06/01/17

Amarante Antiga - Revista "Portugal Económico Monumental e Artístico" da Editorial Lusitana, Fascículo LIV, Concelho e Vila de Amarante, e a Serpe, o São Jorge na Procissão do Corpo de Deus.



«S. Jorge e a Serpe


Em dia de Corpo-de-Deus, na procissão eivada ainda de vestígios pagãos, com cavalos enfeitados, segue a Serpe, um velho animal antidiluviano a mastigar funcho, precedida de S. Jorge, a cavalo de lança em riste, apontada ao corpo do animal pecador e diabólico.

E é tal o respeito que o povo tem por esta cena que, na linguagem corrente, ao referir-se à procissão, altera a ordem das coisas: - «Eu vi o bicho S. Jorge e a santa Serpe!».» in Revista "Portugal Económico Monumental e Artístico" da Editorial Lusitana, Fascículo LIV, Concelho e Vila de Amarante.

Sem comentários:

Enviar um comentário