07/11/16

Espaço - Com o nosso planeta Terra situado num sistema Solar fértil em fenómenos astronómicos, um grupo de astrónomos e programadores da NASA criaram um sistema de alerta precoce para um eventual ‘ataque asteroidal’, que pode, com quase 100% de garantia, detectar qualquer asteróide 5 dias antes de ele se aproximar da Terra.



«NASA: Em caso de apocalipse a Terra tem aviso 5 dias antes

Com o nosso planeta Terra situado num sistema Solar fértil em fenómenos astronómicos, um grupo de astrónomos e programadores da NASA criaram um sistema de alerta precoce para um eventual ‘ataque asteroidal’, que pode, com quase 100% de garantia, detectar qualquer asteróide 5 dias antes de ele se aproximar da Terra.

O receio é real e ao longo das últimas décadas, cientistas de todo o mundo têm vigiado activamente os asteróides próximos da Terra e conduzido uma espécie de censo cósmico, na tentativa de entender a que ponto eles são perigosos para a humanidade. No espaço próximo à Terra há tantos asteróides que os astrónomos tiveram de criar uma tabela especial para avaliar a hipótese de eles atingirem a Terra.

Como refere a publicação Universe Today, apesar do grande número de asteróides descobertos nos últimos anos com a ajuda de telescópios terrestres e do observatório WISE (Explorador Infravermelho de Campo Amplo), muitos asteróides grandes e inúmeros objectos espaciais menores (do tamanho mais ou menos igual ao do meteorito que caiu em Chelyabinsk em Fevereiro de 2013), há muitos outros que ainda não foram descobertos.

Segundo é referido no relatório publicado pela NASA em 2011, até hoje conhecem-se apenas cinco mil asteróides com diâmetro aproximado de uma centena de metros, enquanto se estima que o número total de asteróides seja de dezenas de milhares. O número de corpos objectos menores dentro do cinturão principal de asteróides pode ser ainda maior e chegar a um milhão.

É por esta razão que a NASA, a Roscosmos e outras agências espaciais estão a trabalhar activamente para desenvolver sistemas de detecção de asteróides antes de eles atingirem a Terra e refletindo sobre a criação de infraestruturas de “defesa espacial”.

O primeiro produto desse tipo foi o sistema Scout, desenvolvido na NASA e testado já este mês. Ao usar o telescópio automático PAN-STARRS, o sistema conseguiu detectar o asteróide 2016 UR36 cinco dias antes do seu encontro com o nosso planeta, calcular o seu diâmetro (entre 5 e 25 metros) e determinar a distância entre ele e a Terra.

O prazo de cinco dias pode parecer curto e insuficiente mesmo para enviar uma missão já preparada que destruísse asteróides potencialmente perigosos, mas antigamente os cientistas eram capazes de detectar tal “assassino” espacial apenas algumas horas antes da sua queda na superfície da Terra. Agora com cinco dias de vantagem, as autoridades poderão tomar alguns acções para desloca e evacuar as zonas onde o impacto acontecerá.» in http://kids.pplware.sapo.pt/curiosidades/nasa-em-caso-de-apocalipse-a-terra-tem-aviso-5-dias-antes/


(NEWS: NASA’s ‘Intruder Alert’ system spots asteroid on near-collision course with Earth)

Sem comentários:

Enviar um comentário