31/03/14

F.C. do Porto Sub 19 Futebol: União de Leiria 1 vs F.C. do Porto 2 - A equipa Sub-19 do FC Porto deslocou-se, este domingo, ao Campo da Mata para vencer a União de Leiria, em encontro a contar para a 8.ª jornada da fase final do Campeonato Nacional.



«SUB-19: RAFA DECIDE EM LEIRIA
30-03-2014

A equipa Sub-19 do FC Porto deslocou-se, este domingo, ao Campo da Mata para vencer a União de Leiria, por 2-1, em encontro a contar para a 8.ª jornada da fase final do Campeonato Nacional. Graças aos golos de Rúben Alves (82m) e Rafa (89m, g.p.), o FC Porto começou da melhor forma a segunda volta da competição, contra um adversário que havia empatado no Olival (1-1) na primeira volta.

​A primeira parte foi amplamente dominada pelos jovens portistas contra uma equipa que esteve sempre muito recuada no terreno. No entanto, na sequência de uma recarga a um livre lateral, a União de Leira chegou à vantagem (1-0), num desfecho injusto da primeira parte.

Na segunda metade, os portistas entraram mais pressionantes e, graças a uma circulação rápida da bola e a uma maior agressividade, deram a volta ao marcador: primeiro, foi Rúben Alves (acabado de entrar na partida) a marcar um excelente golo de pontapé de bicicleta e, aos 89 minutos, foi Rafa a dar justiça ao marcador, ao converter uma grande penalidade.

Com este resultado, o FC Porto mantém-se no quarto posto da classificação, a sete pontos dos líderes Braga e Benfica. O próximo encontro dos portistas é contra o Leixões, no Centro de Treinos e Formação Desportiva, no Olival, e está agendado para 5 de Abril, pelas 15h00.

Os Sub-19 alinharam com: João Costa; Marcelo (Rúben Alves, 81m), Ricardo Tavares, André Ribeiro e Rafa; Vítor Andrade (cap.), Belinha e Graça; Raul (Sérgio, 46m), Jonathan (Rúben Macedo, 46m) e André Silva.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/Sub-19-vencem-Uniao-de-Leiria.aspx


Formação: Sub-19 - Campeonato nacional (8.ª j., fase final): U. Leiria-FC Porto, 1-2 (30/03/14)


Formação: Sub-19 - Campeonato nacional (8.ª j., fase final)

Ambiente e Ecologia - Um painel internacional de cientistas alerta que as provas do aquecimento global são agora "esmagadoras" e que o seu impacto é "irreversível".

Impacto das alterações climáticas é irreversível

«Impacto das alterações climáticas é irreversível

Um painel internacional de cientistas alerta que as provas do aquecimento global são agora "esmagadoras" e que o seu impacto é "irreversível".

Inundações, secas, ondas de calor e incêndios vão ser uma ameaça em grande escala no futuro, à medida que as alterações climáticas se agravam. A conclusão é um relatório do do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, (IPCC na sigla em inglês), agora divulgado.

No documento, os cientistas sublinham que o impacto do aquecimento global já se faz sentir e que os efeitos vão aumentar com cada grau de temperatura adicional.

Mas se, por um lado, "ninguém no planeta vai escapar aos impactos das alterações climáticas", o IPCC alerta que os "pobres" poderão ser mais castigados, sobretudo as populações carenciadas que vivem em regiões costeiras.

Regiões tropicais da África, América do Sul e da Ásia deverão sofrer mais inundações, devido ao aumento de tempestades. e regiões já vulneráveis, que registam constantemente cheias e deslizamentos de terra, como o Sudeste do Brasil, podem sofrer graves consequências com o aumento do volume de chuvas.

Previsões negras 

O documento, divulgado em Yokohama, Japão, depois de uma cimeira de cinco dias, representa o aviso mais claro de sempre do IPCC sobre as consequências extremas da mudança do clima.
A segurança alimentar vai ser afetada pela redução de rendimentos provenientes do trigo, arroz e milho e os problemas atuais de saúde vão ser exacerbado, o número de mortos nas ondas de calor vai ser superior, assim como os casos de subnutrição.

Números cada vez maiores de pessoas vão ficar desalojadas na sequência de fenómenos climáticos extremos.

Ao mesmo tempo, o aumento das temperaturas, ao contribuir para um maior número de pobres, contribuirá também para um aumento do risco de conflitos violentos.
Este último relatório prevê que as temperaturas globais aumentem entre 0,3 a 4,8 graus ao longo do século (desde a Revolução Industrial só aumentou 0,7º). Já o nível do mar deverá subir entre 26 a 82 centímetros até 2100.» in http://visao.sapo.pt/impacto-das-alteracoes-climaticas-e-irreversivel=f775157#ixzz2xYHnhmsc


(Alterações climáticas)


(Aquecimento Global. Causas, Consequências e Soluções)


Aquecimento global (efeito estufa)

Criminalidade - Cinco homens assaltaram a casa de uma idosa, durante a madrugada deste sábado, na freguesia de Revinhade, Felgueiras, e roubaram vários fios de ouro e 1200 euros.

Imagem Activa

«Idosa agredida e roubada dentro de casa em Felgueiras

Cinco homens assaltaram a casa de uma idosa, durante a madrugada deste sábado, na freguesia de Revinhade, Felgueiras, e roubaram vários fios de ouro e 1200 euros. A vítima foi surpreendida na cama por um dos ladrões, que a maniatou, enquanto os outros remexeram a casa, até encontrarem dinheiro e peças valiosas.

Leonor Ferreira, de 82 anos, estava a dormir quando, cerca das 2 horas, foi acordada impulsivamente por um homem que lhe tapou a boca. “Disse para fixar quieta e eu obedeci”, recorda. “Ouvi falar em cinco homens, porque à minha beira ficou um deles, sentado na cama, enquanto os outros viraram a casa de pernas para o ar”, contou a mulher.» in http://www.jornalaberto.com/index.php?option=com_content&task=view&id=2753&Itemid=11

30/03/14

Liga ZON Sagres - Nacional da Madeira 2 vs F.C. do Porto 1 - Dragões voltam a perder de uma forma absolutamente deprimente com culpas próprias e com erros grosseiros de arbitragem.



«LUÍS CASTRO: “SENTIMO-NOS PREJUDICADOS”
30-03-2014

​O treinador do FC Porto não escondeu a frustração pela derrota diante do Nacional (1-2), na Madeira. Luís Castro reconheceu que os Dragões estiveram melhor na segunda parte do que na primeira, lamentando os erros da equipa de arbitragem que acabaram por influenciar o desfecho final do encontro.

​“Falar do jogo é falar de várias coisas. Não estivemos bem na primeira parte, na qual não conseguimos ter profundidade, mas a segunda parte foi diferente e subimos de produção, criando várias oportunidades de golo. Os jogadores fizeram uma grande segunda parte mas foram perdendo discernimento, sobretudo devido às incidências do jogo”, afirmou Luís Castro na flash-interview que se seguiu à partida com os madeirenses.

Com o primeiro golo do Nacional a surgir de um lance irregular, devido a fora-de-jogo, e com Jackson Martínez a ver mal anulado um cabeceamento que daria o empate (2-2), Luís Castro considera que as evidências não deixam margem para grandes dúvidas. “Quando nos sentimos prejudicados no nosso trabalho, é natural que percamos algum equilíbrio. Não atribuímos o nosso insucesso ao trabalho do árbitro, mas os factos são indesmentíveis e sentimo-nos prejudicados”.

O médio Fernando, que capitaneou os tricampeões nacionais neste jogo, também deixou críticas ao trabalho da equipa de arbitragem mas já aponta baterias para os compromissos que se seguem. “O resultado não condiz com aquilo que foi o jogo. Fomos condicionados e creio que fizemos por merecer outro resultado. Fizemos de tudo para vencer, mas não conseguimos. Agora é trabalhar forte porque quinta-feira há mais um jogo para ganhar”

Ficha do Jogo.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/Luis-Castro-Sentimo-nos-prejudicados.aspx



2014.03.30 (19h15) - Nacional 2-1 FC Porto

Amarante Fregim - Primeiros vislumbres de Primavera, embora envergonhada, em Rio, Fregim.

2014-03-29 15.01.11
(Primavera envergonhada, em Rio, Fregim, Amarante)

F.C. do Porto Sub 15 Futebol: F.C. do Porto 2 vs S.C. de Braga 0 - Jovens Dragões vencem em jogo da 10.ª e última jornada da 2.ª fase do campeonato nacional de Juniores C.



«SUB-15 TERMINAM 2.ª FASE A VENCER O BRAGA
30-03-2014

​A equipa de Sub-15 do FC Porto recebeu e bateu este domingo o Sporting de Braga, por 2-0, em jogo da 10.ª e última jornada da 2.ª fase do campeonato nacional de Juniores C.

​Jorge Teixeira (56m) e Sérgio Bastos (70m) fizeram os golos dos jovens dragõezinhos, num jogo em que a equipa manteve o bom nível exibicional que tem sido regra na temporada.

A primeira fase da fase final, de apuramento de campeão, disputa-se no dia 13 de Abril, estando o sorteio marcado para a próxima sexta-feira.

O FC Porto alinhou: Mário Évora, Diogo Dalot, Jorge Silva (cap.), Diogo Leite, Diogo Bessa (Nuno Esgueirão, 36m), João Lameira, Leandro Teixeira (Sérgio Bastos, 36m), Paulo Estrela (Diogo Fernandes, 36m), Jorge Teixeira, Fábio Borges e João Rodrigues (João Félix, 47m).» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/Sub-15-terminam-2.%C2%AA-fase-a-vencer-o-Braga.aspx


Formação: Sub-15 - Campeonato Nacional (10.ª j., 2.ª Fase)

Liga2 Cabovisão: F.C. do Porto B 2 vs União da Madeira 1 - Jovens Dragões re-assumem a liderança isolada da 2.ª Liga!



«TOZÉ DERRUBOU RESISTÊNCIA INSULAR
30-03-2014

​O FC Porto B derrotou, este domingo, o União da Madeira, por 1-0, em jogo da 36.ª jornada da Segunda Liga. Dois golos de Tozé (um deles de grande penalidade) sentenciaram a partida de forma favorável para os Dragões, que regressaram assim às vitórias na Segunda Liga.

​Com Mikel (de regresso após castigo) no lugar de Pedro Moreira (castigado), o FC Porto B teve alguma dificuldade na circulação de bola nos primeiros 45 minutos da partida, muito devido ao terreno "pesado", fruto da chuva que assolou a região durante este domingo. Leandro, Mikel e Gonçalo (os dois útimos de cabeça) tiveram boas hipóteses para inaugurar o marcador, mas Trigueira destacou-se pela positiva ao interceptar os remates dos portistas.

Ao intervalo, e apesar da posse de bola de 61% dos portistas, o 0-0 era um castigo para ambas as equipas, com o União da Madeira a defender em blocos muito próximos e a limitar-se a tímidas incursões no ataque, facilmente resolvidas por um atento Stefanovic com a ajuda de uma defesa concentrada.

Na tentativa de voltar às vitórias após o empate com o Feirense da última jornada (2-2, em Santa Maria da Feira), o FC Porto B entrou ao ataque e, aos 47 minutos, o aniversariante Ivo (19 anos) conquistou uma grande penalidade, convertida por Tozé, aos 48 minutos, fazendo o seu 14.º golo na Segunda Liga. Aos 57 minutos, Miguel Fidalgo empatou a partida, num lançamento em profundidade que encontrou o avançado do União da Madeira sozinho em frente à baliza, posição em que não teve dificuldades em bater um desamparado Stefanovic.

Aos 62 minutos, uma jogada com os mesmos protagonistas do primeiro golo do FC Porto originou o segundo: pleno de raça, o capitão Tozé, após entendimento com Ivo, marcou o golo que deu a vantagem aos “bês”, num prémio para a tenacidade dos jovens avançados portistas. O jogo entrou num ritmo mais agradável, com um bom futebol e controlo dos portistas, apesar de um “susto” por Miguel Fidalgo (78m). Até ao final, os comandados de José Guilherme geriram de forma eficaz a partida e conseguiram garantir uma preciosa vitória na luta pelos primeiros lugares da Segunda Liga.

O próximo jogo do FC Porto B é contra o Farense, para a 37.ª jornada da Segunda Liga, e está agendado para dia 6 de Abril, no Estádio de S. Luís, em Faro.

FICHA DE JOGO

FC PORTO B-UNIÃO DA MADEIRA, 2-1
Segunda Liga, 36.ª jornada
30 de Março de 2014
Estádio de Pedroso, Vila Nova de Gaia

Árbitro: Rui Piteira Rodrigues (Lisboa)
Árbitros assistentes: Vítor Cruz e Hugo Ribeiro
Quarto árbitro: Bruno Trindade

FC PORTO B: Stefanovic; Víctor García, Zé António, Tiago Ferreira e Quiño; Mikel, Leandro e Tozé (cap.); Kayembe, Ivo e Gonçalo Paciência
Substituições: Kayembe por Frederic (80m), Leandro por Tomás Podstawski (83m) e Tozé por Pavlovski (90+3m)
Não utilizados: Matos; David Bruno, Bruno Silva e Bruno Costa
Treinador: José Guilherme

UNIÃO DA MADEIRA: Trigueira; Calico, Zarabi, Roberto e Gil Barros; Toni (cap.), Babo e David Azin; Tacón, Santiago Silva e Miguel Fidalgo 
Substituições: Toni por Choco (74m)
Não utilizados: Zé Manel, Ginho, Carlos Manuel e Hugo Morais
Treinador: Rui Mâncio

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: Tozé (48m e 62m) e Miguel Fidalgo (57m)
Disciplina: cartão amarelo a Calico (47m), Roberto (59m), Zé António (80m), Tomás Podstawski (86m), Ivo (90+1m) e David Azin (90+1m).» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/Toz%C3%A9-derrubou-resistencia-insular.aspx

29/03/14

Poesia - O Meu Amigo e Poeta, Manuel Ângelo Ochôa, interpela-nos com o Poema: "Bué estopada"



"Bué estopada 

No primeiro Sábado
rejubilou o bom Deus:
Era pura, plena, a criação.
Eva, Adão & Filhos, Limitada,
com o imperativo de dominar mãe terra,
a conspurcaram.
Homem Outro, flébil espírito,
no oportuno tempo, 
reconstrói comum habitação.
Bem sopra onde quer Um Vento Novo,
e chora hoje a fio a boa Mãe.
Bué estopada, fim sem fim:
Tudo pior que estragado."

Manuel Ângelo Ochôa, Poeta


"Bué estopada", Manuel Ângelo Ochôa

F.C. do Porto Basquetebol: Dragon Force 70 vs IIIiabum 58 - O Dragon Force sagrou-se vencedor da Fase Regular da Proliga, garantindo desde já o direito desportivo de disputar a Liga Portuguesa de Basquetebol na próxima temporada, bem como a vantagem-casa em todas as eliminatórias dos “play-off”.



«DRAGON FORCE VENCE FASE REGULAR DA PROLIGA
29-03-2014

​O Dragon Force recebeu e bateu este sábado o Illiabum (70-58) e sagrou-se vencedor da Fase Regular da Proliga, garantindo desde já o direito desportivo de disputar a Liga Portuguesa de Basquetebol na próxima temporada, bem como a vantagem-casa em todas as eliminatórias dos “play-off”.

​Com quase 1500 espectadores nas bancadas do Dragão Caixa, o conjunto comandado por Moncho López fez o que precisava de fazer para terminar esta fase da competição no lugar mais desejado. Depois da derrota por sete pontos no jogo em Ílhavo, na primeira volta, o Dragon Force triunfou por 12 pontos e abriu caminho rumo ao principal escalão do basquetebol português.

Num jogo intenso e emotivo do princípio ao fim, sobretudo pela tal questão da diferença pontual que era necessário anular, a primeira parte ficou marcada por um grande equilíbrio, com as defesas a levarem a melhor sobre os ataques. No final dos primeiros 20 minutos, vantagem de três pontos para o Dragon Force (29-26).

Com a energia renovada, o Dragon Force entrou em força no reatamento e arrancou para uma vantagem mais próxima da pretendida e necessária, entrando para o quarto e derradeiro período a vencer por dez pontos (46-36). A decisão do vencedor do jogo e da fase regular adiou-se até aos instantes finais, absolutamente electrizantes.

A apenas 1:21 minutos do final, um triplo de André Bessa recolocava o Dragon Force na liderança da Proliga, mas a resposta do Illiabum mantinha o desfecho final num dramático ponto de interrogação, transformado em exclamação depois dos três lances livres consecutivos transformados com sucesso por Pedro Bastos. 

O direito desportivo de regressar à LPB ficou garantido na época de estreia na Proliga e, com a vitória na Fase Regular, a vantagem-casa em todas as eliminatórias do “play-off”. Agora é tempo de festejar a subida para depois partir à conquista do título de campeão. Resta dizer que o adversário do Dragon Force na primeira ronda do “play-off” será o Benfica B, que terminou esta fase no 8.º lugar.

O Dragon Force alinhou e pontuou com: Hugo Sotta (2 pontos), André Bessa (9), João Grosso, Eduardo Guimarães, João Gallina (6), Ferrán Ventura (12), Pedro Bastos (21), José Miranda, João Ribeiro, João Torrie (6), Pedro Figueiredo (2) e Miguel Queiroz (12).» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/Dragon-Force-campeao-da-Fase-Regular-da-Proliga.aspx


Basquetebol - Proliga (22.ª J): Dragon Force-Illiabum, 70-58 (29/03/14)

Poesia - O Meu Amigo e Colega, Professor Eugénio Mourão, interpela-nos com o Poema: "Eu sei..."

Foto: Eu sei…
Que fiz quase tudo da minha vida, 
E naquilo que não pude,
Também fui feliz,
Foi um anjo que me disse ao ouvido,
Num lindo sonho.

Eu sei…
Porque sou assim,
Sou muito mais do que mostrei,
E quando for embora não irei sozinho,
Porque sou bocadinhos,
De todos os que amei.

Eu sei…
Ficará comigo o que não escrevi,
As palavras que não curei,
E quando for nuvem,
Ao passar por cima desta terra,
Hei-de chovê-las de saudade.

Eu sei…
As emoções que semeei,
E os sentimentos que colhi,
Jamais os esquecerei,
E se um dia Deus me fizer outra vez,
Vou pedir-lhe o mesmo coração.

Eugénio Mourão.

"Eu sei…
Que fiz quase tudo da minha vida, 
E naquilo que não pude,
Também fui feliz,
Foi um anjo que me disse ao ouvido,
Num lindo sonho.

Eu sei…
Porque sou assim,
Sou muito mais do que mostrei,
E quando for embora não irei sozinho,
Porque sou bocadinhos,
De todos os que amei.

Eu sei…
Ficará comigo o que não escrevi,
As palavras que não curei,
E quando for nuvem,
Ao passar por cima desta terra,
Hei-de chovê-las de saudade.

Eu sei…
As emoções que semeei,
E os sentimentos que colhi,
Jamais os esquecerei,
E se um dia Deus me fizer outra vez,
Vou pedir-lhe o mesmo coração."

Eugénio Mourão.

28/03/14

Amarante Educação - Dezanove jovens do concelho de Amarante, selecionados em seis estabelecimentos de ensino, com base em critérios como o aproveitamento escolar, ausência de faltas injustificadas, vão frequentar o “Programa Verão em Projeto” da Universidade do Porto (UP), inserido na iniciativa “Universidade Júnior”, que decorre de 30 de junho a 4 de julho de 2014.



«Alunos de Amarante vão frequentar Universidade Júnior

Dezanove jovens do concelho de Amarante, selecionados em seis estabelecimentos de ensino, com base em critérios como o aproveitamento escolar, ausência de faltas injustificadas, vão frequentar o “Programa Verão em Projeto” da Universidade do Porto (UP), inserido na iniciativa “Universidade Júnior”, que decorre de 30 de junho a 4 de julho de 2014.

Os jovens terão a sua participação na ”Universidade Júnior” custeada pelo Município que, no entanto, disponibilizará transporte para outros que se inscrevam por iniciativa própria, limitado ao número de lugares disponíveis no autocarro e obedecendo ao critério de ordem de inscrição.

O programa “Verão em Projeto” é destinado a alunos que frequentam o 9º, 10º e 11º anos e 2º ano profissional, sendo desenvolvidas atividades, designadamente, nas áreas das Engenharias às Ciências, das Letras às Ciências da Educação, da Medicina às Ciências da Nutrição e da Alimentação, sem esquecer o Desporto, as Belas Artes, o Direito, a Economia e muitas outras.

Os projetos serão dinamizados nas seguintes faculdades: Faculdade de Arquitetura; Faculdade de Belas Artes; Faculdade de Ciências; Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação; Faculdade de Desporto; Faculdade de Direito; Faculdade de Economia; Faculdade de Engenharia; Faculdade de Farmácia; Faculdade de Letras; Faculdade de Medicina; Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação; Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar; Casa da Música; Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo / IPP

A distribuição dos alunos de Amarante que participarão no programa “verão em Projeto” é a seguinte, por estabelecimento de ensino: Agrupamento de Escolas de Amarante – 4 alunos(as); Agrupamento de Escolas Amadeo de Souza-Cardoso – 4 alunos(as); Externato de Vila Meã – 3 alunos(as); Escola Secundária de Amarante - 3 alunos(as); Colégio de S. Gonçalo – 3 alunos(as); Escola Profissional António Lago Cerqueira – 2 alunos(as).

A Câmara de Amarante suporta os custos com as propinas e oferece o transporte aos 19 alunos selecionados. Saliente-se, porém, conforme já referido, que, até ao limite do número de lugares disponíveis no autocarro e obedecendo ao critério de ordem de inscrição, o Município assegurará, também gratuitamente, a deslocação para a Universidade do Porto dos alunos do concelho que fizerem a sua inscrição no programa.

Diga-se, por fim, que o protocolo estabelecido entre a Câmara de Amarante e a Universidade do Porto resulta da consciência da autarquia sobre o importante papel que poderá desempenhar no que respeita à formação qualificada dos jovens do município e do seu interesse em apostar em estratégias que reduzam o índice de abandono escolar, preocupando-se com a construção individual dos seus percursos educativos.» in http://www.cm-amarante.pt/index.php?info=YTozOntzOjQ6Im1lbnUiO3M6MzoiY2FtIjtzOjU6ImFjY2FvIjtzOjEyOiJub3RpY2lhc19sZXIiO3M6MjoiaWQiO3M6NDoiMTQxNCI7fQ==

Amarante Literatura - O Município Amarantino vai organizar em parceria com a Associação Portuguesa de Escritores (APE), o Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes.



«Município e Associação Portuguesa de Escritores assinaram protocolo de cooperação

“A afirmação de Amarante faz-se e continuará a fazer-se através da cultura e, hoje, estamos aqui, num processo que muito nos orgulha, para afirmar e projetar ainda mais um grande nome, uma grande figura do país, Teixeira de Pascoaes”, referiu José Luís Gaspar, Presidente da Câmara Municipal de Amarante na sessão de apresentação do Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes, que o Município vai organizar em parceria com a Associação Portuguesa de Escritores (APE).

Na cerimónia, a APE foi representada pelo seu Presidente, José Manuel Mendes, que se congratulou celebrado com a Câmara de Amarante, dizendo a organização do Prémio “nasce de um diálogo fecundo entre a Câmara Municipal de Amarante e a Associação Portuguesa de Escritores, que tudo fará para honrar o escritor e a sua obra”.

E continuou: "O Prémio Teixeira de Pascoaes já existia, mas pretende-se, agora, dar-lhe uma outra dimensão Uma dimensão que lhe é devida, não apenas por aquilo que é a obra e a legenda de Teixeira de Pascoaes, mas também por quanto representa Amarante no contexto do país, facto poucas vezes lembrado, mas que é um alfobre de grandes criadores".

O Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes destina-se a galardoar anualmente um livro em português e de autor português, publicado integralmente e em 1ª edição no ano de 2013. No presente concurso, a título excecional e nos mesmos termos, são também incluídas as obras saídas em 2011 e 2012.» in http://www.cm-amarante.pt/index.php?info=YTozOntzOjQ6Im1lbnUiO3M6MzoiY2FtIjtzOjU6ImFjY2FvIjtzOjEyOiJub3RpY2lhc19sZXIiO3M6MjoiaWQiO3M6NDoiMTQxMyI7fQ==


(Amarante Prémio Poesia Teixeira de Pascoaes)

Amarante Comércio - O Presidente da Câmara Municipal de Amarante reuniu, a 25 de março, com os 19 comerciantes de Amarante que, entre 28 de março e 5 de abril, vão participar, em Achères, numa feira de produtos de Amarante



«Produtos de Amarante mostram-se em Achères até 5 de abril

O Presidente da Câmara Municipal de Amarante reuniu, a 25 de março, com os 19 comerciantes de Amarante que, entre 28 de março e 5 de abril, vão participar, em Achères, numa feira de produtos de Amarante. Esta representação quase quadruplicou em relação ao ano passado, quando apenas 5 expositores de Amarante participaram na feira.

Na ocasião, José Luís Gaspar deu os parabéns a todos por terem aceitado o desafio de representarem o Município naquela cidade francesa, exortando-os a valorizarem a marca Amarante durante a sua estada.

E acrescentou: “Enquanto comerciantes serão os nossos embaixadores e uns dignos representantes da nossa terra. E esta é uma excelente oportunidade a ser explorada para levarmos os nossos produtos a novos mercados”, concluiu, desejando-lhes boa viagem e bons negócios.

Em Achères, a 29 de março, estará o vereador André Magalhães, que detém, entre outros, os pelouros do Empreendedorismo e da Promoção do Desenvolvimento Económico e que, para além de ir visitar a feira, participará num jantar institucional com autoridades locais e com a comunidade portuguesa ali residente. Com a iniciativa pretende-se fortalecer a geminação e aproximar os amarantinos ali residentes, bem como contactar o tecido empresarial local e criar parcerias comerciais.

A feira de produtos locais de Amarante vai decorrer no hipermercado E.Leclerc, situado na galeria do Centro Comercial Le Grand Cèdre, e, durante os nove dias em que terá lugar, os clientes do E.Leclerc, franceses e portugueses, vão poder comprar doces conventuais, vinhos, fumeiro, artesanato, licores e mel, designadamente, tudo com o “selo” de Amarante.

A ideia de levar produtos de Amarante a Achères surgiu aquando da celebração dos 15 anos da geminação, em novembro de 2012, quando uma delegação de empresários acheroises visitou produtores e empresários amarantinos e aferiu da qualidade da produção local.» in http://www.cm-amarante.pt/index.php?info=YTozOntzOjQ6Im1lbnUiO3M6MzoiY2FtIjtzOjU6ImFjY2FvIjtzOjEyOiJub3RpY2lhc19sZXIiO3M6MjoiaWQiO3M6NDoiMTQxMiI7fQ==


(Acheres x Amarante - semana comercial centro Lecler em Acheres)

Amarante Literatura - No próximo dia 1 de Abril, a Escritora de Amarante, Telões, Professora Anabela Borges, estará no Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto (Becre Celorico de Basto), para duas sessões sobre escrita, livros e leituras.

Foto: No próximo dia 1 de Abril, estarei no Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto (Becre Celorico de Basto), para duas sessões sobre escrita, livros e leituras (e não é mentira).
A andorinha já chegou lá - Até ser Primavera, publicado pela Pastelaria Estudios Editora :3



«No próximo dia 1 de Abril, a Escritora de Amarante, Telões, Professora Anabela Borges, estará no Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto (Becre Celorico de Basto), para duas sessões sobre escrita, livros e leituras (e não é mentira). A andorinha já lá está - Até ser Primavera, publicado pela Pastelaria Estudios Editora — com Helder Barros.» in https://www.facebook.com/photo.php?fbid=602783053149406&set=a.186361621458220.43721.100002531506939&type=1&theater



(Até ser Primavera, Anabela Borges, Escritora de Amarante Telões)

Carrazeda de Ansiães - O Circuito Turístico do Castelo e dos Moinhos é uma iniciativa da Câmara Municipal de Carrazeda de Ansiães que irá decorrer todos os fins de semana entre março e junho do presente ano.



«Circuito Turístico do Castelo e dos Moinhos em Carrazeda de Ansiães

O Circuito Turístico do Castelo e dos Moinhos é uma iniciativa da Câmara Municipal de Carrazeda de Ansiães que irá decorrer todos os fins de semana entre março e junho do presente ano.

Esta iniciativa tem como objetivo principal a incrementação da actividade turística no concelho através da promoção do património cultural, entendido este como um excepcional recurso  para o desenvolvimento sustentado da região.

Para este efeito a Câmara Municipal de Carrazeda de Ansiães vai oferecer transporte e visitas guiadas gratuitas para todos os interessados em conhecer a riqueza cultural deste concelho transmontano. O Castelo de Ansiães, o  Moinho de Vento, os Moinhos de Água do ribeiro do Coito, a Anta de Vilarinho da Castanheira e o  Museu da Memória Rural são a propostas de visitas culturais que o município oferecerá durante toda esta primavera a quem o quiser visitar

Os interessados só terão que se inscrever atempadamente para que os serviços autárquicos possam montar toda a logística inerente a cada visita. As inscrições são gratuitas e poderão ser efectuadas no GAM (Gabinete de Apoio ao Munícipe) ou através do nº de telefone 278 610 200.» in http://noticiasdonordesteultimas.blogspot.pt/2014/03/circuito-turistico-do-castelo-e-dos.html#.UzVZLqh_v74


(Moinho recuperado em Carrazeda de Ansiães)


(Moinhos voltaram a funcionar em Carrazeda de Ansiães)


(Vila de Carrazeda de Ansiães)


Procissão Stª Águeda ( 2013) Carrazeda de Ansiães





«Águeda de Catânia

Santa Águeda ou Ágata foi uma virgem e mártir das tradições cristãs, padroeira de Catânia, filha de nobres cataneses, alegadamente viveu entre os séculos III e IV durante a dominação romana do pró-cônsul Quinciano e foi martirizada durante as perseguições de Décio o Diocleciano. Seu nome aparece no Cânon Romano já em tempos remotíssimos.

Águeda (em italiano e siciliano Agata) nasceu em Catânia. Alguns historiadores cristãos apontam seu ano de nascimento entre 230 e 235. Segundo a tradição cristã, Águeda consagrou-se a Deus com quinze anos de idade.

Depois de inúmeras tentativas de Quinciano para "corrompê-la", Águeda foi "encarcerada brevemente e depois torturada". Foi "chicoteada e seus seios foram arrancados com tenazes" mas, segundo a tradição, ela foi "curada" de seus ferimentos por São Pedro que a visitou na prisão. Por fim, Águeda foi submetida ao suplício de brasas ardentes e na noite seguinte, 5 de fevereiro de 251 (alguns sugerem o ano de 254), faleceu em sua cela.
Sua morte foi "seguida de um tremor de terra que abalou toda a cidade". Conta a tradição que "um ano após sua morte, o Etna teria entrado em erupção, despejando um mar de lava em direção a Catânia". Então os habitantes teriam "colocado um véu que cobria a sepultura de Ágata diante do fogo que parou imediatamente, poupando a cidade".

Santa Águeda é o nome da santa lembrada nas orações em que se pede proteção contra os terremotos.

Sua festa litúrgica é celebrada aos 5 de Fevereiro.

As relíquias

As relíquias da santa foram levadas a Constantinopla em 1040 por um general bizantino, em 1126 dois soldados (talvez franceses), Giliberto e Goselino, furtaram os restos mortais de Águeda, que foram entregues ao bispo Maurício no Castelo de Aci.


Em 17 de agosto de 1126, as "relíquias" voltaram ao duomo de Catânia, onde até hoje permanecem em nove relicários: cabeça e busto, mãos, braços, pés e pernas, as mamas e o Santo Véu.» in http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%81gueda_de_Cat%C3%A2nia

27/03/14

Amarante Antiga - Um trecho da Ponte e Mosteiro de S. Gonçalo N.º 4 (Portugal Turístico - Amarante)


(Edição da Casa dos Doces regionais de Amarante de Alcino dos Reis - cliché Foto-Arte Amarante).

Reprodução amavelmente autorizada, pelo Meu Colega e Amigo, Professor Pedro Carvalho, Docente de História do Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto, que é um grande coleccionador de registos do Portugal Antigo e da nossa região do Tâmega, em particular. Mais uma vez, muito obrigado, Amigo Pedro, por partilhares uma Amarante que amamos!

Animais - Depois de o seu dono se ter deslocado à Urgência dos Hospitais da Universidade de Coimbra, e de ali ter ficado internado, um cão de pequeno porte não abandonou a porta daquela unidade hospitalar, isto mesmo depois de, alegadamente, ter sido enxotado várias vezes pelos seguranças, conta o Jornal de Notícias.

Cão não arredou 'pé' da Urgência enquanto dono esteve internado

«Coimbra Cão não arredou 'pé' da Urgência enquanto dono esteve internado

Depois de o seu dono se ter deslocado à Urgência dos Hospitais da Universidade de Coimbra, e de ali ter ficado internado, um cão de pequeno porte não abandonou a porta daquela unidade hospitalar, isto mesmo depois de, alegadamente, ter sido enxotado várias vezes pelos seguranças, conta o Jornal de Notícias.

Enquanto o dono não teve alta, o seu cão não 'arredou pé' da porta da Urgência do hospital. Assim foi, em Coimbra, no passado fim de semana, segundo vários relatos recolhidos pelo Jornal de Notícias.

O homem deu entrada nos Hospitais da Universidade de Coimbra, tendo conduzido até ao local com o seu cão como companhia. Acontece que acabou por ser internado, sendo que o animal não desmobilizou da porta da Urgência até que o dono tivesse alta.

De acordo com alguns testemunhos recolhidos pela mesma publicação, os seguranças tentaram afugentar o cão por várias vezes, mas sem sucesso. O animal estava decidido a esperar. E esperou.

Recorde-se que este não é um caso isolado. Corria o ano de 2011, quando, ao longo de cinco meses um cão aguardou junto ao Centro de Saúde de Rio de Mouro, Sintra, que a sua dona dali saísse. Mas este animal não teve tanta sorte. A mulher havia falecido. Chiquinho, de seu nome, acabaria por ser adotado por vizinhos.» in http://www.noticiasaominuto.com/pais/194077/cao-nao-arredou-pe-da-urgencia-enquanto-dono-esteve-internado

Taça de Portugal: F.C. do Porto 1 vs S.L. Benfica 0 - Um verdadeiro "míssil" de Jackson, após canto apontado por Quaresma, permitiu ao FC Porto vencer por 1-0, na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, esta quarta-feira.



«“MÍSSIL” DE JACKSON FOI PRÉMIO ESCASSO

​Um verdadeiro "míssil" de Jackson, após canto apontado por Quaresma, permitiu ao FC Porto vencer por 1-0, na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, esta quarta-feira. Os Dragões apenas ficaram a dever mais golos a uma exibição de grande qualidade e querer, em que a superioridade sobre o adversário foi bem superior ao resultado. Na segunda mão, agendada para 16 de Abril, no Estádio da Luz, os azuis e brancos entram em vantagem.

O FC Porto realizou uma primeira parte quase perfeita, em que apenas faltou mais um golo para dar justiça ao marcador. O plano de jogo gizado por Luís Castro resultou quase em pleno: os Dragões foram seguros na posse de bola - mesmo em linhas baixas, quando era necessário - e exploraram depois com sucesso as costas da defesa do Benfica, por onde entraram frequentemente Defour, Varela, Danilo, Quaresma e Herrera, a novidade que o treinador apresentou no "onze". Mais importante ainda do que isso, a equipa azul e branca foi totalmente solidária - todos defenderam e todos atacaram -, ganhando quase sempre as "segundas bolas".

O primeiro golo surgiu logo no primeiro remate da partida, aos seis minutos, mas já então o FC Porto tinha criado dois lances perigosos. De um deles - um corte providencial de Luisão sobre Herrera - nasceu o canto que Jackson, com um salto gigante e um cabeceamento imparável, converteu no 1-0. Ao longo dos 45 minutos iniciais, foram várias as situações em que os Dragões estiveram perto do segundo golo. Destacam-se duas: uma combinação entre Jackson e Herrera em que Luisão deu o corpo ao remate do colombiano e um lance em que Varela, isolado por Fernando, permitiu a intervenção do guarda-redes Artur. Do lado visitante, houve apenas um lance com princípio, meio e fim, que resultou num cabeceamento ao lado de Rodrigo, aos 41 minutos.

O meio-campo do FC Porto foi sempre superior ao longo da primeira parte, exercendo uma pressão alta e intensa, e por isso não surpreendeu que no segundo tempo os portistas tivessem menos ritmo e os visitantes fossem mais agressivos. Tal não significou que o encontro ficasse nas mãos do Benfica; houve mais posse de bola dos lisboetas, mas os ataques continuaram a ser tímidos. Os Dragões também já não dispuseram da catadupa de situações de perigo da etapa inicial, entrando-se então num período mais táctico do encontro, em que sobressaíram os centrais Reyes e Mangala, que foram intratáveis.

Após meia hora quase sem remates, Herrera atirou de fora da área, ao lado, aos 75 minutos, e, dois minutos depois, Jackson acertou no poste, num lance que começou num cruzamento de Defour e numa rotação do colombiano que merecia mais sorte. O Benfica, que praticamente só conseguiu levar a bola à área azul e branca através de lances de bola parada, teve a sua única ocasião do segundo tempo num remate de Rúben Amorim, após pontapé de canto, em que Fabiano foi finalmente forçado a aplicar-se. Em cima dos 90 minutos, Quintero teve nova situação soberana para fazer o segundo golo, mas, isolado, errou no passe para Jackson. Guardou-se o mais importante, a vitória, e derrotou-se um adversário que não perdia há 27 jogos.» in http://www.fcporto.pt/pt/futebol/fichas-de-jogo/Pages/FC-Porto-Benfica.aspx



2014.03.26 (21h00) - FC Porto 1-0 Benfica (Taça de Portugal)

26/03/14

Política Fiscal - O Governo anunciou no início desta semana que os carros de luxo que vai oferecer aos contribuintes são dois modelos da Audi; acontece que, tal como referiu o bastonário dos Técnicos Oficiais de Contas, serão poucos os portugueses que terão, neste momento, condições para mantê-los.

Audis do Governo podem ser 'presente envenenado'

«Fatura da Sorte Audis do Governo podem ser 'presente envenenado'

O Governo anunciou no início desta semana que os carros de luxo que vai oferecer aos contribuintes são dois modelos da Audi. Acontece que, tal como referiu o bastonário dos Técnicos Oficiais de Contas, serão poucos os portugueses que terão, neste momento, condições para mantê-los, visto que, de acordo com contas feitas pelo semanário Expresso, os encargos mensais com o A4 e A6 rondam os 315 e 365 euros, respetivamente.

A Audi foi a marca que ofereceu a melhor proposta ao Ministério das Finanças para a aquisição dos automóveis que serão sorteados na ‘Fatura da Sorte’. Pelo que, a partir do próximo mês, todas as semanas um contribuinte vai receber de presente um Audi A4 ou A6, que têm um valor de mercado de 35.270 euros e de 47.760 euros, respetivamente.

Acontece que este presente pode revelar-se um peso pesado na vida do contribuinte premiado. Isso mesmo foi ontem sublinhado pelo bastonário dos Técnicos Oficiais de Contas, Domingues Azevedo, que criticou a “visão folclórica” da ‘Fatura da Sorte’ porque podem ser premiadas famílias que estão a viver tempos de dificuldades e não têm meios para sustentar um carro de luxo.

Esta tese é hoje comprovada pelo semanário Expresso que pediu uma estimativa dos custos mensais de utilização dos dois modelos em causa (A4 2.0 TDI 136cv e A6 2.0 TDI 177cv, ambos com caixa manual, pintura metalizada e nível de equipamento base) à consultora 4Fleet.

Contas feitas: os automóveis da marca Audi que o Governo vai sortear podem implicar encargos mensal de manutenção entre os 315 e os 365 euros, apurou o Expresso junto de fontes do sector automóvel e partindo de uma estimativa média para um período de quatro meses, 2.500 km/mês, manutenção/revisões, gasto de dois jogos completos de pneus e consumos de combustível.

Estes valores, esclarece o Expresso, incluem IVA e têm em conta o custo mensal do seguro obrigatório contra terceiros, sendo que se o proprietário optar por um seguro contra todos os riscos, os encargos aumentarão pelo menos quatro vezes.

Claro que, encargos por exemplo com combustível e pneus estão dependentes do tipo de uso do automóvel, mas refira-se que só o valor do imposto automóvel custa 191,75 euros para o A4 e 224,50 euros para o A6.

Estão habilitados a este, para alguns, ‘presente envenenado’ todos os contribuintes que tenham pedido faturas com o respetivo número de identificação fiscal, independentemente do tipo de bens adquiridos, a partir de 1 de janeiro de 2014.» in http://www.noticiasaominuto.com/economia/194190/audis-do-governo-podem-ser-presente-envenenado?utm_source=gekko&utm_medium=email&utm_campaign=afternoon

F.C. do Porto Andebol: F.C. do Porto Vitalis 33 vs Águas Santas 24 - Com Gilberto Duarte, autor de 11 golos, absolutamente imparável, o FC Porto Vitalis "triturou" o Águas Santas, em encontro da terceira jornada da fase final do Andebol 1, e ​aumentou para três pontos a vantagem sobre o segundo classificado, o Sporting.



«PENTACAMPEÕES DISPARAM NA FRENTE DO ANDEBOL 1

 Os maiatos, que tinham vencido no Dragão Caixa na primeira fase da competição, apenas foram capazes de criar dificuldades aos portistas nos primeiros 15 minutos.

​Com Pedro Cruz de regresso, após cumprir castigo, o Águas Santas entrou bem na partida, chegando a conseguir uma vantagem de dois golos aos 12 minutos (6-8). Ljubomir Obradovic pediu um "time-out" e a equipa azul e branca regressou ao jogo com uma defesa mais agressiva e mais perto da linha dos nove metros (por vezes num sistema 3-2-1). Também com Quintana no lugar de Hugo Laurentino, "fechando" a baliza, os Dragões conseguiram um parcial de 6-1 e passaram a liderar por 12-9.

A partir daí, não mais os maiatos pareceram capazes de discutir o encontro, até porque, resolvidos os problemas defensivos, o FC Porto mostrou-se imparável no ataque. Ao intervalo, os portistas tinham 20 golos em 21 remates, sendo que o único a falhar foi Gilberto Duarte que, paradoxalmente, foi o melhor jogador em campo. Com 11 golos (sete deles na primeira parte), quase todos resultantes de "tiros" indefensáveis de meia distância, o lateral-esquerdo terá feito uma das melhores exibições da carreira. O cartão vermelho exibido a Nuno Roque, no final do primeiro tempo (devido a toque por trás sobre Ricardo Moreira), também diminuiu as capacidades dos forasteiros.

Na segunda parte, os pentacampeões nacionais geriram calmamente a vantagem que traziam do intervalo (20-14) e houve tempo para todos os atletas de campo convocados entrarem em jogo, com o "benjamim" Miguel Martins, de 16 anos, a assinar o 33-24 final. Houve alguns períodos de desconcentração - o Águas Santas chegou a fazer um parcial de 5-0 -, mas a superioridade do FC Porto não esteve em causa.

Para análise final, ficam números notáveis: 71 por cento de eficácia aos nove metros, 93 aos seis metros, e cem por cento em livres de sete metros e contra-ataques. Para rever, ficam apenas as 15 falhas técnicas. Houve uma espécie de desforra sobre o Águas Santas - que quebrou, em Setembro de 2013, uma série de 82 encontros sem derrotas do FC Porto no seu pavilhão -, mas o mais importante é que o inédito hexacampeonato que os portistas perseguem está um passo mais perto.

FICHA DE JOGO

FC Porto Vitalis-Águas Santas, 33-24
Andebol 1, fase final, 3.ª jornada
25 de Março de 2014
Dragão Caixa, no Porto

Árbitros: Daniel Freitas e César Carvalho

FC PORTO VITALIS: Hugo Laurentino (g.r.), Gilberto Duarte (11), João Ferraz (6), Tiago Rocha (1), Ricardo Moreira (cap., 4), Mick Schubert (1) e Wilson Davyes (6)
Jogaram ainda: Alfredo Quintana (g.r.), Pedro Spínola (3), Alexis Hernandez, Hugo Santos, Miguel Sarmento, Hugo Rosário, Nuno Carvalhais e Miguel Martins (1)
Treinador: Ljubomir Obradovic

ÁGUAS SANTAS: Telmo Ferreira (g.r.), Joel Rodrigues (2), Pedro Cruz (4), Bosko Bjelanovic (3), Juan Couto (cap., 1), Eduardo Salgado (1) e Mário Lourenço (1)
Jogaram ainda: Rui Duarte (g.r.), Nuno Roque (6), Jorge Sousa (3), Mário Oliveira (1), Pedro Vieira, João Baltazar (2), Miguel Vieira, João Afonso e Tiago Rodrigues
Treinador: Paulo Faria

Ao intervalo: 20-14

MIRANDA DO DOURO – De 4 a 30 de abril, Biblioteca Municipal de Miranda do Douro, recebe a Exposição “O Prazer de Fotografar” de Eduardo Teixeira Pinto.

thumbnail_3rika

«Exposição “O Prazer de fotografar” de Eduardo Teixeira Pinto na Biblioteca Municipal de Miranda do Douro

MIRANDA DO DOURO – De 4 a 30 de abril, Biblioteca Municipal de Miranda do Douro, recebe a Exposição “O Prazer de Fotografar” de Eduardo Teixeira Pinto.

Eduardo da Costa Teixeira Pinto nasceu em Amarante, em 1933 e começou a tirar as suas primeiras fotografias profissionais em 1950, tornando-se expositor desde 1953 em vários salões de fotografia nos cinco continentes.

Foi membro ativo de diversas comunidades de fotógrafos, nomeadamente «Associação Fotográfica do Porto», «Grupo Câmara» (Coimbra) e «Associação Fotográfica do Sul» (Évora). A sua vasta obra, dotada de um olhar poético sobre a realidade, fizeram de si um dos melhores e mais galardoados fotógrafos portugueses do século XX com fotografias que abordam diversos temas, com destaque para a Natureza e a figura humana, que tão bem soube conciliar.

Com fotografias como «Rodopio», «Igreja de S. Gonçalo», «De Regresso», «Tema de Pintores», «Matinal» e «Quietude», entre outras, obteve inúmeros prémios em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente o Grande Prémio de Camões (1960), na época, uma das mais altas distinções a nível nacional.

Falecido em Janeiro de 2009, Eduardo Teixeira Pinto, deixou um espólio fotográfico de valor incalculável sendo vontade da família promover a sua divulgação com a referida exposição.

Inserido nesse propósito foi publicado um livro, em Dezembro de 2010, Eduardo Teixeira Pinto – a poética da imagem, numa edição com o patrocínio total da empresa Mota Engil, com cerca 230 fotografias de Eduardo Teixeira Pinto agrupadas por temáticas: O Rio, A Nossa Terra, A Nossa Gente, as Festas e Outros Olhares. O trabalho de Eduardo Teixeira Pinto está patente no Museu -Amadeo de Souza-Cardoso – Amarante, com uma exposição permanente no primeiro piso daquele equipamento cultural.

A exposição itinerante consta de uma seleção de 38 fotografias, premiadas a nível nacional e internacional, de um espolio, já patentes em diversos locais desde a Biblioteca Municipal Albano Sardoeira (Em homenagem promovida pela Câmara Municipal de Amarante), no Porto, na UNICEPE, na Biblioteca Municipal de Penafiel, na Biblioteca Municipal de Lousada, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, na Associação Nacional de Fotógrafos Profissionais nas Caldas da Rainha, com homenagem póstuma, na Câmara Municipal de Paredes, Biblioteca Municipal de Valongo, Biblioteca Municipal da Maia, Biblioteca Municipal de Sto. Tirso, Biblioteca Municipal de Espinho, Biblioteca Municipal Famalicão, Biblioteca Municipal de Gondomar, Museu D. Diogo de Sousa, Biblioteca de Matosinhos (Integrada na Festa da Poesia), Biblioteca Municipal de Valença, Biblioteca Municipal de Vila Verde, Biblioteca Municipal de Barcelos, Biblioteca Municipal de Celorico de Basto, Casa da Cultura da Trofa, Biblioteca Municipal Cascais, Turismo da Povoa de Varzim, Biblioteca Municipal de Ovar, Centro Cultural da Nazaré, Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz (CAE), Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, Clube Literário do Porto, Biblioteca Municipal de Viseu, Casa Municipal da Cultura de Coimbra, na sala de exposições Teatro de Vila Real, Museu Municipal de Esposende, Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, Biblioteca Municipal de Fafe, Museu Municipal Carmen Miranda – Marco Canaveses, Teatro Ribeiro Conceição – Lamego, Casa da Cultura de Melgaço, Biblioteca Municipal de Vale de Cambra, Biblioteca Municipal Manuel Alegre – Águeda, Museu Etnográfico de Mira, Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira, Casa das Artes de Arcos de Valdevez, Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Casa do Curro – Monção, Biblioteca Municipal de Mondim de Basto e Antigos Paços do Concelho de Viana do Castelo estando, entretanto, já agendadas várias exposições até ao final do corrente ano.» in http://local.pt/portugal/norte/exposicao-o-prazer-de-fotografar-de-eduardo-teixeira-pinto-na-biblioteca-municipal-de-miranda-do-douro/


(Carros e corridas, Eduardo Teixeira Pinto)

25/03/14

Amarante Ciclismo - Vai ter lugar, de 1 a 4 de maio, a primeira edição do Ultra Trail do Marão, uma prova de trail running, organizada pela Associação Viver Canadelo e Serra do Marão, que percorrerá o território de seis concelhos (Amarante, Baião, Peso da Régua, Vila Real, Sta. Marta de Penaguião, Mondim de Basto e Marco de Canaveses) e terá a participação de cerca de mil atletas.



«Amarante recebe Ultra Trail do Marão 2014

Vai ter lugar, de 1 a 4 de maio, a primeira edição do Ultra Trail do Marão, uma prova de trail running, organizada pela Associação Viver Canadelo e Serra do Marão, que percorrerá o território de seis concelhos (Amarante, Baião, Peso da Régua, Vila Real, Sta. Marta de Penaguião, Mondim de Basto e Marco de Canaveses) e terá a participação de cerca de mil atletas.

O trail running é uma modalidade desportiva de montanha que difere do atletismo de pista ou estrada pelo tipo de percursos (trilhos em zonas montanhosas e acidentadas com grandes desníveis, positivos e negativos) e caráter de extrema tecnicidade e dureza.

Caracterizada pela competição saudável e respeito pela natureza, esta é uma modalidade em franco crescimento mundial com maior evolução em Portugal nos últimos três anos, fruto do destaque de alguns grandes atletas nacionais em provas internacionais.

Em 2009 a modalidade contava já com duzentos participantes, tendo esse número evoluído, atualmente, para a ordem dos milhares. Consequentemente, o número de provas tem sofrido um rápido crescimento, acompanhando a tendência de interesse crescente por parte dos atletas desta modalidade e motivando o aparecimento, em 2012, da Associação de Trail Running de Portugal (futuro órgão regulador da modalidade).

A prova está dividida pelas seguintes etapas: Ultra Trail (121kms), Maratona (42kms) e Meia Maratona (21kms) – que desafiarão os limites dos melhores atletas nacionais e internacionais com trajetos ambiciosos que percorrerão, em parte ou na sua totalidade, a Serra do Marão e seus contrafortes (Alvão, Aboboreira e Meia Via) e o Douro Vinhateiro.

O evento conta já com a confirmação da presença de atletas de sete nacionalidades diferentes, entre os quais um dos mais reconhecidos atletas de longa distância – Òscar Pérez López.

Nesta primeira edição, a prova terá o selo “Qualifying Race” do Ultra-Trail du Mont-Blanc® para a prova de 121kms, qualificando os atletas com quatro pontos dos oito necessários para participação no Monte Branco.

A prova de Ultra partirá de Amarante (S. Gonçalo), a Maratona sairá do Peso da Régua (Sedielos) e a Meia Maratona começará em Baião (Campelo). Todas as provas terminarão no Largo de S. Gonçalo.

As inscrições estão abertas até ao dia 13 de abril e podem fazer-se através do site oficial do evento em: www.ultratrailmarao.com. Os interessados em participar como voluntários e vendedores no espaço-feira poderão encontrar a informação necessária no site.

A par do evento desportivo, o Ultra Trail do Marão contará com uma parte lúdica e cultural com arraiais montados em pleno centro histórico de Amarante. Para brindar os visitantes o ambiente será aquecido com alguns concertos, aulas e atividades desportivas ao ar livre e abertas a todos, um espaço especial para os mais pequenos e uma feira de artesanato e produtos regionais.

Como principais apoios, a organização conta com os vários Municípios, em especial os três palcos de partida das três provas – Amarante, Baião e Peso da Régua.» in http://www.cm-amarante.pt/index.php?info=YTozOntzOjQ6Im1lbnUiO3M6MzoiY2FtIjtzOjU6ImFjY2FvIjtzOjEyOiJub3RpY2lhc19sZXIiO3M6MjoiaWQiO3M6NDoiMTQwNiI7fQ==


(Ultra Trail Do Marão 2014)


(Ultra trail Marao OFFICIALPROMO)

Amarante Desporto Automóvel - O carro de rali dos campeões nacionais Ricardo Moura e António Costa vai estar exposto no Hotel da Casa da Calçada, nos dias 27 e 28 de março; a equipa conta com o apoio da Casa da Calçada para a realização do WRC Fafe Rally Sprint, que tem lugar a 29 de março.



«Ricardo Moura e António Costa lançam a sua participação no Rali de Portugal em Amarante

O carro de rali dos campeões nacionais Ricardo Moura e António Costa vai estar exposto no Hotel da Casa da Calçada, nos dias 27 e 28 de março. A equipa conta com o apoio da Casa da Calçada para a realização do WRC Fafe Rally Sprint, que tem lugar a 29 de março.

Para António Costa, copiloto amarantino, esta exposição é "gratificante numa altura que antecede uma prova importante que é o Rali de Portugal, onde vamos estar entre os melhores do mundo. É sempre uma semana diferente e difícil porque são muito quilómetros. É muito satisfatório para nós começar aqui, porque é a minha terra. O Ricardo Moura ficou contente com este tipo de ação que vai ser feita".

A exposição é gratuita e a equipa convida todos os amarantinos a verem de perto o carro de alta competição dos atuais campeões nacionais.» in http://www.cm-amarante.pt/index.php?info=YTozOntzOjQ6Im1lbnUiO3M6MzoiY2FtIjtzOjU6ImFjY2FvIjtzOjEyOiJub3RpY2lhc19sZXIiO3M6MjoiaWQiO3M6NDoiMTQwNyI7fQ==


(Best OF Campeões de Portugal de Ralis 2013 - Ricardo Moura/António Costa)


(Ricardo Moura/António Costa - Best Of Rali Serras de Fafe 2014)


(Ricardo Moura e António Costa ZONA ESPECTÁCULO 4 Montaria-Gondar 2013)
Pin It button on image hover