24/05/16

Amarante Literatura - Almada Negreiros foi um artista multidisciplinar português que se dedicou fundamentalmente às artes plásticas e à escrita, ocupando uma posição central na primeira geração de modernistas portugueses e também visitou a Casa de Pascoaes.




«Uma tarde, chegou à casa de Pascoaes o Almada Negreiros. Foi um alvoroço. A conversa chegou até à madrugada. O Almada era um homem interessantíssimo. Um visionário.
Mas na manhã seguinte, quando Pascoaes o quis chamar para o pequeno-almoço, encontrou o quarto vazio. O Almada já tinha partido deixando um bilhete de despedida:

"Que o grande Poeta Teixeira 
de Pascoaes me tenha recebido fami-
liarmente em sua própria casa, fica 
registado no memorandum da 
minha vida. 
Com os meus cumprimentos a 
sua Ex.ª mãe e irmãos e 
    obrigado 
José de Almada Negreiros"

"É fado Nosso
é nacional
Não há portugueses
há Portugal
          Almada
             Out. 37"» in Fotobiografia de "Na sombra de Pascoaes"  de Maria José Teixeira de Pascoaes



Sem comentários:

Enviar um comentário