30/06/16

Desporto Ténis - As jogadoras portuguesas em ação esta quarta-feira no torneio ITF português de Amarante foram todas eliminadas, assim, Inês Murta, Cláudia Cianci, Rita Vilaça e Raquel Mateus seguiram o caminho do desaire e saíram de cena na primeira ronda da prova, dotada de 10 mil dólares em prémios monetários.



«Amarante assiste a dia negro para as cores portuguesas

As jogadoras portuguesas em ação esta quarta-feira no torneio ITF português de Amarante foram todas eliminadas. Inês Murta, Cláudia Cianci, Rita Vilaça e Raquel Mateus seguiram o caminho do desaire e saíram de cena na primeira ronda da prova, dotada de 10 mil dólares em prémios monetários.

Oitava pré-designada da competição, Murta foi a única jogadora lusa a pisar o court com o estatuto de cabeça de série. No entanto, a algarvia de 19 anos, 731.ª classificada da hierarquia mundial WTA, caiu às mãos da espanhola Alba Carrillo Marin, oriunda da fase de qualificação e 1198.º do Mundo, por 6-3 e 7-5, em 1h19 de embate.

Cianci e Mateus também foram afastadas em parciais diretos, mas Vilaça ainda ganhou um set. Cláudia Cianci sucumbiu perante a eslovaca Tereza Mihalikova, quarta favorita, por 6-0 e 6-2; Raquel Mateus foi ultrapassada pela qualifier letã Laura Gulbe, por 6-3 e 6-4; e Rita Vilaça, após 2h02 de embate, cedeu para a russa Daria Shelomentseva, proveniente do qualifying, por 2-6, 6-2 e 6-3.

Com estes desaires, o torneio português fica sem qualquer representante nacional, uma vez que a convidada Marta Oliveira já havia sido eliminada na primeira eliminatória. Oliveira perdeu para a britânica Laura Deigman, por 6-0 e 6-4.» in http://bolamarela.pt/amarante-assiste-dia-negro-as-cores-portugueses/

Amarante Empreendedorismo - Decorrem até 31 de julho as candidaturas ao Programa “+Património +Turismo”, promovido pela Portugal Ventures e pelo Turismo de Portugal, que “pretende estimular o nascimento de startups e de novos negócios locais, associados ao turismo e à valorização do património cultural e natural do país”, referiu a autarquia de Amarante.



«“+Património +Turismo” vai apoiar startups locais e regionais

Decorrem até 31 de julho as candidaturas ao Programa “+Património +Turismo”, promovido pela Portugal Ventures e pelo Turismo de Portugal, que “pretende estimular o nascimento de startups e de novos negócios locais, associados ao turismo e à valorização do património cultural e natural do país”, referiu a autarquia de Amarante.

Com um valor global previsto de 10 milhões de euros, o Programa “+Património +Turismo” “vai analisar e avaliar as propostas dos candidatos e atribuir-lhes um financiamento até um montante máximo de 500 mil euros”, pode ler-se.

Os projetos apresentados no Programa “+Património +Turismo” têm de ter na sua base “a constituição de uma nova empresa ou partirem de empresas existentes que pretendam desenvolver projetos inovadores face ao seu modelo de negócio atual. E devem ter como objetivo essencial a fruição turística do património cultural e natural do País, valorizando aspetos como a história, a arte, a arquitetura, o património religioso, o enoturismo e gastronomia, o desporto associado à natureza ou o geoturismo”.

O Programa “+Património +Turismo” enquadra-se na Estratégia Nacional para o Empreendedorismo StartUP Portugal . Consulte aqui mais informação.» in http://www.averdade.com/2016/06/30/patrimonio-turismo-vai-apoiar-startups-locais-e-regionais/?utm_source=e-goi&utm_medium=email&utm_term=Newsletter+A+VERDADE&utm_campaign=Newsletter+A+VERDADE

Música Pop/Rock - Oasis foi uma banda de rock de Manchester, Inglaterra, sendo que o grupo começou em 1991 mas apenas surgiu no cenário mundial em 1994 como "marca" do tradicional rock britânico, que estava em baixa graças ao surgimento de outras correntes musicais, como o grunge norte-americano.




Oasis - "Whatever" - ([Legendado/Live Jools Holland] - HD)


Oasis - "Stop Crying Your Heart Out"


Oasis - "Stand By Me"


Oasis - "Wonderwall"


Oasis - "Don’t Look Back In Anger"


Oasis - "Don't Go Away"


Oasis - "Champagne Supernova"


Oasis - "Supersonic"


Oasis - "Some Might Say" - (Official Video)



"Wonderwall

Today is gonna be the day
That they're gonna throw it back to you
By now you should've somehow
Realized what you gotta do
I don't believe that anybody
Feels the way I do
About you now

Backbeat the word is on the street
That the fire in your heart is out
I'm sure you've heard it all before
But you never really had a doubt
I don't believe that anybody
Feels the way I do
about you now

And all the roads we have to walk are winding
And all the lights that lead us there are blinding
There are many things that I'd
Like to say to you
But I don't know how

Because maybe
You're gonna be the one that saves me
And after all
You're my wonderwall

Today was gonna be the day
But they'll never throw it back to you
By now you should've somehow
Realized what you're not to do
I don't believe that anybody
Feels the way I do
About you now

And all the roads that lead you there were winding
And all the lights that light the way are blinding
There are many things that I'd like to say to you
But I don't know how

I said maybe
You're gonna be the one that saves me
And after all
You're my wonderwall

I said maybe (I said maybe)
You're gonna be the one that saves me
And after all
You're my wonderwall

I said maybe (I said maybe)
You're gonna be the one that saves me (that saves me)"

F.C. do Porto Basquetebol - O brasileiro César Cavalcante, ex-basquetebolista do FC Porto, visitou na quarta-feira o Museu do FC Porto by BMG e, nessa viagem ao passado do universo portista, lembrou os tempos em que vestiu a camisola azul e branca e os títulos ganhos ao serviço do clube.



«QUANDO PEDROTO SENTOU CHARUTO NO BANCO

De visita ao Museu, ex-basquetebolista lembrou tempos de glória e reconheceu que foi Jorge Araújo quem o pôs “na linha”.

O brasileiro César Cavalcante, ex-basquetebolista do FC Porto, visitou na quarta-feira o Museu do FC Porto by BMG e, nessa viagem ao passado do universo portista, lembrou os tempos em que vestiu a camisola azul e branca e os títulos ganhos ao serviço do clube.

Aos 59 anos, “Charuto”, alcunha que carrega desde criança por ser muito alto e magro, admitiu ter “recordações maravilhosas” do clube e disse estar “muito orgulhoso” por fazer parte da história do basquetebol portista.

“Charuto” chegou ao FC Porto em janeiro de 1980 e foi peça importante na segunda metade da época de 1979/80, que terminaria com o título nacional nas mãos dos Dragões. Mais tarde, já em 1987/88 voltou ao Porto, vindo do Vasco da Gama, desta vez para ajudar na conquista da Taça de Portugal, numa final frente ao Benfica ganha por 90-77.

A exercer funções na área do turismo, Cavalcante não teve dúvidas em classificar o museu portista como “lindíssimo, muito bem feito e muito moderno”. “Tenho a certeza que os adeptos ficam doidos quando cá vêm”, disse.

Durante a visita houve tempo ainda para recordar algumas histórias marcantes no clube e, em especial, um episódio proporcionado por um dos mais icónicos treinadores dos Dragões.

“Fui campeão nacional pelo FC Porto em Sangalhos e, no dia seguinte, fui convidado pelo meu amigo José Maria Pedroto para me sentar no banco de suplentes num jogo da equipa de futebol. Recebi uma grande ovação pela conquista do título na véspera, que passou na televisão, e isso deixou-me muito emocionado na altura”, lembrou o jogador, que deixou ainda elogios ao técnico Jorge Araújo, um dos melhores entre os que teve na carreira. “Ele consegui pôr-me na linha, pois eu era um pouco indisciplinado”, reconheceu.

Na despedida, o ex-basquetebolista revelou ainda o desejo de ver o filho, Bruno Cavalcante, a jogar pelo FC Porto. Para já, aos 25 anos, atua no CAB Madeira, clube em que o pai também já foi feliz antes de ingressar nos Dragões.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/visita-ao-museu-cesar-cavalcante.aspx

29/06/16

Amarante Música - A cidade de Amarante recebe, entre 15 e 17 de julho, a primeira edição do MIMO Festival em Portugal com um cartaz de luxo do qual fazem parte mais de 30 atividades.



«MIMO Festival: Música, cinema, poesia e workshops

A cidade de Amarante recebe, entre 15 e 17 de julho, a primeira edição do MIMO Festival em Portugal com um cartaz de luxo do qual fazem parte mais de 30 atividades. Da música ao cinema, passando pela poesia, workshops e fóruns de ideias, o MIMO Festival traz ao nosso país Pat Metheny & Ron Carter, Tom Zé, Egberto Gismonti, Hamilton de Holanda e O Baile do Almeidinha com Silvia Perez Cruz, Miguel Araújo e Mário Lúcio Sousa como convidados, Vieux Farka Touré, DJ Marcelinho da Lua, Mário Laginha e Pedro Burmester, Custódio Castelo, João Fênix, Aline Paes, Banda de Amarante, Orquestra do Norte dirigida pelo Maestro António Victorino d’Almeida, e os angolanos Kiezos e Next.

A par da programação musical realiza-se o Festival MIMO de Cinema, que terá lugar no Cinema Teixeira de Pascoaes, e arranca com uma mostra especial de homenagem aos 80 anos do artista brasileiro Tom Zé. Serão ainda exibidos os melhores filmes dos últimos anos apresentados no MIMO Brasil, e uma seleção de produções inéditas dedicadas a Portugal e França.

A Etapa Educativa também é parte integrante da programação do festival e tem como objetivo promover encontros entre os músicos cabeças-de-cartaz do MIMO com jovens profissionais e estudantes de música. O Centro Cultural de Amarante será palco da Etapa Educativa cuja programação oferece workshops, masterclasse e oficinas conduzidas por Vieux Farka Touré, Pedro Burmerster, Hamilton de Holanda, Marcelinho da Lua, Marcelo Caldi, Xande Figueiredo e Guto Wirtti, Bernardo Aguiar e Edu Neves. O acesso é gratuito, mas limitado, por isso os interessados devem inscrever-se aqui.

Já no Fórum de Ideias pretende-se promover o debate, a reflexão e a troca de conhecimento sobre as inúmeras possibilidades de se fazer e pensar a arte e é isso que farão Tom Zé e Mário Lúcio Sousa.

Há semelhança do que acontece no MIMO Brasil, um dos momentos mais esperados no MIMO Festival Amarante será a Chuva de Poesia: centenas de poemas impressos em pedaços de papéis coloridos vão ser lançados no Pátio de São Gonçalo. Uma homenagem ao surrealismo português e às influências na poesia de Teixeira de Pascoaes, Mário de Sá-Carneiro, António Maria Lisboa e Mário Cesariny.

http://mimofestival.com/portugal/

Realizado há 13 anos consecutivos em várias cidades históricas do Brasil, aclamado pela crítica e reconhecido pelo público, o MIMO Festival traz a Amarante uma programação de luxo que vai ocupar, entre 15 e 17 de julho, diferentes palcos lançando um novo olhar sobre o património histórico-cultural e tendo a arte como estímulo sensorial. As Igrejas de São Gonçalo e São Pedro, o Museu de Amadeo de Souza-Cardoso, o Parque Ribeirinho junto ao Rio Tâmega, o Centro Cultural (antiga cadeia), a Casa da Portela e a Sala Teixeira Pascoaes vão receber a diversificada e abrangente programação do festival cujos pilares são a música, o património e a educação.» in http://news.myway.pt/mimo-festival-musica-cinema-poesia-e-workshops/30850 

Amarante Mancelos - Excelente fotografia de minha Mãe com a afilhada, Leninha, no Convento de Mancelos.


(Minha Mãe a a Afilhada, Leninha, no Convento de Mancelos em Amarante)

Amarante Freixo de Baixo - A Igreja de Freixo de Baixo, com uma fotografia do Eng. Alvelos da coleção Fotoselo ROTEP, N.º 56, da Rota do Românica.


(A primeira fotografia é da autoria do saudoso Eng. Alvelos e pertence à caderneta Fotoselo ROTEP, N.º 56)

Amarante Fotografia - Exposição de fotografia “Sensibilidades”, de Eduardo Teixeira Pinto, no Museu Serpa Pinto em Cinfães que vai decorrer de 4 a 31 de julho de 2016.




«Associação para a Criação do Museu Eduardo Teixeira Pinto 

Exposição de fotografia “Sensibilidades”, de Eduardo Teixeira Pinto, no Museu Serpa Pinto em Cinfães. De 4 a 31 de julho de 2016.» in https://www.facebook.com/eduardoteixeirapinto/photos/a.341794845972540.1073741832.330393387112686/649423595209662/?type=3&theater


(Amarante TV - Amarante para o mundo...)

27/06/16

Amarante Mancelos - A Menina da Aldeia, da Gateira, a Menina do Convento faz hoje 80 Primaveras, nunca renegando as suas origens de Mancelos, que tanto a orgulham...


(Amarante Mancelos, Maria Amélia Sousa Babo Barros, 80 Primaveras, nascida em 1936)

Amarante Fregim - Bordas da Rua do Rio com hidranjas, belas e resistentes flores de Verão, daquele azul que irrompe pela cor verde das grandes folhas da planta..


(Hidranjas de tons azulados, na Rua do Rio em Fregim)



«Hidranja

Hydrangea é um género de plantas fanerogâmicas pertencente à família Hydrangeaceae, que inclui cerca de 80 espécies, na sua maioria nativas do leste e sul da Ásia (desde o Japão e China, aos Himalaias e Indonésia) mas com algumas espécies nas Américas. A maioria das espécies são arbustos (com 1 a 3 m de altura), mas algumas são pequenas árvores e lianas. Inclui a hortênsia (Hydrangea macrophylla), utilizada como planta ornamental.

Algumas espécies do género Schizophragma, também da família Hydrangeaceae, são comercializadas sob o nome de "hydrangea" ou "hidrângea", especialmente a espécie Schizophragma hydrangeoides que apresenta grande semelhança morfológica com Hydrangea petiolaris (ambas as espécies são vendidas como "hidrângeas trepadoras").

A maioria das espécies de Hydrangea são arbustos com 1–3 m de altura, mas algumas são pequenas árvores e outras são lianas que alcançam os 30 m de comprimento trepando pelas árvores. Podem ser de folha caduca ou perene, embora as mais amplamente cultivadas, espécies de climas temperados, sejam de folha caduca.

As espécies do género Hydrangea produzem flores desde o início da primavera até finais do outono. As flores agrupam-se em inflorescências terminais no extremo dos ramos mais jovens. Cada flor individual é relativamente pequena, a sua coloração é realçada por um círculo de brácteas modificadas localizadas em redor de cada flor.


As espécies que apresentam coloração com uma componente de azul, as várias colorações, como vermelho, malva, púrpura, violeta e azul que ocorrem nas flores são produzidas por uma simples antocianina, a mirtilina (delfinidina-3-glucosídeo). Aquele composto forma complexos com iões de metais, as metaloantocianinas, , as quais se combinam com outros pigmentos para produzir a cor da flor. Nessas espécies, as flores podem ser cor de rosa, ou azuis, dependendo em parte do pH do solo. Em solos relativamente ácidos (pH entre 4,5 e 5), as flores tendem para o azul; em solos mais alcalinos (pH entre 6 e 6,5), as flores adquirem uma cor rosa; e em solos alcalinos (pH em torno de 8) as flores são esbranquiçadas.» in https://pt.wikipedia.org/wiki/Hydrangea

F.C. do Porto Bilhar - O FC Porto sagrou-se este domingo campeão nacional de snooker por equipas ao vencer na final a Cue Action/Amadora por 3-0, logo no primeiro ano em que compete nesta variante do bilhar, uma das mais complexas da modalidade.



«SNOOKER: DRAGÕES SÃO CAMPEÕES NACIONAIS POR EQUIPAS

FC Porto venceu na final a Cue Action/Amadora por 3-0 na final do Campeonato Nacional realizada na Figueira da Foz.

O FC Porto sagrou-se este domingo campeão nacional de snooker por equipas ao vencer na final a Cue Action/Amadora por 3-0, logo no primeiro ano em que compete nesta variante do bilhar, uma das mais complexas da modalidade. A final do Campeonato Nacional de Snooker por equipas - prova organizada pela Federação Portuguesa de Bilhar - decorreu este fim de semana no Casino da Figueira da Foz.

Nos quartos de final a equipa portista - constituída por Nuno Santos, Pedro France, Adérito Anil e Miguel Sancho - bateu o Benfica, anterior detentor do título, por 3-0, tendo depois afastado nas meias-finais a Clube de Bilhar de Coimbra com uma vitória por 3-2.

Com esta vitória, o bilhar do FC Porto acabou por se sagrar vencedor em todas as provas nacionais em que competiu por equipas.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/snooker-260616.aspx

F.C. do Porto Equipamentos - O FC Porto e a New Balance revelaram ao longo dos últimos dias os novos equipamentos para a temporada 2016/17 integrados na campanha Outro Nível.



«A NOVA PELE DO DRAGÃO PARA 2016/17

Azul e branco, preto e amarelo são as cores que dominam os equipamentos da nova época.

O FC Porto e a New Balance revelaram ao longo dos últimos dias os novos equipamentos para a temporada 2016/17 integrados na campanha Outro Nível. A marca norte-americana baseou-se na história e nos símbolos do clube e recorreu às modernas tecnologias para conceber os três equipamentos que vão vestir os jogadores – e os adeptos – na nova época. Azul e branco, preto e amarelo são as cores que vão dominar o Dragão nos próximos tempos.

O equipamento principal inspirou-se nas tradicionais listas verticais do equipamento usado na final da Taça dos Campeões Europeus de 1987 e também no tom degradé de azul dos azulejos que decoram o Estádio do Dragão. O segundo equipamento anunciado tem como tema inspirador a Constelação do Dragão, que domina a parte frontal da camisola preta; o terceiro​ recorreu ao amarelo vibrante como objetivo de impressionar e confundir o adversário. Em todos eles pode ler-se na bainha interna da camisola o eterno ‘Porto! Porto! Porto!”, como se canta no hino do clube.

Os equipamentos foram produzidos com recurso à tecnologia NB Dry, um tecido de absorção de humidade que ajuda a manter os jogadores frescos e secos, enquanto absorve o suor do corpo, tornando a secagem rápida. Cortado a laser e com ilhós ligados colocados debaixo do braço, e uma malha de banda projetada nas costuras laterais, que permite a circulação do ar à volta do corpo.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/a-nova-pele-do-dragao-para-2016-17.aspx


(Making Of New Balance photoshoot 16/17)

26/06/16

F.C. do Porto Sub-17 Futebol: F.C. do Porto 1 vs S.L. Benfica 1 - A equipa de Sub-17 do FC empatou a um golo diante do Benfica, na sexta e última jornada da fase final do Campeonato Nacional de Juniores B.



«SUB-17 EMPATAM NA DESPEDIDA

Igualdade a um golo no clássico frente ao Benfica, da última jornada da fase final do Nacional de Juniores B.

A equipa de Sub-17 do FC empatou a um golo diante do Benfica, na sexta e última jornada da fase final do Campeonato Nacional de Juniores B. No jogo disputado este domingo no Estádio Luís Filipe Menezes, Jorge Teixeira (na foto) foi o autor do golo dos azuis e brancos, que terminam a prova no terceiro lugar, com oito pontos, a cinco pontos do Sporting, primeiro classificado.

Na primeira parte assistiu-se a um jogo muito disputado a meio-campo, longe das balizas, e, portanto, sem oportunidades claras de golo, pelo que o empate que se verificava ao intervalo refletia o que passava dentro das quatro linhas.

Na segunda, os azuis e brancos entraram melhor e dispuseram de duas boas ocasiões para inaugurar o marcador no primeiro quarto de hora: primeiro Afonso Sousa, em boa posição, rematou por cima da baliza benfiquista; depois foi Mamadu Lamba que, acabado de ser lançado em campo por Bino, teve nos pés a possibilidade de assinar o primeiro golo da manhã solarenga no Olival. Foi, no entanto, a equipa visitante que se adiantou no marcador na sequência de um contra-ataque concluído por João Félix (63m).

A vantagem não durou muito tempo, porque três minutos depois, num livre cobrado por Paulo Estrela e após defesa incompleta do guarda-redes do Benfica, o avançado Jorge Teixeira reestabeleceu o empate com que o encontro chegaria ao fim.

“Foi um bom jogo, em que as equipas se respeitaram. Houve momentos em que o Benfica esteve por cima, houve outros em que estivemos nós, por isso o empate é um resultado que acaba por se aceitar. Estou satisfeito com aquilo que os miúdos produziram, depois de estarem a perder, conseguiram reagir, apesar do desgaste físico natural num jogo de fim de época”, disse Bino em declarações ao Porto Canal.

Os jovens Dragões terminam a temporada ao fim de 34 jogos, 26 vitórias, seis empates e apenas duas derrotas, ambas consentidas na condição de visitante; marcaram 99 golos e sofreram 16.​

Os Sub-17 alinharam com: Ricardo Silva; Diogo Dalot, Fábio Borges, Diogo Leite, Diogo Bessa; Paulo Estrela, João Lameira, Lameira, Afonso Sousa (Romário Baró, 58m); Jorge Teixeira, Leandro Cardoso (Mamadu Lamba, 52m) e Hélder Silva (José Ventura, 71m).» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/sub-17-fcporto-slb-6aj-cnjb.aspx

Amarante Ténis - O "qualifying" de singulares do Amarante Ladies Open, prova do circuito profissional da ITF, começa neste sábado.



«Amarante Ladies Open

Fase prévia em singulares começa neste sábado.

O "qualifying" de singulares do Amarante Ladies Open, prova do circuito profissional da ITF, começa neste sábado.

Anarita Alves, Rita Oliveira Pinto, Francisca Jorge, Lúcia Quitério, Luísa Pelayo, Maria Magalhães, Sara Lança, Rita Pedroso, Beatriz Abreu, Margarida Abreu, Maria Palhoto, Mariana Oliveira, Ema Gil Pires, Catarina Zheng, Mafalda Fernandes, Laura Silva e Ana Filipa Santos vão tentar ocupar um dos oito lugares que garantem a presença no quadro principal.

Inês Murta e Maria João Koehler tiveram entrada direta no quadro principal de singulares e Cláudia Cianci, Rita Vilaça e Raquel Mateus foram contempladas com "wild card".

Clique AQUI para consultar o quadro do "qualifying" e a ordem dos encontros.» in http://www.tenis.pt/index.php/imprensa/artigos/noticias/37-noticias-atualidade/22143-amarante-ladies-open-25-6-2016

Seleção Nacional de Futebol: Croácia 0 vs Portugal 1 (a.p.) - Portugal venceu esta noite a Croácia por 1-0, após prolongamento, e carimbou o apuramento para os quartos de final do Euro2016, com golo de Ricardo Quaresma..



«Quaresma leva Portugal para os 'quartos' do Euro2016

O golo de Portugal só foi alcançado no prolongamento e agora o próximo adversário será a Polónia, em Marselha, no dia 30.

Portugal venceu esta noite a Croácia por 1-0, após prolongamento, e carimbou o apuramento para os quartos de final do Euro2016. A decisão do jogo disputado no Stade Bollaert-Delelis só foi encontrada aos 117 minutos do encontro, graças ao golo do 'renascido' Ricardo Quaresma, que saltou do banco nos últimos minutos do tempo regulamentar.

Num encontro que foi quase sempre monótono e por vezes pouco interessante, só na reta final do tempo extra é que se sentiu a emoção de uns oitavos de final do Campeonato da Europa. Portugal parecia apostado em controlar o ritmo e atacar só pela certa, enquanto a Croácia se lançava claramente em busca do golo. Nesses minutos, a Seleção foi bafejada pela sorte e depois soube ter a arte e o engenho para desenhar um contra-ataque mortífero. Renato Sanches, Nani e Ronaldo construíram a jogada, que seria culminada com a recarga certeira e à boca da baliza de Ricardo Quaresma. Estavam jogados 117 minutos e o passaporte dos 'quartos' já tinha um carimbo. Foi preciso sofrer mais alguns minutos para então soltar a festa no relvado e nas bancadas do estádio de Lens.

Há jogos que pelos primeiros minutos parecem logo anunciar ao que vêm e este Croácia-Portugal denunciou logo a palavra “prolongamento”. Numa partida decisiva para as aspirações das duas seleções na prova, o jogo foi impregnado de taticismo desde o apito inicial, ao que se juntava uma certa indisponibilidade para o risco. Para este duelo, Fernando Santos surpreendeu ao apresentar três estreias entre os titulares - Cédric, José Fonte e Adrien Silva -, recuperando ainda Raphael Guerreiro para o onze inicial. A aposta no trio do meio-campo que brilhou este ano no Sporting, com Adrien, João Mário e William Carvalho, parecia ser a resposta do selecionador para o poderoso e criativo meio-campo croata, comandado por Modric e Rakitic.

O arranque do jogo foi muito morno, sem velocidade e com escassa dinâmica entre os dois conjuntos. A incapacidade de gerar desequilíbrios foi constante e por isso o primeiro remate só surgiu aos 25', por Pepe, com um cabeceamento perigoso a passar ligeiramente por cima da baliza de Subasic, na sequência de um livre de Raphael Guerreiro. A resposta croata chegou aos 30', com Perisic a ganhar espaço no flanco direito, a superar o lateral esquerdo português e a atirar às malhas laterais da baliza de Rui Patrício. E assim se resumiram os momentos em que o golo quase pairou em Lens. Muito pouco para um jogo dos oitavos de final do Campeonato da Europa e com um justificado nulo no intervalo.

Depois de ser a equipa sensação da fase de grupos, a Croácia demorou também a puxar dos galões e esperou pelo início do segundo tempo para o fazer. Com um arranque forte, a seleção de Ante Cacic começou a empurrar Portugal para a sua defesa e ameaçou a baliza de Rui Patrício por mais do que uma vez.

No entanto, Fernando Santos também compreendeu a agitação de que o jogo de Portugal precisava e foi lesto a lançar Renato Sanches para o lugar de André Gomes (50’). O médio de 18 anos teve um impacto quase imediato na equipa: se é certo que gera mais desequilíbrios na organização, foi também por ele que Portugal se projetou mais para o ataque e recuperou o equilíbrio. Aos 64’, Portugal reclamou grande penalidade por um contacto entre Nani e Strinic, mas o árbitro espanhol nada assinala, apesar dos protestos que surgem do banco de suplentes.

O jogo retomou então a sua toada mais calculista, com os dois treinadores a espreitarem logo no horizonte o prolongamento. Prova disso foi a primeira alteração croata surgir apenas aos 86 minutos, com Kalinic a substituir Mandzukic; curiosamente, o mesmo minuto em que Fernando Santos lançou Quaresma.

Estavam os dados lançados para um pequeno forcing final, mas tudo não passou de boas intenções. O jogo arrastou-se para o apito final de Carlos Vellasco Carballo e a decisão foi empurrada para o prolongamento.

Depois de 15 minutos iniciais irrelevantes, toda a emoção foi guardada para o fim. A Croácia ousou sonhar com o ataque e foi castigada pela 'matreirice' de Portugal, que até lançara Danilo para a reta final, na tentativa de segurar mais o jogo. A aposta acabou por resultar, porque a Seleção conteve as iniciativas croatas com maior ou menor sofrimento e depois porque encontrou a lucidez necessária no fim para chegar ao golo.

Com esta vitória por 1-0, Portugal soma o primeiro triunfo no Europeu e irá agora defrontar a Polónia nos quartos de final, em Marselha, no próximo dia 30. O sonho de Portugal continua vivo...» in http://desporto.sapo.pt/futebol/euro_2016/artigo/2016/06/25/croacia-portugal-artigo-final


(Gol de Quaresma Croacia 0-1 Portugal | Octavos de final - UEFA Euro 2016 | Televisa Deportes)

25/06/16

Amarante Sanche - As flores do Marão bordejam as estradas como tapetes de cor, mostrando mais beleza natural a quem passa...


(Flores do Marão, Amarante Sanche)

Desporto Canoagem - O canoísta português Fernando Pimenta já perdeu a conta ao número de medalhas conquistadas para Portugal e este título europeu em K1 1000 é "mais um ponto alto" de uma carreira que se espera ver consagrada no Rio2016.



«Fernando Pimenta "já fez história" no desporto português - treinador

O canoísta português Fernando Pimenta já perdeu a conta ao número de medalhas conquistadas para Portugal e este título europeu em K1 1000 é "mais um ponto alto" de uma carreira que se espera ver consagrada no Rio2016.

"Independentemente do que venha a fazer no futuro, o Fernando já fez história, pois é talvez o atleta (português) com mais medalhas em Campeonatos da Europa e do Mundo. Não sei se não estará já perto da meia centena", disse à Agência Lusa o seu treinador.

Em momento de euforia, Hélio Lucas não deseja "colocar pressão" no seu atleta para os Jogos Olímpicos, recordando que, aos 26 anos, Pimenta ainda tem muito tempo para ser único em Portugal: "Ainda tem 10 anos pela frente para chegar ao patamar mais alto".

"Acho que não há igual em Portugal. Em qualquer prova, não ser medalha é um problema. Mesmo em Duisburgo (Taça do Mundo, em maio), em dia mau, foi ouro em K1 5000", reforçou.

Hélio Lucas entende que o seu pupilo "ainda pode fazer mais história", recordando que "já é caso único" na canoagem portuguesa e que "não há muitos iguais" a ele no país.

Além do título Europeu em K1 1000, que já tinha conquistado enquanto júnior, em sub-23 e em sénior, mas em K4, destacam-se na carreira de Fernando Pimenta a prata olímpica em Londres2012, com Emanuel Silva, em K2 1000.

Em embarcação individual, Pimenta tem o bronze mundial em 2015, o mesmo metal que obteve nosso Europeus de 2011.

Domingo, pode aumentar o pecúlio na final de K4 1000 com Emanuel Silva, João Ribeiro e David Fernandes e em K1 5000, distância não olímpica que encerra os Europeus de Moscovo.

RBA // PFO

Lusa/Fim» in http://24.sapo.pt/article/lusa-sapo-pt_2016_06_25_970279148_fernando-pimenta--ja-fez-historia--no-desporto-portugues---treinador

24/06/16

F.C. do Porto Ciclismo - Rafael Reis foi terceiro classificado no contrarrelógio individual de Elite dos Campeonatos Nacionais de Estrada 2016, que se realizou este sábado, em Braga, num total de 36 quilómetros.



«RAFAEL REIS FOI TERCEIRO NO CONTRARRELÓGIO DE ELITE

Ciclista dos Dragões esteve em bom plano no primeiro dia dos Campeonatos Nacionais de Estrada 2016.

Rafael Reis foi terceiro classificado no contrarrelógio individual de Elite dos Campeonatos Nacionais de Estrada 2016, que se realizou este sábado, em Braga, num total de 36 quilómetros.

O ciclista da W52-FC Porto-Porto Canal cumpriu a distância em 45m03s, sendo apenas suplantado por Nelson Oliveira (Movistar Team) e José Mendes (Bora/Argon 18), primeiro e segundo classificados, respetivamente.

O outro portista em prova, Joaquim Silva, terminou na sétima posição. Este sábado realiza-se a primeira prova de fundo destes Nacionais de Estrada, com a corrida de Sub-23, entre Braga e Sameiro, num total de 144,9 quilómetros.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/Campeonatos-Nacionais-de-Estrada-2016-Contrarrelogio-Elite.aspx

Amarante Arte - O MIMO Festival estreia-se em Portugal com 33 concertos, filmes e encontros com artistas na cidade de Amarante e vai decorrer 15 a 17 de Julho com entrada gratuita!



«Mimo

O MIMO Festival estreia-se em Portugal com 33 concertos, filmes e encontros com artistas na cidade de Amarante. De 15 a 17 de Julho com entrada gratuita!

Concertos
Com proposta artística inovadora e conectado aos principais festivais do mundo, o MIMO reúne a nata da música brasileira e internacional. Os concertos gratuitos ocupam belos cenários, desde o interior de igrejas seculares aos jardins de cidades históricas. É uma experiência única que avança em todas as vertentes da música e explora linguagens e géneros distintos, do jazz à erudita, popular e eletrónica, promovendo apresentações de artistas consagrados, novos nomes e encontros originais.

Cinema
Dedicado a produções inéditas e tendo a música como tema central, o Festival MIMO de Cinema enriquece a programação de concertos desde 2004. Com formato ímpar, conquistou plateia cativa e exibe obras de diferentes géneros. Os filmes convidados, ou selecionados por edital, são projetados ao ar livre nos pátios de igrejas históricas, cinemas, mercados e centros culturais.

Etapa Educativa
O festival promove workshops, masterclasse, palestras e o Fórum de Ideias. O MIMO para Iniciantes é voltado para as crianças das escolas públicas e as demais atividades se destinam aos alunos selecionados pelo edital. Os artistas convidados para cada edição conduzem as aulas, que estimulam o apuro técnico, a expressão artística, enriquecimento de repertório e métodos atualizados de educação. As inscrições são gratuitas.

Atividades Paralelas
Poesias impressas em papéis coloridos são atiradas do alto das torres de igrejas a cada edição, permitindo ao público conhecer trechos de obras de importantes escritores brasileiros. A curadoria vincula os poetas escolhidos aos temas oferecidos no Fórum de Ideias, consolidando uma ligação conceitual que permeia todas as atividades do MIMO.

No cartaz nomes como: Tom Zé; Pat Metheny com Ron Carter; Vieux Farka Touré; Egberto Gismonti; Mário Laginha e Pedro Burmester; Marcelinho da Lua; Aline Paes; Custódio Castelo, João Fênix entre outros.

http://mimofestival.com/portugal/» in http://www.radionova.fm/agenda/ler/6485

Amarante Sanche - Ainda restam alguns foliões nas aldeias de Amarante que fazem tropelias na véspera de São João.


(Amarante Sanche - resquícios das tropelias da véspera de São João)
Pin It button on image hover