que foram produzidos – um processo que leva menos de 25 segundos. Em seguida, as garrafas são empacotadas em paletes. Cerca de 175 caminhões chegam todos os dias para transportar a água para locais de retalho no centro-oeste da região.

A forma de operação em Michigan é apenas uma parte pequena da Nestlé mas espelha como é que esta empresa domina uma indústria controversa, todos os anos, frequentemente estando em municípios economicamente deprimidos, com a promessa de empregos e novas infra-estruturas, em troca de isenções fiscais e acesso a um recurso que é escasso para milhões.

Onde a Nestlé encontra resistência contra a sua presença nas cidades, recorre a advogados. Há custos normais para fazer este tipo de negócios nos municípios, mas a Nestlé paga pouco pelo produto que engarrafa e consegue que as taxas municipais sejam poucas. Em Michigan, a Nestle paga 200 dólares (cerca de 167 euros).

A empresa (que começou a engarrafar água em 1843) aproveita-se do facto de 77 milhões de americanos estarem abrangidos a sistemas de água que violam os requisitos das entidades ou regras sobre contaminação.

A Nestlé adquiriu a Ice Mountain da Pepsi em 2000 e transferiu as instalações de produção da costa leste para a Mecosta. Os políticos locais apreciaram o negócio e ofereceram uma redução de impostos de 13 milhões de dólares. Quando os habitantes locais descobriram que a Nestlé estava a bombear água dos seus quintais formaram um grupo de oposição, o “Michigan Citizens for Water Conservation”. Liderado por bibliotecários e professores aposentados, o grupo adicionou mais de 2 mil membros em todo o estado, e apresentaram uma ação judicial para parar a Nestlé.

O caso foi arrastado por oito anos e custou ao grupo mais de um milhão de dólares. Em 2003, um juiz decidiu contra a Nestlé, dizendo que os dados que documentam três anos de extração pela empresa mostraram um esgotamento significativo dos fluxos e zonas húmidas da área. A Nestlé recorreu e o caso prolongou-se durante mais seis anos, antes de as duas partes fazerem um acordo, em 2009. A Nestlé reduziria o bombeamento de 1.514 litros por minuto para 825 litros, com restrições adicionais na primavera e no verão.

Mesmo antes do acordo, a Nestlé expandiu a sua operação além do condado de Mecosta, para o vizinho Osceola. Para ter acesso a poços municipais na cidade de Evart, a empresa prometeu financiar 14 hectares de novos campos de softbol, assim como equipamentos.  Mais de 44% dos 1.500 habitantes de Evart vivem abaixo do limiar da pobreza, de acordo com dados dos EUA. Os officials ficaram desapontados com o facto de a Nestlé ter construído a fábrica da Ice Mountain em Mecosta, que criou 280 empregos da cidade, mas agradeceram os cerca de 250 mil dólares que a Nestlé paga Evart anualmente pela sua água.

Em outubro passado, Garret Ellison, jornalista ambiental, descobriu que a Nestlé tinha solicitado uma licença para duplicar a sua taxa de bombeamento no poço perto de Evart, a 1.514 litros por minuto – a mesma taxa que foi considerada prejudicial em Mecosta. Antecipando a aprovação, a Nestlé tinha investido 36 milhões de dólares para aumentar a fábrica da Ice Moutain em 80 mil metros quadrados. O Departamento de Qualidade Ambiental de Michigan (DEQ) aprovou o pedido sem permitir que essa informação ficasse pública.

Quando a história de Ellison ficou viral, e o Departamento recebeu mais de 1.100 emails em três dias. A Nestlé aguarda agora uma decisão sobre se será permitido aumentar o bombeamento no poço perto de Evart.» in http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/nestle-lucra-milhoes-ao-aproveitar-se-de-cidades-mais-pobres-2-212116

Liga NOS: F.C. do Porto 5 vs Portimonense 2 - FC Porto bateu o Portimonense com um “bis” de Brahimi, mas Marcano, Aboubakar e Marega também marcaram.



«GOLEADA ISOLA DRAGÕES NO TOPO DA LIGA

FC Porto bateu o Portimonense por 5-2 com um “bis” de Brahimi. Marcano, Aboubakar e Marega também marcaram.

O FC Porto recebeu e venceu esta sexta-feira o Portimonense por 5-2, somando a sétima vitória em igual número de jornadas da Liga, que o coloca, pelo menos provisoriamente, na liderança isolada da classificação. O 24.º jogo caseiro consecutivo sem perder nas competições nacionais permitiu assim aos azuis e brancos igualar o registo alcançado pela última vez em 2007/08, época em que se sagrou tricampeão nacional.

O encontro que inaugurou a ronda sete do campeonato teve sete golos e um vencedor justo, que se anunciava desde a primeira parte, ou melhor, desde o 26.º minuto, quando festejou o 3-0. Perante uma equipa que começou por se apresentar num bloco subido, a praticar um futebol positivo, “sem respeito” pelo adversário, como sublinhou Sérgio Conceição na conferência de imprensa, os portistas revelaram algumas dificuldades iniciais para pôr em prática o plano de jogo e demoraram cerca de 20 minutos a encontrar a fórmula ideal para a ultrapassar. Foi aí que, na sequência de um pontapé de canto, Marcano de pé esquerdo desbloqueou um problema que, até então, parecia de difícil resolução.

“Os golos são como o ketchup”, quando aparecem, chegam todos de uma vez, disse um dia Cristiano Ronaldo. A analogia encaixa perfeitamente no que aconteceu a seguir no Estádio do Dragão, porque seis minutos depois já o FC Porto vencia por 3-0, graças aos remates certeiros de Aboubakar (22m) e de Marega (26m), que contaram com o contributo decisivo de Corona, de volta ao onze para ocupar o lugar de Otávio – o médio brasileiro, que tinha sido titular na partida frente ao Rio Ave (2-1), foi excluído da lista de convocados por ter contraído uma mialgia de esforço.

Confortável no marcador, a equipa de Sérgio Conceição abrandou o ritmo, por momentos deixou de lado a pressão alta que habitualmente exerce e que tantas vezes lhe permite criar perigo junto da baliza contrária e abriu caminho para que o adversário conseguisse sair dessa zona de pressão e encontrasse espaços na linha defensiva azul e branca. Daí resultou o golo algarvio, apontado pelo japonês Shoya (36m), que se pode orgulhar de ter sido o primeiro a bater Casillas no Estádio Dragão nesta temporada, no dia em que o internacional espanhol recebeu o prémio de melhor guarda-redes da Liga do mês de agosto, ao lado de Aboubakar e Alex Telles, distinguidos respetivamente como o melhor avançado e lateral.

Com um 3-1 ao intervalo e em vésperas da deslocação ao Mónaco para a segunda jornada da Liga dos Campeões, se alguém pensava que os azuis e brancos iriam tirar o pé do acelerador e tentar gerir o resultado é porque não conhece este FC Porto de Sérgio Conceição. Sempre de olhos postos na baliza, apostando sempre num jogo muito vertical, com constantes mutações entre o corredor central e lateral, e com uma boa e rápida reação à perda da bola que impede que os adversários saiam com qualidade na transição ofensiva, os Dragões conseguiram, naturalmente, avolumar o resultado.

Brahimi, que já tinha estado em destaque no primeiro tempo, precisou de apenas cinco minutos no segundo para assinar o quarto golo portista, na conclusão de uma jogada que passou por Aboubakar e Marega (50m). O melhor, no entanto, estava guardado para mais tarde, porque vale a pena ver e rever a forma como os azuis e brancos chegaram ao 5-1, apontado pelo internacional argelino, que assim “bisou” pela primeira vez nesta temporada (67m).

Faltavam pouco mais de 20 minutos para Luís Ferreira apitar pela última vez na partida, os três pontos estavam garantidos e o segundo golo do Portimonense (73m) não foi mais do que um apontamento na história de mais uma goleada e de mais uma exibição convincente do FC Porto.

VER FICHA DE JOGO» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/goleada-isola-dragoes-no-topo-da-liga-9-22-2017.aspx


(RESUMO FC PORTO 5 - 2 PORTIMONENSE | 2017/2018)

22/09/17

Premier League Internacional Cup: Reading 0 vs F.C. do Porto B 2 - “Bis” de André Pereira permite triunfo sobre o Reading e Galeno também foi decisivo numa grande segunda parte.



«ENTRADA VITORIOSA NA PREMIER LEAGUE INTERNATIONAL CUP

“Bis” de André Pereira permite triunfo (2-0) sobre o Reading. Galeno também foi decisivo numa grande segunda parte.

Dois golos de André Pereira (na foto), nos últimos dez minutos, permitiram ao FC Porto B estrear-se com uma vitória na edição 2017/18 da Premier League International Cup, frente ao Reading, por 2-0. Depois de uma primeira parte pouco interessante, em que os ingleses tiveram até mais oportunidades de golo, os portistas, detentores da competição, aceleraram e contaram igualmente com a inspiração do suplente Galeno, que esteve envolvido nos dois tentos. Este foi o primeiro jogo do grupo E da competição destinada a jogadores Sub-23, que o FC Porto naturalmente lidera, e do qual fazem também parte Arsenal e Bayern Munique.

Na primeira parte, houve duas oportunidades claras para o Reading: aos 28 minutos, Josh Barrett tentou o chapéu, perante uma saída precipitada de Mouhamed, e acertou na barra, com o guarda-redes a redimir-se logo de seguida, na recarga de Loader; nove minutos depois, Sam Smith acertou no poste, após cruzamento de Tom Holmes. Porém, os Dragões – com Mouhamed, Dalot, Diogo Queirós, Moreto, Anderson e Ruben Macedo como novidades no onze – também tiveram uma grande oportunidade, com outro chapéu, desta feita de Luís Mata, a sair ao lado, aos 22 minutos. 

No segundo tempo, o FC Porto aumentou o ritmo e os níveis de agressividade e encostou o Reading às cordas. O primeiro sinal foi dado logo no recomeço, com Ruben Macedo a servir Dalot e uma saída destemida de Legg a evitar o 1-0. Galeno, em mais um duelo com Legg, ainda perdeu outra oportunidade para abrir o marcador, que apenas funcionou aos 81 minutos, com o brasileiro, na esquerda, a tirar o guarda-redes do caminho e a servir André Pereira, que só teve de encostar. No Staplewood Campus (centro de treinos do Southampton), em Marchwood, Inglaterra, a contagem ficou fechada com o bis de André Pereira, na marcação de uma grande penalidade sofrida pelo próprio avançado, isolado pelo omnipresente Galeno.

FICHA DE JOGO

READING-FC PORTO B, 0-2
Premier League International Cup, grupo E
22 de setembro de 2017
Staplewood Campus, Long Lane (Marchwood), Inglaterra

Árbitro: S. Yianni
Assistentes: N. Dunn e O. Jackson
Quarto árbitro: H. Gilroy

READING: George Legg, Tom Holmes, Gabriel Osho (cap.), Axel Andresson, Omar Richards, Andy Rinomhota, Jake Sheppard, Ryan East, Sam Smith, Josh Barrett e Danny Loader
Substituições: Omar Richards por Medford-Smith (61m), Danny Loader por Ben House (82m) e Jake Sheppard por Tyler Frost (87m)
Não utilizados: Teddy Howe, Liam Driscoll, Jordan Holsgrove e Joel Rollinson
Treinador: Scott Marshall

FC PORTO B: Mouhamed Mbaye, Diogo Dalot, Jorge Fernandes, Diogo Queirós, Rui Moreira (cap.), Luís Mata, Rui Pires, Moreto Cassamá, Anderson Canhoto, Ruben Macedo e André Pereira
Substituições: Ruben Macedo por Galeno (65m), Anderson Canhoto por Fede Varela (65m) e Moreto Cassamá por Luizão (70m)
Não utilizados: Diogo Costa, Diogo Leite, Bruno Costa e Tony Djim
Treinador: António Folha

Ao intervalo: 0-0
Marcador: André Pereira (81m e 90m)

Disciplina: nada a assinalar» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/futebol-reading-fc-porto-B-premier-league-international-cup-grupo-E.aspx

F.C. do Porto Atletas Internacionais - Minutos antes do arranque da partida entre o FC Porto e o Portimonense, relativo à sétima jornada da Liga NOS, Casillas, Aboubakar e Alex Telles receberam os respetivos prémios de melhor guarda-redes, melhor avançado e melhor defesa do mês de agosto da Liga Portuguesa de Futebol.



«CASILLAS, ABOUBAKAR E ALEX TELLES DISTINGUIDOS ANTES DO FC PORTO-PORTIMONENSE

Portistas foram escolhidos pela liga como melhor guarda-redes, avançado e defesa do mês de agosto.

Minutos antes do arranque da partida entre o FC Porto e o Portimonense, relativo à sétima jornada da Liga NOS, Casillas, Aboubakar e Alex Telles receberam os respetivos prémios de melhor guarda-redes, melhor avançado e melhor defesa do mês de agosto da Liga Portuguesa de Futebol.

No relvado do Estádio do Dragão, o guardião espanhol recebeu a distinção das mãos de José Araújo e Silva (representante do EuroBic) e de Pedro Correia (representante da Liga Portugal), o mesmo que se encarregou de entregar os troféus a Aboubakar e Alex Telles.

De recordar que durante o mês de agosto, o FC Porto contou por vitórias as quatro jornadas do campeonato disputadas, entra as quais marcou nove golos e sofreu zero. Desses nove golos, Vincent Aboubakar assinou quatro.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/entrega-premio-casillas-aboubakar-e-alex-telles.aspx

F.C. do Porto Sub 19 Futebol: F.C. do Porto 4 vs Paços de Ferreira 0 - A equipa de Sub-19 do FC Porto venceu na tarde desta sexta-feira o Paços de Ferreira, em partida da quinta jornada da Zona Norte do Campeonato Nacional de juniores A.



«SUB-19: REGRESSO AOS TRIUNFOS FRENTE AO PAÇOS DE FERREIRA

FC porto recebeu e venceu (4-0) os castores na quinta jornada do campeonato.

A equipa de Sub-19 do FC Porto venceu na tarde desta sexta-feira o Paços de Ferreira, por 4-0, em partida da quinta jornada da Zona Norte do Campeonato Nacional de juniores A. Com quatro vitórias em cinco jogos, os Dragões continuam no topo da tabela, somando agora 13 pontos, mais três do que o Moreirense, que apenas joga no sábado.

No Estádio Luís Filipe Menezes, no Olival, os portistas adiantaram-se por Paulo Estrela, que converteu com sucesso uma grande penalidade (14m). Junior Maleck, aos 31 minutos, Fábio Vieira, já no segundo tempo, aos 67, e João Mário, aos 85, foram os restantes marcadores dos golos azuis e brancos.

Os Sub-19 portistas alinharam com: Ricardo Silva, Mamadu Lamba, Pedro Justiniano, Fábio Borges, Diogo Bessa, Paulo Estrela (Cap.) (João Lameira, 70m), Mateus Santos, Fábio Vieira, Junior Maleck (Vasco Paciência, 70m), Vitor Ferreira, Jorge Teixeira (João Mário, 67m).

Os Dragões centram agora atenções na Youth League, competição em que na terça-feira medem forças com o Mónaco, na segunda jornada do Grupo G. A partida no centro de treinos da equipa do principado tem início marcado para as 14h00.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/formacao-sub19-fcporto-pacos-ferreira-5jor-cnja.aspx

Política de Saúde - O escorbuto, uma doença historicamente associada à Época dos Descobrimentos, reapareceu na Austrália.



«500 ANOS DEPOIS O ESCORBUTO ESTÁ DE VOLTA. A CULPA É DAS DIETAS POUCO VARIADAS

O escorbuto, uma doença historicamente associada à Época dos Descobrimentos, reapareceu na Austrália.

Causada pela deficiência de vitamina C, a condição era uma "maldição" comum - e muitas vezes fatal - para os marinheiros que passavam longos meses em alto-mar sem consumir frutas nem vegetais frescos.

Considerado atualmente uma doença rara, o escorbuto ressurgiu na sequência de maus hábitos alimentares continuados, segundo a médica Jenny Gunton, que dirige o Centro de Investigação sobre Diabetes, Obesidade e Endocrinologia do Instituto Westmead em Sydney. A clínica e investigadora redescobriu a doença após observar feridas que não cicatrizavam em vários pacientes.

"Quando lhes perguntei sobre as suas dietas, uma pessoa disse que comia poucas frutas e vegetais frescos e o resto comia quantidades adequadas de vegetais, mas cozinhavam-nos demais, destruindo a vitamina C", disse a cientista. "Isso mostra que uma pessoa até pode ingerir muitas calorias e mesmo assim não receber os nutrientes suficientes", acrescentou.

O diagnóstico de escorbuto em 12 pacientes foi feito com base em exames de sangue e sintomas. Todos ficaram curados a partir da ingestão de boas quantidades de vitamina C.

Riscos da falta de vitamina C

A falta de vitamina C pode levar a uma formação deficiente de colagénio na organismo, causando hematomas, sangramento nas gengivas, manchas vermelhas na pele, dores nas articulações e dificuldades de cicatrização. Entre os alimentos que evitam o aparecimento do escorbuto estão as laranjas, morangos, brócolos, kiwis, pimentão e toranja, mas a sua cozedura excessiva pode destruir nutrientes essenciais.

Gunton, que publicou a investigação na revista Diabetic Medicine, informa que os doentes obesos ou com excesso de peso também podem vir a sofrer da patologia.

O artigo relata que não há nenhum padrão social na incidência da doença e que os pacientes com dietas pobres parecem ter origens socioeconómicas variadas. "Esse resultado sugere que, apesar da grande quantidade de recomendações de dieta, ainda há muitas pessoas (...) que não estão a receber as mensagens", comenta Gunton. "O corpo humano não consegue sintetizar vitamina C, por isso temos de comer alimentos que a contenham", advertiu ainda.» in http://lifestyle.sapo.pt/saude/noticias-saude/artigos/500-anos-depois-o-escorbuto-esta-de-volta-a-culpa-e-das-dietas-pouco-variadas

21/09/17

Música Pop/Rock - Carole King, pseudônimo de Carole Klein, é uma cantora e compositora norte-americana. Seu álbum, Tapestry, de 1971, ficou por quinze semanas no 1º lugar da parada dos Estados Unidos.


Carole King - "It's Too Late" - (1971)


Carole King & James Taylor - "So Far Away" - (live 1970)



Carole King - "Will you still love me tomorow"


Carole King - "You make me fell like a natural woman"



Carole King - "You've got a friend"


"You've Got A Friend
Carole King

When you're down and troubled and you need some love and care,
And nothing, nothing is going right,
Close your eyes and think of me and soon I will be there
To brighten up even your darkest night.
You just call out my name, and you know wherever I am,
I'll come running to see you again.
Winter, spring, summer, or fall, all you have to do is call
And I'll be there
You've got a friend.
If the sky above you grows dark and full of clouds,
And that old north wind begins to blow,
Keep your head toget-her and call my name out loud.
Soon you'll hear me knockin' at your door.
You just call out my name, and you know wherever I am,
I'll come running to see you again.
Winter, spring, summer, or fall, all you have to do is call
And I'll be there, yes, I will.
Now ain't it good to know that you've got a
Friend when people can be so cold. They'll hurt you, yes, anddesert you
And, take your soul if you let them.
Oh, but don't you let them.
You just call out my name, and you know wherever I am,
I'll come running to see you again.
Winter, spring, summer, or fall, all you have to do is call
And I'll be there, yes, I will.
You've got a friend.
You've got a friend.

Ain't it good to know you've got a friend…"

F.C. do Porto Basquetebol - A equipa de basquetebol do FC Porto venceu na noite desta quarta-feira a formação espanhola do Cáceres, por 87-77, e arrecadou o IV Troféu Internacional Turismo Província de Cáceres, que foi disputado na Cidade Desportiva daquela cidade.



«DRAGÕES VENCEM TROFEU TURISMO PROVÍNCIA DE CÁCERES

FC Porto ultrapassou o Cáceres (87-77) e sagrou-se vencedor da quarta edição da Taça.

A equipa de basquetebol do FC Porto venceu na noite desta quarta-feira a formação espanhola do Cáceres, por 87-77, e arrecadou o IV Troféu Internacional Turismo Província de Cáceres, que foi disputado na Cidade Desportiva daquela cidade.

Em mais um jogo de pré-temporada, frente à equipa da Extremadura, pelos azuis e brancos jogaram e marcaram: Miguel Queiroz (10), Marcus Gilbert (16), Pedro Pinto, André Bessa (7), António Monteiro, Miguel Miranda (2), Ferran Ventura, Pedro Bastos, William Sheehey (18), William Hanley (20) e Sasa Borovnjac (12).

A pré-temporada dos Dragões segue em solo espanhol na quinta-feira. Também na Cidade Desportiva de Cáceres, o FC Porto joga frente ao Melilla Baloncesto, numa partida que tem início marcado para as 19h00 (hora de Portugal Continental).» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/basquetebol-caceres-fc-porto-IV-Trof%C3%A9u-Internacional-Turismo-Provincia-de-C%C3%A1ceres.aspx

F.C. do Porto Andebol - Aleksander Spende, lateral esquerdo esloveno de 24 anos e 1,98 metros, proveniente do Maribor Branik, será jogador da equipa de andebol para os próximos dois anos.



«ALEKSANDER SPENDE: “ESTOU AQUI DE CORAÇÃO”

Lateral esquerdo esloveno vem reforçar um posto específico carenciado pela lesão de André Gomes.

Aleksander Spende, lateral esquerdo esloveno de 24 anos e 1,98 metros, proveniente do Maribor Branik, será jogador da equipa de andebol para os próximos dois anos. O FC Porto reforça assim um posto específico que estava carenciado, devido à lesão de outro reforço, André Gomes, ao serviço da seleção portuguesa de Sub-19, na Geórgia. Spende, que reencontra o croata Nikola Spelic, também ele ex-Maribor e lateral esquerdo, é internacional pelas seleções jovens e foi medalha de bronze no Europeu Sub-20 de 2012, na Turquia. Nas primeiras declarações como Dragão, ao www.fcporto.pt e Porto Canal, o primeira linha – que vai envergar a camisola 66, tal como o pai, um antigo internacional – confessa sentir um turbilhão de sentimentos, mas promete trabalhar no duro para ajudar a equipa.

As expetativas
“É a minha primeira experiência no estrangeiro e, como nas primeiras vezes, tenho um pouco de medo, felicidade, tantos sentimentos ao mesmo tempo. A minha expetativa é trabalhar no duro e fazer o meu melhor para ajudar a equipa a ser a primeira na Liga nacional. Estou aqui de coração e vou dar tudo pelo clube.”

Os contactos com o FC Porto
“Foi uma surpresa. Quando me contaram estava a tremer, foi uma grande notícia que o FC Porto estivesse interessado em mim. No final da última época, o Maribor disse que não ia vender-me e estava conformado. Depois chegou esta oferta, que não podia recusar.”

A ajuda de Spelic
“Falei com ele uma vez antes de partir para Portugal, desde que cheguei ainda não tive oportunidade, porque estive a tratar de toda a burocracia. Ele disse-me que a cidade é bonita, a equipa é boa, a Liga perfeita e que adora estar cá. Disse-me que não deveria ter medo de vir e dar este passo na minha carreira. Ele vai-me ajudar.”

O retrato

“Sou um lateral esquerdo alto, posso jogar na defesa, rematar, driblar. Preciso de trabalhar no ginásio e na preparação física para ser mais forte. Preciso de comer [risos]. Ontem provei o prato tradicional, a francesinha, e é muito bom. Penso que não vai haver problemas com a comida.”» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/andebol-apresentacao-ALEKSANDER-SPENDE.aspx

Incêndios - Pouco mais de três meses depois, o jornal britânico The Guardian publicou um vídeo de dez minutos sobre o maior incêndio.



«O vídeo do Guardian sobre o incêndio de Pedrógão Grande que não deixa ninguém indiferente

Pouco mais de três meses depois, o jornal britânico The Guardian publicou um vídeo de dez minutos sobre o maior incêndio.

"O maior incêndio de Portugal: "Pensámos que íamos todos morrer"" é o título de uma reportagem em vídeo de dez minutos feita pelo britânico The Guardian, em Portugal, aquando da tragédia de Pedrógão Grande - que vitimou 64 pessoas, destruiu perto de 500 habitações e fez um número incontável de feridos.

Agora publicada, a reportagem percorre o incêndio do dia 17 de junho, da Pedrógão Grande a Nodeirinho, não esquecendo a terrível tragédia na que viria a ficar conhecida como 'Estrada da Morte', a EN236, onde morreram 47 pessoas, reunindo testemunhos de habitantes e imagens devastadores do maior incêndio que alguma vez assolou Portugal.

“O barulho era próprio de alguém que existia, não é? E agora não existe. Perdemos tudo", ouve-se dizer uma sobrevivente do incêndio, que se refugiou com a sua família no tanque da sua casa. Três meses depois estas são as imagens que o Guardian leva aos seus leitores para que, com distância, se perceba o que aconteceu, como aconteceu e como se podia ter evitado o incêndio:


(Portugal's biggest wildfire: 'We all thought we were going to die')

20/09/17

Política de Saúde - Uma espécie de mosquito que é transmissor do vírus da dengue foi identificado pela primeira vez em Portugal, na região Norte do país, anunciou hoje a Direção-geral da Saúde (DGS) e o Instituto Doutor Ricardo Jorge.



«Mosquito transmissor do vírus da dengue detetado pela primeira vez em Portugal, anuncia DGS

Uma espécie de mosquito que é transmissor do vírus da dengue foi identificado pela primeira vez em Portugal, na região Norte do país, anunciou hoje a Direção-geral da Saúde (DGS) e o Instituto Doutor Ricardo Jorge.

“À semelhança do verificado em vários países da Europa, foi agora identificada, pela primeira vez, em Portugal, na região Norte, a espécie de mosquito ‘Aedes albopictus’”, refere a DGS numa nota pública.

Contudo, a DGS adianta que até ao momento “não há indícios de risco acrescido para a saúde da população”.

Os trabalhos de monitorização e avaliação da situação são da competência dos serviços de saúde pública de nível regional e local da região Norte, em articulação com as autoridades centrais.

“O diretor-geral da Saúde e o presidente do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge continuarão a informar a população da evolução e das medidas tomadas”, acrescenta a nota da DGS.

A infeção do vírus de dengue transmite-se através da picada dos mosquitos do género Aedes infetados com o vírus, não ocorrendo transmissão pessoa a pessoa. Os vetores existem em extensas áreas do planeta, particularmente nas regiões tropicais e subtropicais.

A doença manifesta-se, geralmente, por febre, dores de cabeça, dores nos músculos e nas articulações, vómitos e manchas vermelhas na pele e, embora mais raramente, por um quadro hemorrágico.

A principal medida de prevenção é a proteção individual contra a picada do mosquito, uma vez que não existe vacina para esta doença.

Segundo o comunicado da DGS, o mosquito é o Aedes albopictus. Em 2012, a Madeira assistiu a vários casos transmitidos pela espécie Aedes aegypti.» in http://24.sapo.pt/atualidade/artigos/mosquito-transmissor-do-virus-da-dengue-detetado-pela-primeira-vez-em-portugal-anuncia-dgs

F.C. do Porto Andebol - Segundo o site "Handball-Planet", FC Porto e Maribor chegaram a acordo de forma a que o lateral-esquerdo esloveno, Alexandre Spende, possa rumar ao Dragão.



«FC PORTO: ALESANDER SPENDE REFORÇA EQUIPA DE ANDEBOL

Alexandre Spende é novo reforço da equipa de andebol do FC Porto.

Segundo o site "Handball-Planet", FC Porto e Maribor chegaram a acordo de forma a que o lateral-esquerdo esloveno possa rumar ao Dragão.

Spende tem 1,99 e 90 kg.» in https://desporto.sapo.pt/modalidades/andebol/artigos/fc-porto-alesander-spende-reforca-equipa-de-andebol

Espaço - O telescópio espacial "Hubble", da NASA, descobriu um planeta que parece "asfalto negro", por ter a capacidade "única" de absorver 94% da luz que recebe, em vez de a refletir para o espaço.



«Descoberto planeta que "come" toda a luz que recebe

O "WASP-12b" foi encontrado pelo telescópio espacial "Hubble". Tem o dobro do tamanho de Júpiter e está fora do nosso sistema solar.

O telescópio espacial "Hubble", da NASA, descobriu um planeta que parece "asfalto negro", por ter a capacidade "única" de absorver 94% da luz que recebe, em vez de a refletir para o espaço.

Este planeta foi batizado de "WASP-12b", tem o dobro do tamanho de Júpiter e está fora do nosso sistema solar, a 1400 anos luz da Terra.

Faz parte do grupo de "júpiteres quentes", que são um conjunto de planetas gigantes e gasosas que orbitam muito próximos da estrela-mãe. As temperaturas são altas e podem chegar aos 2538 graus celsius.

Estas condições extremas fazem com que a maioria das moléculas não sobrevivam e não seja possível criar uma atmosfera em seu redor.

As nuvens não se conseguem formar e não é refletida a luz para o espaço. Assim, a luz que chega da estrela penetra na atmosfera do planeta, é absorvida por átomos de hidrogénio e convertida em energia térmica.

"Não esperávamos encontrar um exoplaneta tão escuro", confirmou Taylor Bell, da McGill University e do Institute for Research on Exoplanets. De acordo com o líder desta investigação, a maioria dos "júpiteres quentes" refletem cerca de 40% da luz das estrelas, o que faz deste "WASP-12b" uma novidade.

Este exoplaneta reflete duas vezes menos luz do que a lua. Foi detectado em 2008 e tem sido desde então estudado por vários telescópios, mas só agora o "Hubble" conseguiu detetar que se tratava de um planeta que come luz, como explica a NASA.» in http://rr.sapo.pt/noticia/93678/foi_descoberto_um_planeta_que_come_toda_a_luz_que_recebe?utm_source=rss

F.C. do Porto Basquetebol - O FC Porto versão 2017/18 será mais atlético, mais alto, mais versátil e, consequentemente, mais competitivo, mas sem nunca abdicar de alguns dos princípios que serviram de base aos muitos sucessos acumulados desde que o Moncho López assumiu o comando dos Dragões.



«DE ALTO A BAIXO

Há um novo paradigma no basquetebol. Neste trabalho da “Dragões”, fazemos uma análise aos reforços para 2017/18.

O FC Porto versão 2017/18 será mais atlético, mais alto, mais versátil e, consequentemente, mais competitivo, mas sem nunca abdicar de alguns dos princípios que serviram de base aos muitos sucessos acumulados desde que o Moncho López assumiu o comando dos Dragões. O objetivo maior, claro está, é a reconquista do campeonato. Pedro Pinto (1,88m), Marcus Gilbert (1,96m), Will Sheehey (2,01m), António Monteiro (2,05m) e Will Hanley (2,01m) foram os reforços contratados para a nova época. Se a estes juntarmos, por exemplo, Miguel Queiroz (2,02m), Miguel Miranda (2,05m), Keven Gomes (2,10m) e Sasa Borovnjak (2,06m), torna-se evidente que a equipa portista acrescentou uns bons centímetros à média de estatura e que será muito dura de bater na luta das tabelas.

Este crescimento traz, ao mesmo tempo, mais versatilidade e poder físico às escolhas ao dispor de Moncho López. O ex-Vitória de Guimarães Pedro Pinto (médias de 12,4 pontos, 2,3 ressaltos e 3,9 assistências por jogo) tem um porte assinalável para um base de raiz e também pode jogar a extremo sempre que o jogo assim o exigir, abrindo espaço a André Bessa ou Pedro Bastos para comandarem os ataques azuis e brancos. A posição de extremo foi aquela em que o FC Porto mais se reforçou, mas desengane-se quem pensa que o plantel tem jogadores com posições verdadeiramente definidas.

O extremo mais puro do plantel é Marcus Gilbert (24 anos), um 2/3 declarado, mas que em último caso também pode assumir a posição 1 e até a 4. Marcus Gilbert é o típico extremo virtuoso, forte no um contra um e muito eficaz nos lançamentos de média e longa distância, argumentos que o tornam um jogador difícil de defender. Face à sua fisionomia e capacidade de impulsão, Gilbert afunda com tremenda facilidade, pelo que são de esperar muitos e bons highlights deste norteamericano que em 2015/16 registou uma média de 15 pontos por jogo (43 por cento de triplos) na Liga A2 italiana (Basket Ferentino e Reggio Calabria).

Os compatriotas Will Sheehey (25 anos) e Will Hanley (27 anos), bem como o regressado António Monteiro, são extremos que podem e sabem jogar nas áreas mais próximas do cesto (4/5). Will Sheehey, outrora capitão de equipa na conceituadíssima Universidade de Indiana, também promete ser um espetáculo dentro do próprio espetáculo, tal a forma harmoniosa como alterna o um contra um com os lançamentos de média e longa distância, além de ser um bom defensor, tanto de extremos como de postes, e senhor de uma energia contagiante dentro do campo.

Will Hanley, por sua vez, tem a particularidade de ser o único canhoto do plantel, o que desde logo é sinónimo de algo diferente do que os adeptos portistas estão habituados. Depois de se ter revelado na LEB Prata, competição na qual assinou médias de 17,7 pontos e 11,2 ressaltos por jogo, atuou na ACB, a principal Liga espanhola, nas últimas cinco épocas, sendo que em 2016/17 se sagrou campeão europeu da Basketball Champions League ao serviço do Iberostar Tenerife. A experiência acumulada a nível europeu é uma mais-valia, mas é pela qualidade e intensidade que Will Hanley poderá assumir um papel importante neste FC Porto. A elegância do seu jogo faz-nos recuar no tempo e recordar Greg Stempin, uma das grandes figuras no título conquistado em 2010/11.

À margem das comparações, Hanley é um daqueles postes que raramente perdoa perto do cesto, mas não se admire se o vir tentar a sorte de média ou longa distância, pois há muita qualidade naquela mão esquerda. Exímio defensor, também sabe ser uma fera nas duas tabelas, pelo que o FC Porto ganha um trunfo importante para o ressalto defensivo e ofensivo, um pouco à semelhança de António Monteiro. Depois de uma época muito bem conseguida no Lusitânia, o extremo/poste angolano regressa ao clube do coração, no qual foi campeão nacional em 2015/16, com mais argumentos e com a confiança renovada. As médias de 14,9 pontos e 9,5 ressaltos por jogo ao serviço dos açorianos deixam, no mínimo, excelentes indícios.

Tal como Moncho López assumiu na edição de agosto da Dragões, o ataque ao mercado obedeceu a critérios muito específicos além do talento e da qualidade: “Procurámos, essencialmente, jogadores que se identificassem com o nosso estilo de jogo e com os princípios do clube. São atletas com grandes capacidades atléticas, até porque mantemos a ambição de também competir a um bom nível na Europa”. Este é, por isso, um FC Porto renovado, mas não menos ambicioso no momento de olhar para a época que se avizinha. Com o plantel devidamente apetrechado para os desafios que aí vêm, as expectativas só podem ser boas. 

Este texto, da autoria de Bruno Leite, está incluído na edição de setembro da revista Dragões, uma publicação oficial do FC Porto que pode ser lida integralmente aqui.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/basquetebol-dragoes-de-alto-a-baixo.aspx

19/09/17

História Arqueologia - As mais recentes escavações arqueológicas no castro de S. João das Arribas, em Miranda do Douro, colocaram a descoberto “dados importantes” sobre a ocupação humana de um sítio que poderá remontar ao período alto medieval.


«Arqueólogos encontram povoado com 1.500 anos em Miranda do Douro

Escavações realizadas permitiram perceber que o castro de S. João das Arribas teve uma ocupação humana descontinuada, desde a Idade do Bronze até ao século I, já no Império Romano, e, depois, até ao século VII.

As mais recentes escavações arqueológicas no castro de S. João das Arribas, em Miranda do Douro, colocaram a descoberto “dados importantes” sobre a ocupação humana de um sítio que poderá remontar ao período alto medieval.

Ao longo de um mês, foram realizadas quatro sondagens arqueológicas e os arqueólogos descobriram ocupação humana que remonta ao período alto medieval -séculos V e VI..

Segundo a arqueóloga Mónica Salgada, é possível ver o que resta de “quatro edifícios, uma calçada, um possível lagar, uma lareira e um conjunto de artefactos em bronze, moedas e muita cerâmica”.

O balanço do trabalho realizado, é por isso, muito positivo, “não só pela quantidade de material encontrado, mas também pela beleza das peças encontradas, que apontam para a monumentalidade do sítio arqueológico, que se encontra em estudo”, realça a arqueóloga.

Os arqueólogos que integram o Projecto de Investigação S. João das Arribas sublinham ainda que as escavações realizadas no ano passado permitiram perceber que “o castro teve uma ocupação humana descontinuada, desde a Pré-História (Idade do Bronze) até ao século I, já no Império Romano, e depois da queda deste até ao século VII”.

O arqueólogo Pedro Pereira, da Universidade do Porto, considera que é preciso escavar mais para melhor compreender este sítio arqueológico que pode ir desde a Idade do Bronze até ao período alto medieval.

“Se queremos compreender, é necessário escavar e quanto mais escavamos mais compreendemos, também surgem muitas novas questões, mas é isso o interessante na investigação”, refere.

E até ao momento o que os arqueólogos conseguiram compreender, por exemplo, a nível de cerâmica é que se trata de “cerâmica doméstica ou seja, são níveis de ocupação de habitação”.

“Temos locais que estão associados ao depósito de matérias-primas devido aos espaços colocados a descoberto, tais como um celeiro ou um lagar”, exemplifica.

O projecto de investigação S. João das Arribas vai já no seu segundo ano, de um conjunto de quatro. Os próximos dois anos serão reservados para a abertura de mais sondagens e para o início do processo de musealização de todos os achados que, ao que tudo indica, ficarão em Aldeia Nova, a localidade mais próxima deste castro situado no distrito de Bragança.

“Pretendemos criar um museu, onde possa ficar exposto todo o espólio encontrado e deixar no local e à vista de todos algumas das construções descobertas”, revela Mónica Salgado.

Quanto ao material descoberto nas mais recentes escavações “vai ficar guardado num sítio apropriado, para ser estudado, catalogado, inventariado e limpo, para se poder fazer uma interpretação rigorosa do conjunto do espólio arqueológico exumado”, frisa a técnica.

Nas escavações participaram voluntários de Espanha, Rússia, Polónia, Ucrânia, Itália, França e Irão.

O castro de S. João das Arribas está classificado como monumento nacional desde 1910. Fica no Parque Natural do Douro Internacional, junto à localidade de Aldeia Nova, no concelho de Miranda do Douro.

O Projecto de Investigação S. João das Arribas, na Aldeia Nova, Miranda do Douro, é um projecto de investigação arqueológica que, através de operações de baixo impacto, como prospecções e sondagens, pretende trazer à luz novos dados sobre a romanização e ocupação humana no território do planalto mirandês.» in http://rr.sapo.pt/noticia/93626/arqueologos_encontram_povoado_com_1500_anos_em_miranda_do_douro?utm_source=rss

Desporto Boxe - Rio Ferdinand, antigo jogador do Manchester United, anunciou que abraçar o boxe como nova carreira no desporto.



«RIO FERDINAND REGRESSOU AO DESPORTO PARA INICIAR CARREIRA NO BOXE

Antigo central da United já se encontra a treinar para o primeiro combate.

Rio Ferdinand, antigo jogador do Manchester United, anunciou que abraçar o boxe como nova carreira no desporto.

Foi o ex-central de 38 anos que anunciou que já se encontra a treinar para o primeiro combate. Ferdinand vai ser treinado por ser por Richie Woodhall. Mel Deane, antigo profissional de râguebi, vai auxiliar o ex-jogador na parte física.

"O boxe é um desporto fantástico. Tanto para o corpo, como para a mente. Sempre fui apaixonado [por este desporto] e este desafio é a oportunidade perfeita para mostrar às pessoas que é possível. (...) Nem toda a gente pode tornar-se pugilista profissional, mas com esta equipa tudo é possível", declarou Rio Ferdinand.» in https://desporto.sapo.pt/futebol/futebol-internacional/artigos/rio-ferdinand-regressou-ao-desporto-para-iniciar-carreira-no-boxe


(Rio Ferdinand Preparing For His New Career In Boxing)

Política Internacional - A líder birmanesa e Nobel da Paz Aung San Suu Kyi falou pela primeira vez esta terça-feira aos seus compatriotas sobre a crise dos rohingyas, numa mensagem também destinada à comunidade internacional.



«Aung San Suu Kyi condena "violações dos direitos humanos e violência ilegal" na Birmânia

A líder birmanesa e Nobel da Paz Aung San Suu Kyi falou pela primeira vez esta terça-feira aos seus compatriotas sobre a crise dos rohingyas, numa mensagem também destinada à comunidade internacional.

Aung San Suu Kyi fez as primeiras declarações sobre a crise humanitária que afeta os muçulmanos rohingyas na Birmânia esta terça-feira, dia 19, declarando que "sente profundamente" o sofrimento de "todas as pessoas".

"Estamos preocupados após ter-mos conhecimento do volume de muçulmanos que fugiram para o Bangladeche", disse Suu Kyi num discurso transmitido na TV estatal, no qual "condenou as violações dos direitos humanos e a violência ilegal", que podem ter exacerbado a crise.

"Estamos profundamente desolados com o sofrimento de todas as pessoas envolvidas neste conflito", declarou a líder birmanesa, citando tanto a minoria rohingya como a população budista que foge das suas vilas na zona do conflito.

"Não desejamos que Myanmar se divida entre crenças religiosas", explicou Suu Kyi, que tem sido criticada pela comunidade internacional devido ao seu silêncio diante da crise que envolve a minoria muçulmana no seu país.

No mesmo discurso, a dirigente birmanesa declarou que o seu país está pronto para verificar o estatuto dos 410 mil rohingyas que fugiram do país, "para ajudar no retorno de quem tiver o direito de regressar"

"Estamos preparados para iniciar o processo de verificação a qualquer momento", explicou a líder, fazendo referência à minoria muçulmana que fugiu para Bangladeche num êxodo sem precedentes.

No sábado passado, o Governo havia anunciado que não iria aceitar o regresso de todos aqueles que partiram, pois estes eram considerados cúmplices dos rebeldes rohingyas pelo estado.

No seu discurso desta terça-feira, vincou que a sua administração condena "todas as violações dos direitos humanos", ainda que não tenha feito qualquer crítica à ação do Exército — este é acusado de incendiar vilas e atirar contra civis rohingyas.

"As forças de segurança receberam instruções para adotar todas as medidas [necessárias] visando evitar danos colaterais e que civis sejam atingidos" durante as operações antiterroristas.

Até agora, Suu Kyi tinha manifestado apoio incondicional ao Exército, acusado de cometer abusos sob a cobertura de uma operação antiterrorista. A ONU denuncia mesmo uma "limpeza étnica" iniciada há pelo menos três semanas, levada a cabo pelo Exército.

Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), que cita o governo de Bangladeche, entre os cerca de 412 mil rohingyas que fugiram para o seu território, há cerca de 70 mil mulheres grávidas ou que acabaram de dar à luz.

Este domingo, dia 17, em declarações à britânica BBC, Guterres afirmou que, se a Nobel da Paz não atuasse, "a tragédia seria absolutamente horrível".

Em três semanas, criou-se um dos maiores campos de refugiados do mundo e as autoridades locais e ONG, que estão sobrecarregadas, lutam para ajudar os recém-chegados.

A rejeição aos rohingyas, considerados estrangeiros ilegais na Birmânia, país cuja população é mais de 90% budista, é muito difundida entre a sua população.

Desde que a nacionalidade birmanesa lhes foi retirada, em 1982, os rohingyas estão sujeitos a inúmeras restrições: não podem viajar ou se casar sem autorização, assim como também não têm acesso ao mercado de trabalho ou a serviços públicos (escolas e hospitais).» in http://24.sapo.pt/atualidade/artigos/aung-san-suu-kyi-condena-violacoes-dos-direitos-humanos-e-violencia-ilegal-na-birmania


(Aung San Suu Kyi's speech in full: ‘We condemn all human rights violations')

Amarante Túnel do Marão - A Infraestruturas de Portugal (IP) informou que o Túnel do Marão vai estar encerrado no período noturno a partir desta segunda-feira e até à próxima quarta-feira, entre as 21 e as 7 horas, no sentido Amarante - Vila Real.



«Túnel do Marão encerrado à noite até quarta-feira

A Infraestruturas de Portugal (IP) informou que o Túnel do Marão vai estar encerrado no período noturno a partir desta segunda-feira e até à próxima quarta-feira, entre as 21 e as 7 horas, no sentido Amarante - Vila Real.

O corte de tráfego entre o nó de Padronelo, que faz a ligação ao Itinerário Principal 4 (IP4) e o nó da Campeã decorre, segundo a IP, da necessidade de realizar os "trabalhos finais de reparação, substituição e instalação de equipamentos do Túnel do Marão, que ficaram danificados" na sequência de um incêndio num autocarro, que aconteceu a 11 de junho.

Na altura, a infraestrutura rodoviária sofreu danos consideráveis no pavimento numa extensão de 100 metros. O Túnel do Marão esteve encerrado durante uma semana para que a IP procedesse a trabalhos de reparação, aprovisionamento e substituição de componentes dos equipamentos e sistemas de segurança, iluminação e comunicações.

A 8 de agosto, a mesma galeria voltou a sofrer alguns estragos em virtude de um segundo incêndio numa viatura ligeira de passageiros, mas o trânsito foi reposto no próprio dia.

Durante os trabalhos, o trânsito no sentido Amarante - Vila Real será desviado para o IP4. O Túnel do Marão, com 5,7 quilómetros de extensão, é a maior infraestrutura do género da Península Ibérica.» in http://www.jn.pt/local/noticias/porto/amarante/interior/tunel-do-marao-encerrado-a-noite-ate-quarta-feira-8778770.html
Pin It button on image hover