31/05/08

Mesa - Grande Projecto Musical Português!





MESA - "Boca do Mundo"

Mesa - "Boca do Mundo" - (ao vivo @ Fnac NorteShopping)

Mesa - "Boca do Mundo" - (Antena 3)


MESA - "Luz Vaga"

Mesa - "Vício De Ti"

Mesa - "Arrefece"

«História dos Mesa

Os seus membros principais são Mónica Ferraz, a vocalista da banda, de treino tradicionalmente jazz, que tem vindo a ser reconhecida como uma das novas grandes vozes da música contemporânea portuguesa, e João Pedro Coimbra, o baterista e principal compositor dos temas da banda.
O álbum de estreia, Mesa, foi editado em 19 de Maio de 2003 pela Zona Música. A recepção da crítica foi excelente e a banda foi logo considerada uma das bandas mais promissoras. O primeiro single do álbum, "Esquecimento", teve um forte apoio de rádios nacionais.
Obtiveram também algum reconhecimento por parte da imprensa musical na Alemanha, Inglaterra, Brasil e Espanha.
Assinaram contrato com a EMI e o primeiro álbum foi reeditado com a inclusão do tema "Luz Vaga", num dueto entre Mónica Ferraz e o vocalista dos GNR, Rui Reininho.
Em Maio de 2004 ganharam o Globo de Ouro na categoria de Melhor Grupo do Ano; e no Dance-Club Music Awards, receberam o galardão de Melhor Disco do Ano; o álbum foi ainda considerado o melhor disco de 2003 para a rádio Antena 3.
O segundo álbum da banda, Vitamina', revela uma sonoridade com novos toques rock. O primeiro single, Arrefece, entrou logo nos primeiros cinco de rotação na rádio portuguesa e Vitamina recebeu críticas muito positivas.

Discografia
Mesa (2 edições Zona Música); Mesa (1 edição EMI)
Vitamina (EMI)

Compilações
Optimus
Dance Club remix.pt» in Wikipédia.

"Luz vaga

Luz vaga
luz nesga
a tua cruz
Já não sai
da cama a minha luz
Da sala, do quarto.

Pilha a palavra
Troca a quantidade do
Assunto modal
A tensão está normal
O lábio fora da boca
A boca fora do mal

Os teus olhos
não são de gente
O teu ar foge para cima.
Tens a perna no cimento,
tens a mão no pensamento.

Ciclope, cicloturismo
Na parte de fora
na nesga do abismo
Imaginário que remete, para onde
ainda não fui.

Convite ao universo
Com a tua própria câmara
Fecho a luz num olho
Prego a tábua à sensação.

Som da casa, quando não estás.

Dancei para te ver aqui,
eu sei que nada mais pode me ajudar.
É do nono andar?
Sim, quis pedir ajuda, mas a língua estava morta.
Sei lá! Parei de olhar,
tenho uma corda acesa,
prestes a queimar.
Não és capaz de me levar a sério.
Vou saltar em teu lugar.

Sei que nada mais pode me ajudar.

Atrasa o passo
Leva o lenço à boca
Fica na mira do choque frontal
Não é doença é um animal
Um ruído feito no acto de fingir
seres mau, mesmo a dormir.

Mónica Ferraz e Rui Reininho: Voz
Jorge Coelho: Guitarra
Eurico Amorim: Fender Rhodes
Miguel Ramos: Baixo
João Pedro Coimbra: Programação e teclados"

Mais informações sobre este fabuloso grupo musical, no seguinte link:
http://www.mesa.pt/

Depois de Cavaco Silva, Mário Soares, agora Manuel Alegre, será que estão todos equívocados?

«Manuel Alegre pede diálogo sobre desigualdades

O deputado Manuel Alegre considerou que é necessário abrir um diálogo sobre as desigualdades sociais em Portugal. À entrada para um debate, o parlamentar socialista admitiu que a esquerda tem responsabilidades neste particular.

Manuel Alegre pede diálogo alargado sobre desigualdades

Manuel Alegre entende que é necessário abrir um diálogo alargado sobre as desigualdades sociais e pobreza e que é preciso acabar com o monólogo existente no país a este respeito.
À entrada para o debate «Nova Esquerda e Desigualdade – Que Políticas?», o deputado socialista considerou mesmo que a «esquerda portuguesa tem uma grande responsabilidade para com o país a este respeito».
«Se há desigualdade e pobreza, a esquerda do PS e a outra têm de estabelecer pontes de encontro e de diálogo para encontrar soluções alternativas», acrescentou Manuel Alegre.
O ex-candidato presidencial sublinhou a necessidade de «debater ideias» e pediu à comunicação social para ajudar a este debate, uma vez que não pode haver apenas «guerra e sangue».
«Há muita gente a viver mal em Portugal, há muita gente em dificuldade, há uma classe média que está a empobrecer e nós temos de encontrar soluções para isso. Todos juntos», concluiu.» in http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Portugal/Interior.aspx?content_id=952722
---------------------------------------------------------------------------------
Começa a ser tempo do Eng. Sócrates sair do seu autismo politico e atentar aos sinais do país real, o dos tumultos na doca de Matosinhos, o da fome, o da injustiça, o da corrupção, o dos administradores com salários milionários em empresas privadas, mas que saltaram da política, o que de ético não tem nada... enfim, acorde para as soluções em vez de andar constantemente a vender ilusões a anunciar coisas que nunca conseguirá fazer e a faltar à verdade aos Portugueses! Só há uma coisa que me intriga: o Dr. Manuel Alegre acredita mesmo que este Partido Socialista gerido pelo Eng. Sócrates é mesmo de esquerda? - Não é por nada, mas nunca houve um partido a governar tão à direita!

30/05/08

Vamos lá a boicotar as gasolineiras, dias 1, 2 e 3 de Junho!




















Pode não servir de nada, mas nada fazer é que não resultará em nada!

Amarante Educação - Escola Secundária/3 de Amarante - A Arte saiu à Rua!

Este trabalho no âmbito da Área de Projecto de uma aluna de Artes da Escola Secundária/3 de Amarante, só vem evidenciar que o melhor da Escola são os alunos e a sua capacidade de nos surpreender e de nos espantar! Brilhante trabalho, muita arte da aluna Carolina Teixeira! Fez-se educação em forma de arte!

29/05/08

Será que o Eng. Sócrates quer calar até o Dr. Mário Soares?

«Sócrates: Soares comentou pobreza equivocado por um «embuste»

O primeiro-ministro admitiu hoje que o ex-Presidente da República Mário Soares comentou equivocado com base num «embuste» o relatório sobre a pobreza em Portugal, desconhecendo que se tratava de um documento de 2004 e não actual.
«Julgo que o dr. Mário Soares foi também influenciado por aquilo que foi um dos maiores embustes lançados na sociedade portuguesa, julgando que o relatório lançado na semana passada [sobre pobreza] se referia a números actuais. Mas esse relatório era de 2004», declarou José Sócrates aos jornalistas.
Falando no final do debate quinzenal, na Assembleia da República, o primeiro-ministro criticou também a comunicação social por não ter referido a data do relatório.
«E não era preciso muito para fazer isso. Bastava ir ao título do quadro para se ver que era de 2004«, apontou.
José Sócrates disse não pretender com essa posição» fazer qualquer julgamento sobre o passado« relativamente à situação social em Portugal.
«Mas não estou disponível para que sejam atribuídas responsabilidades a este Governo sobre resultados do anterior Governo», disse.
---------------------------------------------------------------------------------
Mas não saberá o Eng. Sócrates, o Primeiro Ministro Português, que a pobreza está a aumentar em Portugal? Será preciso ser o Dr. Mário Soares a lembrar esse facto! Seja o relatório referente a 2004 ou a 2008, a verdade é a mesma, incontornável, inexorável e que, cada vez mais, se sente no dia a dia dos Portugueses: estamos muito mais pobres, infelizmente. O Senhor Primeiro Ministro gosta de ter resposta pronta, para todas as questões, mas um bocadinho de humildade e de compaixão para com a situação trágica a nível sócio-económico, em que vivem a maioria das famílias portuguesas, só lhe ficava bem. Agora, dizer que o Dr. Mário Soares anda equivocado, ou que anda alheado da realidade, fica-lhe muito mal; tanto como a rispidez e arrogância com que fala na Assembleia da república, ou quando tem que responder a questões aos jornalistas, que não lhe interessam... triste país o nosso que é governado por esta classe de políticos!

Eça de Queirós - A sabedoria deste grande Escritor Português, é intemporal!

«Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão.» Eça de Queirós.

Este grande escritor e intelectual Português que viveu a revolução industrial, que conheceu cidades (a grande Paris do fim do Séc. XIX) e serras com vistas para o Douro, lá para as bandas de Tormes, via muito longe, tão longe que está, hoje em dia completamente actual. Vale a pena ler a obra deste senhor da literatura Portuguesa, pela sua actualidade e verdade!

28/05/08

David Byrne - Um Músico de grande qualidade!









David Byrne - "Like Humans Do"


David Byrne - "Once In A Lifetime"


David Byrne - "And She Was"


David Byrne - "Nothing but Flowers"


David Byrne - "Road to Nowhere"


Ozzy Osbourne - "Road To Nowhere"


David Byrne - "Life During Wartime"


David Byrne - "Miss America"




David Byrne - "Psycho Killer"




David Byrne - "Burning Down the House"


David Byrne - "Dirty Old Town"


David Byrne - "Girls On My Mind"


David Byrne - "Angels"


David Byrne - "Back In The Box"


David Byrne - "Hanging Upside Down"


David Byrne - "I Wanna Dance With Somebody" - (Live)


David Byrne - "The Great Intoxication"


David Byrne - "Glass, Concrete, Stone"
«David Byrne
David ByrneDavid Byrne (Dumbarton na Escócia;14 de maio de 1952) é músico e compositor. Fundou a banda Talking Heads. Além do trabalho com o grupo, compôs trilhas para artistas como Twyla Tharp e Robert Wilson, nomes da dança e do drama respectivamente, além do filme “O Último Imperador” (de 1987, realizado por Bernardo Bertolucci) pelo qual ganhou um Oscar. Também dirigiu o filme “True Stories” (de 1986) e produziu diversos álbuns de música caribenha e brasileira (incluindo trabalho com Tom Zé e Margareth Menezes), notadamente “Rei Momo” (de 1989) e um vídeo documentário sobre o candomblé chamado “The House of Life” (também de 1989). David Byrne também é fotógrafo.» in Wikipédia.

"Like Humans do (tradução)

Por milhões de anos, em milhões de casas
Um homem amou uma mulher, uma criança nasceu
Aprendeu como machucar e aprendeu como chorar
Como fazem os humanos

Estou inspirando
Estou expirando
Então escorregue para dentro desta casa assustadora
Pratos no escoadouro
A TV no reparo
Não olhe para o chão
Não suba as escadas

Estou dolorido
Estou sacudido
Estou quebrando
Como fazem os humanos

Eu trabalho e eu durmo e eu danço e eu morro
Estou comendo, estou sorrindo, estou amando a mim mesmo
Nós estamos comendo fora do prato
E nós beijamos com nossas línguas
Como fazem os humanos

Estou inspirando
Estou expirando
Então escorregue para dentro desta casa assustadora
Pratos no escoadouro
A TV no reparo
Não olhe para o chão
Não suba as escadas

Estou dolorido
Estou sacudido
Estou quebrando
Como fazem os humanos

Estou inspirando
Estou expirando
Então o rebento dentro desta casa assustadora
Abano enquanto você trabalha
Qualquer um pode
A chuva está caindo numa mulher e um homem

Estou dolorido
Estou sacudido
Estou quebrando
Como fazem os humanos
Estou inspirando
Estou expirando"

Mais informações sobre este fantástico artista no seguinte link:
http://www.davidbyrne.com/

Afinal o que é a Gasolina que tanto nos consome!


«Gasolina

A gasolina é um combustível constituído basicamente por hidrocarbonetos e, em menor quantidade, por produtos oxigenados. Esses hidrocarbonetos são, em geral, mais "leves" do que aqueles que compõem o óleo diesel, pois são formados por moléculas de menor cadeia carbônica (normalmente de 4 a 12 átomos de carbono). Além dos hidrocarbonetos e dos oxigenados, a gasolina contém compostos de enxofre, compostos de nitrogênio e compostos metálicos, todos eles em baixas concentrações. A faixa de destilação da gasolina automotiva varia de 30 a 220 °C.

Composição
A gasolina básica (sem oxigenados) possui uma composição complexa. A sua formulação pode demandar a utilização de diversas correntes nobres oriundas do processamento do petróleo como nafta leve (produto obtido a partir da destilação direta do petróleo), nafta craqueada que é obtida a partir da quebra de moléculas de hidrocarbonetos mais pesados (gasóleos), nafta reformada (obtida de um processo que aumenta a quantidade de substâncias aromáticas),o fósforo é utilizado para que haja a queima de hidrocarbonatos mais leves que o proprio valor quantitativo quimico dos elementos da gasolina expresso na formula gasoli + queima² = CH4+ QUEIMA PADRONIZADA, nafta alquilada (de um processo que produz iso-parafinas de alta octanagem a partir de iso-butanos e olefinas), etc. Quanto maior a octanagem (número de moléculas com octanos) da gasolina maior será a sua resistência à detonação espontânea.

Constituintes Processo de Obtenção Faixa de ebulição
(°C) Índice de Octano
Motor (Clear)
Butano destilação e processos de transformação - 101
Isopentano destilação, processos de transformação, isomerização 27 75
Alcoilada alcoilação 40 - 150 90 - 100
Nafta leve de destilação destilação 30 - 120 50 - 65
Nafta pesada de destilação destilação 90 - 220 40 - 50
Hidrocraqueada hidrocraqueamento 40 - 220 80 - 85
Craqueada cataliticamente craqueamento catalítico 40 - 220 78 - 80
Polímera polimerização de olefinas 60 - 220 80 - 100
Craqueada termicamente coqueamento retardo 30 - 150 70 - 76
Reformada reforma catalítica 40 - 220 80 - 85

A listagem acima mostra os principais constituintes da gasolina, assim como das suas propriedades e processos de obtenção.

Produção
A Petrobras, empresa petrolífera brasileira, produz diversos tipos de gasolina utilizando tecnologia própria, fabricando as diversas frações de petróleo constituintes da gasolina e misturando-as entre si e com os aditivos, através de formulações convenientemente definidas para atender aos requisitos de qualidade do produto.
A Galp, empresa petrolífera portuguesa detentora de toda a capacidade refinadora do país, produz gasolinas com indice de octanas 95 e 98, e a BP comercializa uma gasolina que atinge as 100 octanas[1].
Estas gasolinas possuem aditivos que visam melhorar a performance do combustível, nomeadamente: detergente: visa reduzir os depósitos no sistema de injecção e no motor de forma a melhorar a combustão; inibidor de corrosão: agente que visa proteger as zonas de circulação de combustível de forma a reduzir a corrosão provocada; desemulsificante: promove a separação da água no sistema de distribuição e armazenagem do combustível, de forma a diminuir a corrosão daí resultante; agenteveículo (solvente sintéctico): por ser estável a altas temperaturas, provoca resíduos diminutos durante a combustão que se realiza na câmara de combustão do motor.

O grande crescimento da produção de gasolina, motivado pelo desenvolvimento da indústria automobilística, foi possível não só através do refino, mas também de processos de transformação de frações pesadas, que fazem aumentar o rendimento total do produto em relação ao petróleo.

Gasolina Aditivada
A gasolina aditivada, disponível em alguns postos, é uma gasolina comum acrescentada de aditivos detergentes-dispersantes. Esses aditivos têm como finalidade a limpeza do sistema de alimentação de combustível, incluindo linha de combustível, bomba, galeria de combustível, injetores e válvulas de admissão. Seu uso permite que o motor opere nas condições especificadas pelo fabricante por mais tempo, o que reduz consumo e emissões e aumenta o intervalo entre manutenções. Ao contrário do que se pensa, a gasolina aditivada não aumenta a octanagem do combustível. As gasolinas de alta octanagem são chamadas, genericamente, de “gasolinas premium”.

Gasolina Adulterada
Gasolina Adulterada é caracterizada pela adição irregular de qualquer substância, sem recolhimento de impostos, com vistas à obtenção de lucro.» Retirado de http://saber.sapo.pt/wiki/Gasolina
-------------------------------------------------------------------------------
Ora afinal fica-se a saber que a gasolina não é só o ouro negro, o petróleo. Sabemos que lhe são adicionadas substancias, os aditivos, para potenciar este tão valioso e especulativo combustível. Sabe-se também há muito tempo que, já existem alternativas seguras e muito mais limpas, ao petróleo. Mas o que se constata é que isto é um negócio que estrangula muitos para enriquecer uns tantos e graças a isso, ao vil metal que produz o ouro negro, se fazem guerras como a do Iraque e se culpam os Chineses pelo aumento exponencial dos preços do Petróleo e dos bens de consumo, só porque eles decidiram ser consumidores... STOP à hipocrisia, não será assim que o Mundo se tornará mais tranquilo e pacifico; isto vai dar para o torto se não quisermos mudar de rumo... Já agora façamos boicote, nos dias 1, 2 e 3 de Junho, tentem não abastecer, as grandes vitórias começam em pequenas batalhas!

27/05/08

Amarante - Lugar da Estradinha, Telões, Amarante, vista por dois alunos do 9.º D!


Eis a forma como a Vânia e o José Miguel, do 9.º D, apresentaram o lugar onde vivem: Estradinha, Telões, Amarante! Este foi e é um local estratégico do desenvolvimento de Amarante, primeiro porque situado numa via outrora de grande importância na ligação Trás-os-Montes, Porto e vice-versa. Depois porque foi lá que existiu a grande fábrica de Amarante e da Península Ibérica de aglomerados de madeira, TABOPAN. Hoje em dia, este local alberga outro projecto industrial e comercial, os Parques EDT!

Portugueses: A APETRO é muito nossa amiga!

«Conselhos para condução mais poupada










A APETRO - Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas lançou, esta terça-feira, a campanha «Poupe Mais do que Combustível» destinada a encorajar os consumidores a poupar combustível a partir de 10 conselhos para conduzir de forma mais eficiente.
A campanha, que foi lançada em simultâneo em 29 países europeus pela EUROPIA-Associação Europeia da Indústria Petrolífera e pela Comissão Europeia, vai abranger em Portugal 1.117 postos da Galp, BP, Repsol, Cepsa e Total.
A nível europeu, 40 petrolíferas, num total de 45.000 postos de abastecimento, associaram-se para iniciar esta campanha de sensibilização dos consumidores sobre o uso eficiente dos combustíveis rodoviários.
Através de 10 conselhos simples, relativos à condução e à manutenção da viatura, os responsáveis pela campanha afirmam que se pode poupar entre 5 a 10 por cento de combustível.
Por exemplo, fechar as janelas especialmente em velocidades mais elevadas e retirar carga do tejadilho pode fazer baixar o consumo e as emissões de dióxido de carbono (C02) em 10 por cento.
Utilizar o ar condicionado apenas quando necessário permite poupar 5 por cento e verificar a pressão dos pneus todos os meses permite uma poupança de 4 por cento.
Para além destas medidas, é aconselhável manter o veículo bem afinado e verificar o nível de óleo, retirar carga do porta-bagagens, começar a conduzir assim que o motor é ligado, conduzir a velocidades razoáveis e suavemente, tentar antecipar o fluxo de trânsito e partilhar o automóvel para trabalho ou lazer.
O objectivo final é contribuir para o cumprimento das metas europeias de redução de 20 por cento das emissões de gases de estufa e de aumento da eficiência energética em 20 por cento.
------------------------------------------------------------------------
Estes senhores depois de nos chamarem ignorantes por andarmos a planear boicotes, vem agora ensinar-nos a poupar, como se nós não o fizéssemos já há muito tempo. Sim, porque a carteira dos Portugueses raramente dá para muitas acelerações. Mas fiquei muito sensibilizado com estes conselhos, eternamente grato, eu desconhecia de todo... dia 1, 2 e 3 de Junho, vamos lá malta, ninguém vai às bombas, vamos seguir o conselho de parar e andar o menos possível e veremos se eles não mudam de estratégia. Está nas nossas mãos, mobilizem-se! Pode ser que estes senhores comecem a ter mais respeito pelos clientes...

26/05/08

Camané - Uma grande voz do Fado contemporâneo e não só!






CAMANÉ - "Sei de um Rio"

HUMANOS - "QUERO É VIVER" - (António Variações)

Mais um fado no fado - "Camané & Fábia"

Camané - "Triste Sorte"

Camané - "FADO"

Camané - "Estraña Forma de Vida"

Camané - "CÁCERES CONCIERTO"

«Camané

Carlos Manuel Moutinho Paiva dos Santos, conhecido por Camané é um fadista português nascido em Oeiras em 1967.
Em 1979 ganhou a Grande Noite do Fado, o que lhe possibilitou a gravação de um álbum produzido por António Chainho. Após uma interrupção de 5 anos regressou às lides do fado, actuando em diversas casas de fado e participando em produções de Filipe La Féria - "Grande Noite"; "Maldita Cocaína"; "Cabaret" - onde se evidencia.
A partir de 2004 esteve envolvido no projecto "Humanos" ao lado de Manuela Azevedo e David Fonseca bem como dos músicos Nuno Rafael, João Cardoso e Hélder Gonçalves, do qual resultaram dois álbuns (Humanos e Humanos ao Vivo) e um DVD, relativo aos concertos nos coliseus de Lisboa e Porto em Junho de 2005, onde Camané revelou a sua versatilidade de interpretação.
Participou nas músicas "Sopram Ventos Adversos" e "Circo de Feras" dos Xutos & Pontapés e em "Fotos do Fogo" de Sérgio Godinho [1].

Discografia
Uma Noite de Fados (1995)
Na Linha da Vida (1998)
Esta Coisa da Alma (2000)
Pelo Dia Dentro (2001)
Como sempre... Como dantes (ao vivo) (2003)
DVD - Ao vivo no São Luíz (2006)
Sempre de Mim (Edição Especial Limitada CD+DVD) (2008)» in Wikipédia.

"Sopram Ventos Adversos

Sopram ventos adversos
Junto à praia que se quis
E há sentimentos dispersos
Que são barcos submersos
No mar do que se não diz

Nos mastros que vão quebrar
Soltas velas de cambraia
E é cada remo a tentar
Menos um barco no mar
Mais um cadáver na praia


O dia nunca alcançado
Morre em todas as marés
E é sempre dia acabado
Junto ao sargaço espalhado
De tudo o que se não fez"

Mais informações sobre fabuloso este músico no seguinte link:
http://www.camane.com/

25/05/08

Serzedelo 0 vs Amarante F.C. 2 - Somos Campeões da Série B da 3.ª Divisão e Subimos à 2.ª Divisão!















Imagens do jogo da subida de divisão do Amarante F.C., na Vila de Serzedelo, em Guimarães!



Grande festa da claque e adeptos do Amarante F.C. no Estádio das Oliveiras, na Vila de Serzedelo, em Guimarães.

Festa do primeiro golo do Amarante F.C. apontado por Alex!
-----------------------------------------------------------------------------------
O Amarante F.C. subiu hoje à 2.ª Divisão e foi Campeão da Série B, da Terceira Divisão Nacional de Futebol, Viva o Amarante F.C.!
Num jogo de fraca qualidade técnica, o Amarante F.C. mostrou sempre ser a única equipa interessada em vencer o jogo por motivos óbvios. A equipa apresenta-se algo desgastada fisicamente face ao decorrer da época e aos inúmeros castigos e lesões, o meio campo do Amarante F.C. foi pouco pressionante, permitindo em alguns momentos do jogo o domínio territorial ao adversário, mas conseguindo sempre contra-atacar e chegar á baliza adversária com muito mais perigo. Excelente o jogo de Alex, Marinho, Jorge Moura, Jorginho e o inevitável Quim, que saltou do banco, mais uma vez, para resolver o jogo. Viva o Amarante F.C. a melhor equipa desta série, sem qualquer sombra de dúvidas! Estamos na 2.ª divisão nacional, com grande mérito.

Freixo de Baixo, Amarante, vista pelos Alunos Nelson Fonseca e André Teixeira!




Mais dois alunos do 9.º D, o André Teixeira e o Nelson Fonseca, retrataram a sua Freguesia, no caso, Freixo de Baixo, do Concelho de Amarante!

24/05/08

Arte Literatura - Almada Negreiros, Grande Pintor e Escritor, Poeta, Ensaísta, Dramaturgo e Romancista do Movimento Modernista Português!



«Almada Negreiros

Almada Negreiros na I Conferência Futurista, Abril de 1917.José Sobral de Almada Negreiros (Trindade, S. Tomé, 7 de Abril de 1893 — Lisboa, 15 de Junho de 1970) foi um artista multidisciplinar, pintor, escritor, poeta, ensaísta, dramaturgo e romancista português ligado ao grupo modernista.
Também foi um dos principais colaboradores da Revista Orpheu.

Vida

Era filho de António Lobo de Almada Negreiros, um tenente de cavalaria que foi administrador do Concelho de São Tomé, jornalista e fundador de diversos jornais. Uma parte da sua infância foi passada em São Tomé e Príncipe, terra natal da sua mãe, Elvira Sobral.
Depois da morte da sua mãe, em 1896, veio viver para Portugal; nesta altura, em 1900, o seu pai é nomeado encarregado do Pavilhão das Colónias na Exposição Universal de Paris, deixando os filhos José e António, ao cuidado dos jesuítas no Colégio de Campolide.
Em 1911, após a extinção do Colégio de Campolide dos Jesuítas, José entra para a Escola Internacional de Lisboa, após uma breve passagem pelo Liceu de Coimbra. Nesta escola, consegue um espaço, onde irá desenvolver o seu trabalho, publicando ainda nesse ano, o seu primeiro desenho na revista A Sátira e publica o jornal manuscrito A Paródia, onde é o único redactor e ilustrador.
Em 1913 apresenta na Escola Internacional de Lisboa, a sua primeira exposição individual composta de 90 desenhos; aqui trava conhecimento com Fernando Pessoa, com quem edita a Revista Orpheu juntamente com Mário de Sá Carneiro.
Júlio Dantas, médico, poeta, jornalista e dramaturgo, é a maior figura da intelectualidade da época e afirma que a revista é feita por gente sem juízo. Irónico, mordaz, provocador mesmo, Almada responde com o Manifesto Anti-Dantas, onde escreve: “…uma geração que consente deixar-se representar por um Dantas é uma geração que nunca o foi. É um coio d’indigentes, d’indignos e de cegos, e só pode parir abaixo de zero! Abaixo a geração! Morra o Dantas, morra! Pim!”
O manifesto teve algum impacto no meio artístico; é tempo de mudar as mentalidades e a sociedade e Almada fá-lo como poucos, atacando a cultura burguesa instituída e os seus representantes ao mais alto nível.

Escreve a novela A Engomadeira, em 1917

Em 1919 vai viver para Paris, onde exerce diversas actividades e escreve a Histoire du Portugal par coeur. Em Paris, fica apenas cerca de um ano e quando regressa, vai colaborar com António Ferro, tendo inclusivamente desenhado a capa do livro deste, Arte de Bem Morrer.
Em 1927 volta a deixar Portugal, indo desta vez para Espanha, onde para além de colaborar com diversas revistas, Almada escreve El Uno, Tragédia de la Unidad, obra dedicada à pintora Sarah Afonso, com quem viria a casar em 1934, já após o seu regresso a Portugal.
Em Portugal já vigora o Estado Novo e Almada, nacionalista convicto, começa a ser solicitado para colaborar com as grandes obras do estado. O Secretariado da Propaganda Nacional – SPN, encomenda-lhe o cartaz de apelo ao voto na nova constituição; o mesmo secretariado, irá organizar mais tarde a exposição Almada – Trinta Anos de Desenho, convidando-o para se apresentar na exposição Artistas Portugueses no Rio de Janeiro em 1942.
O SPN viria ainda a atribuir a Almada Negreiros o Prémio Columbano pela sua tela intitulada Mulher.
A partir daqui, Almada dedica-se principalmente ao desenho e à pintura: Pinta os vitrais da Igreja de Nossa Senhora de Fátima, que o público, agarrado às tradições, não aprecia; pinta o conhecido retrato de Fernando Pessoa, os painéis das gares marítimas de Alcântara e da Rocha Conde de Óbidos, pelas quais recebe o Prémio Domingos Sequeira; pinta o Edifício da Águas Livres e frescos na Escola Patrício Prazeres; pinta as fachadas dos edifícios da Cidade Universitária e faz tapeçarias para o Tribunal de Contas e para o Palácio da Justiça de Aveiro, entre muitos outros.
Tendo colaborado tanto com o Estado Novo, o que a muita gente causou estranheza, Almada, não deixaria de escrever: “As construções do Estado multiplicam-se, porém, as paredes estão nuas como os seus muros, como um livro aberto sem nenhuma história para o povo ver e fixar”.
Em 1954 Almada pinta o célebre retrato de Fernando Pessoa.
Os seus últimos trabalhos, já com 75 anos, são o Painel Começar na Fundação Calouste Gulbenkian e os frescos da Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra.
Almada Negreiros, morre em 14 de Junho de 1970, de falha cardíaca, no mesmo quarto do Hospital de São Luís dos Franceses, onde também tinha morrido Fernando Pessoa.

Obras

1915 - A Cena do Ódio (poesia)
- A Engomadeira (novela)
- O Sonho da Rosa (bailado, realização)
- Manifesto Anti-Dantas e Por Extenso
1916
- Exposição Amadeo de Souza Cardoso - Liga Naval de Lisboa"
1917
- Ultimatum às Gerações Futuristas Portuguesas do Século XX (conferência, publicada na Portugal Futurista)
- K4, O Quadrado Azul (novela)
1918
- O Jardim da Pierrette (bailado)
1919
- Histoire du Portugal par Coeur
1921
- A Invenção do Corpo (conferência)
- A Invenção do Dia Claro
1924
- Pierrot e Arlequim (teatro)
1925
- Nome de Guerra (romance), só editado em 1938
1926
- A Questão dos Painéis (ensaio)» in http://saber.sapo.pt/wiki/Almada_Negreiros

"Esperança

Esperança:
isto de sonhar bom para diante
eu fi-lo perfeitamente,
Para diante de tudo foi bom
bom de verdade
bem feito de sonho
podia segui-lo como realidade

Esperança:
isto de sonhar bom para diante
eu sei-o de cor.
Até reparo que tenho só esperança
nada mais do que esperança
pura esperança
esperança verdadeira
que engana
e promete
e só promete.
Esperança:
pobre mãe louca
que quer pôr o filho morto de pé?

Esperança
único que eu tenho
não me deixes sem nada
promete
engana
engano que seja
engana
não me deixes sozinho
esperança.

Almada Negreiros"

Mais informações sobre este grande escritor e pintor, no seguinte link:
http://www.vidaslusofonas.pt/almada_negreiros.htm
Pin It button on image hover