31/07/16

F.C. do Porto Atletas Internacionais - O guarda-redes de andebol Hugo Laurentino, que representa o FC Porto, foi homenageado pela autarquia de Ovar com um Voto de Louvor, por ter salvado a vida a um cidadão de idade avançada.



«Guarda-redes do FC Porto homenageado por salvar vida de idoso

Hugo Laurentino retirou uma pessoa de um automóvel que se preparava para ser consumido por chamas após um acidente.

O guarda-redes de andebol Hugo Laurentino, que representa o FC Porto, foi homenageado pela autarquia de Ovar com um Voto de Louvor, por ter salvado a vida a um cidadão de idade avançada.

Segundo é relatado pela Federação de Andebol de Portugal, o atleta viu na estrada um carro acidentado e apressou-se a retirar uma pessoa da viatura que de seguida seria consumida pelas chamas.

"Se não fosse ele, eu estaria morto", declarou o cidadão em questão, citado pelo site da FAP.

O presidente da Câmara de Ovar, Salvador Malheiro, elogiou "a atitude exemplar, coragem e determinação no socorro e eventual salvamento de uma vida".» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/noticias.aspx?p_epoca=bc997f7e-1ccb-423e-b90e-a432221f2b82&p_page=1

F.C. do Porto Ciclismo - O espanhol Gustavo Veloso, do W52-FC Porto-Porto Canal, venceu na tarde deste domingo a quarta etapa da Volta a Portugal em bicicleta, a única com chegada em alto de 2016, e subiu ao segundo lugar da classificação geral, sendo superado apenas pelo companheiro de equipa Rui Vinhas, que partiu para a etapa com a camisola amarela conquistada no sábado.



«VELOSO VENCE NA SENHORA DA GRAÇA, VINHAS CONTINUA DE AMARELO

Formação do W52-FC Porto-Porto Canal terminou com quatro ciclistas no top-10 da etapa.

O espanhol Gustavo Veloso, do W52-FC Porto-Porto Canal, venceu na tarde deste domingo a quarta etapa da Volta a Portugal em bicicleta, a única com chegada em alto de 2016, e subiu ao segundo lugar da classificação geral, sendo superado apenas pelo companheiro de equipa Rui Vinhas, que partiu para a etapa com a camisola amarela conquistada no sábado.

Caiu o pano sobre uma das etapas mais exigentes da edição de 2016 da Volta e as indicações dadas pela equipa do FC Porto dificilmente poderiam ser melhores. A mítica subida ao alto da Senhora da Graça, com a meta situada no topo dos 950 metros do Monte Farinha, terminou com vitória portista, com o bicampeão Gustavo Veloso a concluir os 191,9 quilómetros da etapa em 5h12m25s, a uma média de 36 quilómetros por hora. Para lá da vitória, os Dragões terminaram com quatro ciclistas nos dez primeiros da etapa e têm agora em Vinhas e Veloso os dois primeiros da classificação geral.

No dia em que as temperaturas finalmente baixaram dos 30 graus, a etapa apresentava como principais dificuldades duas contagens de primeira categoria, a segunda delas situada na meta. Na primeira, na subida à Barragem do Alvão, o primeiro a chegar foi Domingos Gonçalves (Caja Rural), que juntamente com o azarado Yannis Yssaad (Equipe Cycliste Armée de Terre) protagonizaram a fuga do dia. O duo acabou por ser desfeito depois da queda do francês, a 31 quilómetros da meta, que acabou por forçar a sua desistência, e o solitário Domingos Gonçalves foi alcançado a 14 quilómetros do final, já em Mondim de Basto.

Com o pelotão compacto, a subida teve muita agitação, em especial na frente, com Gustavo Veloso, Jóni Brandão (Efapel) e Daniel Silva (Rádio Popular Boavista), que fez grande parte da subida na liderança, como cabeças de cartaz. Mas a melhor ponta final de Gustavo Veloso acabou por prevalecer já dentro do último quilómetro. A aceleração do galego deixou os adversários sem reação e no final Daniel Silva cruzou a meta em segundo, a cinco segundos do espanhol, e Jóni Brandão em terceiro, a 12.

O camisola amarela Rui Vinhas perdeu 34 segundos para o companheiro de equipa, tendo chegado a par de Raúl Alarcón, um pouco à frente do também portista António Carvalho.

O domínio azul e branco reflete-se também na classificação por equipas, com os Dragões a liderarem com uma vantagem de 4m37s para Androni Giocattoli – Sidermec e de 6m04s para a Rádio Popular Boavista.

Na segunda-feira corre-se a quinta etapa, com o pelotão a deixar o Norte para se dirigir para o centro do país. A tirada começa em Lamego e termina em Viseu, após 153,2 quilómetros, com os destaques do dia a serem a subida ao alto de Bigorne, para uma contagem de montanha de segunda categoria, e a São Macário, numa primeira categoria ao quilómetro 92 da etapa.

Classificação da quarta etapa:

1.º - Gustavo Veloso (W52-FC Porto-Porto Canal), 5h12m25s
2.º - Daniel Silva (Rádio Popular Boavista), a 5s
3.º - Jóni Brandão (Efapel), a 12s
(…)
4.º - Raúl Alarcón (W52-FC Porto-Porto Canal), a 34s
5.º - Rui Vinhas (W52-FC Porto-Porto Canal), a 35s
9.º - António Carvalho (W52-FC Porto-Porto Canal), 46s
19.º - Ricardo Mestre (W52-FC Porto-Porto Canal), a 1m58s
54.º - Joaquim Silva (W52-FC Porto-Porto Canal), a 15m11s
72.º - Samuel Cadeira (W52-FC Porto-Porto Canal), a 20m33s
95.º - Rafael Reis (W52-FC Porto-Porto Canal), a 29m08s

Classificação geral individual:

1.º - Rui Vinhas (W52-FC Porto-Porto Canal), 17h42m58s
2.º - Gustavo Veloso (W52-FC Porto-Porto Canal), 2m48s
3.º - Jóni Brandão (Efapel), a 3m04s
(…)
6.º - Raúl Alarcón (W52-FC Porto-Porto Canal), a 3m45s
10.º - António Carvalho (W52-FC Porto-Porto Canal), a 3m57s
17.º - Ricardo Mestre (W52-FC Porto-Porto Canal), a 5m07s
48.º - Samuel Cadeira (W52-FC Porto-Porto Canal), a25m04s
88.º - Joaquim Silva (W52-FC Porto-Porto Canal), a 57m17s
93.º - Rafael Reis (W52-FC Porto-Porto Canal), a 1h03m22s

Classificação por equipas:

1.º - W52-FC Porto-Porto Canal, 53h15m13s
2.º - Androni Giocattoli – Sidermec, a 4m37s
3.º - Rádio Popular Boavista, a 6m04s» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/ciclismo-volta-a-portugal-etapa4-310716.aspx

F.C. do Porto Bilhar - Realizou-se este fim-de-semana, no salão do Benfica, em Lisboa, a fase final do Campeonato Nacional de Esperanças de bilhar às três tabelas e os atletas portistas foram o grande destaque da competição ao preencherem os quatro lugares reservados para os semifinalistas, numa competição que foi ganha por Hugo Costa.



«PORTISTA HUGO COSTA É CAMPEÃO DE ESPERANÇAS DE BILHAR ÀS TRÊS TABELAS

Dragões dominaram Campeonato Nacional ao colocar quatro atletas nas meias-finais.

Realizou-se este fim-de-semana, no salão do Benfica, em Lisboa, a fase final do Campeonato Nacional de Esperanças de bilhar às três tabelas e os atletas portistas foram o grande destaque da competição ao preencherem os quatro lugares reservados para os semifinalistas, numa competição que foi ganha por Hugo Costa.
Depois de uma fase regional, que apurou quatro atletas do Dragon Force (Hugo Costa, José Miguel Soares, Rui Filipe Carvalho e Luís Pinto) e quatro atletas do sul, os portistas garantiram todos a passagem às meias-finais, com Hugo Costa a impor-se a José Miguel Soares no jogo decisivo por 35-26. O terceiro lugar ficou para Rui Filipe Carvalho e o quarto para Luís Pinto.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/bilhar-tres-tabelas-campeonato-nacional-de-esperancas-2016.aspx

Amarante Jazente - Coleção Fotoselo ROTEP, N.º 57, Igreja Românica de Santa Maria de Jazente, fotografia do Eng. Alvelos de meados do século XX.


(Coleção Fotoselo ROTEP, N.º 57, Igreja Românica de Santa Maria de Jazente)





«Igreja de Santa Maria de Jazente

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia
Decreto n.º 129/77, DR, I Série, n.º 226, de 29-09-1977 (ver Decreto

Nota Histórico-Artistica
Fundada em finais do século XIII, esta igreja românica desenvolve-se em planimetria rectangular, sendo constituída por dois corpos correspondentes à nave e à capela-mor, à qual foi adossada a sacristia. Junto à fachada lateral direita, separada do edifício principal, foi edificada a sineira de grandes dimensões, assente sobre um pano murário. 

O conjunto exterior apresenta linhas maciças, de aparelho de granito, rematado superiormente a toda a volta por cachorrada. O frontispício é rasgado ao centro por pórtico de duas arquivoltas com tímpano vazado por cruz. Na fachada lateral direita foi aberto um portal lateral, de menores dimensões. 

A nave, coberta por tecto de madeira, possui dois altares colaterais, dispostos em ângulo. O arco triunfal, de grandes dimensões, abre para a capela-mor, também com cobertura de madeira. O altar-mor é decorado com frontal de azulejos hispano-árabes. 
Catarina Oliveira 
IPPAR/2006» in http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/74169

30/07/16

F.C. do Porto B - F.C. do Porto B 1 vs Marítimo 1 - O FC Porto B empatou 1-1 com a equipa principal do Marítimo, naquele que foi o último jogo de caráter particular da pré-temporada e que antecede a estreia na Ledman LigaPro, agendada para o próximo domingo, às 17h00, no terreno do Desportivo das Aves



«“BÊS” EMPATAM COM O MARÍTIMO ANTES DA ESTREIA NA LEDMAN LIGAPRO

Golo do FC Porto B foi apontado pelo avançado Galeno.

O FC Porto B empatou 1-1 com a equipa principal do Marítimo, naquele que foi o último jogo de caráter particular da pré-temporada e que antecede a estreia na Ledman LigaPro, agendada para o próximo domingo, às 17h00, no terreno do Desportivo das Aves.

No encontro disputado este sábado no Centro de Estágio de Luso, Mealhada, local onde a equipa da ilha da Madeira se encontra a preparar a nova época, os golos surgiram todos na segunda parte. O avançado brasileiro Galeno colocou os campeões da Segunda Liga em vantagem, aos 58 minutos, tendo depois o Marítimo, 13.º classificado da edição passada da Liga NOS, chegado à igualdade por intermédio de Donald Djoussé.

Luís Castro deu a titularidade a Raúl Gudiño; Diogo Dalot, Verdasca, Palmer-Brown, Mata; Rui Pires, Graça, Fede Varela, Cláudio, Tony Djim e Galeno. No decorrer do encontro o treinador portista fez entrar Moreto, Musa, Raúl Soares e Rui Pedro.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/maritimo-fcportob-jogo-particular-300716.aspx

F.C. do Porto Ciclismo - Ciclista do W52-FC Porto-Porto Canal esteve em grande nível e baralhou as contas dos principais favoritos.



«RUI VINHAS SURPREENDE E É O NOVO LÍDER DA VOLTA

Ciclista do W52-FC Porto-Porto Canal esteve em grande nível e baralhou as contas dos principais favoritos.

O ciclista do W52-FC Porto-Porto Canal Rui Vinhas é o novo líder da Volta a Portugal em bicicleta, depois de na tarde deste sábado se ter exibido em grande nível numa terceira etapa em que os principais candidatos ao título não foram capazes de reagir a um grupo de fugitivos no qual constava o dorsal cinco dos Dragões e que chegou a ter mais de dez minutos de vantagem para o camisola amarela.

No dia que antecedeu a tradicional subida à Senhora da Graça, a etapa esteve muito longe de ser de transição. Como tem sido habitual, as altas temperaturas, que rondaram os 35 graus centígrados, acompanharam os corredores numa tirada totalmente percorrida em solo transmontano e que foi ganha pelo australiano William Clarke (Drapac Professional Cycling), ao terminar os 158,9 quilómetros em 3h49m50s, a uma impressionante média de 41 quilómetros por hora.

Mas a grande surpresa acabou por ser Rui Vinhas. O portista partiu com 39 segundos de desvantagem para o camisola amarela, mas beneficiou da passividade das principais equipas e da falta de entendimento necessário para a perseguição dos fugitivos para forçar uma fuga que acabou por surpreender todos. O oitavo lugar na etapa, depois de uma prestação de grande nível, garantem ao ciclista azul e branco a liderança da geral, com uma margem de 3m19s para o segundo, Daniel Mestre (Efapel), e de 3m21 para o terceiro classificado, José Gonçalves (Caja Rural).

“Foi uma etapa muito movimentada desde o início. Houve muitos grupos e nós, para tentar desgastar a equipa do líder, metemos alguns ciclistas na frente. Deixaram-nos ganhar bastantes minutos e aí o meu diretor pediu-me para colaborar na frente, juntamente com o Joaquim Silva, que também foi enorme. Estou muito feliz por tudo que consegui”, afirmou após a etapa.

O bicampeão da Volta, Gustavo Veloso, chegou integrado no pelotão, a 4m45s do vencedor. Na geral segue agora com 3m35s de desvantagem para o colega de equipa.

No primeiro domingo de competição o pelotão chega à montanha, para “escalar” o Monte Farinha, na tradicional subida ao Alto da Senhora da Graça. A etapa, que é uma das mais exigentes da Volta, conta com duas contagens de montanha de primeira categoria. A primeira, ao quilómetro 147, na passagem pela Barragem do Alvão, e a segunda no final dos 191,9 quilómetros da tirada, que terá a meta em Mondim de Basto.


Classificação da terceira etapa:

1.º - William Clarke (Drapac Professional Cycling), 3h49m50s
2.º - Marco Frapporti (Androni Giocattoli), a 2s
3.º - Benjamin Thomas (Equipe Cycliste Armée de Terre), a54s
(…)
8.º - Rui Vinhas (W52-FC Porto-Porto Canal), a 54s
11.º - Gustavo Veloso (W52-FC Porto-Porto Canal), a 4m45s
27.º - Raúl Alarcón (W52-FC Porto-Porto Canal), mt
31.º - Ricardo Mestre (W52-FC Porto-Porto Canal), mt
39.º - António Carvalho (W52-FC Porto-Porto Canal), mt
68.º - Samuel Cadeira (W52-FC Porto-Porto Canal), a 5m15
94.º - Joaquim Silva (W52-FC Porto-Porto Canal), a 17m25s
95.º - Rafael Reis (W52-FC Porto-Porto Canal), mt

Classificação geral individual:

1.º - Rui Vinhas (W52-FC Porto-Porto Canal), 12h39m06s
2.º - Daniel Mestre (Efapel), a 3m19s
3.º - José Gonçalves (Caja Rural), a 3m21s
(…)
9.º - Gustavo Veloso (W52-FC Porto-Porto Canal), 3m35s
17.º - Ricardo Mestre (W52-FC Porto-Porto Canal), a 3m44s
25.º - António Carvalho (W52-FC Porto-Porto Canal), a 3m46s
28.º - Raúl Alarcón (W52-FC Porto-Porto Canal), a 3m47s
41.º - Samuel Cadeira (W52-FC Porto-Porto Canal), a5m6s
92.º - Rafael Reis (W52-FC Porto-Porto Canal), a 34m49s
99.º - Joaquim Silva (W52-FC Porto-Porto Canal), a 42m41s» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/ciclismo-volta-a-portugal-etapa3-300716.aspx

29/07/16

Amarante Ôlo - Um local onde o verde da paisagem é dominante, contraste com a rusticidade do granito de forma harmoniosa...


(Amarante Ôlo, paisagem delirante...)

Amarante Lufrei - Mais um magnífico azulejo representando São Gonçalo de Amarante, num lar da freguesia de Lufrei.


(Azulejo representando São Gonçalo de Amarante)



«São Gonçalo de Amarante

APL 986
São Gonçalo de Amarante era filho de uns agricultores de Guimarães.
Um dia, houve uma festa na sua aldeia. Os seus pais foram à festa e disseram a São Gonçalo para ficar em casa a guardar o milho dos pássaros que estava na eira a secar ao sol.
São Gonçalo queria ir muito a essa festa. Então chamou os passarinhos e guardou-os no beiral. De seguida, foi para a festa. Os pais, quando o viram, disseram-lhe que, se chegassem a casa e os pássaros tivessem comido o milho, levaria uma grande tareia. Então São Gonçalo contou-lhes o que se tinha passado.
Quando chegaram a casa, os pais ficaram muito admirados com o que ele tinha feito. Abriram o beiral e os passarinhos foram todos embora.
Como São Gonçalo não gostava de Guimarães, pegou na sua bengala e atirou-a ao ar, indo cair a uma terra chamada Lixa. Ele não gostou daquela terra e atirou-a novamente, indo cair em Amarante. Aí ficou e começou a construir um mosteiro. Como não tinha como levar a pedra, pediu a um agricultor para lhe emprestar os bois e o carro.
O agricultor disse que lhos emprestava, mas havia um problema: os bois eram muito bravos. São Gonçalo disse que não se importava e que ficava na mesma com eles. Quando os tomou, os bois ficaram mansos.
Depois de acabar de construir o mosteiro, os pedreiros não tinham como descer e atiraram-se abaixo.
O primeiro que saltou disse:
– Valha-me Deus!
Este caiu e sobreviveu.
O segundo disse:
– Valha-me a minha mulher!
Caiu e morreu.
O terceiro disse:
– Valha-me São Gonçalo!
Sobreviveu.
Um dia, São Gonçalo desapareceu. Dizem que ele está por debaixo do mosteiro, num túnel que vai dar ao rio Tâmega. Dizem também que todas as semanas vai lá um homem cortar-lhe a barba.

Fonte Biblio AA. VV., - Literatura Portuguesa de Tradição Oral s/l, Projecto Vercial - Univ. Trás -os-Montes e Alto Douro, 2003 , p.CR3

Ano2002

Place of collectionFigueiró (Santiago), AMARANTE, PORTO

ColectorCristina Sorte (F)


InformanteMaria Madalena Magalhães Carvalho (F), 52 y.o., Figueiró (Santiago) (AMARANTE) PORTO.» in http://www.lendarium.org/narrative/sao-goncalo-de-amarante/?tag=2638


Mondeguinas - "São Gonçalo de Amarante"


Brigada Victor Jara - "São Gonçalo"


Tranglomango - "S. Gonçalo de Amarante" - (ao vivo)


"São Gonçalo de Amarante

São Gonçalo de Amarante,
Casamenteiro das velhas,
Porque não casais as novas?
Que mal vos fizeram elas?

São Gonçalo de Amarante,
Casamenteiro das velhas,
Porque não casais as novas?
Que mal vos fizeram elas?

Seis barricas de alcatrão,
Minha orquestra de badalo,
Eis aqui a minha festa 
Que se faz a São Gonçalo.

Ó Meu São Gonçalo,
Meu São Gonçalinho,
Eu quero-me casar,
Ai, dai-me um maridinho.

São Gonçalo de Amarante,
Casamenteiro das velhas,
Porque não casais as novas?
Que mal vos fizeram elas?

São Gonçalo de Amarante,
Quer que lhe baile,
Quer que lhe cante..."

28/07/16

Amarante F.C. - O Amarante foi a grande surpresa da última temporada na Taça de Portugal e mostrou ao mundo do futebol um jovem valor: Miguelito.



«Herói de Amarante emigra e desabafa: «Triste com o futebol português»

Miguelito foi o herói do clube na última Taça de Portugal mas não teve propostas de clubes profissionais.

O Amarante foi a grande surpresa da última temporada na Taça de Portugal e mostrou ao mundo do futebol um jovem valor: Miguelito. O jogador foi o responsável pela eliminação do Marítimo na competição e apontou um total de seis golos.

Eliminado depois pelo Arouca nos «oitavos» ainda no mês de janeiro, Miguelito disse no fim do jogo que não estava a pensar no futuro: «Não estou preocupado com o futuro. Falou-se muito, mas o que hoje é certo, amanhã já era. Estou com a cabeça no Amarante. Se surgir uma oportunidade, aproveito, se não surgir, paciência.»

Passados sete meses do «brilharete» na Taça de Portugal nenhum clube dos campeonatos profissionais mostrou-se interesse e o jogador anunciou que vai rumar ao Chipre, para representar o Olympaicos Nicósia, da segunda divisão. Ao que apurou o MAISFUTEBOL, o avançado assinou por uma época e outra de opção.

Num post que escreveu nas suas redes sociais, o avançado deixou uma certeza na hora da partida: «Triste com o futebol português, triste com as pessoas que o comandam mas principalmente triste comigo.»

Miguelito, de 26 anos, referiu que os números que alcançou no Amarante eram «suficientes» para subir de nível: «Falando um pouco mais destas últimas 3 épocas, passados 7257 minutos, mais de 30 golos e ser juntamente com outro colega de profissão melhor marcador da Taça de Portugal 15/16, não foram suficientes para dar o salto nos campeonatos profissionais no país que tanto amo que é Portugal. Dizem os entendidos que o meu problema é nunca ter saído da minha zona de conforto, então , para que não haja mais desculpas, parto hoje para o Chipre numa aventura que espero que tenha um final feliz. Na próxima época irei representar o Olympiakos Nicosia, uma equipa de 2ª liga que tem como objectivo subir de divisão.

Ver mais» in http://www.maisfutebol.iol.pt/campeonato-de-portugal/taca-portugal/heroi-de-amarante-emigra-e-desabafa-triste-com-o-futebol-portugues

Amarante Santa Luzia - Quem se lembra do Café "O Nosso Sonho", dos sócios Luís e Moura, que marcou as décadas de 80-90 do Largo de Santa Luzia...


(Fotografia do Jornal "Tribuna de Amarante", Diretor Caro Sr. António Pedro)


«Café "O Nosso Sonho"…

Esta fotografia dos anos 80/90, com destaque para o Pai dos meus amigos Alfredo e Zé da Costa, que herdaram a simpatia, o espírito e o bom humor do seu progenitor. O Senhor Costa um verdadeiro Senhor na verdadeira aceção da palavra, foi mais um exemplo soberbo, dos frequentadores de grande qualidade humana e cultural deste pequeno café, nas suas reduzidas dimensões físicas, mas de grande quilate na qualidade dos diálogos espontâneos que ali despontavam, entre seres humanos da ordem do maravilhoso.

Claro que esta imagem me traz boas recordações. O Meu pai, O Sr. Natal, o Sr. Olegário Rosa, o Sr. Monteiro, o Professor Gonçalves e Professora Salomé, o Sr. Guilherme do Campo da Feira, o Sr. Leitão, o Riqueza, o Dino, o pessoal do Moura Basto e da Vidraria São Pedro, a malta da Torre, o Sr. Costa, o Sr. Cândido e o Sr. Otávio... entre muitos, que seria fastidioso estar a citar... e os sócios, senhores Luís e Moura, que sabiam regrar, apimentar e açucarar, conforme as situações assim o exigiam, um ambiente masculino num registo tenso, mormente, no que às divisões dos afetos clubisticos dizia respeito.

Aquele pequeno Café, “O Nosso Sonho”, uma quimera que dois sócios concretizaram, era quase que a Sede da Torre, dado que todo o pessoal afeto, se encontrava lá, numa altura em que não havia ainda a FADA (Federação das Associações Desportivas de Amarante), mas existiam grandes despiques de futebol de 5, no campo polidesportivo da florestal, onde hoje são as piscinas; quem da minha geração, não recorda com saudade, os animados encontros de futebol de 5 que ali se disputaram... na época estival, em que o futebol nacional e regional paravam, para se concretizar todo ali em noites mágicas de excelente futebol e animado convívio... às vezes também havia sessões de pancadaria, entre clubes rivais, mas acabava sempre tudo bem!

O Café dos sócios, Sr. Luís e do Sr. Moura, ponto de alegres tertúlias, animados e disputados jogos de bilhar, jamais sairá das minhas lembranças. O Machado de Fregim, disputava com jogos psicológicos de picardias constantes em forma de diálogo num registo de gozo, e com a sua excelente técnica de bilhar, cada partida com grande suspense... foi um Café importante da Amarante da altura, interclassista e intergeracional, e de muitos encontros e afetos, da malta da margem direita do Tâmega! Aprendi ali a jogar bilhar, primeiro vendo os craques em partidas disputadíssimas, depois começando a jogar com o meu falecido Pai, que também era craque do bilhar.

A própria estrutura física do café propiciava o convívio: localizava-se na esquina onde é hoje o Novo Banco, local onde paravam as camionetas do Alberto Pinto, que eu apanhava quando vinha da escola para Fregim, a sua sala pequena, impossibilitava que as conversas não fossem gerais, todos se cumprimentavam e se falavam, não se vivia a indiferença dos dias atuais... a sua porta aberta na esquina, quase que impelia à entrada das pessoas no café, se chovia era o abrigo, se fazia sol continuava a sê-lo... portanto, era um café onde entravam e conviviam todas as classes sociais, que inevitavelmente cruzavam conversas, com todo o tipo de pessoas.

Hoje, já não conheço cafés assim, as pessoas já não conversam para que todos ouçam, andamos todos muito metidos connosco, ensimesmados com as nossas vidas stressantes, quase paranóicas. Estes cafés desempenhavam, informalmente, o papel de centros culturais, de sedes de associações de índole diverso e eram centros de convívio privilegiados, onde se faziam amizades, negócios, onde se jogava, se tomava café, se bebia, se liam os jornais do dia, mas em que sempre imperava a boa disposição e a amizade; sim, conheci ali amigos, ainda hoje não quebramos esses laços de amizade bem fundos, do tempo do “O Nosso Sonho”!

E fui um privilegiado ouvinte do Sr. Natal, um homem magro e pequeno, mas com uma inteligência rara e gigantesca, que desempenhou cargos de enorme importância, na então Vila de Amarante. Apesar da sua dimensão de Homem de grande cultura, misturava-se nas mesas do café e lá dava belas lições de vida e de história, que qualquer ouvinte “bebia” na justa medida, do que queria e do que podia acompanhar. E como era humilde o Sr. Natal, nunca levantava a voz e se punha em pontas dos pés; a sua serenidade transmitia verdade e significado, expressos nas suas sábias palavras.

Os irmãos Monteiro, retornados, eram igualmente fantásticos oradores, que nos remetiam para as paisagens Africanas, nas suas fabulosas recordações daquele enorme e rico continente, gente que trazia a mente muito mais aberta que o comum dos mortais em Amarante. O Sr. Olegário Rosas um prosador entusiástico a par do Brasileiro, Sr. Pinto Coelho, que conversavam sempre com um toque de humor rematando as suas preleções com estridentes gargalhadas.

Enfim, um café pequeno, talvez à dimensão do sonho de quem o criou, mas que extravasou muito as reais expetativas iniciais dos empreendedores e dos clientes que começaram a frequentar aquele pequeno café da Vila de Amarante, em santa Luzia, na esquina que nos leva em direção a Vila Meã e, durante aqueles tempos, para o Porto. Tempos em que se podia estacionar o carro tranquilamente à porta de um café, deixa-lo aberto, tomar um café ou uma bebida, falar com os donos, empregados e clientes, num alegre e sadio convívio... Vila de Amarante anos 80!» in http://birdmagazine.blogspot.pt/2016/07/cafe-o-nosso-sonho.html

Saúde - Uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra conseguiu encapsular células produtoras de insulina, que funcionam como um pâncreas bioartificial passível de ser implantado nos doentes.



«Injecções diárias dos diabéticos à beira do fim?

Experiências da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra estão, para já, a ser realizadas apenas em ratos, mas com resultados muito positivos.

Pode ser o fim das injecções diárias para os diabéticos. Uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra conseguiu encapsular células produtoras de insulina, que funcionam como um pâncreas bioartificial passível de ser implantado nos doentes.

“No fundo, é desenvolver uma forma de ter células que produzem insulina para substituir aquela que eles produzem de forma deficitária”, sintetiza Raquel Seiça, líder da equipa de investigação.

Nestas declarações à Renascença, Raquel Seiça garante que isto significaria o fim das várias injecções de insulina por dia, nos diabéticos de tipo 1.

As vantagens não se ficam, no entanto, por aqui.

“O facto de serem células encapsuladas (dentro de uma cápsula de polímeros especiais) vai permitir uma outra coisa, que é o seguinte: no caso de um transplante de pâncreas os doentes têm de fazer, até ao fim da sua vida, imunossupressores. Sendo essas células encapsuladas evita, a necessidade da administração imunossupressores e isso é o ideal porque os imunossupressores também trazem problemas aos doentes”, explica.

A microcápsula pode vir a ser instalada debaixo da pele ou no músculo, o local ainda não está definido.

A investigação tem tido resultados muito positivos mas para já apenas em ratos.» in http://rr.sapo.pt/noticia/60084/injeccoes_diarias_dos_diabeticos_a_beira_do_fim?utm_source=rss

27/07/16

Amarante Olo - O Rio Olo começa a ficar coberto de estátuas de pedra, com que os artistas do equilíbrio de estruturas, nos brindam...



(Artistas do equilíbrio de pedras polidas pela água, beste caso o meu Amigo Ezequiel de Olo)

F.C. do Porto Jogos de Preparação - Bayer Leverkunson 1 vs F.C. Porto 1 - André Silva voltou a marcar num encontro em que os portistas mostraram boas ideias, especialmente na primeira parte​.



«DRAGÃO PRESSIONANTE EMPATA COM BAYER LEVERKUSEN

​André Silva voltou a marcar num encontro em que os portistas mostraram boas ideias, especialmente na primeira parte​.

Um FC Porto pressionante e personalizado, especialmente na primeira parte, empatou esta quarta-feira (1-1) frente ao Bayer Leverkusen, em encontro particular disputado em Bergisch Gladbach, na Alemanha, e que encerrou o estágio de pré-época dos Dragões. André Silva abriu o marcador, aos oito minutos, num golo que resultou do esforço de Otávio e que permitiu ao avançado marcar o terceiro golo em quatro jogos neste estágio. O Bayer acabou por empatar na segunda parte, por intermédio do mexicano Chicharito, quando os azuis e brancos já tinham feito oito substituições, e depois o encontro caiu de qualidade. Uma nota ainda para a boa casa: os números oficiais reportam 3.457 bilhetes vendidos, mas estaria seguramente meia casa na BELKAW-Arena, com um forte apoio de emigrantes portugueses, mesmo que os alemães estivessem em maioria.

​O onze apresentado foi bem diferente do último jogo, frente ao Vitesse. Mantiveram-se apenas Casillas, Layún e André André, sendo de destacar a consolidação do quarteto defensivo e a aposta em Bueno, Otávio e Corona, que entraram bastante bem na segunda parte desse desafio. Para além das mudanças nas caras, Nuno Espírito Santo montou a equipa noutro sistema: um 4-2-3-1, em que Herrera e André André formavam duplo pivô a meio-campo, libertando Bueno para terrenos mais próximos do ponta de lança André Silva. O encontro começou 15 minutos depois da hora prevista, por atraso dos alemães, e é caso para dizer que também entraram tarde no jogo, por mérito dos Dragões, que pressionavam muito a saída de bola adversária, com linhas altas.

E foi precisamente a partir de um desses momentos que os portistas chegaram à vantagem: Otávio, que jogou na esquerda do ataque, pressionou um adversário junto à linha de fundo, roubou-lhe a bola e serviu André Silva, que fez o 1-0 na cara do guarda-redes Özcan, aos oito minutos. Durante os primeiros 20 minutos, o Bayer esteve completamente manietado, não se conseguindo libertar do colete de forças. A partir daí a partida foi mais equilibrada, com Casillas a defender em grande estilo um cabeceamento de Papadopoulos, aos 24 minutos. Mas o FC Porto defendeu sempre em bloco, de forma solidária, e aos 29 André Silva poderia ter bisado, num remate de ângulo difícil, em contra-ataque.

Ao intervalo, o FC Porto fez oito substituições e mantiveram-se em campo apenas os dois centrais, Felipe e Marcano, e Layún, que passou para extremo esquerdo. A equipa também apresentou uma configuração mais próxima do habitual, em 4-3-3, com Rúben Neves como médio mais defensivo. Os alemães pressionaram em busca do empate e os azuis e brancos tiveram mais dificuldade em ligar o seu jogo - o empate acabou por surgir aos 58 minutos, com Volland a servir Chicarito, que fez a bola passar por cima de José Sá. Cinco minutos depois, Nuno Espírito Santo completou a rotação da equipa, com as entradas dos centrais Reyes e Chidozie e de Aboubakar para o centro do ataque. João Teixeira passou para extremo esquerdo e Adrián recuou para as costas do camaronês.

Com as substituições sucessivas, especialmente por parte do Bayer, o encontro perdeu intensidade e foi-se tornando cada vez menos interessante. Ficam porém dúvidas sobre um potencial lance para grande penalidade sobre Aboubakar, já nos últimos momentos do jogo, mas o árbitro mandou seguir. Fica a imagem de uma equipa azul e branca a crescer, com processos bem definidos. No domingo, às 20h00, a pré-época continua em Guimarães.

Ficha do Jogo» in http://www.fcporto.pt/pt/futebol/fichas-de-jogo/Pages/bayer_leverkusen-fc_porto_particular.aspx

F.C. do Porto Ciclismo - O ciclista Rafael Reis, do W52-FC Porto-Porto Canal, venceu esta quarta-feira o prólogo que marcou o início da 78.ª edição da Volta a Portugal em bicicleta.



«RAFAEL REIS É O PRIMEIRO CAMISOLA AMARELA DA VOLTA A PORTUGAL

Ciclista do W52-FC Porto-Porto Canal foi o mais rápido no prólogo que marcou o início da competição.

O ciclista Rafael Reis, do W52-FC Porto-Porto Canal, venceu esta quarta-feira o prólogo que marcou o início da 78.ª edição da Volta a Portugal em bicicleta. O corredor portista, especialista em etapas cronometradas, terminou os 3,6 quilómetros da prova disputada em Oliveira de Azeméis em 4m48s88m e é assim o primeiro camisola amarela da prova.

A três segundos do ciclista de Palmela terminou Joni Brandão (Efapel) e a quatro José Gonçalves (Caja Rural-Seguros RGA), que completaram um pódio totalmente português no primeiro dia da prova rainha do calendário nacional da modalidade.

Menos sorte teve o portista bicampeão da prova Gustavo Veloso, que foi obrigado trocar de bicicleta e com isso acabou por perder segundos preciosos. Ainda assim, o dorsal número um perdeu apenas 11 segundos para o companheiro de equipa.

Na quinta-feira os ciclistas enfrentam uma etapa de 167,3 quilómetros, que levará o pelotão até ao Minho. A tirada vai ligar as cidades de Ovar a Braga.

Classificação do prólogo:
1.º - Rafael Reis (W52-FC Porto-Porto Canal), 4m42,88m
2.º - Joni Brandão (Efapel), a 3s
3.º - José Gonçalves (Caja Rural-Seguros RGA), a 4s
(…)
18.º - Gustavo Veloso (W52-FC Porto-Porto Canal), a 11s
20.º - António Carvalho (W52-FC Porto-Porto Canal), mt
39.º - Ricardo Mestre (W52-FC Porto-Porto Canal), a 16s
41.º - Rui Vinhas (W52-FC Porto-Porto Canal), a 17s
45.º - Samuel Caldeira (W52-FC Porto-Porto Canal), mt
60.º - Raúl Alarcón (W52-FC Porto-Porto Canal), a 19s
79.º - Joaquim Silva (W52-FC Porto-Porto Canal), a 23s» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/ciclismo-volta-a-portugal-prologo-270716.aspx

Ciência - Uma equipa de investigadores de vários países - França, Índia e Estados Unidos - descobriu que um tipo de barata é capaz de produzir uma substância extremamente rica em proteínas.



«LEITE DE BARATA. O NOVO SUPERALIMENTO SEGUNDO A CIÊNCIA

É a mais recente moda no mundo das dietas. A proteína encontrada na "Diploptera punctata" é três vezes mais nutritiva que a do leite de búfala.

Uma equipa de investigadores de vários países - França, Índia e Estados Unidos - descobriu que um tipo de barata é capaz de produzir uma substância extremamente rica em proteínas.

De acordo com o estudo publicado na revista especializada International Union of Crystallography, o conteúdo calórico dos "cristais" com os quais esse animal alimenta as suas crias é três vezes maior que o de leite de búfala, considerado um alimento composto por proteínas supernutritivas.

Segundo os investigadores, para alimentar as crias esta espécie animal produz um cristal proteico. O facto de um inseto ser capaz de produzir este nutriente impressiona os cientistas, mas a informação mais preciosa obtida pelas análises foi de que apenas um desses cristais proteicos é capaz de fornecer quatro vezes mais energia que o leite de vaca.

O problema é que os cientistas, liderados por especialistas do Instituto de Biologia de Células Tronco e Medicina Regenerativa, na Índia, não conseguiriam extrair esse "leite" das baratas.

Por isso, sequenciaram os genes responsáveis pela produção dos cristais proteicos para tentar reproduzi-los em laboratório. "Os cristais encontrados na diploptera punctata possuem proteínas, gorduras, açúcares e todos os aminoácidos essenciais", comenta Sanchari Banerjee, autor do estudo em comunicado.

Segundo os cientistas, este não é o alimento ideal para quem deseja perder peso, mas poderia, no futuro, funcionar como um suplemento alimentar.» in http://lifestyle.sapo.pt/saude/noticias-saude/artigos/leite-de-barata-o-novo-superalimento-segundo-a-ciencia

26/07/16

Ambiente e Ecologia - Vários estudos confirmam que o nível dos mares está a subir ao ritmo mais elevado dos últimos 28 séculos, ou seja, quase três mil anos.



«Como ficaria a Terra se todo o gelo derretesse?

Este fenómeno iria levar a uma reformulação dos continentes e afundaria muitas das maiores cidades mundiais.

Vários estudos confirmam que o nível dos mares está a subir ao ritmo mais elevado dos últimos 28 séculos, ou seja, quase três mil anos. 

Tal como a National Geographic revelou em 2013, o nível dos mares aumentaria cerca de 66 metros (216 pés) se todo o gelo à escala global derretesse. 

Este fenómeno iria levar a uma reformulação dos continentes e afundaria muitas das maiores cidades mundiais.» in http://economico.sapo.pt/noticias/como-ficaria-a-terra-se-todo-o-gelo-derretesse_243611.html


(Assim ficaria a terra se o seu gelo derretesse)


(Planeta Terra se todo o gelo do mundo derretesse)


(Se todo o gelo do mundo derretesse)



(A TERRA ALAGADA)

Amarante Música - O Parque do Ribeirinho, em Amarante, acolhe nos dias 12 e 15 de agosto o Festival de Folclore.



«Festival de Folclore a 12 e 15 de agosto em Amarante

O Parque do Ribeirinho, em Amarante, acolhe nos dias 12 e 15 de agosto o Festival de Folclore. O evento, promovido pela Câmara Municipal de Amarante, conta com a participação de 11 grupos etnográficos.

Os Ranchos Folclóricos da Amizade de Telões, de Salvador do Monte, de Vila Chã do Marão, da Associação Casa do Povo Figueiró Santiago, da União Cultural e Desportiva de Moure e de Vilarinho estarão presentes no festival na sexta-feira, dia 12.

No dia 15 de agosto decorre a participação do Grupo de Cantares e Danças de Santa Cruz de Riba Tâmega, do Rancho Folclórico do Centro Cultural e Recreativo de Gouveia (S. Simão), Grupo Folclórico de Santa Cruz de Vila Meã e dos Ranchos Folclóricos da Associação Cultural e Recreativa de São Martinho de Mancelos e da Casa do Povo de Louredo e Fregim.

As atuações têm início às 21h30.» in http://www.averdade.com/2016/07/26/festival-de-folclore-a-12-e-15-de-agosto-em-amarante/

Amarante Lufrei - Coleção Fotoselo ROTEP, N.º 59, Igreja de Lufrei, de autoria do Eng. Alvelos, por meados do século passado.


(Coleção Fotoselo ROTEP, N.º 59, Igreja de Lufrei, de autoria do Eng. Alvelos)


«Igreja do Salvador de Lufrei

A Igreja do Salvador de Lufrei localiza-se num vale fértil, junto à confluência de dois pequenos cursos de água, contrapondo-se assim à implantação de um número considerável de igrejas paroquiais edificadas em outeiros ou cumes mais ou menos elevados. 

A sua origem monástica poderá explicar esta localização, tomada como ideal por Cluny e pelos beneditinos e definitivamente adotada por Cister como local-modelo para a implantação das suas casas.

Atribui-se a Lufrei o estatuto de mosteiro destinado a albergar monjas beneditinas (talvez fundado pela família de Gonçalo João da Pedreira) que, como tantos outros casos na região, nomeadamente Gondar) resultou em abandono no século XV, convertendo o seu estatuto monástico em igreja paroquial em 1455.

A tradição atribui a D. Mem de Gundar, da linhagem dos Gondar, a fundação dos três cenóbios de monjas beneditinas da região: Gondar, Lufrei e Gestaçô. 

Estas infraestruturas comprovam a influência que as famílias nobres tiveram na fundação de casas religiosas, bem como testemunham a importância e subsequente criação de comunidades beneditinas femininas a partir do século XII. 

Eclesiasticamente a paróquia de Lufrei integrou inicialmente o termo da arquidiocese de Braga, tendo transitado para a do Porto em 1882. No século XX, passa a incluir a Comarca eclesiástica de Sobretâmega e a vigararia de Amarante.

Até 2001, a Igreja de Lufrei exerceu a função de paroquial junto da comunidade. No entanto, com a construção de uma nova igreja e devido ao mau estado de conservação, a sua função de culto foi-se perdendo ao longo do tempo. 


Desde março de 2010 que este elemento patrimonial românico integra o itinerário turístico cultural da Rota do Românico.» in http://www.rotadoromanico.com/vPT/Monumentos/Monumentos/Paginas/IgrejadoSalvadordeLufrei.aspx?galeria=Fotografias&regiao=Amarante&monumento=Igreja%20do%20Salvador%20de%20Lufrei&categoria=&TabNumber=0&valor=/vPT/Monumentos/Monumentos/Paginas/IgrejadoSalvadordeLufrei.aspx&guid={840DF223-B94C-4DAD-9135-428C1223EE86}

25/07/16

Amarante Criminalidade - Está a ser ouvido pelo juíz de instrução criminal, no Tribunal Judicial de Marco de Canaveses, o homem detido por tentativa de homicídio do vizinho, facto que ocorreu na tarde de sábado, em Amarante.



«Homem que baleou vizinho em Amarante está a ser ouvido no Tribunal de Marco de Canaveses

Está a ser ouvido pelo juíz de instrução criminal, no Tribunal Judicial de Marco de Canaveses, o homem detido por tentativa de homicídio do vizinho, facto que ocorreu na tarde de sábado, em Amarante.

Ao que tudo indica, tratou-se de uma “vingança”, pois há cerca de duas semanas a vítima tentou travar uma discussão entre o agressor e a companheira, Maria Emília Macedo. No sábado, Antero Peixoto foi baleado por Alexandre no abdómen, na Rua do Carteiro, em Figueiró, Amarante.

Segundo Maria Emília Macedo, o casal estava num carro quando Alexandre avistou o vizinho e parou. A mulher, quando percebeu que alguma coisa ia acontecer, ainda o terá tentado dissuadir mas sem sucesso.

Maria Emília Macedo diz ainda que não assistiu a nada pois virou a cara para o lado. “Só ouvi um barulho. Depois ele entrou no carro e arrancou, sem me dizer uma palavra”, acrescentou.

Segundo divulgou a Polícia Judiciária, o agressor atingiu a vítima “com alguns chumbos de arma de pressão na zona abdominal, de que resultou abundante hemorragia e graves ferimentos internos, só não tendo ocorrido a morte devido a pronta intervenção operatória em unidade hospitalar”.

Antero Peixoto foi assistido no local pelos Bombeiros Voluntários da Lixa e pela SIV de Amarante, tendo sido depois transportado para o Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, onde foi operado e onde ainda se encontra internado, em estado estável.

O agressor abandonou o local do crime, mas retornou pouco depois para se entregar às autoridades.

Foi na manhã de ontem levado para a Polícia Judiciária, que entretanto tomou conta do caso.

O detido está a ser ouvido para aplicação das medidas de coação.» in http://www.averdade.com/2016/07/25/homem-que-baleou-vizinho-em-amarante-esta-a-ser-ouvido-no-tribunal-de-marco-de-canaveses/?utm_source=e-goi&utm_medium=email&utm_term=Newsletter+A+VERDADE&utm_campaign=Newsletter+A+VERDADE

Amarante Pessoas - O Avô Paterno do Poeta Teixeira de Pascoaes, António Pereira de Azevedo, foi um homem de rija têmpera, segundo Maria José Teixeira de Vasconcelos.


(O avô Paterno do Poeta Teixeira de Pascoaes, desenho de António Carneiro.)


«O Avô Paterno

O Avô paterno do Poeta - meu bisavô -, António Pereira de Azevedo, foi um homem de rija têmpera que eu já não conheci.

Herdou do sogro a Casa de Pascoaes, onde vivia.

Médico da casa real, visitava a cavalo os seus doentes.» in Fotobiografia "Na Sombra de Pascoaes" de Maria José Teixeira de Vasconcelos.

F.C. do Porto Natação - A equipa de natação do FC Porto terminou a participação no Campeonato Nacional de Juvenis e no Campeonato Absoluto de Portugal, que decorreu no passado fim-de-semana na Piscina Olímpica do Jamor, em Oeiras, com um total de 15 medalhas, cinco das quais de ouro.



«FC PORTO CONQUISTA MAIS 15 MEDALHAS NA NATAÇÃO

Campeonato Nacional de Juvenis e o Campeonato Absoluto de Portugal decorreu este fim-de-semana no Jamor.

A equipa de natação do FC Porto terminou a participação no Campeonato Nacional de Juvenis e no Campeonato Absoluto de Portugal, que decorreu no passado fim-de-semana na Piscina Olímpica do Jamor, em Oeiras, com um total de 15 medalhas, cinco das quais de ouro.

Numa prova que contou com 892 nadadores, de um total de 133 clubes, a jovem equipa dos Dragões, constituída por seis atletas seniores, 10 juniores e 10 juvenis, voltou a ter como principal destaque Diana Durães, que terminou a prova com uma vitória nos 400 metros livres e como nadadora portuguesa mais pontuada.

Além das medalhas, a prova ficou ainda marcada por prestações de grande nível dos juvenis do FC Porto, que se vão perfilando como atletas a ter em conta num futuro próximo.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/natacao-cn-juvenis-e-ca-portugal.aspx

24/07/16

Amarante Museu Municipal - Em tempo de férias escolares, o Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso (MMASC) desafia as crianças e jovens, com idades compreendidas entre os 6 e os 15 anos, a partirem à descoberta de Amarante, explorando alguns dos locais mais icónicos da cidade.



«Museu Municipal desafia jovens em férias a explorar Amarante

Em tempo de férias escolares, o Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso (MMASC) desafia as crianças e jovens, com idades compreendidas entre os 6 e os 15 anos, a partirem à descoberta de Amarante, explorando alguns dos locais mais icónicos da cidade.

Estão a ser preparados dois ateliês que decorrerão entre 25 e 29 de julho e 22 e 26 de agosto, para cada um dos quais serão aceites até 30 inscrições. A participação nos ateliês terá um valor simbólico de cinco euros.

O período de inscrições termina, para cada um dos ateliês, respetivamente, em 21 de julho e 18 de agosto, podendo as mesmas ser realizadas online, em www.amadeosouza-cardoso.pt ou presencialmente, na receção do MMASC. As inscrições feitas online serão validadas após pagamento.

O enquadramento da iniciativa propõe aos jovens que “Ao longo de uma semana, em julho e agosto, conheças um pouco melhor a tua cidade e o que ela tem para te oferecer. E que o faças de forma lúdica e prática, ora vestindo o hábito de monge, na Igreja do Convento de S. Gonçalo, transformando-te num copista medieval; ora vestindo a pele de Indiana Jones na Capela de Santa Clara, onde o desafio será a descoberta arqueológica. Mas não só. A nossa proposta vai também para que sejas um escultor no Solar dos Magalhães, em Santa Luzia; e um artista no Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso, onde experimentarás técnicas associadas às artes plásticas e conhecerás um pouco melhor o grande Amadeo, que muitos acham ser “o segredo mais bem guardado da arte moderna”.

A finalizar os Ateliês de Verão que construímos para ti, vamos desafiar-te a olhares com olhos diferentes, atentos, para as ruas da cidade, estimulando-te ao registo de objetos, pormenores, de “coisas” com as quais nos cruzamos todos os dias, mas que não vemos ou nos passam despercebidas. No entanto, estão lá!”» in http://www.cm-amarante.pt/pt/noticias/museu-municipal-desafia-jovens-em-ferias-a-explorar-amarante

Desporto Triatlo - O triatleta português Sérgio Marques conquistou este domingo a medalha de prata na prova de elite masculina dos Campeonatos Europeus de longa distância, que em Poznan, na Polónia.



«Medalha de prata para ​Sérgio Marques no Europeu de triatlo de longa distância

Triatleta português ficou a apenas 16 segundos do vencedor.

O triatleta português Sérgio Marques conquistou este domingo a medalha de prata na prova de elite masculina dos Campeonatos Europeus de longa distância, que em Poznan, na Polónia.

Sérgio Marques completou os três segmentos de natação, ciclismo e atletismo em 7 horas, 57 minutos e 11 segundos.

O triatleta português terminou em segundo a apenas 16 segundos do campeão europeu, o esloveno Denis Sketako, tendo o holandês Dirk Wijnalda conquistado a medalha de bronze.

No sector feminino, a polaca Ewa Bugdol foi a mais rápida, seguida da checa Simona Krivankova e da dinamarquesa Anne Jensen, segunda e terceira classificadas, respectivamente.» in http://rr.sapo.pt/noticia/59762/medalha_de_prata_para_sergio_marques_no_europeu_de_triatlo_de_longa_distancia?utm_source=sapo
Pin It button on image hover