10/11/15

F.C. do Porto Atletas Internacionais - Iker Casillas recebeu, na manhã desta terça-feira, a Grã-Cruz da Real Ordem de Mérito Desportivo no Palácio da Moncloa, em Madrid, Espanha, das mãos do presidente do Governo, Mariano Rajoy, que quis, assim, premiar a trajectória de um dos futebolistas mais titulados da história do futebol mundial.



«CASILLAS: “ESTA MEDALHA ENCHE-ME DE ORGULHO”

Guarda-redes recebeu a Grã-Cruz da Real Ordem de Mérito Desportivo, numa cerimónia no Palácio da Moncloa, em Madrid.

Iker Casillas recebeu, na manhã desta terça-feira, a Grã-Cruz da Real Ordem de Mérito Desportivo no Palácio da Moncloa, em Madrid, Espanha, das mãos do presidente do Governo, Mariano Rajoy, que quis, assim, premiar a trajectória de um dos futebolistas mais titulados da história do futebol mundial. O guarda-redes e capitão da selecção espanhola, pela qual se sagrou bicampeão da Europa e campeão do Mundo, confessou-se orgulhoso com a distinção e não deixou de evocar o nome do FC Porto no discurso de agradecimento: “Espero dar alegrias aos adeptos da minha equipa e a da selecção”.

O n.º 12 dos Dragões começou por agradecer a distinção ao governo de Espanha e dedicá-la “a todas as pessoas” que nele confiaram ao longo da carreira, “especialmente” à esposa Sara Carbonero e ao filho Martín. “Não sei se sou merecedor desta medalha, mas recebê-la é algo de muito especial, enche-me de orgulho e satisfação. Ao longo da minha carreira dediquei todos os meus esforços àquilo que me faz feliz. Senti sempre o carinho dos adeptos, ri e chorei, mas sempre com satisfação. Gostaria que, quando terminar a carreira, ainda que faltem alguns anos, me recordem como uma pessoa que tentou ajudar a sociedade. Espero, nestes anos, dar aos adeptos da minha equipa, o FC Porto, e da selecção muitas alegrias”, afirmou Casillas, antes de seguir para a concentração da Roja, para a qual foi convocado para os jogos de carácter particular com Inglaterra e Bélgica.

Mariano Rajoy tomou, depois, a palavra para encher de elogios o guarda-redes de 34 anos. "Todo a gente sabe quem é Casillas e por que é condecorado. É um dos desportistas mais queridos e laureados da história de Espanha, que está agora ao serviço do FC Porto, mas que sempre esteve ligado ao Real Madrid e à selecção espanhola. Ganhou tudo o que podia ganhar pelo Real e pela selecção. No entanto, o mais importante é que, para além de um grande desportista, é uma pessoa comprometida com as acções sociais, pelo que a condecoração é-lhe entregue pelos seus valores desportivos, mas também humanos. Por tudo isso, é muito merecida”.

Foi no passado dia 17 de Julho, cinco dias depois de ter sido anunciado como novo jogador do FC Porto, que o Conselho de Ministros de Espanha aprovou a distinção do dono da camisola 12 dos azuis e brancos com a máxima condecoração a que pode aspirar um desportista e “como reconhecimento e estímulo àqueles que se distinguem de forma eminente na práctica deportiva”.

Casillas é hoje o jogador que mais vezes vestiu a camisola da selecção espanhola (164), que capitaneou quando em 2010 se sagrou campeã do Mundo e bicampeã da Europa em 2008 e 2012. Ao serviço do Real Madrid, conquistou 19 títulos, entre os quais se destacam três Ligas dos Campeões, uma Taça Intercontinental, duas Supertaças de Espanha, tendo ainda sido cinco vezes campeão espanhol e levantado duas Taças do Rei e quatro Supertaças espanholas. É, ainda, o jogador com mais participações na Liga dos Campeões (154).» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/casillas_condecoracao_governo_espanhol.aspx

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pin It button on image hover