30/04/09

Câmara Municipal de Amarante homenageia vítimas das Invasões Francesas!

«AMARANTE: Câmara homenageia vítimas das Invasões Francesas

(29-04-2009)

AMARANTE: Câmara homenageia vítimas das Invasões Francesas

Armindo Mendes
© Todos os direitos reservados

Cerimónia está marcada para o próximo dia 2 de Maio


-


Depois da recriação da invasão da cidade pelos exércitos de Napoleão, a 18 e 19 de Maio, que teve a assistir à cidade mais de dezena e meia de milhar de pessoas, a Câmara Municipal de Amarante prossegue, a 2 de Maio, a evocação dos 200 anos das Invasões Francesas e da Defesa da Ponte, com uma cerimónia de homenagem às vítimas da II Invasão Francesa.

Programa:

10h00 | Missa de Acção de Graças e Sufrágio às Vítimas da II Invasão Francesa na Igreja do Convento de S. Gonçalo.

11h30 | Deposição de Flores em Memória às Vítimas da II Invasão Francesa. Ponte de S. Gonçalo

15h30 | Colóquio - Biblioteca Municipal Albano Sardoeira, com a participação de General Carlos de Azeredo que apresentará a comunicação "Nas Margens do Tâmega fracassou a II Invasão Napoleónica"; Dr. Sérgio Veludo que dissertará sobre o tema "O Exército Português em 1809" e o Coronel Américo Henriques que apresentará a comunicação “O Povo Português na Guerra Peninsular”

21h30 | Vox Angelis - Recital "In Memoriam das Invasões Francesas".
Igreja de S. Gonçalo

O Colóquio tem por objectivos sensibilizar a comunidade para a importância estratégica que a cidade de Amarante teve no desenrolar da Segunda Invasão; clarificar pormenores sobre as Invasões e o desenrolar de toda a acção; as estratégias de batalha e o pós-Invasão, entre outros aspectos julgados importantes.

Sobre os oradores:

General Carlos de Azeredo – Ex- Chefe da Casa Militar de Mário Soares, quando Presidente da República, é autor de diversas publicações históricas que descrevem a II Invasão Francesa, com especial enfoque para o episódio da Ponte de Amarante.» in http://www.tamegaonline.info/v2/noticia.asp?cod=1976

29/04/09

Cinema Teixeira de Pascoaes - Programação Maio!





Cinema Teixeira de Pascoaes
6ªs feiras às 21: 30
Telefone: 255 431 084
Em Maio:


Dia 1
O Casamento de Rachel
Título original: Rachel Getting Married
De: Jonathan Demme
Com: Anne Hathaway, Rosemarie DeWitt, Debra Winger
Género: Drama
Classificacao: M/12
EUA, 2008, Cores, 114 min.

Dia 8
Milk
Título original: Milk
De: Gus Van Sant
Com: Sean Penn, Emile Hirsch, Josh Brolin
Género: Drama
Classificacao: M/16
EUA, 2008, Cores, 128 min.

Dia 15
A Troca
Título original: Changeling
De: Clint Eastwood
Com: Angelina Jolie, Gattlin Griffith, Michelle Martin, John Malkovich
Género: Drama
Classificacao: M/12

EUA, 2008, Cores, 141 min.

Dia 22
O Wrestler
Título original: The Wrestler
De: Darren Aronofsky
Com: Mickey Rourke, Marisa Tomei, Evan Rachel Wood
Género: Drama
Classificacao: M/16
EUA, 2008, Cores, 115 min.

Dia 29
Revolutionary Road
Título original: Revolutionary Road
De: Sam Mendes
Com: Leonardo DiCaprio, Kate Winslet, Kathy Bates
Género: Drama
Classificacao: M/16
EUA/GB, 2008, Cores, 119 min.
-----------------------------------------------------------------------------
Programação gentilmente enviada pela Minha Colega e Amiga, Elsa Cerqueira!

Música Brasileira - Bossa Nova, Anos Dourados, décadas de 50/60/70 no Brasil!




João Gilberto & Tom Jobim - "Desafinado"

Elis Regina e Tom Jovim - "Corcovado" - (1974)

Nara Leão - "Corcovado"

Tom Jobim e Elis Regina - "Águas de Março" - (no Fantástico)

Tom Jobim - (Anos Dourados)

Chico Buarque & Tom Jobim - (Anos Dourados)

Joao Gilberto e Caetano Veloso - "Garota de Ipanema"

Jobim - "How Insensitive"

Nara Leão - "Insensatez"

Caetano & Chico - (Anos Dourados)

Tom Jobim & Toquinho - "Wave"

Tom Jobim - "One Note Samba"

Tom Vinícius, Toquinho e Miúcha - "Samba de Avião"

Roberto Carlos - "Samba do Avião"

Vinicius de Moraes & Toquinho - "Tarde em Itapuã"

Joao Gilberto and Antonio Carlos Jobim - "Chega de Saudade"

Chico Buarque - "Chega de Saudade"

Elis & Tom - "Inútil Paisagem"

Roberto e Caetano - "Inútil Paisagem"


CHICO BUARQUE & MILTON NASCIMENTO - "O QUE SERÁ" - (1976)

Tom Vinícius, Toquinho e Miúcha - "O Que Será" - (À Flor da Pele)

Toquinho & Vinícius - "Samba de Orly"

Chico Buarque e Tom Jobim - "Sem Compromisso"

Frank Sinatra, Antonio Carlos Jobim 1967 - (Medley)

Tom Jobim+Vinicius de Moraes+Toquinho+Miúcha

Elis & Tom - "Céu e Mar"

Caetano Veloso - "Ela é Carioca"

Elis Regina

Bossa Nova

Luciana Souza - "The New Bossa Nova"

Jobim - "Caminhos Cruzados" - (Crossing Paths)

Luciano Pavarotti e Caetano Veloso - "Manhã de Carnaval"

André Rieu - "Manhã de Carnaval"

Jobim/Gilberto - "The Story of Bossa Nova"

Caetano Veloso - "Caminhos Cruzados"

Jobim - "Outra Vez" - (Once Again)

Chico Buarque / Francis Hime - "Meu Caro Amigo"

Elis Regina e Chico Buarque - "Pois é"

«Bossa nova

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Nota: Esta página é sobre um ritmo musical e movimento cultural. Se procura outros significados da mesma expressão, consulte Bossa nova (desambiguação).

Bossa nova
[[Imagem:|250px]]
Origens estilísticas Samba, jazz
Contexto cultural 1957, (Zona Sul do Rio de Janeiro, Brasil - Fim: 1963
Instrumentos típicos violão, piano, órgão eletrônico, contrabaixo
e bateria
Popularidade Amplamente conhecido no Brasil, também significativo nos Estados Unidos, Europa Ocidental, Japão e as Filipinas.
Formas derivadas MPB, Sambalanço, Tropicalismo
Subgêneros

Gêneros de fusão

Cenas regionais
Brasil
Outros tópicos
chorinho
A bossa nova é um movimento da música popular brasileira surgido no final da década de 1950 e início da de 1960. De início, o termo era apenas relativo a um novo modo de cantar e tocar samba naquela época. Anos depois, Bossa Nova se tornaria um dos gêneros musicais brasileiros mais conhecidos em todo o mundo, especialmente associado a João Gilberto, Vinicius de Moraes, Antonio Carlos Jobim e Luiz Bonfá.
A palavra bossa apareceu pela primeira vez na década de 1930, em Coisas Nossas, samba do popular cantor Noel Rosa: O samba, a prontidão/e outras bossas,/são nossas coisas(...). A expressão bossa nova passou a ser utilizada também na década seguinte para aqueles sambas de breque, baseado no talento de improvisar paradas súbitas durante a música para encaixar falas.
Alguns críticos musicais destacam a grande influência que a cultura estadosunidense do Pós-Guerra, de musicos como Stan Kenton, combinada ao impressionismo erudito, de Debussy e Ravel, teve na bossa nova, especialmente do cool jazz e bebop. Além disso, havia um fundamental inconformismo com o formato musical de época. Os cantores Dick Farney e Lúcio Alves, que fizeram sucesso nos anos da década de 1950 com um jeito suave e minimalista (em oposição a cantores de grande potência sonora) também são considerados influências positivas sobre os garotos que fizeram a Bossa Nova.
Um embrião do movimento, já na década de 1950, eram as reuniões casuais, frutos de encontros de um grupo de músicos da classe média carioca em apartamentos da zona sul, como o de Nara Leão, na Avenida Atlântica, em Copacabana. Nestes encontros, cada vez mais freqüentes, a partir de 1957, um grupo se reunia para fazer e ouvir música. Dentre os participantes estavam novos compositores da música brasileira, como Billy Blanco, Carlos Lyra, Roberto Menescal e Sérgio Ricardo, entre outros. O grupo foi aumentando, abraçando também Chico Feitosa, João Gilberto, Luiz Carlos Vinhas, Ronaldo Bôscoli, entre outros.
Primeiro movimento musical brasileiro egresso das faculdades, já que os primeiros concertos foram realizados em âmbito universitário, pouco a pouco aquilo que se tornaria a bossa nova foi ocupando bares do circuito de Copacabana, no chamado Beco das Garrafas.
No final de 1957, numa destas apresentações, no Colégio Israelita-Brasileiro, teria havido a idéia de chamar o novo gênero - então apenas denominado de samba sessions, numa alusão à fusão entre samba e jazz - , através de um recado escrito num quadro-negro, provavelmente escrito por uma secretária do colégio, chamando as pessoas para uma apresentação de samba-sessions por uma turma "bossa-nova". No evento participaram Carlos Lyra, Ronaldo Bôscoli, Sylvia Telles, Roberto Menescal e Luiz Eça, onde foram anunciados como "(...)grupo bossa nova apresentando sambas modernos"[1].

Índice

[esconder]


[editar] Início oficial


Vinicius de Moraes, principal letrista de canções da bossa nova a partir de "Chega de Saudade", composição feita com Tom Jobim em 1958 e que consagrou o estilo.
Movimento que ficou associado ao crescimento urbano brasileiro - impulsionado pela fase desenvolvimentista da presidência de Juscelino Kubitschek (1955-1960) -, a bossa nova iniciou-se para muitos críticos quando foi lançado, em agosto de 1958, um compacto simples do violonista baiano João Gilberto (considerado o papa do movimento), contendo as canções Chega de Saudade (Tom Jobim e Vinicius de Moraes) e Bim Bom (do próprio cantor).
Meses antes, João participara de Canção do Amor Demais, um álbum lançado em maio daquele mesmo ano e exclusivamente dedicado às canções da iniciante dupla Tom/Vinicius, interpretado pela cantora fluminense Elizeth Cardoso. De acordo com o escritor Ruy Castro (em seu livro Chega de saudade, de 1990), este LP não foi um sucesso imediato ao ser lançado, mas o disco pode ser considerado um dos marcos da bossa nova, não só por ter trazido algumas das mais clássicas composições do gênero - entre as quais, Luciana, Estrada Branca, Outra Vez e Chega de Saudade-, como também pela célebre batida do violão de João Gilberto, com seus acordes dissonantes e inspirados no jazz norte-americano - influência esta que daria argumentos aos críticos da bossa nova.
Outras das características do movimento eram suas letras que, contrastando com os sucessos de até então, abordavam temáticas leves e descompromissadas - exemplo disto, Meditação, de Tom Jobim e Newton Mendonça. A forma de cantar também se diferenciava da que se tinha na época. Segundo o maestro Júlio Medaglia, "desenvolver-se-ia a prática do canto-falado ou do cantar baixinho, do texto bem pronunciado, do tom coloquial da narrativa musical, do acompanhamento e canto integrando-se mutuamente, em lugar da valorização da 'grande voz'"[2].
Em 1959, era lançado o primeiro LP de João Gilberto, Chega de saudade, contendo a faixa-título - canção com cerca de 100 regravações feitas por artistas brasileiros e estrangeiros. A partir dali, a bossa nova era uma realidade. Além de João, parte do repertório clássico do movimento deve-se as parcerias de Tom Jobim e Vinícius de Moraes. Consta-se, segundo muitos afirmam, que o espírito bossa-novista já se encontrava na música que Jobim e Moraes fizeram, em 1956, para a peça Orfeu da Conceição, primeira parceria da dupla, que esteve perto de não acontecer, uma vez que Vinícius primeiro entrou em contato com Vadico, o famoso parceiro de Noel Rosa e ex-membro do Bando da Lua, para fazer a trilha sonora. É dessa peça, baseada na tragédia Grega Orfeu, uma das belas composições de Tom e Vinícius, "Se todos fossem iguais a você", já prenunciando os elementos melódicos da Bossa Nova.
Além de Chega de saudade, os dois compuseram Garota de Ipanema, outra representativa canção da bossa nova, que se tornou a canção brasileira mais conhecida em todo o mundo, depois de Aquarela do Brasil (Ary Barroso), com mais de 169 gravações, entre as quais de Sarah Vaughan, Stan Getz, Frank Sinatra (com Tom Jobim), Ella Fitzgerald entre outros. É de Tom Jobim também, junto com Newton Mendonça, as canções Desafinado e Samba de uma Nota Só, dois dos primeiros clássicos do novo gênero musical brasileiro a serem gravados no mercado norte-americano a partir de 1960.

[editar] Reconhecimento

Com o passar dos anos, a bossa nova que no Brasil era inicialmente considerada música de "elite" (cultural), tornou-se cada vez mais popular com o público brasileiro, em geral. Em 1962, foi realizado um histórico concerto no Carnegie Hall de Nova Iorque, consagrando mundialmente o estilo musical. Deste espetáculo, participaram, entre outros, Tom Jobim, João Gilberto, Oscar Castro Neves, Agostinho dos Santos, Luiz Bonfá, Carlos Lyra, Sérgio Mendes, Roberto Menescal, Chico Feitosa, Normando Santos, Milton Banana, Sérgio Ricardo, além de artistas que pouco tinham a ver com a bossa nova, como o pianista argentino Lalo Schifrin.

[editar] Mudanças

Em meados da década de 1960, o movimento apresentaria uma espécie de cisão ideológica, formada por Marcos Valle, Dori Caymmi, Edu Lobo e Francis Hime e estimulada pelo Centro Popular de Cultura da UNE. Inspirada em uma visão popular e nacionalista, este grupo fez uma crítica das influências do jazz norte-americano na bossa nova e propôs sua reaproximação com compositores de morro, como o sambista Zé Ketti. Um dos pilares da bossa, Carlos Lyra, aderiu a esta corrente, assim como Nara Leão, que promoveu parcerias com artistas do samba como Cartola e Nelson Cavaquinho e baião e xote nordestinos como João do Vale. Nesta fase de releituras da bossa nova, foi lançado em 1966 o antológico LP "Os Afro-sambas", de Vinicius de Moraes e Baden Powell.
Entre os artistas que se destacaram nesta segunda geração (1962-1966) da bossa nova estão Paulo Sérgio Valle, Edu Lobo, Ruy Guerra, Pingarilho, Marcos Vasconcelos, Dori Caymmi, Nelson Motta, Francis Hime, Wilson Simonal, entre outros.

[editar] Fim do movimento, da bossa à MPB

Um dos maiores expoentes da bossa nova comporia um dos marcos do fim do movimento. Em 1965, Vinícius de Moraes compôs, com Edu Lobo, Arrastão. A canção seria defendida por Elis Regina no I Festival de Música Popular Brasileira (da extinta TV Excelsior), realizado no Guarujá naquele mesmo ano. Era o fim da bossa nova e o início do que se rotularia MPB, gênero difuso que abarcaria diversas tendências da música brasileira até o início da década de 1980 - época em que surgiu um pop rock nacional renovado.
A MPB nascia com artistas novatos, da segunda geração da bossa nova, como Geraldo Vandré, Edu Lobo e Chico Buarque de Holanda, que apareciam com freqüência em festivais de música popular. Bem-sucedidos como artistas, eles tinham pouco ou quase nada de bossa nova. Vencedoras do II Festival de Música Popular Brasileira, realizado em São Paulo em 1966, Disparada, de Geraldo, e A Banda, de Chico, podem ser consideradas marcos desta ruptura e mutação da bossa em MPB.

[editar] Legado

Hoje em dia, inúmeros concertos dedicados à bossa nova são realizados, entre os quais, entre 2000 e 2001, os intitulados 40 anos de Bossa Nova, com Roberto Menescal e Wanda Sá.
O fim cronológico da bossa não significou a extinção estética do estilo. O movimento foi uma grande referência para gerações posteriores de artistas, do jazz (a partir do sucesso estrondoso da versão instrumental de Desafinado pela dupla Stan Getz e Charlie Byrd) a uma corrente pós punk britânica (de artistas como Style Council, Matt Bianco e Everything but the Girl).
No rock brasileiro, há de se destacar tanto a regravação da composição de Lobão, Me chama, pelo músico bossa-novista João Gilberto, em 1986, além da famosa música do cantor Cazuza composta por ele e outros músicos, Faz parte do meu show, gravada em 1988, com arranjos fortemente inspirados na Bossa Nova.
Seu legado é valioso, deixando várias jóias da música nacional, dentre as quais Chega de Saudade, Garota de Ipanema, Desafinado, O barquinho, Eu Sei Que Vou Te Amar, Se Todos Fossem Iguais A Você, Águas de março, Outra Vez, Coisa mais linda, Corcovado, Insensatez, Maria Ninguém, Samba de uma nota só, O pato, Lobo Bobo, Saudade fez um Samba

[editar] Artistas do movimento


[editar] Grandes nomes


Referências


[editar] Ver também


[editar] Ligações externas

"Águas de Março

Tom Jobim

Composição: Indisponível
É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, um pouco sozinho
É um caco de vidro, é a vida, é o sol
É a noite, é a morte, é um laço, é o anzol

É peroba do campo, é o nó da madeira
Caingá, candeia, é o MatitaPereira
É madeira de vento, tombo da ribanceira
É o mistério profundo, é o queira ou não queira

É o vento ventando, é o fim da ladeira

É a viga, é o vão, festa da cumeeira
É a chuva chovendo, é conversa ribeira
Das águas de março, é o fim da canseira

É o pé, é o chão, é a marcha estradeira
Passarinho na mão, pedra de atiradeira
É uma ave no céu, é uma ave no chão
É um regato, é uma fonte, é um pedaço de pão

É o fundo do poço, é o fim do caminho
No rosto o desgosto, é um pouco sozinho
É um estrepe, é um prego, é uma ponta, é um ponto
É um pingo pingando, é uma conta, é um conto

É um peixe, é um gesto, é uma prata brilhando
É a luz da manhã, é o tijolo chegando
É a lenha, é o dia, é o fim da picada
É a garrafa de cana, o estilhaço na estrada

É o projeto da casa, é o corpo na cama
É o carro enguiçado, é a lama, é a lama
É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um resto de mato, na luz da manhã

São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

É uma cobra, é um pau, é João, é José
É um espinho na mão, é um corte no pé

São as águas de março fechando o verão,
É a promessa de vida no teu coração

É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um belo horizonte, é uma febre terçã

São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração
pau, pedra, fim, caminho
resto, toco, pouco, sozinho
caco, vidro, vida, sol, noite, morte, laço, anzol

São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração."

Bilhar: Faleceu Wilson Augusto Neves, Grande Referência do Bilhar do F.C. do Porto e de Portugal!




«Faleceu Wilson Augusto Neves


Wilson Augusto Neves, antigo atleta e dirigente de referência do bilhar do F.C. Porto e nacional, faleceu no passado dia 25. Fundador da Associação de Bilhar do Porto e mentor da modalidade no emblema azul e branco, Wilson Neves foi homenageado na recente cerimónia de inauguração do Dragão Caixa. Fundador e primeiro presidente da associação da modalidade na cidade do Porto, Wilson Augusto Neves foi igualmente um pioneiro da prática de bilhar no F.C. Porto, participando activamente nos primeiros passos da Secção portista, a que aderiu em 1957. Com um currículo desportivo de respeito, o antigo atleta azul e branco foi Campeão Nacional três tabelas, ganhou duas Taças de Portugal, foi seis vezes Campeão Regional, para além de ter conquistado uma medalha de bronze na Taça dos Campeões Europeus de 1971/72 e vários títulos colectivos, nacionais e regionais, ao serviço dos Dragões. Depois de ter recebido o Dragão de Ouro no ano 2000, Wilson Augusto Neves foi também homenageado na cerimónia de inauguração do Dragão Caixa, em que não pôde estar presente, juntamente com outras 23 lendas que fizeram e continuam a fazer a história das modalidades do F.C. Porto.» in site F.C. do Porto.

Equipa feminina da EB 2,3 de Vila Caíz venceu a Taça Coca-Cola na Maia; Mulheres de Amarante não dão hipóteses no futebol!

AMARANTE: Equipa feminina da EB 2,3 de Vila Caíz venceu a Taça Coca-Cola na Maia«AMARANTE: Equipa feminina da EB 2,3 de Vila Caíz venceu a Taça Coca-Cola na Maia
(28-04-2009)





DR
© Todos os direitos reservados

A equipa da escola de Vila Caíz vai representar o distrito do Porto na final nacional

Lusa




A equipa feminina da EB 2,3 de Vila Caiz vai representar o distrito do Porto nas finais da Taça Coca-Cola, o maior torneio de futebol juvenil não federado do país.
A competição, que serviu de apuramento distrital, decorreu nos dias 25 e 26 de Abril, no Estádio Prof. Dr. José Vieira de Carvalho, na Maia, e contou com a presença de 1800 jovens, num total de 106 equipas. Esta foi, desde o início da Taça Coca-Cola em 2002, a etapa regional do Porto com a maior participação de sempre, superando as expectativas da organização.
O fim-de-semana de competição culminou com o apuramento dos vencedores do escalão masculino e o torneio feminino, no dia 26 de Abril, altura em que foram galardoados os vencedores da etapa que avançam para a final do torneio, em Junho.
A final feminina opôs as equipas EB 2,3 de Vila Caiz (4) e Leça do Balio (0), enquanto que a final masculina colocou frente-a-frente as formações Nike Pro Team (1) e EB 2,3 do Grijó (0).
Refira-se que no torneio a equipa da escola EB 2,3 de Vila Caíz foi a que mais golos marcou (15) e não sofreu um único golo.
Além da consagração dos campeões da etapa, foram também distinguidos os melhores marcadores e os melhores guarda-redes de ambos os escalões.
Andreia Pereira e Helena Cunha, ambas da equipa vencedora EB 2,3 de Vila Caiz, destacaram-se ao apontar o maior número de golos.
Elizabete Vieira (EB 2,3 de Vila Caiz)foi distinguida com o troféu de melhor guarda-redes.
Já na 7.ª edição, a Taça Coca-Cola é uma iniciativa de referência para a promoção do desporto e da juventude. Dirige-se a todos os jovens entre os 13 e 15 anos e conta com os apoios do Instituto do Desporto de Portugal, do Instituto Português da Juventude e do Instituto da Droga e da Toxicodependência.
Com o lema “Mostra o teu futebol” e apadrinhada por Yannick Djaló, esta edição oferece a todos os jovens a oportunidade de jogarem nos melhores palcos do futebol nacional, partilhando de valores como o companheirismo e a amizade, nunca esquecendo o fair-play.» in http://www.tamegaonline.info/v2/noticia.asp?cod=1967

28/04/09

Ângelo Ôchoa, Poeta da Palavra, da Imagem e da Amizade!

«Ao Encantador de Palavras



















À janela,
estou dentro
e fora.

Poesia e fotografia de Ângelo Ôchoa



















A vida é feita de nadas,
grandes serras paradas…
Fadigas, cantares, gestos,
entrega; mãos afagando;
cismar fascinada solidão;
manso pastar d’alimárias;
cuidados desmedidos,
lidas esquecidas;
aligeirar o olhar
até ao ar aberto;
colher, flor na haste,
o tempo dado.

Poesia e fotografia de Ângelo Ôchoa»

Material compilado e enviado pela Minha Colega e Amiga, Elsa Cerqueira!

A propósito da Gripe Suína, o Henrique fez um cartoon implacável, "A Revolta dos Porcos"!


Depois das Aves, aí estão os Porcos a atormentar-nos a saúde... mas há animais piores!

«Razão tem-na todo o João Gonçalves:
Como era de esperar, aquilo que interessava da entrevista de Ferreira Leite - a explicação de que estamos a fomentar um país irremediavelmente pobre e que o endividamento externo de que não se fala nas tendas da propaganda torná-lo-á ainda irremediavelmente mais pobre do que já é comprometendo, como uma pandemia nacional, o futuro por gerações e gerações - ficou fora das manchetes. O que o lixo tóxico chamado "notícia" quer que conste é, singularmente, que a senhora se "deixou enredar" por causa do "bloco central", que ocorreu um "tropeção na linguagem" e por aí fora. Os serventuários de Santos Silva seguiram aprumadamente as ordens dadas pelo chefe que forneceu logo o mote. Tudo serve para nos distrair do essencial. Coisas de porcos. A peste já cá está.» in Abrupto.

F.C. Porto conquistou a Copa BES/A Bola, pela quinta vez em seis edições!

«F.C. Porto recebeu troféu Copa BES/A Bola

Pelo terceiro ano consecutivo, e pela quinta vez em seis edições, o F.C. Porto conquistou a Copa BES/A Bola, troféu atribuído ao emblema dos «três grandes» que soma mais pontos no confronto directo com os rivais. A distinção referente à presente época foi entregue a Bruno Alves antes do jogo deste domingo, em pleno relvado do Estádio do Dragão. Bruno Alves, capitão dos Dragões no encontro frente ao V. Setúbal, recebeu das mãos do representante do Banco Espírito Santo o troféu relativo à Copa BES/A Bola. Sem derrotas frente aos outros «grandes» na presente temporada da Liga, o F.C. Porto conquistou a distinção pelo terceiro ano consecutivo, e pela quinta vez em seis edições da iniciativa.Para além da taça, a Copa BES/A Bola traduz-se na atribuição de um cheque 25 mil euros à Associação Sol.» in site F.C. do Porto.

27/04/09

Amarante - Primavera 2009 em Flor, em Fregim, Lugar do Rio!


É uma primavera um pouco sombria e nublada, mas nos interstícios, há muita flor, muito verde!

Escola Secundária/3 de Amarante: Grupo de Alunos do 12 CT1 promove um debate fantástico sobre Deus e Ciência!

«Um grupo de alunas do 12º Ano, turma CT1, dinamizou, no âmbito da disciplina de Àrea de projecto, um debate subordinado ao tema: “Da mentalidade mítica à mentalidade tecno-científica”. Os intervenientes convidados foram o Prof. Dr. Daniel Serrão e o Padre José Manuel, Pároco de S.º Gonçalo de Amarante. O Francisco, o Gustavo e a Mónica representaram os alunos do 12º ano.
Quando o moderador, Dr. Adriano Basto, os questionou sobre se “a ciência seria Deusa ou Demónio” a resposta foi unânime: depende da sua aplicação, dos valores que regem essa implementação na prática.
O debate animou-se em torno da polémica e sensível questão do aborto e, curiosamente, os oradores convidados salientaram a “Vida como valor fundamental”.
Certo, certo é que o homem é o seu próprio Deus ou Demónio.», Professora Elsa Cerqueira de Filosofia!
---------------------------------------------------------------------------
De facto, o que é mais importante nas Escolas são os alunos têm a enorme capacidade de nos interpelarem diariamente. Um grupo notável de Alunos do 12 CT1, das quais só conhecia o Francisco, promoveram um debate brilhante com a colaboração de três grandes oradores: Professor Doutor Daniel Serrão, Padre José Manuel da Paróquia de S.º Gonçalo e o meu Colega e Amigo, Professor Adriano Bastos. Os três alunos do painel preparam muito bem o debate, com a assistência muito interessada e interveniente. Parabéns também para as participações pertinentes da Professora Elsa Cerqueira, para quem estes temas são material de trabalho, para a Professora Lurdes e para a proficiência da Professora Rosa Abreu que tem realizado um óptimo trabalho a conduzir estes Alunos na disciplina de Área de Projecto! Obrigado Elsa, por partilhares este material com a comunidade; hoje na ESA fez-se EDUCAÇÃO!

Pedro Marques Lopes - "Tudo preparado para o Tetra"


Ainda será cedo para festas, mas Pedro Marques Lopes com a sua habitual ironia, já festeja o tetra!

Guns N' Roses - Uma Banda Explosiva em Palco e com Discos Fabulosos!


Guns N' Roses - "Knocking on Heavens Door"



Guns N' Roses - "November Rain"


Guns N' Roses - "Patience"

Guns N' Roses - "Sweet Child O' Mine" - (Music Vídeo)

Guns N' Roses - "Sweet Child O' Mine" - (Live In New York 1988)

Guns N' Roses - "You Could Be Mine" - (Music Video)

Guns N' Roses - "Yesterdays"

Guns N' Roses - "Night Train" - (1988)

Guns N' Roses - "Civil War" - (Music Vídeo)

Guns N' Roses - "Patience/Wild Horses" - (Tokyo)

Gun's 'N Roses & Lenny Kravitz - "Always On The Run" - (Live Paris 1992)


GUNS N ROSES & QUEEN - "We Will Rock You"

Guns N Roses AND Aerosmith - (LIVE)

Roling Stones & Guns'n'Roses - "Salt of the Earth"

«Guns N' Roses

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Guns N' Roses

Guns N' Roses durante concerto no Download 2006. Da esq. para a dir.: Richard Fortus, Izzy Stradlin e Axl Rose.

Origem Los Angeles, Califórnia [1]
País Estados Unidos
Gêneros Hard rock
Heavy Metal
Período em atividade 1985 - presente
Gravadoras Geffen Records
UZI Suicide
Sítio oficial www.gunsnroses.com
Integrantes
Axl Rose
Dizzy Reed
Tommy Stinson
Chris Pitman
Richard Fortus
Ron "Bumblefoot" Thal
Frank Ferrer
DJ Ashba
Ex-integrantes
Ole Beich (falecido)
Rob Gardner
Tracii Guns
Steven Adler
Izzy Stradlin
Gilby Clarke
Slash
Matt Sorum
Duff McKagan
Josh Freese
Paul Tobias
Buckethead
Bryan "Brain" Mantia
Robin Finck
Guns N' Roses é uma banda de hard rock norte-americana, formada em Los Angeles, Califórnia em 1985. A banda, liderada pelo vocalista e co-fundador Axl Rose, passou por várias mudanças de alinhamento e controvérsias desde a sua criação. O Guns N' Roses lançou cinco álbuns de estúdio, dois EPs, um álbum ao vivo e três DVDs musicais ao longo da sua carreira. O álbum mais recente da banda é Chinese Democracy, lançado em 2008 e o primeiro trabalho com novas faixas desde 1993.
Devido a grande expectativa musical que envolveu o Guns N' Roses em 1991, eles foram considerados por muitos críticos como a maior banda da América.
Suas canções de maior sucesso são Paradise City, Don't Cry, Sweet Child O' Mine, Patience, November Rain e Welcome to the Jungle.
A banda já vendeu aproximadamente 190 milhões de cópias em todo o mundo,[2] sendo cerca de 58 milhões somente nos Estados Unidos.[3] O seu álbum de estréia em 1987, Appetite for Destruction[4] já vendeu mais de 37 milhões de cópias no mundo todo, 20 milhões apenas nos Estados Unidos, sendo certificado 18 vezes platina pela RIAA (Associação da Indústria de Gravação da América).
O estilo musical, a presença em palco e a imagem de bad boy da banda contribuíram para o sucesso do grupo durante uma nova era de dominação do hard rock no final dos anos 80 e início dos anos 90. Enquanto o glam metal liderava nas vendas de discos, tabelas de vídeos e rádio, os Guns N' Roses ofereciam um som mais tradicional do rock, e conquistaram muitos fãs, impressionados pela autenticidade entusiasmante.[5]
A banda teve grande sucesso mundial entre 1988 e 1993, durante esse período o Guns N' Roses foi a maior banda do planeta, é considerada uma das maiores bandas dos anos 90, junto com o Nirvana e outras grandes bandas da época, mas devido a conflitos de personalidade entre os membros do grupo levou ao fim do alinhamento original. Atualmente, Axl Rose é o único membro original no alinhamento do Guns N' Roses, sendo o vocalista desde 1985.
Seu novo trabalho, Chinese Democracy foi lançado no dia 23 Novembro (EUA) e 25 de novembro 2008 no Brasil e já vendeu ( 14 de Fevereiro) cerca de 2.7 milhões de cópias em todo o mundo, atingindo a certificado de platina nos EUA por chegar a marca de 1 milhão de cópias.

Índice

[esconder]


[editar] História


[editar] O começo

A história do Guns N' Roses começa nos idos de 1985 quando o vocalista W. Axl Rose deixa a banda Rapid Fire para montar uma nova banda com seu amigo de infância Izzy Stradlin. A banda formada pela dupla se chama Rose, que logo é renomeada para Hollywood Rose. Contava com W. Axl Rose (vocais), Izzy Stradlin (guitarra), Chris Weber (guitarra), Rick Holland (baixo) e Johnny Kreiss (bateria). A nova banda consegue algum destaque nos subúrbios de Los Angeles, com muitas composições próprias (que futuramente seriam tocadas pelo Guns n' Roses) como "My Way, Your Way" (Anything Goes), "Wreckless" (Reckless Life) e "Shadow Of Your Love". O último show do Hollywood Rose aconteceu na virada do ano de 1984/1985. Após isso a banda se dissolveu.
Assim, ao início de 1985, os ex-membros do Hollywood Rose, Axl Rose e Izzy Stradlin (Guitarra Base), se juntam a três ex-membros de outra banda recém dissolvida: Tracii Guns (Guitarra Solo), Ole Beich (Baixo) e Robbie Gardner (Bateria) da banda L.A. Guns. Com a junção dos membros e dos nomes das duas bandas, surge o Guns n' Roses. Essa formação porém se apresentou apenas uma única vez, em março de 1985. Após esse show, Ole Beich foi substituído por Duff McKagan.
Com essa formação (Axl, Tracii, Izzy Stradlin, Duff e Robbie), a banda fez mais alguns shows até a metade de 1985, quando a banda sofreu novas alterações: Tracii Guns e Robbie Gardner saíram da banda. Duff McKagan convidou seus antigos parceiros de Road Crew, o guitarrista Slash e o baterista Steven Adler para seus lugares. Nascia assim a formação mais conhecida da banda Guns N' Roses.
A estréia nos palcos da nova formação aconteceu em 6 de Junho de 1985, no conhecido Troubador em Hollywood, para cerca de 150 pessoas . Após isso, a banda seguiu para Seattle onde teve a sua turnê de estréia, conhecida por Hell Tour. Sobre esta turnê do Guns, pode-se afirmar que foi um fracasso, pois no caminho entre Los Angeles e Seatle, a Van onde os gunners viajavam quebrou, não restando alternativa a não ser abandonar o veículo e pedir carona. E esta carona, demora mais de dois dias para chegar, atrasando seu primeiro compromisso em Seatle, causando, como consequência, o cancelamento da tour inicial do Guns N' Roses pelos EUA, fazendo com que Axl e cia vendessem parte do equipamento para voltar para casa.

[editar] A Escalada para a Fama

Em 1986, lançaram um EP independente, Live ?!*@ Like a Suicide. Uma das poucas cópias desse EP acabou na gravadora Geffen Records, que decidiu assinar um contrato com a banda.
Em 1987, com a Geffen na retaguarda da banda, o Guns começa a editar seu primeiro álbum. Nos primeiros meses de 1987, a banda passava por aquela árdua rotina (sexo, drogas, e muito hard rock em suas veias). Axl inclusive gravou sons pornográficos para colocar na música "Rocket Queen". Hoje conhece-se que os gemidos nessa música provém do ápice de uma gravação real de uma tarde se sexo entre Axl Rose e a anteriormente amiga de Slash Adriana Smith.
No dia 16 de Julho de 1987, Appetite for Destruction foi lançado. Foi aclamado pela crítica, mas o álbum e seu primeiro single, "Welcome to the Jungle", ficaram um bom tempo sem muita exposição, quase um ano, - até que David Geffen pediu a MTV para transmitir o videoclipe da música. Apesar de inicialmente passar apenas de madrugada, logo o vídeo se tornou um dos mais requisitados da emissora. O segundo single, "Sweet Child O' Mine", foi ainda mais bem-sucedido, e quando o terceiro, "Paradise City", foi lançado, o álbum já tinha alcançado o topo das paradas. Appetite se tornou o álbum de estréia de uma banda, com cerca de 33 milhões de cópias.
O Guns começou então a abrir shows para grandes bandas como o Iron Maiden, Rolling Stones e Aerosmith, mas à medida em que as vendas de Appetite cresciam, partiram para uma turnê mundial sendo eles os cabeças-de-cartaz de muitos concertos. Na turnê o comportamento dos membros atraía a mídia: Duff, Slash e Steven entravam no palco freqüentemente sob efeito de drogas ou álcool, e o guitarrista muitas vezes entrava no palco amparado e desmaiava ao final dos shows. Um show em Castle Donnington, Inglaterra, no festival Monsters of Rock, teve um acontecimento trágico, quando dois fãs morreram acidentalmente pisoteados. Todos os acontecimentos nos seus concertos deram ao grupo o apelido de "A banda mais perigosa do planeta".
O lançamento seguinte foi G N' R Lies, em 1988, que incluía as quatro músicas de Live ?!*@ Like a Suicide e mais 4 canções acústicas. O álbum fez sucesso, chegando ao #2 (O Top 1 era o álbum anterior) da parada da Billboard, vendendo até hôje 7 milhões de cópias nos EUA e outras 6 milhões mundialmente, e teve dois hits: "Patience" e "Used to Love Her". Porém uma das músicas, "One in a Million", que mencionava "niggers" (negros) e "faggots" (bichas), causou polêmica, e Axl Rose foi acusado de racismo e homofobia. Rose negou, dizendo que era fã de homossexuais como Freddie Mercury (Queen) e Elton John e, além disso, Slash era filho de uma negra. Há um pedido de desculpa pelos mal-entendidos que essa música pudesse causar no encarte do álbum.
O mau comportamento de alguns membros levou a gravadora a pedir imediatamente mudanças de comportamento. Os membros começaram a tratar-se dos seus vícios após Axl Rose ameaçar sair da banda ou demitir membros se estes continuassem à abusar do alcool e das drogas.

[editar] Fama e Fortuna

Em 1990, a banda começou a gravação de seu próximo álbum. Durante a gravação de "Civil War", Steven Adler não conseguia tocar bateria de tão chapado que se encontrava com cocaína e heroína, com mais de 30 takes sendo necessários.[6] Em julho daquele ano, Adler foi demitido e substituído por Matt Sorum dos ingleses The Cult. O tecladista Dizzy Reed (que foi colocado na banda por indicação de Axl Rose, Dizzy passava por dificuldades financeiras na época) também se uniu à banda e o empresário foi trocado.
Em janeiro de 1991, a banda tocou para o público que até então conseguiu reunir: 140 mil pessoas no dia 20 de janeiro e 120 mil no dia 23, no festival Rock in Rio 2 realizado no estádio Maracanã, Rio de Janeiro. Foram os concertos que marcaram as estréias de Sorum e Reed]na banda, o Guns n' Roses já encabeçava uns dos maiores shows e festivais da epóca. Em maio do mesmo ano, teve início a turnê mundial dos álbuns Use Your Illusion (que seriam lançados meses depois), começando pela cidade americana de East Troy, Wisconsin, com a turnê durando 28 meses, com 196 shows em 32 países. A banda Skid Row abriu os shows.
Em 1991, depois de um grande período de gravação, finalmente em setembro, foram lançados os álbuns duplos Use Your Illusion I e Use Your Illusion II. As vendas no dia 17 de setembro foram de quase 1 milhão de cópias, e os dois álbums conseguiram a primeira e segunda posição na parada da Billboard. Acompanhados de muitos singles, alguns com videoclipes superproduzidos como "Don't Cry", "Estranged" e "November Rain". Estes três clipes formam uma trilogia, baseada no conto "Without you" de Del James, jornalista e amigo de Axl Rose.
Tudo deu certo para Slash, que passou um ano fora tocando com grandes nomes como Bob Dylan, Michael Jackson, Iggy Pop e Lenny Kravitz. Mas longe de se tornar uma estrela menor do cenário, ele preferiu a química do Guns. "Se não fosse Axl, eu poderia estar ainda procurando um cantor", ressaltou. "Sair do nada e chegar a tal ponto foi uma grande virada na minha cabeça. Agora que aconteceu, e nós conseguimos nos manter juntos, eu não acredito que teremos esse tipo de problema de novo".
Em novembro de 1991, Izzy Stradlin saiu da banda, alegando que não queria mais assistir aos seus amigos se auto-destruindo nas drogas. Axl e Slash elegeram o guitarrista Gilby Clarke (ex-Kill For Thrills) como seu substituto (no entanto Izzy Stradlin' acabaria por voltar em alguns espetáculos após Clarke sofrer um acidente de moto e quebrar o pulso).
A banda continuou causando tumultos, como num show em St. Louis, Minnesota, em que Axl abandonou o palco após brigar com um espectador com uma câmera, que tirava fotos ajustando o flash diretamente para seus olhos. Acabou por gerar centenas de feridos e um processo de milhões de dólares e alguns dias de cadeia para Axl Rose. Outro acontecimento em Montreal, em que a banda abandonou o palco após apenas 9 músicas por problemas de áudio, a atitude gerou revolta - carros quebrados e incêndios. Axl também arrumou atritos generalizados com a imprensa musical dos EUA e Inglaterra, chegando a citar na música "Get in the Ring" os nomes de vários jornalistas (e as revistas em que eles trabalhavam) com quem ele gostaria de acertar as contas.
A turnê Use your Illusion World Tour passou no Brasil em Dezembro de 1992 com 2 shows em São Paulo e um no Rio de Janeiro, e terminou em Julho de 1993 em Buenos Aires, Argentina. Foi o último show da banda com Slash, Duff, Sorum e Clarke.
Em 1993, a banda lançou The Spaghetti Incident?, um álbum de covers (principalmente de punk rock), com recepção "boa" do público e ruim da crítica para época. Uma canção escondida de autoria do conhecido serial killer Charles Manson, "Look at Your Game Girl" fora incluída a pedido de Axl, causando polêmica tanto pública quanto interna. The Spaghetti Incident? e o single "Since I Don't Have You" (cover da banda The Skyliners) foi sucesso em todo o mundo.
Spaghetti vendeu até hoje cerca de 2 milhões nos EUA e 4 milhões no restante do mundo, totalizando cerca de 6.4 milhões de cópias, sendo considerado um desempenho fraco tratando-se de Guns N' Roses.

[editar] O hiato

Em 1994, Axl é processado por agressão pela sua ex-esposa e pela sua ex-namorada Stephanie Seymour. Também em 1994, Gilby Clarke pede demissão da banda por Axl Rose e Slash não aceitarem suas composições. Paul Tobias entrou para o seu lugar, ficando claro o descontentamento de Slash sobre o novo guitarrista. A última música com o guitarrista foi um cover de "Sympathy For The Devil", dos Rolling Stones, para o filme Interview with the Vampire. Em 1996, Slash se demitiu e começou um projeto chamado Slash's Snakepit, com as músicas rejeitadas por Axl para o álbum que sucederia The Spaghetti Incident?.
Em 1996, Matt Sorum saiu e no ano seguinte, Duff McKagan saiu da banda, tornando Axl o único integrante original.

[editar] Tentativas de Retorno


Axl Rose
Slash foi substituído pelo guitarrista de turnê do Nine Inch Nails Robin Finck, o ex-baixista do The Replacements, Tommy Stinson entrou no lugar de McKagan, e Josh Freese se tornou baterista. O multi-instrumentista Chris Pitman também se juntou, primariamente para tocar teclados. Essa formação começou a gravar um novo álbum de estúdio em 1998.
Em 1999, o Guns N' Roses lançou sua primeira música desde 94, "Oh My God" (que também teve a participação dos guitarristas Dave Navarro, ex-Red Hot Chilli Peppers e Jane's Addiction, e Gary Sunshine) especialmente para a trilha sonora do filme Fim dos Dias. A Geffen também lançou um álbum ao vivo, Live Era: '87-'93, e uma compilação de videoclipes, Welcome to the Videos, vendendo até hoje cerca de 2.3 milhões de cópias.
Em 2000, Robin Finck voltou ao Nine Inch Nails, sendo substituído pelo guitarrista avant-garde Buckethead, e o baterista da banda Primus Bryan "Brain" Mantia entrou no lugar de Josh Freese.
Em 2001, voltaram a fazer shows, três em Las Vegas, e enfim se apresentando no Rock in Rio 3, marcado como o de maior público na história da banda, com cerca de 250 mil pessoas, misturando sucessos com músicas novas. A promessa do novo álbum se dissolveu juntamente com a World Tour 2002, com a turnê cancelada e o álbum adiado.
Em 2002, Paul Tobias abandonou a banda. Foi substituído por Richard Fortus, ex-Love Spit Love. O grupo seguiu com shows em Agosto na Europa e Ásia, seguidos por uma aparição surpresa no MTV Video Music Awards. Em Novembro, começaram nova turnê americana, mas o primeiro show, em Vancouver, foi cancelado pelo fato de Axl não conseguir ir para o Canadá (o descontentamento do público foi grande). Dezesseis shows se seguiram, esgotando-se em mercados como Nova York e não vendendo bem em mercados menores. Então, um show em Filadélfia fora cancelado porque Axl supostamente tivera problemas repentinos de saúde. Os 15 mil fãs presentes se revoltaram e destruíram o local, e o resto da turnê foi cancelada.
Buckethead saiu em Março de 2004, forçando o cancelamento do show no Rock in Rio Lisboa. Nenhum guitarrista substituto fora anunciado. No mesmo mês, a Geffen lançou a coletânea Greatest Hits, já que o novo álbum de estúdio Chinese Democracy não saía há 11 anos. Rose demonstrou seu desprazer com o álbum, já que a lista de faixas fora feita sem seu consentimento, e tentou impedir seu lançamento. Falhou, e o álbum foi sucesso de vendas.

[editar] Chinese Democracy

Em 2006, as demos das músicas "Better", "Catcher in the Rye", "IRS" e "There Was a Time" vazaram na Internet em um site não oficial da banda. O empresário da banda solicitou que todos os links de mp3's e letras dessas músicas fossem removidos dos sites. Também foi anunciada uma turnê européia com início no dia 25 de Maio, que incluiu uma apresentação no Rock in Rio Lisboa II, estiveram cerca de 50 mil fãs. Antes da turnê, 5 shows ocorreram em Nova York como aquecimento, as primeiras apresentações em 4 anos, e também servindo para introduzir um novo guitarrista, Ron "Bumblefoot" Thal. A turnê teve participações do ex-Guns Izzy Stradlin e do vocalista do Skid Row Sebastian Bach em algumas apresentações. Em outubro começa a turnê americana da banda com shows nos EUA, Canadá e Porto Rico. Após o nascimento do filho de Mantia, este teve de ser substituído por outro baterista, Frank Ferrer, que logo foi efetivado como membro oficial.
No dia 22 de dezembro, a revista inglesa Kerrang! elegeu o álbum Appetite for Destruction como o melhor álbum da história do rock. Em 2007, a banda novamente saiu em turnê, com shows nos EUA, México, Austrália e Japão. Ao mesmo tempo, três novas músicas de Chinese Democracy, uma nova versão de "I.R.S.", "The Blues" e a faixa-título.
Em Junho de 2008, vazaram 9 músicas (que eram apenas demos) de, com três sendo inéditas. O dono do blog onde vazou as músicas foi preso e, segundo as palavras de Slash, todo mundo espera que ele apodreça na prisão.
Em 2008, a empresa de refrigerantes Dr Pepper prometeu dar uma lata de graça para todos os estadunidenses — exceto Slash e Buckethead — se Chinese Democracy fosse lançado naquele mesmo ano. Axl adicionou: "Como tem gravações de Buckethead no álbum, vou dividir minha Dr Pepper com ele". Com o anúncio de uma data de lançamento em 23 de Novembro, a empresa disse que cumpriria a promessa, e anunciou uma campanha de cupons online por 24 horas no dia que o disco saísse.
Robin Finck voltou ao Nine Inch Nails em maio de 2008. Sua situação no Guns ficava incerta, mas em 12 de novembro, seu nome foi retirado, junto com o de Mantia, da formação do grupo na página do MySpace. Porém em recente entrevista Axl Rose afirmou que Brain ainda está na banda, junto com Frank Ferrer, e que a situação de Robin Finck é incerta. No dia 21/03/09 foi confirmado o guitarrista DJ Ashba como o substituto, pelo menos para as próximas turnês, de Robin Finck(apesar de Finck sempre ser considerado membro da banda, pelos seus serviços prestados e pelo seu envolvimento no álbum Chinese Democracy).O novo guitarrista do Guns N' Roses é mais conhecido como co-fundador das bandas de hard rock Sixx AM e Beautiful Creatures.
Em Julho de 2008, a desenvolvedora de games Harmonix e sua distribuidora MTV Games anunciaram que uma nova música do Guns, "Shackler’s Revenge" apareceria no jogo Rock Band 2. Em outubro, uma press release confirmou o lançamento de Chinese Democracy no mês seguinte, nos formatos CD, download digital e vinil.
Em 23 de Novembro de 2008, o álbum Chinese Democracy é lançado, tendo 7 anos nas gravações, com gastos de US$ 13 milhões. A recepção de críticos e fãs foi positiva, sendo top 1 de diversos países, inclusive o Brasil e atingindo quase 3 milhões de cópias em apenas 3 meses.
O amigo de Rose, Sebastian Bach, que participou de uma faixa de Chinese Democracy, disse que o álbum é parte de uma trilogia, afinal existem muitas músicas compostas e prontas para serem gravadas tendo em vista os próximos Chinese Democracy 2 e 3.Porém tais afirmações foram negadas por Axl em uma entrevista concedida a [Del James] em fevereiro de 2009.
Em Janeiro de 2009, vazou na internet uma faixa chamada "The General", possível continuação da música Estranged do Use Your Illusion II. Neste mesmo ano, é anunciado o novo guitarrista, Dj Ashba, que irá substituir Robin Finck, atual guitarrista do NIN.

[editar] Curiosidades

  • November Rain é considerada uma das 10 maiores canções da história da música.
  • As vendas no dia 17 de Setembro de 1991 foram de aproximadamnete 960 mil cópias, recorde n unca superado por qualquer banda ou artista solo no mundo da música.
  • O video clipe November Rain é considerado pela MTV como o melhor video musical da história.
  • Estranged,é o segundo video clip mais caro da historia da industria musical.
  • Em Abril de 1990, o Guns N`Roses participou de um show de caridade em Indianapolis. Os seus lançamentos neste ano ficaram praticamente no anonimato, resumindo-se em faixas de discos de vários artistas. Não que houvesse algo de errado com a música deles. Uma gravadora pegou em Knockin`On Heavon`s Door uma das favoritas do público, e incluiu na trilha sonora do filme Dias de trovão, enquanto que a Civil War era dada de presente a George Harrison - que montou um álbum chamado Nobody`s Child para arrecadar fundos para os orfãos da Roménia. A imprensa não noticiou esse lado generoso do Guns. A grande notícia de 1990 foi a partida de Steven Adler, em Julho, que causou a primeira mudança na banda desde 1985.
  • Em 1985, dois dias após a formação original a banda sair para sua primeira turnê, The Hell Tour. Após o primeiro show em Seattle todas as datas foram canceladas. A banda terminou pedindo caronas para voltar para casa em virtude de seu carro ter quebrado. Como a "turnê" não funcionou eles voltaram para Los Angeles e passaram a morar na famosa "Hellhouse."
  • A canção Don't Cry (original), foi escrita por Axl e Izzy sobre uma mesma namorada que ambos tiveram.
  • A banda fez uma pequena turnê de Verão com Metallica e Faith No More em 1992. Cada banda tocava três horas de show mais a abertura do Faith No More. Eram quase sete horas de show. Respeitante a esta altura, Axl tentou tirar das lojas o vídeo "A Year and a Half in the Life of Metallica", quando viu James Hetfield mostrando o seu backstage. Slash estava sentado lá e Axl argumentou que Slash não tinha autorizado o lançamento, mas claro, ele o tinha autorizado...
  • Durante a Use Your Illusion tour, Axl habitualmente começava tarde os shows. Os ingressos traziam impresso "Início do show por volta das 8.30 pm". Alguns shows não começavam antes da meia noite e chegavam depois a durar três horas.
  • No Rock In Rio III no Brasil, em Janeiro de 2001, Axl expulsou um garoto da platéia pois ele estava com uma camiseta com os dizeres: "Fuck Guns N'Roses".
  • Alguns CD's "The Spaghetti Incident" não possuem a música escondida "Look At Your Game Girl" (para conferir se o seu CD tem ou não, a música começa aos 02:17 da música I Don't Care About You").

[editar] Membros


[editar] Ex-integrantes

Guitarristas:
Baixistas:
Bateristas:

[editar] Discografia


[editar] Álbuns de estúdio


[editar] EP


[editar] Ao vivo


[editar] Compilações


[editar] Videografia


[editar] DVD


[editar] Vídeos musicais


[editar] Prêmios

American Music Awards
  • 1989: Single de Pop/Rock Favorito ("Sweet Child O' Mine")
  • 1990: Artista de Heavy Metal/Hard Rock Favorito, Álbum de Heavy Metal/Hard Rock Favorito (Appetite for Destruction)
  • 1992: Artista de Heavy Metal/Hard Rock Favorito
MTV Video Music Awards
  • 1988: Melhor Artista Novo ("Welcome to the Jungle")
  • 1989: Melhor Clipe de Heavy Metal ("Sweet Child O' Mine")
  • 1992: Video Vanguard, Melhor Fotografia ("November Rain")
World Music Awards
  • 1993: Artista de Hard Rock Mais Vendido do Mundo

[editar] Indicações

Grammy Awards
  • 1990: Melhor Performance de Hard Rock (G N' R Lies)
  • 1992: Melhor Performance de Hard Rock (Use Your Illusion I)
  • 1993: Melhor Performance de Hard Rock ("Live and Let Die")

Referências


[editar] Ligações externas

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Citações no Wikiquote
Categoria no Commons
"Don't Cry


Talk to me softly
There is something in your eyes
Don't hang your head in sorrow
And please don't cry
I know how you feel inside I've
I've been there before
Something is changin inside you
And don't you know

Don't you cry tonight
I still love you baby
Don't you cry tonight
Don't you cry tonight
There's a heaven above you baby
And don't you cry tonight

Give me a whisper
And give me a sign
Give me a kiss before you
tell me goodbye
Don't you take it so hard now
And please don't take it so bad
I'll still be thinking of you
And the times we had...baby

And don't you cry tonight
Don't you cry tonight
Don't you cry tonight
There's a heaven above you baby
And don't you cry tonight

And please remember that I've never lied
And please remember
How I felt inside now honey
You gotta make it your own way
But you'll be alright now sugar
You'll feel better tomorrow
Come the morning light now baby

And don't you cry tonight
And don't you cry tonight
And don't you cry tonight
There's a heaven above you baby
And don't you cry
Don't you ever cry
Don't you cry tonight
Baby maybe someday
Don't you cry
Don't you ever cry
Don't you cry
Tonight"
Pin It button on image hover