31/10/11

Amarante - As fotografias com os primos, na Casa da Cidreira, Fregim e no Convento de Mancelos!

Helder's_0001

Helder


Primos«Fotografias tiradas, pelo Tio Guilherme, Eng. Guilherme Campos, que têm a capacidade de recordar momentos felizes... eu e os meus Primos Ana e Xandinha! Foram momentos verdadeiramente felizes, o que só prova que os devemos aproveitar, pois só se vive uma vez... Grandes Recordações!
O Tio Guilherme tinha o condão de nos apanhar muitas vezes desprevenidos e as fotografias saíam muito bem... como artista da fotografias e dos gadgets da altura, fazia ele próprio a revelação, no seu laboratório improvisado...»
A primeira fotografia foi tirada na Casa da Cidreira em Agosto de 1979, por alturas da minha comunhão solene, as segunda e terceira foram tiradas nas férias de verão no convento em 1978.

Informática - A rede social Facebook é diariamente alvo de 600 mil tentativas de ataque por parte de piratas informáticos!




«Facebook alvo de 600 mil tentativas de ataque por dia


A rede social Facebook é diariamente alvo de 600 mil tentativas de ataque por parte de piratas informáticos.


Os números foram avançados pelo próprio Facebook num post no seu blog oficial.Na sua maioria os ataques de que as contas dos utilizadores da rede social são alvo estão relacionados com o acesso indevido às mensagens, às fotos e a outra informação pessoal disponibilizada online.


Para os analistas estes números mostram que as pessoas que usam as redes sociais devem ter mais cuidado com os dados que colocam online, assim como com as passwords que usam e com o aceitar ofertas que, supostamente, vêm de amigos.


Uma das maiores preocupações das empresas de segurança é com o acesso indevido a contas de estudantes. Normalmente estes ataques surgem por parte de estudantes «rivais» que usam as contas dos outros, ou criam perfis falsos, para difamar, o que leva a situações complicadas para os jovens.


Os dados agora revelados mostram que as tentativas de aceder indevidamente aos perfis no Facebook são elevados, mas a empresa alega que muitos são de imediato detectados e não passam de tentativas, que não causam qualquer dano.


Para fazer face a este problema o Facebook está a preparar duas novas funcionalidades de segurança. Uma delas é a «Trusted friends», em que os utilizadores podem nomear entre três a cinco pessoas como amigos de confiança e aos quais são enviados os seus códigos de acesso de a sua conta for alvo de um ataque com alteração das passwords.


A outra funcionalidade diz respeito às aplicações, e o objectivo é ter passwords de acesso à mesmas, o que significa que os utilizadores não terão que usar o mesmo login para aceder a serviços de empresas terceiras via Facebook.» in http://sol.sapo.pt/inicio/Tecnologia/Interior.aspx?content_id=32521
-----------------------------------------------------------------------------------
Este facto, vem provar com toda a clareza, que os jovens, classe etária que mais utiliza esta rede social, devem ter muito cuidado, com a forma como expõe a sua vida e se colocam em perigo, muitas vezes, sem a consciência disso. Farto-me de repetir isto aos meus alunos, mas continuo a verificar que os comportamentos de risco, se mantêm... cuidado, meninos, todo o cuidado é pouco!

(A face oculta do Facebook)

F.C. do Porto Sub-13: F.C. do Porto 5 vs Candal 1 - Pocker de Leandro permite mais uma goleada dos jovens dragões!



«"POKER" DE LEANDRO NA GOLEADA DOS JUNIORES C


A equipa Sub15 do FC Porto goleou o Candal, por 5-1, em jogo da décima jornada da primeira fase do Campeonato Nacional de Juniores C, disputado no sábado, no mini-estádio do Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia.


Os Dragões, que atingiram o intervalo a vencer por 3-0, tiveram em Leandro a principal figura. O ponta-de-lança fez um “poker”, apontando quatro golos, com apenas oito minutos a mediarem a autoria dos três primeiros. Luís Mata foi o autor do restante golo.


Só com vitórias e um total de 30 pontos em dez jogos, a equipa de António Folha segue na liderança da Série B, com 13 pontos de vantagem sobre o Alfenense, que é segundo, com 17.» in http://www.fcporto.pt/Noticias/Formacao/noticiaformacao_futinifcpcandalcro_311011_64876.asp

Psicologia - Estudos científicos mostram que o ser humano tem cada vez mais poder no cálculo da sua felicidade!




«O dinheiro dá felicidade?


Estudos científicos mostram que o ser humano tem cada vez mais poder no cálculo da sua felicidade. Num momento de crise, vale a pena pensar nisso...


Existem três grandes pontos de interrogação quando se fala de felicidade. Em primeiro lugar: que percentagem da nossa propensão para sermos felizes é que depende do nosso ADN? Esta resposta é vital. Os mais optimistas, referem-se a ela, quando a sabem elevada, de sorriso na cara. Os mais "depressivos" encontram nela, muitas vezes, uma óptima desculpa para não saírem de uma depressão, ou para não encararem a vida de frente e agirem sobre a mesma. Mas afinal o que dizem os estudos? Segundo a investigadora russa Sonja Lyubomirsky, 50% da propensão para ser feliz está no seu ADN, ou seja depende da genética; 10% estão relacionados com as circunstâncias da vida tais como "um divórcio", "um luto" ou "uma situação de desemprego" e os restantes 40% estão nas suas mãos. Numa perspectiva optimista, 40% da sua propensão para ser feliz depende da forma como lida com os problemas, como dá a volta por cima e como encara "o que acontece". Satisfeito? Devia estar. Mas vai ficar ainda mais ‘happy' com os últimos resultados que saíram esta semana noticiados na revista "The Economist". De acordo com o estudo "Genes, Economia e Felicidade", realizado por um grupo de cientistas da Universidade College,da Harvard Medical School, da Universidade de San Diego e de Zurique, "1/3 da variação do nível de felicidade dos indivíduos é hereditário". Curiosamente, à medida que as investigações nesta área, que envolvem estudos a gémeos, aumentam a nossa atitude ganha mais valor nesta equação de vida que tem como resultado a tão desejada felicidade. Como refere Sonja Lyubomirsky, no seu livro "Como Ser Feliz", 40% da nossa felicidade é determinada unicamente pelos nossos actos, e não por factores ambientais ou genéticos. Para a especialista em Psicologia Positiva, formada em Harvard e em Stanford, é por isso possível desenvolver "estratégias práticas para se aproximar cada vez mais daquilo que constitui a felicidade". E como se lê na "Psychology Today", "40% da nossa alegria está sob o nosso controle, o que poderá convencer até os mais determinados fatalistas que a felicidade é ao mesmo tempo uma escolha e um esforço".

Mas afinal o que é a felicidade?

Nada é mais subjectivo. "O que é para mim pode não ser para ti!", referiu de imediato uma colega do Outlook quando em reunião discutíamos o tema. Mas as discordâncias não ficaram por aqui: "não digas isso!", exclamou a mesma colega a propósito da relação entre felicidade e dinheiro e sobre uma polémica afirmação "ter dinheiro não é sinónimo de felicidade". A conversa subiu de tom e as dúvidas permaneceram. Nada melhor para iniciar uma viagem pelo mundo da investigação da felicidade e da psicologia positiva. Um universo que não deixa ninguém indiferente e que tem muitos apaixonados. Helena Águeda Marujo é uma das referências nacionais, senão a maior, que não esconde o brilho do olhar quando fala deste tema e quando responde que a felicidade é hoje uma variável mensurável. "A felicidade tem sido uma das preocupações dos inves tigadores na última década e isto transformou a felicidade num movimento em que a psicologia positiva passou a ser uma tendência dentro da psicolo -gia geral". Hoje, essa mesma corrente alargou-se a outras ciências sociais com a preocupação de não estudarmos apenas os problemas das pessoas, mas o lado bom.
Sobre o facto de ser uma variável subjectiva, Marujo responde que essa "era uma das preocupações do mundo académico e possivelmente uma das razões porque não era estudada".
No entanto, e nos últimos anos, são largas as centenas de equipas de investigação que ajudam a validar cientificamente o que as pessoas sentem. Por exemplo, uma das maneiras de medir felicidade e isto do ponto de vista científico é considerá-la como sinónimo de de bem-estar, o que inclui um elemento cognitivo e outro afectivo. "Tendo tudo em consideração, quão satisfeito está com a sua vida neste momento?" É uma das questões que se coloca. Em termos afectivos, entramos no campo das emoções positivas e negativas. Nesse relvado, as conclusões são surpreendentes. Em linguagem corrente: para cada notícia negativa que recebemos, temos que arranjar três positivas para "equilibrar" o barco das emoções. A relação aumenta de um para cinco quando toca à relação de um casal. Discutiu hoje com a sua cara metade? Então já sabe vai ter que despertar cinco emoções positivas para voltar a ter harmonia.

Uma coisa é certa: são muitos os factores que determinam se somos felizes e logicamente que, à partida, uma pessoa com emprego é mais feliz do que uma que vive o drama do desemprego; que uma pessoa que tem o frigorífico cheio é mais feliz do que uma que luta para dar um copo de leite aos filhos. Mas essa relação não é linear e tão pouco crescente como mostram os estudos.
Respondendo à questão, Vasco Gaspar, psicólogo e consultor de Felicidade, diz que "Ben Shahar aponta que em 1957, 52% dos britânicos diziam ser muito felizes enquanto em 2005 apenas 36% o declararam. No mesmo período, os índices de riqueza triplicaram", o que mostra que a riqueza não caminhou de mãos dadas com a felicidade. Mais ainda: as taxas de depressão nos EUA são 10 vezes maiores do que nos anos 60.
Muita estatística, sabedoria popular, hoje, com provas científicas e o florescimento de um paradigma que tem por base a felicidade, que aumenta a produtividade, o PIB, a riqueza das nações e até a vida. Vivemos tempos em que o "T" de Ter, começa a dar lugar ao "S" de Ser.
O que podemos fazer para sermos mais felizes?
Já sorriu hoje? Já deu uma gargalhada? Ontem, antes de adormecer, pensou nas coisas boas que lhe aconteceram durante o dia? Possivelmente vai pensar "eu tenho lá coisas boas!" e "vou rir-me de quê?". Se é esse o seu registo, mude de atitude. Estudos científicos mostram que podemos "treinar" o cérebro para sermos mais felizes. É fácil e prolonga a longevidade.
Segundo o último grande estudo sobre o tema, da autoria de Martin Seligman, "pai" da Psicologia Positiva e autor de "Flourish", são cinco os elementos que nos podem ajudar a sermos mais felizes.
Em primeiro lugar, precisamos de emoções positivas. Não há vidas felizes sem a parte hedónica da existência. O prazer, a experiência emocional do riso, do amor, da curiosidade para aprender coisas novas, a gratidão... tudo isso são experiências emocionais vitais. Mas isso não chega. Temos que desenvolver o segundo elemento, o criar relações positivas. Todos os estudos de felicidade apontam para o mesmo facto: "não existe felicidade sem relações positivas". As pessoas para serem felizes, precisam de ter com quem contar. Mais: este elemento é tão relevante que a experiência relacional aparece à cabeça da maioria dos estudos como "o que as pessoas consideram mais importante para serem felizes". Procurar uma vida comprometida é o terceiro elemento. "Precisamos de ter áreas na nossa existência em que podemos fluir." Por exemplo: foi despromovido? Em vez de baixar a cabeça, procure uma actividade, nem que seja lúdica, que o anime. Como refere Helena Marujo, especialista em Psicologia Positiva, "precisamos de entusiasmo e de colocar aquilo que fazemos melhor em prática numa qualquer área da nossa vida".
O quarto elemento surge como consequência do terceiro. Precisamos de procurar realizações, de ter sucessos. Precisamos de estabelecer metas porque quando conseguimos alcançá-las isso também nos dá felicidade.
Por último, precisamos de ter uma vida com sentido. O que os estudos mostram é que tudo aquilo que são vidas viradas para o sucesso individual ou para o próprio umbigo" não têm propósito. Esse sentido pode ser mais fácil para os crentes. Mas não só. Isto porque podem existir níveis de espiritualidade em qualquer experiência humana.Para terminar: Não se compare com os outros. Esse é, cientificamente, um dos ‘handicaps' para ser feliz. E imagine coisas boas para se defender. Está provado que o peso de um sonho bom é maior do que os quilos de um passado mau.» in http://economico.sapo.pt/noticias/o-dinheiro-da-felicidade_130149.html

(A felicidade na clínica de Jacques Lacan)

30/10/11

Amarante Rebordelo - Realiza-se, no próximo dia 6 de Novembro, a 2ª edição da Festa do Caldo das “Coibes”, promovida pela Junta de Freguesia de Rebordelo com a colaboração do CLAP – Centro Local de Animação e Promoção Rural e da Associação Viver Canadelo e Serra do Marão!





«Festa do Caldo das “Coibes” em Rebordelo para fazer reviver tradições

Realiza-se, no próximo dia 6 de Novembro, a 2ª edição da Festa do Caldo das “Coibes”, promovida pela Junta de Freguesia de Rebordelo com a colaboração do CLAP – Centro Local de Animação e Promoção Rural e da Associação Viver Canadelo e Serra do Marão.


Durante a manhã, terá lugar uma caminhada pela Serra da Meia Via, podendo os participantes retemperar forças à chegada com o tradicional caldo das “coíbes” e o delicioso bolo da comadre, que dão o mote à festa.A tarde será preenchida com uma feira de produtos locais, que contará com a animação dos Eco_Gaiteiros (Andarilhos) de Baião e do Grupo de Bombos de Santo Estêvão, de Vila Chã do Marão, havendo ainda lugar para o magusto e uma prova do vinho novo.


Com esta iniciativa, pretende-se recuperar e perpetuar as tradições, valorizando os recursos locais, com a participação das pessoas, potenciando os seus saberes e experiências.

Fonte: CM de Amarante» in http://www.jornalnorte.com/?p=17320

F.C. do Porto Hóquei Patins - F.C. do Porto Império Bonança 9 vs Tigres de Almeirim 3 - Dragões dominam Tigres de Almeirim e seguem na frente do campeonato!

«TIGRES FORAM "DOMADOS" PELOS DRAGÕES

O FC Porto Império Bonança goleou este domingo os Tigres de Almeirim, por 9-3, num jogo em que se destacou Caio, com um "hat-trick". O avançado foi decisivo para quebrar a resistência da equipa forasteira, recém-promovida à primeira divisão, que teve no seu guardião o melhor jogador em pista.


O FC Porto inaugurou o marcador ainda antes de estar decorrido um minuto de jogo, através de uma "stickada" bem colocada de Pedro Gil (1m). Diogo Lã empatou aos cinco, mas, no minuto seguinte, Caio aproveitou uma desatenção da equipa visitante para recuperar a bola na sua meia pista e finalizar com mestria para o 2-1.


Os Dragões dispuseram de uma série de situações para alargar a vantagem, incluindo uma bola no poste de Pedro Gil, aos oito minutos, mas seria Diogo Lã a empatar de novo o encontro, com um remate à entrada da área portista. Os Tigres eram neste momento uma equipa extremamente eficaz, tendo convertido todas as situações de golo criadas.


O guarda-redes forasteiro André Azevedo já se tinha evidenciado, mas nos minutos seguintes realizou uma série de excelentes intervenções, que adiaram o terceiro golo portista. O guardião haveria de terminar o encontro com 47 defesas realizadas. Os Tigres estavam bem fechados na sua defesa e apostavam no contra-ataque, pelo que seria Caio, com remate ao canto superior esquerdo da baliza de André Azevedo, a desfazer a igualdade, aos 23 minutos. Apenas 14 segundos depois, uma triangulação entre Nelson Pereira, Tiago Santos e Caio foi finalizada pelo último. O FC Porto conquistava uma vantagem de dois golos para a segunda parte.


Na etapa complementar, Pedro Gil fez o 5-2, com um remate à meia volta, aos 28 minutos, e o 6-2, aos 33, num lance em que a bola ainda bateu num defesa contrário. Tiago Santos ainda desperdiçou um penálti, aos 38 minutos, e, na resposta, os Tigres reduziram para 6-3. Nos últimos cinco minutos, Filipe Santos, com dois remates bem colocados, e Gonçalo Suíssas, com um desvio subtil, estabeleceram o resultado final.


Na sala de imprensa, o técnico Tó Neves mostrou-se satisfeito com a evolução da equipa: "Entrámos com uma pressão muito alta e cometemos erros que nos custaram golos, mas sabemos que é este o modelo de jogo que queremos levar por diante. Com um volume de jogo tão intenso, com mais armas do que o adversário, sabíamos que podíamos fazer a diferença e foi isso que aconteceu. Quando enviamos tantas bolas à baliza, algumas têm de entrar. Sabemos o rumo que queremos e vamos continuar a segui-lo e a melhorar".


FICHA DE JOGO


FC Porto Império Bonança-Tigres de Almeirim, 9-3
Campeonato nacional, segunda jornada
30 de Outubro de 2011
Pavilhão Dragão Caixa, no Porto
Assistência: 1.272 espectadores


Árbitros: Paulo Santos (Porto), Porfírio Fernandes (Porto) e Sílvia Coelho (Porto)


FC PORTO: Edo Bosch (g.r.), Pedro Moreira, Caio, Pedro Gil e Reinaldo Ventura
Jogaram ainda: Nelson Filipe, Gonçalo Suíssas, Nelson Pereira, Tiago Santos e Filipe Santos «cap.»
Treinador: Tó Neves


TIGRES DE ALMEIRIM: André Azevedo (g.r.), Luís Querido, Carlos Martins «cap.», Carlos Trindade e Diogo Lã
Jogaram ainda: Pedro Vaz, Gonçalo Favinha e João Beja
Treinador: Nelson Lourenço


Ao intervalo: 4-2
Marcadores: Pedro Gil (1m), Diogo Lã (5m e 9m), Caio (6m, 23m e 23m), Pedro Gil (28m e 33m), Carlos Martins (38m), Filipe Santos (45m e 46m) e Gonçalo Suíssas (47m)
Disciplina: cartão azul para Diogo Lã (45m)» in http://www.fcporto.pt/OutrasModalidades/HoqueiPatins/Noticias/noticiahoquei_hoqfcptigrescro_301011_64868.asp

Política Nacional - Segundo o jornal “Público”, o antigo primeiro-ministro, José Sócrates, estará a pressionar deputados do PS próximos do seu círculo para votarem contra o Orçamento de 2012!



«PS não comenta eventuais pressões de Sócrates


Segundo o jornal “Público”, o antigo primeiro-ministro estará a pressionar deputados do PS próximos do seu círculo para votarem contra o Orçamento de 2012.


O Partido Socialista não comenta a notícia que faz capa do jornal “Público” de hoje. Segundo aquele diário, José Sócrates estará a pressionar deputados do PS próximos do seu círculo para votarem contra o Orçamento de 2012. 


O “Público” avança que o ex-primeiro ministro terá mesmo telefonado a parlamentares socialistas para pressionar António José Seguro, actual secretário-geral do partido, a decidir-se pelo voto contra o Orçamento do Estado. 


Contactada pela Renascença, fonte da direcção socialista não comenta. 


 tentou também obter uma reacção ao anúncio da proposta de renegociação do programa de assistência financeira, ontem anunciada pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, mas o PS diz não comentar cenários.» in http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=1263&did=36876
---------------------------------------------------------------------------
Claro que o Homem não quer que os seus Packs sejam desmacarados, como completamente ineficazes e como uma forma de adiar o problema orçamental Português... e depois a denúncia dos seus disparates governativos, dói muito a uma vaidoso arrogante e incompetente como este senhor foi na sua ação governativa... ah, e os buracos!

F.C. do Porto Andebol: Sporting da Horta 26 vs F.C. do Porto Vitalis 28 - Os Dragões batem Hortenses, num jogo equilibrado, no difícil reduto Açoriano!




«SPÍNOLA LIDEROU O TRICAMPEÃO NA HORTA


O FC Porto Vitalis somou a oitava vitória na fase regular do Andebol 1, ao derrotar o Sporting da Horta, nos Açores, por 26-28, em jogo da décima jornada da competição disputada na noite de sábado, na Ilha do Faial.


O tricampeão nacional, que atingiu o intervalo a vencer por 16-18, teve em Pedro Spínola o melhor marcador, com sete golos, seguido por Gilberto Duarte, com seis. Os restantes golos dos Dragões foram apontados por Filipe Mota (2), Daymaro Salina (2), Tiago Rocha (4), Ricardo Moreira (4), Hugo Santos (2) e Nenad Malencic (1)» in http://www.fcporto.pt/OutrasModalidades/Andebol/Noticias/noticiaandebol_andsphortafcpcro_291011_64856.asp

FC Porto vence Sporting da Horta


«FC Porto vence Sporting da Horta

Os portistas venceram a equipa açoriana por 28-26.

Em jogo da 10.ª jornada do campeonato português de andebol, os tricampeões nacionais venceram, passado sábado à noite, o Sporting Horta por 28-26.» in

Na mesma jornada, Benfica venceu o Xico Andebol por uns esclarecedores 41-21 enquanto o Água Santas alcançou uma vitória pela margem mínima (27-26). A formação da Luz e a equipa da Maia estão no topo da tabela, ambas com 27 pontos.

O Sporting, que venceu o Fafe por 30-19, está na terceira posição e só na quarta é que aparecem os portistas.» in http://desporto.sapo.pt/andebol/artigo/2011/10/30/fc_porto_vence_sporting_da_horta.html

Violência . Manuel Augusto Teixeira, de 34 anos, estava a chegar a casa, em Vila Meã, Amarante, quando a entrada lhe foi barrada pelo cunhado, que o esfaqueou no abdómen!



«Atacou cunhado e fugiu do local

Manuel Augusto Teixeira, de 34 anos, estava a chegar a casa quando a entrada lhe foi barrada pelo cunhado, que o esfaqueou no abdómen. Deixou-o caído no chão e desapareceu. Ainda está a monte.
A discussão entre cunhados começou no café em Vila Meã, Amarante, mas a pedido do dono, os dois homens acalmaram-se e ficaram mais algum tempo com os amigos. Marco foi o primeiro a sair, por volta das 23h00 de anteontem, e Manuel saiu passado duas horas. Quando chegou a casa, tinha a carrinha do cunhado atravessada e uma faca a ameaçá--lo. "Quando o Manuel chegou a casa estava lá o cunhado e outro homem que o ameaçaram. Ele ainda pegou num pau para se defender, mas acabou por escorregar e o Marco atingiu-o com vários golpes na barriga", disse ao Correio da Manhã António Teixeira, amigo da vítima.
Na rua das Quintãs, todos comentam o sucedido e não estranham o comportamento de Marco. "Isto já era de esperar, mas não contra o Manuel e sim contra o cunhado que veio agora da Suíça. A relação deles sempre foi muito complicada", disse uma vizinha, que não se quis identificar.Manuel foi entretanto transportado para o Hospital Padre Américo em Penafiel, tendo sido operado de urgência durante cinco horas, estando livre de perigo de vida.
A GNR ainda não identificou o suspeito porque aquele continua em parte incerta.» in http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/atacou-cunhado-e-fugiu-do-local#

Amarante - Paço de Dona Loba, mais um Monumento da Futura Rota do Românico dos vales do Sousa e do Tâmega!




«Paço de D. Loba


Apesar de muito degradado, é monumento nacional. Trata-se da torre que foi residência de D. Loba Mendes, filha de Mem de Gondar, que deu origem à lenda, transcrita por Frei Luís de Sousa. Segundo esta, D. Loba era mulher tão rica quão avarenta e malvada. Os seus cães ladravam sempre aos pobres que se aproximavam do seu Solar. Apenas um teve a oportunidade de entrar: São Gonçalo, que procurava conduzir pedra para a ponte que estava a construir. Pedindo a D. Loba um fio da estriga da sua roca, viu o seu pedido aceite e logo a seguir o fio começou a transformar-se, milagrosamente, em corda, nas mãos do eremita, que desde então considerou como um enviado de Deus.» in http://www.amarante.pt/freguesias/padronelo/index.php?op=conteudo&lang=pt&id=37



«1 – PAÇO DE DONA LOBA

AMARANTE - PADRONELO - Lugar da Torre
MN Monumento Nacional. Edifício da Idade Média A construção em ruínas implanta-se de encontro à encosta, junto do topo de uma elevação, dominando um amplo vale com campos em largos socalcos.» in

Construção em silharia de granito com planta rectangular de razoáveis dimensões. Conserva-se só até ao nível do 1º andar mostrando uma única abertura num dos lados maiores, constituída por uma largporta em arco abatido. (DGEMN, IPPAR)» in 
http://www.baixotamega.pt/PageGen.aspx?WMCM_PaginaId=31644

«Paço Dona Loba

Por tradição, o Paço de Dona Loba é apontado como a residência de D. Loba Mendes, filha de Mem de Gondar, cuja vida deu origem a uma lenda escrita por Frei Luís de Sousa no século XVII. Na realidade, pouco se sabe sobre a data de fundação ou quem terá sido o edificador do paço de Padronelo.

Actualmente o edifício encontra-se em avançado estado de ruína, embora seja possível reconstituir parte da estrutura da edificação. De planta rectangular, conserva o piso térreo com uma porta larga em arco abatido. No interior são ainda visíveis os modilhões de suporte do estrado do segundo piso.


Classificado como Monumento Nacional  desde 12-09-1978» in http://www.geocaching.com/seek/cache_details.aspx?wp=GC2C7AM


(Rota do Românico do Vale do Sousa)
--------------------------------------------------------------------------------------------
Tanta riqueza que temos, há tanto que fazer, a aposta no Turismo também passa por estes monumentos, que estão completamente ao abandono!

29/10/11

Açores - Parque Natural do Faial conquista o EDEN, um prémio criado em 2006 pela Comissão Europeia para fomentar modelos de desenvolvimento sustentável e criar uma rede europeia de destinos de excelência!

Caldeira do Faial

«Parque Natural do Faial, nos Açores, considerado destino de excelência para o turismo sustentável

Um projeto pioneiro realizado pelo Governo dos Açores no Parque Natural da Ilha do Faial, que pretende transformar a natureza em atração turística, foi recentemente galardoado com o prémio EDEN, que distingue um 'Destino Europeu de Excelência'.

Caldeira do Faial


Este é o primeiro destino turístico português que conquista o EDEN, um prémio criado em 2006 pela Comissão Europeia para fomentar modelos de desenvolvimento sustentável e criar uma rede europeia de destinos de excelência.
O Parque Natural do Faial integra cinco centros de visitantes, estações interpretativas, zonas de contemplação e sete trilhos pedestres recuperados, que permitem apreciar as belezas naturais da ilha, como o Vulcão dos Capelinhos, a Caldeira, o Morro de Castelo Branco ou a paisagem protegida do Monte da Guia.
Os visitantes podem ainda praticar diversas atividades que permitem conhecer melhor a riqueza ambiental da ilha, como passeios a cavalo e caminhadas, mas também mergulho e observação de cetáceos (whale-watching), já que este parque natural se estende até 12 milhas da costa.
João Bettencourt, diretor regional do Ambiente, manifestou satisfação pela conquista deste prémio, garantindo que o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido com a criação de nove parques naturais nos Açores "é para continuar".
"O que pretendemos é que o Parque Natural do Faial, bem como os restantes parques dos Açores, sirvam como oferta de turismo sustentável, que possa potenciar este nicho de mercado aqui na região", afirmou João Bettencourt em declarações à Lusa.
Nesse sentido, o diretor regional do Ambiente destacou o papel desempenhado pelos operadores turísticos, frisando que têm dado um importante contributo "para que o Faial seja reconhecido nas vertentes do 'whale-watching', da caminhada e de uma série de ofertas dirigidas para um turismo sustentável e muito ligado ao mar e às belas paisagens da ilha".
No Faial existem 13 locais protegidos, que ocupam 18 por cento da área terrestre e 189 quilómetros quadrados no mar, oferecendo uma diversidade de fauna e flora e de ecossistemas únicos.
Na maior parte dos casos, estas riquezas naturais podem ser visitadas presencialmente, mas há também uma oferta de viagens virtuas, como a que é proporcionada pelo simulador instalado na antiga Fábrica da Baleia de Porto Pim, que leva os visitantes num 'mergulho' até às fontes hidrotermais existentes no fundo do mar, a mais de 3.000 metros de profundidade.Lusa» in http://noticias.sapo.pt/nacional/artigo/parque-natural-do-faial-nos-acores-considerado-destino-de-excelencia-para-o-turismo-sustentavel_1371.html

Faial - Açores / (Azores Islands)

Poesia - O Meu Amigo e Poeta, Ângelo Ochôa, interpela-nos com o Poema: "'Os pobres trabalham cedo,' algum poeta escreveu."



"‘Os pobres trabalham cedo,’
algum poeta escreveu.

Se manhã, já dia, é belo,
no trabalho não entendem.
O trabalho, os braços, os braços, o futuro.
Esperança, alegria, alegria, esperança.
O pão dos pobres é duro.
Duro pão o que trabalham.
Tanta lágrima lavrando.
Quando é que o sol se reparte
neste profundo alçapão?
Os pobres trabalham cedo.
Terão sol por aqui, pelo ermo cego."


(Ângelo Ochôa, Poeta)


Ângelo Ochôa - "os pobres trabalham cedo"

Liga Zon/Sagres - F.C. Porto 3 vs Paços de Ferreira 0 - Dragões justificam vitória expressiva, pela boa segunda parte!

A vitória empacotada do Dragão (SAPO)


«REVOLUÇÃO OPERADA NO BANCO


Ponto prévio: desconfie dos números, aparentemente excessivos num enfoque exclusivo à primeira parte e manifestamente curtos na análise restrita à segunda, porque com Moutinho, James e Kléber foi diferente. Mais do que isso, porque é com intérpretes que se conta a história de um jogo, ainda que desenhado por altos e baixos. Mesmo assim, aos soluços, o campeão goleou (3-0).


À entrada audaz do Paços de Ferreira, que accionou bem cedo uma estratégia especialmente talhada para a exploração do contra-ataque rápido, o FC Porto respondeu com um domínio progressivo e crescente, mas alternando no processo o bom e o sofrível com demasiada frequência. À ameaça azul e branca faltavam, sobretudo, movimentos de ruptura e momentos de desequilíbrio.


Todos os indicadores de jogo sublinhavam a superioridade portista, que, no entanto, carecia da confirmação pelo golo, ao qual Belluschi fez a primeira e a melhor aproximação, numa variante improvável: de cabeça, a cruzamento de Alvaro (numa das suas melhores exibições da época). Pouco depois, já na transformação de um livre, o argentino convenceu momentaneamente a plateia de que o mais difícil estava feito, enquanto a bola rodopiava no lado errado das redes: o de fora.


Entre a réplica pacense, a apelar repetidamente à velocidade, Varela quase surpreendeu Cássio, que evitou a vantagem portista numa tentativa de chapéu, que chegou a esbarrar na trave. O assédio oscilante do campeão, ainda em busca da dinâmica perfeita, multiplicou as situações aflitivas na área adversária, ao ponto de Melgarejo, por ironia cedido pelo Benfica, introduzir a bola na baliza que então defendia.


O intervalo chegou logo a seguir e a segunda parte trouxe Moutinho. Com a entrada, não muito tempo depois, de James e a de Kléber, que o precedeu, o FC Porto recuperou energia e acutilância ofensiva, com a curiosidade (ou talvez não) de os três jogadores terem elaborado o lance que deu origem ao segundo golo: com um passe atrasado, o português preparou o remate do colombiano, que acertou no poste, e o brasileiro rectificou a trajectória na recarga.


Os espaços, até então raros e geridos ao centímetro, cresceram com a vantagem, conquistando metros e ampliando a dimensão do ataque portista e a lista de tarefas de Cássio, que pouco ou nada pôde fazer para evitar o 3-0, num remate de João Moutinho, "teleguiado" ao canto inferior direito.


De concepção difícil e até curiosa, pela carga de insólito que o primeiro golo carrega, a vitória que mantém os Dragões na liderança da Liga acaba por parecer escassa, sobretudo se analisada à luz do número de oportunidades de golo criadas, em particular na segunda parte.


FICHA DE JOGO

FC Porto-Paços de Ferreira

Liga 2011/12, nona jornada
28 de Outubro de 2011
Estádio do Dragão, no Porto
Assistência: 30.318 espectadores


Árbitro: Hugo Miguel (Lisboa)
Assistentes: Nuno Roque e Hernâni Fernandes
Quarto árbitro: José Quitério Almeida


FC PORTO: Helton «cap.»; Sapunaru, Rolando, Mangala e Alvaro; Fernando, Belluschi e Defour; Hulk, Walter e Varela
Substituições: Defour por João Moutinho (46m), Walter por Kléber (56m) e Hulk por James (59m)
Não utilizados: Bracalli, Maicon, Guarín e Djalma
Treinador: Vítor Pereira


PAÇOS DE FERREIRA: Cássio; Filipe Anunciação, Cohene, Eridson e Luisinho; André Leão, Luiz Carlos e Josué; Manuel José, William e Melgarejo
Substituições: William por Michel (54m), Josué por Caetano (74m) e Manuel José por Vítor (83m)
Não utilizados: António Filipe, Fábio Faria, Lugo e Bacar
Treinador: Luís Miguel


Ao intervalo: 1-0
Marcadores: Melgarejo (45m, auto-golo), Kléber (64m) e João Moutinho (84m)
Disciplina: cartão amarelo a Kléber (62m) e Josué (62m)» in http://www.fcporto.pt/Noticias/Futebol/noticiafutebol_futfcppferreiracro_281011_64828.asp


FC Porto 3-0 FC P. Ferreira
Pin It button on image hover