14/10/16

F.C. do Porto Treinadores - O prémio de Melhor Treinador da Segunda Liga 2015/16 foi esta quarta-feira entregue a Luís Castro por parte de António Florêncio, presidente do CNID – Associação de Jornalistas de Desporto.



«“É UMA DISTINÇÃO QUE RECORDA UM MOMENTO ÓTIMO DA NOSSA CARREIRA”

Luís Castro recebeu o prémio de Melhor Treinador da Segunda Liga 2015/16.

O prémio de Melhor Treinador da Segunda Liga 2015/16 foi esta quarta-feira entregue a Luís Castro por parte de António Florêncio, presidente do CNID – Associação de Jornalistas de Desporto. O técnico que na época passada conduziu o FC Porto B à conquista do título da Ledman LigaPro​ afirmou-se grato pelo reconhecimento público, mas fez questão de partilhar com toda a estrutura portista, principalmente com os jogadores, “uma distinção que recorda um momento ótimo” da sua carreira de treinador.

“É sempre gratificante e um motivo de satisfação o reconhecimento público aparecer nas nossas carreiras. Eu sou representante máximo do prémio, mas os jogadores, todo o staff que nos envolve e toda a estrutura FC Porto, assim como os sócios e simpatizantes do clube, também fazem parte deste prémio. Trata-se, portanto, de um prémio coletivo, a dividir por todos, especialmente pelos jogadores, que no dia-a-dia dão asas à nossas ideias e se expressam de forma agradável nos jogos”, comentou o treinador portista em declarações exclusivas ao www.fcporto.pt e ao Porto Canal.

Luís Castro admite tratar-se de “um prémio especial”, que evoca uma época em que uma equipa B ganhou um título inédito em Portugal e que não era conquistado há 30 anos no futebol mundial”. “É uma distinção que recorda um momento ótimo da nossa carreira e isso dá-nos uma grande satisfação”, frisou.

Momentos antes foi André Silva quem recebeu o prémio de Melhor Jogador da Segunda Liga 2015/16​. “É uma satisfação pessoal”, reconheceu Luís Castro: “É um jogador com quem trabalhei durante três anos. Há um lado emocional quando vemos um jogador que trabalhou connosco durante três anos e que chegou às nossas mãos ainda Sub-19 chegar à equipa A e depois à seleção nacional. Não quero minimamente colar-me ao êxito do André, porque o grande mérito é dele, da forma como se dedicou ao trabalho, como escutou os treinadores com quem trabalhou, da forma humilde como ele está em campo e da enorme vontade de vencer que ele tem”.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/luis-castro-recebe-premio-cnid.aspx

Sem comentários:

Enviar um comentário