28/09/10

Poesia - O Meu Amigo e Poeta Ângelo Ôchoa apresenta "Moedas esquecidas"!


"Moedas esquecidas,

um troco distante;

a que jazem aí,

se ao mundo devidas?"


Ângelo Ôchoa - "Moedas esquecidas"

3 comentários:

  1. Dinheiros perdidos em bolsos distantes (somos( mais do que américa) país de desigualdades) a que enferrujam aí, se a povo devidas? Bem se poderia fazer algo com o vil metálico argent plim, que enferruja e corrói os nossos bons governantes e políticos. Não se lembrarão eles de quem pouco mais tem do que para uma sopa?

    ResponderEliminar
  2. Amigo Poeta Ângelo Ôchoa!

    Definitivamente deixei de acreditar no animal Homem, que do vil metal se escravizou!

    O Homem, até pelo mal que tem feito ao Planeta Terra, é um Projecto perdido... o Homem é predador do homem!

    Ao menos o Ângelo tem uma Fé inabalável e por isso tem Esperança...

    Este Poemeto diz muito em pouco!

    Abraço,

    Helder Barros

    ResponderEliminar
  3. Seguiu agora hiperligação para este teu post in http://iavemaria.blogspot.com/ --
    bem como um comentário a vídeo que helder o amigo bom postou no facebook
    abração
    d'ochoa

    ResponderEliminar

Pin It button on image hover